A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Dr. Emerson Maccari. ANÁLISE DOS RESULTADOS – Sistema de Avaliação da CAPES CRITÉRIO S DESDOBRAMENTO DE CADA QUESITO AVALIAÇÃO M. BOMBOMREGULARFRACO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Dr. Emerson Maccari. ANÁLISE DOS RESULTADOS – Sistema de Avaliação da CAPES CRITÉRIO S DESDOBRAMENTO DE CADA QUESITO AVALIAÇÃO M. BOMBOMREGULARFRACO."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Dr. Emerson Maccari

2 ANÁLISE DOS RESULTADOS – Sistema de Avaliação da CAPES CRITÉRIO S DESDOBRAMENTO DE CADA QUESITO AVALIAÇÃO M. BOMBOMREGULARFRACO DEFICIENT E Proposta do programa Áreas de concentração, linhas de pesquisa e projetos em andamento (pesquisa, desenvolvimento e extensão). AVALIAÇÃO QUALITATIVA Coerência, consistência e abrangência da estrutura curricular. Infra-estrutura para ensino, pesquisa e extensão. Atividades inovadoras e diferenciadas de formação de docentes. Corpo Docente 15%Formação dos docentes permanentes.> 80%70 - 79%60 - 69%50 - 59%< 50% 25%Adequação da dimensão, composição e dedicação dos docentes permanentes.> 70%61 - 70%51 - 6040 - 50%< 40% 20%Perfil do corpo permanente em relação à proposta do programa.> 80%70 - 79%60 - 69%50 - 59%< 50% 10%Atividade docente permanente na pós-graduação.> 90%80 - 89%70 - 79%60 - 69%< 60% 10%Atividade docente permanente na graduação.> 90%80 - 89%70 - 79%60 - 69%< 60% 20% Participação dos docentes em pesquisa e desenvolvimento de projetos.> 90%80 - 89%70 - 79%60 - 69%< 60% Corpo Discente 20% Percentual de defesas mestrado/doutorado em relação ao total do corpo dicente. > 40% 25% 36-39% 22-24% 30-35% 18-21% < 30% < 18% 15%Adequação e compatibilidade da relação orientador/discente.< 8 10%Participação de discentes autores da pós-graduação e graduação. > 25% > 40% 20-24,9% 30-39,9% 15-19,9% 20-29,9% 10-14,9% 10-19,9% < 10% 20% Dissertações/teses vinculadas a publicações. > 50% > 80% 40-50% 60-80% 30-40% 40-60% 20-30% 30-40% < 20% < 30% 20%Qualidade das teses e dissertações.AVALIAÇÃO QUALITATIVA 35%15%Tempo médio de titulação de mestres e doutores. < 30 < 54 30 - 31 54 - 55 32 - 33 55 - 56 > 33 > 56 Produção Intelectual 50%Publicações qualificadas do programa por docente permanente.> 5035-4920 - 3412- 19< 12 20% Distribuição de publicações qualificadas em relação ao corpo docente permanente. > 80%70 - 80%50 - 70%20 - 50%< 20% 15%Produção técnica ou tecnológica.AVALIAÇÃO QUALITATIVA 35%15%Produção de alto impacto.> 10075 - 9950 - 7425 - 49< 25 Impacto Social 60%Inserção e impacto regional e/ou nacional do programa. AVALIAÇÃO QUALITATIVA FONTE: MACCARI, 2008 30%Integração e cooperação com outros programas. 10% Visibilidade ou transparência do programa.

3 Dissertações e Teses Produção Intelectual Estrutura Curricular Área de concentração Linhas de Pesquisa Projetos de Pesquisa Organização da Estrutura de Pesquisa - Modelo CAPES FONTE: MACCARI, 2008

4 Estrutura do Programa Resultados Produção Científica e Tecnológica Inserção Social Sistema de Avaliação da Pós-Graduação Corpo discente Área de Concentração Estrutura Curricular Linhas de Pesquisa Projetos (eixo) Corpo Docente Plano Estratégico Missão do Programa Egresso Stakeholders Visão Acesso a Recursos FONTE: MACCARI, 2008

5 Triênios 2004-2006 e 2007-2009

6 Administração As linhas de pesquisa pertencem ao Programa e é por meio delas que os docentes se conectam para desenvolver suas atividades. Área de Concentração e Linhas de Pesquisa - LP

