A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

X SAIR PALÊ ZUPPANI/PULSAR IMAGENS Capítulo 1 Região Norte.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "X SAIR PALÊ ZUPPANI/PULSAR IMAGENS Capítulo 1 Região Norte."— Transcrição da apresentação:

1 X SAIR PALÊ ZUPPANI/PULSAR IMAGENS Capítulo 1 Região Norte

2 X SAIR Região Norte Região Norte: político (2008) 1 Região Norte

3 X SAIR Região Norte ou Amazônia? Amazônia Continental e Amazônia Legal 1 Região Norte

4 X SAIR Relevo Região Norte: relevo 1 Região Norte

5 X SAIR Hidrografia A região Norte é dominada pela região hidrográfica do Amazonas. Formada pelo rio Amazonas e por seus afluentes, essa região hidrográfica é a mais vasta e a de maior volume de água do mundo, com uma área de mais de 7 milhões km 2, dos quais 3,8 milhões km 2 estão no território brasileiro. Rio Amazonas 1 Região Norte YANN ARTHUS-BERTRAND/ CORBIS/LATINSTOCK

6 X SAIR Hidrografia Região hidrográfica amazônica 1 Região Norte

7 X SAIR Clima e vegetação O clima da região Norte é equatorial úmido, caracterizado por elevada precipitação e altas temperaturas praticamente o ano inteiro. Como resultado da intervenção humana, grandes áreas cobertas por vegetação original têm sido devastadas, comprometendo a biodiversidade da região. 1 Região Norte

8 X SAIR Clima e vegetação Região Norte: vegetação 1 Região Norte

9 X SAIR Amazônia:quadro humano e econômico A Região Norte corresponde a 3,8 milhões de Km², 42% do território brasileiro, tendo 14,6 milhões de habitantes (2008), 6,7% da população total do país, escassamente povoada a densidade demográfica é de 3,8 hab/km²; Povoamento e ocupação do solo: A ocupação efetiva pelos portugueses teve início em (1616), com a fundação do forte militar de Belém (Forte do Presépio); Missionários encarregados de catequizar os índios; Ciclo da borracha no século XIX; No século XX: a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamóre(1912): os seringais (1928 A 1934); manganês; juta; a chegada dos japoneses no Pará(1929) entre outros fatores.

10 X SAIR A construção de espaços geográficos na região Norte Por volta de 1870 a região amazônica recebeu grande fluxo de migrantes em busca de trabalho no extrativismo. Látex Castanha-do-paráMadeira Um dos motores da produção e organização do espaço O período áureo da extração do látex e da borracha natural ocorreu entre 1900 e A partir de 1940, o extrativismo mineral provocou novos surtos migratórios para a região Norte. 1 Região Norte

11 X SAIR A construção de espaços geográficos na região Norte A região Norte passou a receber um fluxo maior de migrantes depois que algumas medidas de expansão foram adotadas pelos governos militares. Cultivo de juta no Amazonas Estrada de Ferro Carajás 1 Região Norte OPÇÃO BRASIL IMAGENS DARIO ZALIS/VALE

12 X SAIR Os protagonistas sociais da região Norte Com a entrada do grande capital, a disputa por territórios entre os grupos sociais da Amazônia se acentuou. Assim, a região se transformou em cenário de conflitos entre esses protagonistas e também entre eles e os madeireiros e grileiros. As atividades dos madeireiros ilegais se chocam com os interesses e os direitos dos indígenas, dos posseiros, dos pequenos agricultores e dos povos da floresta. Os grileiros roubam terras públicas, onde poderiam ser assentadas famílias de sem-terra, e chegam a contratar pistoleiros para defender essa ilegalidade. 1 Região Norte

