A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Teatro Oficina Tatiana S. Duarte. Fundado em 1958 por um grupo de alunos da Escola de Direito do Lago de São Francisco, sendo um deles José Celso Martinez.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Teatro Oficina Tatiana S. Duarte. Fundado em 1958 por um grupo de alunos da Escola de Direito do Lago de São Francisco, sendo um deles José Celso Martinez."— Transcrição da apresentação:

1 Teatro Oficina Tatiana S. Duarte

2 Fundado em 1958 por um grupo de alunos da Escola de Direito do Lago de São Francisco, sendo um deles José Celso Martinez Corrêa, hoje o principal diretor do Oficina.

3 Atual diretor do Teatro Oficina José Celso Martinez Corrêa

4 Diretor José Celso Martinez Corrêa, conhecido como Zé Celso, nascido em Araraquara, São Paulo, 30 de março de 1937, é uma das figuras mais importantes do teatro brasileiro.

5

6 História do Grupo O Teatro Oficina, da Mecânica Técnica, distinguiu-se por ter absorvido, na década de 60, toda a experiência cênica internacional e foi neste lugar que seria lançado na cultura brasileira o que ficou conhecido como Tropicalismo, estética ligada ao movimento antropofágico de Oswald de Andrade e que influenciou músicos, poetas e outros artistas. A representação desse Tropicalismo se deu no Teatro Oficina com a estreia de O Rei da Vela, em 1967, atuada por outro fundador do Oficina, Renato Borghi.

7 Foi diretor do Teatro Oficina mas não permaneceu no grupo, Renato Borghi Foi diretor do Teatro Oficina mas não permaneceu no grupo, Renato Borghi

8 "A dramaturgia bombástica me fazia sentir atuando dentro da raiz e da alma brasileira; nesta peça, o Oswald falava do Brasil de uma forma antropofágica, devorando o que a gente tinha de bom e de péssimo. O Oswald pegou o Brasil por todos os lados, devorou-o e depois o cuspiu no palco. E eu assinei em baixo, com sangue, suor e lágrimas...“ Relembra Borghi. Nessa época era o maior grupo de teatro do mundo.

9 José Celso Martinez Corrê, em seu trabalho. Destacou-se como um dos principais diretores, atores, dramaturgos e encenadores do Brasil. Seu trabalho, encarado às vezes como orgiástico e antropofágico, iniciou-se no final da década de 50, e se definiu na década de 1960 quando Zé Celso liderou a importante Teatro Oficina − grupo amador formado quando integrava a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo − onde apresentava sua inquietude e irreverência, realizando trabalhos de caráter inovador.

10 Banquete das Bacantes

11 Espaço do Teatro Oficina

12 Reunião do Grupo

13 Trabalhos atuais do encenador. Zé Celso atualmente (aos 72 anos), se intercala entre o cinema e o teatro: trabalhou em Encarnação do Demônio (2007), de José Mojica Marins (lançado em 2008), dirige e atua em inúmeras peças teatrais, ainda comandando o Teatro Oficina, atuando em Santidade (2007). Por experimentar formas ousadas de se realizar uma peça teatral, Ele já se viu entre críticas sensacionalistas, numa das mais recentes, sua peça Os Sertões, a imprensa sensacionalista alemã apelidou a montagem de “teatro pornô”. Há 26 anos, seu grupo Teatro Oficina luta contra o Grupo Silvio Santos que deseja construir um shopping no local, mesmo tento uma boa relação com o homem do Baú. Nesta causa ganhou apoio de nomes como Milton Santos e Marilena Chauí. Seja dirigindo, adaptando, ou realmente numa colaboração com nomes que vão de Augusto Boal, Henriette Morineau, Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Raul Cortez, Bete Coelho e Flávio Império. Contruindo um dos mais originais percursos dos palcos brasileiros.

14 ENCARNAÇÃO DO DEMÔNIO Quarenta anos depois Zé do Caixão completa sua trilogia. Direção: José Mojica Marins, o Zé do Caixão Elenco: José Mojica Marins (Zé do Caixão), Milhem Cortaz, Jece Valadão, Giulio Lopes, Luís Melo, Débora Muniz, Rui Resende, José Celso Martinez Corrêa

15 Teatro Adaptação São Paulo SP - A Engrenagem São Paulo SP - As Boas São Paulo SP - Para Dar um Fim no Juízo de Deus São Paulo SP - As Bacantes São Paulo SP - Os Sertões. A Terra São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. A Luta São Paulo SP - Os Sertões. A Luta São Paulo SP - Os Bandidos Autoria São Paulo SP - Vento Forte para um Papagaio Subir São Paulo SP - A Incubadeira São Paulo SP - Cacilda! São Paulo SP - Vento Forte para um Papagaio Subir Direção São Paulo SP - A Vida Impressa em Dólar São Paulo SP - Todo Anjo É Terrível São Paulo SP - Pequenos Burgueses São Paulo SP - Andorra (Uruguai) - Pequenos Burgueses (Uruguai) - Andorra São Paulo SP - Pequenos Burgueses São Paulo SP - Os Inimigos São Paulo SP - O Rei da Vela São Paulo SP - Quatro num Quarto São Paulo SP - Galileu Galilei Rio de Janeiro RJ - Roda Viva São Paulo SP - Pequenos Burgueses São Paulo SP - Na Selva das Cidades Rio de Janeiro RJ - O Rei da Vela São Paulo SP - Pequenos Burgueses Rio de Janeiro RJ - Gracias, Señor São Paulo SP - As Três Irmãs São Paulo SP - Gracias, Señor Rio de Janeiro RJ - As Três Irmãs (Portugal) - Galileu Galilei São Paulo SP - O Homem e o Cavalo São Paulo SP - Mistérios Gozozos São Paulo SP - As Boas São Paulo SP - Ham-let São Paulo SP - Os Mistérios Gozozos São Paulo SP - Para Dar um Fim no Juízo de Deus São Paulo SP - As Bacantes São Paulo SP - Ela São Paulo SP - Cacilda! São Paulo SP - Taniko, o Rito do Vale São Paulo SP - Boca de Ouro Rio de Janeiro RJ - Esperando Godot Trabalhos de Zé Celso