7 Linhas de Pesquisa e Projetos de Pesquisa Diminuição da linhas de pesquisa de 12 para 8 48 docentes (mínimo de 4 por linha) Linhas de pesquisa do professor e não do programa Projeto eixo de pesquisa máximo 2 por docente participação em 1 como colaborador

8 Projeto Eixo de Pesquisa DOCENTE

9 Docentes Premiação para os mais produtivos (produção Intelectual) Curso de Lattes Auxílio na elaboração de projetos de pesquisa Requisitos para participar do corpo docente permanente (Produção, Disciplina, Orientação e projeto financiado); 2010 – 2013 – Desempenho docente (Produção Intelectual, Orientação, projeto financiado, produção em parceria (ou não) com o discente e egresso, grupo de pesquisa)

10 Gestão do processo de entrada no Programa A entrada é regulada pela saída (controle de estoque) Entrada por linha de pesquisa (capacidade de orientação do ocente) Aumento da entrada de doutores 2004  42 M e 37 D = 79 2005  43 M e 48 D = 91 2006  48 M e 53 D = 100

11 Discentes Publicação em periódico vale créditos. Cada artigo em periódico “Qualisficado” = 4 créditos Artigos em congresso = 2 créditos Pode acumular 8 créditos (2 disciplinas) Sistema de acompanhamento discente: 1) Adequado; 2) Alerta; 3) Risco. Curso de Lattes

12 O processo de Gestão da Informação Coordenação do Programa Sistema Fênix - Pós Graduação da USP Seção Pós-Graduação da FEA Docentes Secretaria do PPGA Equipe Coleta Discentes, Participantes Externos e Teses/Disserta -ções Projetos de Pesquisa Disciplinas Turmas Auxílio no preenchimento do Currículo Lattes -CNPq Produção docente, Produção Discente/ Egressos Discentes e Egressos Colegiado do PPGA Área de Concentração Linhas de Pesquisa Preenchime nto e Conferência dos Dados

13 Resultados TIPOS DE PRODUÇÃO20042004 CORRIGIDOEVOLUÇÃO BIBLIOGRÁFICA Artigos em Periódico 6312598% Livros/Capítulos 3990130% Trabalhos em Anais 237713200% Artigo em Jornais e Revistas 83215159% Outro tipo de produção bibliográfica 212833% TÉCNICA Serviços Técnicos 203417105% Curso curta duração 366683% Desenvolvimento de Aplicativo 12100% Desenvolvimento de Material Didático 18700% Desenvolvimento de técnica 5740% Editorial 8912% Organização de Eventos 17600% Programa de Rádio/TV 61066% Relatório de Pesquisa 311266% Outro tipo de produção técnica 679846% Apresentação de Trabalhos 43178314% TOTAL 8171984142% MACCARI, E. et al. Sistema de avaliação da pós-graduação da capes: pesquisa-ação em um programa de pós-graduação em administração. RBPG. Revista Brasileira de Pós-Graduação, 2008.

14 Triênios 2013-2015 ; 2016-2019 e 2020-2022

15 Integração dos Programas 65 Docentes Permanentes

16

17 Definição dos estratos B5 – Atendimento dos mínimos estabelecidos para avaliação e padrão de qualidade regular (compatível com o que atualmente se caracteriza como Local C) B4 – Atendimento dos mínimos estabelecidos para avaliação, padrão de qualidade bom (compatível com o que atualmente se caracteriza como Local B, Local A ou Nacional C), publicação de no máximo 45% dos artigos com autores vinculados a uma mesma instituição, por volume B3 – Atendimento dos mínimos estabelecidos para avaliação, padrão de qualidade muito bom (compatível com o que atualmente se caracteriza como Nacional B), publicado por tempo de vida superior a 4 anos, publicação de no máximo 40% dos artigos com autores vinculados a uma mesma instituição, por volume B2 – Atendimento dos mínimos estabelecidos para avaliação, padrão de qualidade excelente (compatível com o que atualmente se caracteriza como Nacional A), publicado por tempo de vida superior a 4 anos, publicação de no máximo 35% dos artigos com autores vinculados a uma mesma instituição