13 X SAIR REDE URBANA A Amazônia não possui diferentes graus de hierarquização, o que leva a apresentar uma rede urbana com falhas; Belém é a metrópole regional, pois polariza a área devido aos serviços que oferece e também por ser a cidade mais populosa; Manaus é o centro regional, polarizando o interior da Amazônia; Recentemente, o meio urbano superou o número de habitantes da área rural, isso se deve ao papel polarizador da cidade de Belém

14 X SAIR Biodiversidade e desmatamento na Amazônia Calcula-se que a região possua aproximadamente 20% de todas as espécies vivas do planeta. Há anos, cientistas brasileiros e estrangeiros, além da imprensa, denunciam o desmatamento na Amazônia. Calcula-se que desde os anos 1960 foram desmatados cerca de 700 mil km², 17% da cobertura florestal da região. Entre as principais causas do desmatamento destacam-se a expansão urbana, a exploração madeireira e a expansão da fronteira agropecuária. Filhote de sauim-de-coleira (Saguinus bicolor), primata nativo do Amazonas que corre risco de extinção. 1 Região Norte FABIO COLOMBINI

15 X SAIR O mundo dos animais A sucuri, ou anaconda, é a mais pesada cobra do mundo e chega a medir 10 metros de comprimento. Quando adulta, pesa em média 200 kg. 1 Os grandes biomas brasileiros e a Amazônia FABIO COLOMBINI

16 X SAIR PALÊ ZUPPANI/PULSAR IMAGENS Capítulo 2 Região Nordeste

17 X SAIR Região Nordeste Região Nordeste: político (2008) 2 Região Nordeste

18 X SAIR Região Nordeste Região Nordeste: físico 2 Região Nordeste

19 X SAIR As sub-regiões do Nordeste Região Nordeste: zonas ou sub-regiões naturais 2 Região Nordeste

20 X SAIR Clima Região Nordeste: clima 2 Região Nordeste

21 X SAIR Vegetação natural e áreas devastadas 2 Região Nordeste

22 X SAIR Indústria Região Nordeste: indústria 2 Região Nordeste

23 X SAIR As sub-regiões do Nordeste A região Nordeste possui variedade de climas, tipos de solo e vegetação, podendo ser dividida em quatro zonas ou sub-regiões naturais: Zona da Mata Agreste Sertão Meio-Norte 2 Região Nordeste CÁSSIO VASCONCELOS/SAMBA PHOTO IVANIA SANTANNA/KINO WERNER RUDHART/KINO HAROLDO PALO JR./KINO

24 X SAIR Sertão O relevo do Sertão é irregular e apresenta diversas altitudes, com chapadas e depressões. Destacam-se a depressão sertaneja e a do São Francisco. Perfil do relevo da região Nordeste 2 Região Nordeste

25 X SAIR A questão social e política da seca Na época de seca, os governos federal e estaduais fornecem verbas aos municípios afetados pela falta de chuva, com o objetivo de socorrer a população sertaneja e possibilitar a construção de açudes. Muitas vezes, porém, as verbas são desviadas, impulsionando o processo chamado indústria da seca. Os efeitos da seca 2 Região Nordeste FOLHA IMAGEM

26 X SAIR São Francisco, o rio que corta o Sertão Trajeto do rio São Francisco 2 Região Nordeste

27 X SAIR PALÊ ZUPPANI/PULSAR IMAGENS Capítulo 3 Região Sudeste

28 X SAIR Região Sudeste Região Sudeste: político (2008) 3 Região Sudeste

29 X SAIR Relevo e hidrografia Região Sudeste: físico 3 Região Sudeste

30 X SAIR Relevo e hidrografia Saída da eclusa da Usina Hidrelétrica Avanhadava, na hidrovia Tietê-Paraná, SP São Luís do Paraitinga, São Paulo Pão de Açúcar, baía de Guanabara, Rio de Janeiro 3 Região Sudeste RICARDO AZOURY/PULSAR IMAGENS JOÃO PRUDENTE/PULSAR IMAGENS MAURÍCIO SIMONETTI/PULSAR IMAGENS

