A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DESCRITOR: Identificar os principais domínios naturais presentes no planeta observando a importância da preservação destes para a manutenção da vida humana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DESCRITOR: Identificar os principais domínios naturais presentes no planeta observando a importância da preservação destes para a manutenção da vida humana."— Transcrição da apresentação:

1 DESCRITOR: Identificar os principais domínios naturais presentes no planeta observando a importância da preservação destes para a manutenção da vida humana na Terra.

2

3 OS DOMÍNIOS NATURAIS  Considerando as interações entre os seres vivos, podemos dividir a biosfera em domínios naturais, que são classificados de maneira hierárquica.  Na base desses domínios naturais, estão as comunidades ecológicas, nas quais diferentes espécies de seres vivos, reunidos em determinada área, estabelecem entre si uma teia completa de interações. Assim, o que é resíduo para uma espécie, por exemplo, pode servir de alimento para outra.  Os ecossistemas reúnem diferentes comunidades ecológicas, tais como as existentes em lagos, encostas de montanha, florestas etc.  Os biomas, por sua vez, são formados por um conjunto de ecossistemas associados e abrangem grandes extensões.

4 A ESFERA DA VIDA  Florestas fechadas entremeadas por rios, extensas áreas desérticas, porções de terras recobertas por neve, recifes de corais, essa enorme diversidade de ambientes representa uma pequena amostra da biosfera, a esfera que abriga a vida existente na Terra. A biosfera se estende desde as profundezas dos oceanos até a troposfera, a camada inferior da atmosfera.  Os insetos ocupam posição de destaque na imensa teia de vida que compõe a biosfera. Com um número enorme de espécies e uma excepcional abundância, eles podem ser encontrados em todos os continentes e até mesmo em ambientes aquáticos. Um exemplo disso são os besouros e as moscas.

5 Entre os principais biomas terrestres, destacam-se a floresta tropical úmida ou pluvial, a savana, o deserto, a vegetação mediterrânea, as pradarias, a estepe, a floresta temperada, a taiga e a tundra.

6 A FLORESTA TROPICAL  Se você sobrevoar uma região extensa de floresta tropical, certamente vai se sentir navegando sobre um mar verde. Isso porque as copas das árvores encobrem totalmente o solo. Por outro lado, se você olhar para cima, caminhando sobre o chão da floresta, dificilmente verá o céu, encoberto por uma densa camada de folhas.  As florestas tropicais são caracterizadas pela grande presença de árvores altas e densamente agrupadas. O fato de serem perenifólias, isto é de apresentarem folhas perenes, que não caem em nenhuma das estações do ano, dá à floresta tropical um aspecto compacto, quando vistas do alto.

7 Apesar de as florestas tropicais ocuparem apenas uma décima parte da superfície dos continentes, elas abrigam 60% das espécies vegetais e animais conhecidas no mundo.

8 AS SAVANAS  As savanas são uma formação vegetal na qual convivem plantas rasteiras, como diversos tipos de capins e árvores e arbustos de galhos retorcidos e folhas pequenas.  Elas ocorrem em áreas de transição entre regiões de clima úmido e de clima marcado pela alternância de estações secas e chuvosas.  Cobrindo mais de 10% da superfície dos continentes, dominam partes da América do Sul, da África, da Índia e da Austrália.  Nas savanas, predominam espécies vegetais dotadas de raízes profundas, cascas grossas e folhas ásperas. É o caso da mangabeira, no Brasil.

9 As duas maiores regiões de savana do mundo estão localizadas na África e no Brasil. No Brasil, a savana é conhecida como cerrado, e ocorre principalmente na porção central do país.

10 OS DESERTOS  Os desertos são biomas extremamente secos. Os índices pluviométricos não ultrapassam os 250 milímetros anuais.  Em muitos casos, os desertos encontram-se em zonas de climas quentes e podem alcançar temperaturas acima de 50 °C. A umidade é muito baixa e não há formação de nuvens. À noite, a temperatura pode chegar à 0 °C. Os desertos quentes apresentam as maiores amplitudes térmicas mundiais.  Os desertos, porém, não existem apenas em regiões quentes. Há aqueles localizados em altas latitudes, nas quais o frio predomina. É o caso dos desertos da Mongólia Interior e de Góbi, na Mongólia, e de Taklamakan, na China.