16 São Paulo SP - Os Sertões. A Terra São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. A Luta São Paulo SP - Os Sertões. A Luta Berlim (Alemanha) - O Rei da Vela São Paulo SP - Os Bandidos São Paulo SP - Vento Forte para um Papagaio SubirDramaturgia São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. A Luta São Paulo SP - Os Sertões. A Luta 2Interpretação Rio de Janeiro RJ - Gracias, Señor São Paulo SP - Ham-let São Paulo SP - Ela São Paulo SP - Cacilda! São Paulo SP - Os Sertões. A Terra São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. O Homem São Paulo SP - Os Sertões. A Luta São Paulo SP - Os Sertões. A Luta São Paulo SP - Os Bandidos São Paulo SP - Vento Forte para um Papagaio Subir São Paulo SP - Taniko São Paulo SP - Os BandidosInstrução São Paulo SP - Bastidores da Cena. José Celso Martinez (2002 : São Paulo, SP)Participação especial São Paulo SP - Farsa QuixotescaRoteiro São Paulo SP - 90' - Uma Coisa InofensivaTradução São Paulo SP - A Engrenagem São Paulo SP - Pequenos Burgueses São Paulo SP - Os Inimigos São Paulo SP - Ham-let São Paulo SP - As Três IrmãsTrilha sonora São Paulo SP - Ela São Paulo SP - Vento Forte para um Papagaio Principais Trabalhos Publicados São Paulo SP - Primeiro Ato - cadernos, depoimentos, entrevistas ( ), seleção, organização e notas de Ana Helena Camargo de Staal. Editora 34. Telenovelas Cordel Encantado.... Amadeus

17 "Santidade“ de Primeira peça de José Vicente de Paula, escrita em 1967 autor que agrega rebeldia e poesia à geração da contracultura, "Santidade" flagra a crise de um jovem prestes a se tornar padre. Mas os questionamentos quanto à vocação religiosa não são os únicos. Marcelo Drummond dirige primeira obra de José Vicente, com Haroldo Costa Ferrari fazendo o papel de Ex- Seminarista e Zé Celso como Ivo o estilista no elenco, transcendo a religião ao mostrar crise de um jovem prestes a se tornar padre.

18

19 "Os sertões“ 2011 Virou filme devindo-se em três partes – “A terra”, “O homem”, “A luta”. O épico "Os sertões", de Euclides da Cunha ( ), sobre a Guerra de Canudos e Antônio Conselheiro, encenado por Zé Celso e seu Teatro Oficina. Ao todo, são cerca de 30 horas de encenação, distribuídas em nove DVDs agrupados nos cinco volumes da coleção.

20 "Os sertões“ 2011

21

22 Em 2008 o Oficina chegou a seu jubileu de ouro, completou 50 anos celebrados com vitalidade que gerou quatro novas montagens: “Os Bandidos” de Schiller “Cypriano e Chan-ta-lan” de Luis Martinez Correa e Analu Prestes “Taniko” de Zen Chiku, um nô japonês transcriado pela bossanova tranzênica “Vento Forte para um Papagaio Subir”, primeira peça escrita por Zé Celso Em 2009 essas peças ficaram em cartaz e duas novas montagens foram criadas: “O Banquete” de Platão, “Estrela Brazyleira a Vagar – Cacilda!!”, segunda parte da tetralogia que narra a viva vida da grande atriz brasileira Cacilda Becker, estreado em setembro.

23 “Taniko” de Zen Chiku

24

25

26 O Carro Naval de Dionísios vai sair. Começam as Dionisíacas Os aviões levando a bordo os 60 artistas do Tyaso Uzyna Uzona, os caminhões que levam a tenda a ser erguida nos terreiros eletrônicos pelo país e outro caminhão com cenários e figurinos, vão convergir em sete cidades brasileiras ao longo de dez meses, até dezembro de 2010, e encontros com os artistas locais nas cidades por onde passam foram realizadas oficinas Uzyna Uzona.

27 “Cordel encantado”, na Globo Sua primeira novela e decidiu dar-lhe uma chance na convicção de que parte do futuro da narrativa cênica estaria em alguma possibilidade de um “teatro eletrônico”.

28

29 Bibliografia ez_Corr%C3%AAa ez_Corr%C3%AAa cordel-encantado-musicas/ cordel-encantado-musicas/ se.uai.com.br/html/sessao_11/2011/04/08/ficha_teatr o/id_sessao=11&id_noticia=37189/ficha_teatro.shtml se.uai.com.br/html/sessao_11/2011/04/08/ficha_teatr o/id_sessao=11&id_noticia=37189/ficha_teatro.shtml


Carregar ppt "Teatro Oficina Tatiana S. Duarte. Fundado em 1958 por um grupo de alunos da Escola de Direito do Lago de São Francisco, sendo um deles José Celso Martinez."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google