31 X SAIR Clima e vegetação Os tipos de climas do Sudeste são o tropical e o subtropical, que são divididos em subtipos climáticos: Tropical com verão úmido e inverno seco: predomina nas porções norte e leste de Minas Gerais e oeste do estado de São Paulo. Tropical de altitude, caracterizado por médias térmicas mensais mais baixas no inverno em virtude do relevo de maior altitude e da penetração da massa de ar polar. Abrange vasta porção do Sudeste. Tropical litorâneo úmido. Como diz o próprio nome, abrange o litoral. Subtropical úmido: é o subtipo climático do território brasileiro situado ao sul do Trópico de Capricórnio. No Sudeste, ele abrange o sul do estado de São Paulo (incluindo a capital). 3 Região Sudeste

32 X SAIR Clima e vegetação Região Sudeste: vegetação 3 Região Sudeste

33 X SAIR Características urbanas, populacionais e econômicas Região mais populosa do país: do total de habitantes do Brasil, em 2007, o Sudeste possuía habitantes, o que representava cerca de 42% da população total. Região mais povoada, com 84,2 hab/km² em 2007, mais industrializada e urbanizada do país, com taxa de urbanização de 93%. São Paulo é a maior metrópole nacional. Em 2007, o município tinha habitantes. 3 Região Sudeste ROBERTO LOFFE/KINO

34 X SAIR Características urbanas, populacionais e econômicas Estados do Sudeste: área territorial, população absoluta e densidade demográfica (hab/km²) – Região Sudeste

35 X SAIR Características urbanas, populacionais e econômicas Regiões: indicadores sociais (2005 e 2006) 3 Região Sudeste

36 X SAIR Características urbanas, populacionais e econômicas Realiza em quase toda sua extensão atividades agropecuárias e agroindustriais modernas. Possui avançado setor de serviços, grandes universidades, importantes centros médicos, centros de pesquisas etc. Detém mais de 56% do PIB total do Brasil em 2005, mas apresenta disparidades sociais significativas. Morro Dona Marta, no Rio de Janeiro (2002) 3 Região Sudeste WAGNER SANTOS/KINO

37 X SAIR A agricultura Destaca-se no cultivo de café, laranja e cana-de-açúcar. Os três maiores produtores de café são Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo. A cultura da laranja e da cana-de-açúcar é realizada principalmente no estado de São Paulo. Indústria de suco de laranja em Matão, no interior do estado de São Paulo 3 Região Sudeste MARCOS PERÓN/KINO

38 X SAIR O extrativismo mineral Minas Gerais: quadrilátero ferrífero Região Sudeste: exploração de petróleo 3 Região Sudeste

39 X SAIR A pecuária Além da pecuária bovina extensiva de corte praticada sobretudo no norte de Minas Gerais, o Sudeste abriga enormes áreas de pecuária intensiva destinadas à produção de leite e seus derivados. O vale do Paraíba, o sul de Minas Gerais, o Triângulo Mineiro e o leste do estado de São Paulo, próximo ao sul de Minas, são algumas das principais sub-regiões produtoras de leite e derivados. 3 Região Sudeste

40 X SAIR A concentração industrial na região Sudeste São Paulo: eixos de industrialização (2006) 3 Região Sudeste

41 X SAIR PALÊ ZUPPANI/PULSAR IMAGENS Capítulo 4 Região Sul e região Centro-Oeste

42 X SAIR Região Sul: político 4 Região Sul e região Centro-Oeste

43 X SAIR Região Sul: relevo 4 Região Sul e região Centro-Oeste

44 X SAIR Relevo e hidrografia É na serra Geral, em Santa Catarina, que se localiza São Joaquim, um dos municípios mais frios do país. Pastagem de gado em fazenda em Bagé, no Rio Grande do Sul 4 Região Sul e região Centro-Oeste SUSI PADILHA/FOLHA IMAGEM DELFIM MARTINS/PULSAR IMAGENS