11 Deserto de Góbi na Mongólia

12 Deserto do Atacama no Chile

13 AS ESTEPES  Estepe é uma palavra russa que designava originalmente a vegetação rasteira que se estende das planícies da Hungria até a Mongólia. Mas essa vegetação também pode ser encontrada no oeste dos Estados Unidos, na Argentina, na Austrália e no sul da África.  A falta de árvores nas estepes é explicada, principalmente, pela grande irregularidade pluviométrica. Poucas plantas toleram a escassez prolongada de água, mas as espécies que vivem nas estepes possuem adaptações que lhe permitem suportar tal condição.

14 AS ESTEPES

15 AS PRADARIAS  As pradarias ocupam as regiões temperadas e são mais comuns em áreas distantes dos oceanos. Nelas predominam espécies de vegetação rasteira.  Há muito tempo as pradarias são utilizadas como pastagens naturais. Na Ucrânia, na Argentina e nos Estados Unidos, onde os solos são muito férteis, o bioma das pradarias foi praticamente extinto e sua área de ocorrência original acabou sendo transformada em campos de cultivos de cereais.  No Brasil, as pradarias continuam razoavelmente preservadas. Conhecidas como pampas, espalham-se pelas grandes planícies do Rio Grande do Sul. Nesse caso, o aproveitamento econômico das pradarias associa-se principalmente à criação extensiva de gado.

16 AS PRADARIAS

17 A VEGETAÇÃO MEDITERRÂNEA  A vegetação mediterrânea ocupa uma área correspondente a apenas 5% da superfície dos continentes, reunindo faixas de terra dos litorais da África do Sul, da Austrália, do Norte da África e do sul da Europa, nas quais os invernos são úmidos e frescos, e os verões, secos e muito quentes.  Trata-se de um bioma também conhecido como chaparral, no qual predominam espécies vegetais rasteiras e pequenos arbustos.  O bioma de vegetação mediterrânea concentra 20% das espécies vegetais do planeta, grande parte das quais são exclusivas dele.

18 A VEGETAÇÃO MEDITERRÂNEA

19 A FLORESTA TEMPERADA  A floresta temperada é um bioma que se desenvolve em áreas cujas estações climáticas são bem definidas, com verão quente e úmido e inverno rigoroso.  O solo dessa floresta recebe muito mais luz do que o da floresta tropical e, por causa disso, ela apresenta grande diversidade de vegetação rasteira e arbustiva em seu interior. As árvores mais comuns desse bioma são os álamos, os pinheiros, os abetos e os carvalhos.  As espécies arbóreas da floresta temperada são caducifólias, ou seja, de folhas caducas, que envelhecem, secam e morrem. A queda das folhas no outono é uma adaptação das plantas para o frio do inverno. Se as folhas fossem perenes (como as das florestas tropicais sempre verdes), a neve poderia queimar as plantas, dificultando sua sobrevivência.

20 FLORESTA TEMPERADA NO CANADÁ

21 Floresta de Sherwood na Inglaterra

22 A TAIGA  Ao norte da floresta temperada se encontra um amplo cinturão de florestas de coníferas, conhecidas pelo termo russo taiga.  Uma conífera é uma planta que forma sementes em pinhas, mas não possui flores. As pinhas ou cones são estruturas em escamas protetoras que se abrem e liberam as sementes.  Apesar de sua forma delgada, as folhas de coníferas são muito eficientes para captar luz. Elas são perenifólias, pois aproveitam a energia solar para realizar fotossíntese o ano todo. As pinhas possuem sementes nutritivas, por isso é grande a diversidade de aves na copa dessas árvores.

23 Sequoias do Sequoia National Park, nos Estados Unidos

24 A TUNDRA  "Terra sem árvores" é o significado do termo tundra, na língua dos lapões, povos da Lapônia, situada no extremo norte da Escandinávia, região mais setentrional do Hemisfério Norte.  A tundra ocupa 5% das terras emersas do planeta. É uma formação vegetal que se desenvolve em regiões muito frias, cujo subsolo mantém-se congelado durante o ano inteiro.  No curto período do verão, a radiação solar e o derretimento do gelo superficial permite a formação de áreas pantanosas, propícias ao desenvolvimento de musgos e liquens.

25 Tundra no norte do Canadá


Carregar ppt "DESCRITOR: Identificar os principais domínios naturais presentes no planeta observando a importância da preservação destes para a manutenção da vida humana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google