18 Definição dos estratos (cont.) B1 – Atendimento dos mínimos estabelecidos para avaliação, padrão de qualidade excelente (compatível com o que atualmente se caracteriza como Nacional A ou Internacional C), publicado por tempo de vida superior a 8 anos, publicação de no máximo 30% dos artigos com autores vinculados a uma mesma instituição, indexado no Scielo, se periódico editado no Brasil, ou indexador equivalente, se periódico editado fora do Brasil A2 – Atendimento dos mínimos estabelecidos para avaliação, padrão de qualidade excelente (compatível com o que atualmente se caracteriza como Nacional A, Internacional B ou A), indexado no ISI ou na base Scopus A1 – Atendimento dos mínimos estabelecidos para avaliação, padrão de qualidade excelente (compatível com o que atualmente se caracteriza como Nacional A, Internacional B ou A), indexado no ISI com fator de impacto publicado no JCR igual ou superior a 0,5, ou indexado na base Scopus/SCImago com índice H igual ou superior a 5

19 Critérios para indexação Scielo: www.scielo.br/criteria/scielo_brasil_pt.html Scopus: http://info.scopus.com/etc/suggesttitle/ ISI: www.isiwebofknowledge.com DOAJ: www.doaj.org/doaj?func=suggestwww.doaj.org/doaj?func=suggest

20 EstratoPontuação A1100 A280 B160 B250 B330 B420 B510 C0

21 COMPOSIÇÃO DOS ESTRATOS A1 = 12% A2 = 13% B1 = 25% B2 + B3 + B4 + B5 = 50% A1 < A2 A1 + A2 < B1 % A1 + A2 + B1 < (B2 + B3 + B4 + B5) Travas

22 NATUREZA DA PRODUÇÃO E VEÍCULO TRIÊNIO 2007-2009 NÍVELPONTOS Livro publicadoL4 L3 L2 L1 100 75 50 25 Autoria de capítulo e organização de coletânea L4 L3 L2 L1 33 25 17 8. ( ** ) O total de pontos atribu í dos ao Programa por uma coletânea em que seus docentes permanentes tenham participado não pode exceder à pontua ç ão correspondente a um livro qualificado no mesmo estrato. Classificação Livros

23 Áreas Sem Programas com Conceito 6 Nome da ÁreaNúmero de Programas Biotecnologia 23 Ensino de Ciências e Matemática53

24 Áreas Sem Programas com Conceito 7 Nome da ÁreaNúmero de Programas Serviço Social27 Filosofia/Teologia: subcomissão Teologia15 Materiais15 Filosofia/Teologia: subcomissão Filosofia35 Enfermagem35 Direito59 Educação Física37 Arquitetura e Urbanismo30 Interdisciplinar189 Ciências Sociais Aplicadas I48 Biotecnologia23 Ensino de Ciências e Matemática53

25 Distribuição dos Programas 4 6 5 7 3 47 204 531 864 716 Números

26 4 6 5 7 3 2% 9% 22% 37% 30% 47 204 531 864 716 Distribuição dos Programas Percentuais Números

27 Conceito – Percentuais de Limites nas Áreas Conc.ÁreasMédiaMaiorNome ÁreaMenorNome Área 735 6,2% 19,1% (11/58) C. Biológicas II1,1% (1/91) Odontologia 645 8,8% 25% (6/24) C. Biológicas III1,6% (1/23) Psicologia 547 20,4% 39,1% (9/23) Biotecnologia2,49% (2/49) C. Computação 447 32,6% 45,7% (42/92) Educação13,3% (2/15) Filosofia/Teologia 347 26,8% 45,8% (27/59) Direito8,3% (2/24) C. Biológicas III

28 REFERÊNCIAS: MACCARI, E. et al. Sistema de avaliação da pós-graduação da capes: pesquisa-ação em um programa de pós-graduação em administração. RBPG. Revista Brasileira de Pós-Graduação, 2008. MACCARI, E. A.. Contribuições à gestão dos programas de pós-graduação stricto sensu em administração no Brasil com base nos sistemas de avaliação norte americano e brasileiro. São Paulo: USP, 2008 (Tese). MACCARI, E. A. ; ALMEIDA, Martinho Isnard Ribeiro de ; NISHIMURA, A. T. ; RODRIGUES, L. C.. A Gestão dos Programas de Pós-Graduação em Administração com Base no Sistema de Avaliação da CAPES. REGE. Revista de Gestão USP, v. 16, p. 1-16, 2009

29 !! Obrigado !! Prof. Dr. Emerson Maccari maccari@uninove.br emersonmaccari@gmail.com


Carregar ppt "Prof. Dr. Emerson Maccari. ANÁLISE DOS RESULTADOS – Sistema de Avaliação da CAPES CRITÉRIO S DESDOBRAMENTO DE CADA QUESITO AVALIAÇÃO M. BOMBOMREGULARFRACO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google