45 X SAIR Relevo e hidrografia A Usina Hidrelétrica de Itaipu foi construída no rio Paraná. É a segunda maior usina do mundo, superada apenas pela Usina de Três Gargantas, na China. 4 Região Sul e região Centro-Oeste IARA VENANZI/KINO

46 X SAIR Clima e vegetação Região Sul: vegetação natural e áreas devastadas pela ação humana 4 Região Sul e região Centro-Oeste

47 X SAIR Clima e vegetação O pouco que sobrou da mata dos pinhais foi transformado em áreas de preservação ambiental, sob os cuidados dos governos federal e estaduais. Na foto, araucárias no Parque Nacional de Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul. 4 Região Sul e região Centro-Oeste RICARDO AZOURY/PULSAR IMAGENS

48 X SAIR A agropecuária Região Sul: organização do espaço 4 Região Sul e região Centro-Oeste

49 X SAIR A agropecuária No Sul, a pequena propriedade rural de base familiar é herança do processo de colonização implantado na região desde o século XIX, privilegiando a economia voltada ao mercado interno. Na foto, colheita de uvas em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. 4 Região Sul e região Centro-Oeste DELFIM MARTINS/PULSAR IMAGENS

50 X SAIR Região Centro-Oeste Região Centro-Oeste: político (2008) 4 Região Sul e região Centro-Oeste

51 X SAIR Região Centro-Oeste Região Centro-Oeste: físico 4 Região Sul e região Centro-Oeste

52 X SAIR Relevo e hidrografia No estado de Goiás encontram-se as terras mais elevadas da região Centro-Oeste. Na foto, serra dos Pireneus, em Goiás. 4 Região Sul e região Centro-Oeste DELFIM MARTINS/PULSAR IMAGENS

53 X SAIR Clima e vegetação Região Centro-Oeste: vegetação original alterada pela ação humana ( ) 4 Região Sul e região Centro-Oeste

54 X SAIR Processo gradual de povoamento Criação de áreas de colonização pelo governo federal: promoção do desenvolvimento econômico de Goiás e Mato Grosso Construção de Brasília: levou para a região milhares de brasileiros, que trabalhavam nas obras da nova capital, e funcionários públicos federais. Abertura de rodovias de integração nacional: ocorridas após 1964 com o objetivo de integrar esse território às demais regiões do país. O Centro-Oeste apresentou maior crescimento populacional absoluto nos últimos 60 anos. De 1950 a 2000 o crescimento populacional da região foi de 46%. 4 Região Sul e região Centro-Oeste

55 X SAIR Economia em plena expansão A expansão da fronteira agropecuária é responsável pelo crescimento econômico da região Centro-Oeste nos últimos anos. Na foto, colheita de soja em Rondonópolis, Mato Grosso. 4 Região Sul e região Centro-Oeste WERNER RUDHART/KINO

56 X SAIR Economia em plena expansão Grandes regiões do Brasil: crescimento do PIB entre 1968 e Região Sul e região Centro-Oeste

57 X SAIR Centro-Oeste: uma economia com base no modelo agroexportador Além de devastar a cobertura vegetal original, esse modelo causa erosão do solo, assoreamento de rios, perda da biodiversidade animal e vegetal, compactação do solo, poluição da atmosfera, aumento do efeito estufa etc. Em relação aos impactos sociais, os que mais se destacam são: Aumento do fluxo migratório da zona rural para as urbanas. Aumento do consumo de água para a irrigação. Impactos sociais sobre populações ribeirinhas e indígenas. 4 Região Sul e região Centro-Oeste

58 X SAIR O extrativismo e a indústria Região Centro-Oeste: minerais e indústrias 4 Região Sul e região Centro-Oeste


Carregar ppt "X SAIR PALÊ ZUPPANI/PULSAR IMAGENS Capítulo 1 Região Norte."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google