A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA. Direitos Humanos são universais, inerentes à condição da pessoa, e não relativos a peculiaridades sociais e culturais de uma.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA. Direitos Humanos são universais, inerentes à condição da pessoa, e não relativos a peculiaridades sociais e culturais de uma."— Transcrição da apresentação:

1 SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA

2 Direitos Humanos são universais, inerentes à condição da pessoa, e não relativos a peculiaridades sociais e culturais de uma dada sociedade (Villela, ARILHA, 2003). PRÁTICAS SEXUAIS E/OU REPRODUTIVAS DO HOMEM

3 Para que exista a igualdade de direitos, é preciso respeito às diferenças. Não existe um direito mais importante que o outro. Para o pleno exercício da cidadania, é preciso a garantia do conjunto dos Direitos Humanos. PRÁTICAS SEXUAIS E/OU REPRODUTIVAS DO HOMEM

4 LEMBRE-SE SEXO refere-se a um conjunto de características genotípicas e biológicas; e GÊNERO é uma construção social e histórica. Na maioria das sociedades, as relações de gênero são desiguais. PRÁTICAS SEXUAIS E/OU REPRODUTIVAS DO HOMEM

5 A Saúde Sexual é a habilidade de HOMENS e mulheres para desfrutar e expressar sua sexualidade, sem riscos de doenças sexualmente transmissíveis, gestação não planejada, coerção, violência e discriminação. A saúde sexual possibilita experimentar uma vida sexual informada, agradável e segura, baseada na auto estima, que implica abordagem positiva da sexualidade humana e respeito mútuo nas relações sexuais. A saúde sexual valoriza a vida, as relações pessoais e a expressão da identidade própria da pessoa. Ela é enriquecedora, inclui prazer e estimula a determinação pessoal, a comunicação e as relações (HERA, 199 apud CORRÊA; ALVES; JANUZZI 2006, p 45). SAÚDE SEXUAL DST PLANEJAMENTO FAMILIAR INFORMAÇÃO DIREITOS

6 Homem acessa o sistema de saúde por meio da atenção especializada, já com o problema de saúde instalado e evoluindo de maneira insatisfatória. Consequência: ♂Agravo da morbidade; ♂Maior sofrimento; ♂Menor possibilidade de resolução; ♂Maior ônus para o Sistema Único de Saúde. VERDADES SOBRE A SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA

7 Quando se trata do atendimento de doenças sexualmente transmissíveis (DST), o desafio é ainda maior, aumentando o diferencial relativo ao gênero. 17% da população Masculina sexualmente ativa tem ou já teve alguma DST. Entre estes 1 a cada 4 homens fizeram tratamento inadequado indicado por amigos ou farmacêuticos. (Incidência maior entre 25 a 49 anos). O homem, culturalmente, foi mais empoderado sobre sua sexualidade. Por isso a importância de orientá-lo sobre a relevância do uso do preservativo, haja vista seu poder de decisão. Em caso de relação desprotegida, o homem deve ser orientado a realizar teste para HIV, Sífilis e Hepatites B e C. É rápido, sigiloso e ofertado nos Centros de Testagem e Aconselhamento – CTA. A OMS projetou a meta de eliminar a sífilis congênita. A particpação do homem no pré natal é uma estratégia eficaz para o alcance desta meta. DST/SÍFILIS/AIDS Boletim Epidemiológico, 2012

8 O planejamento familiar é um direito do cidadão e um dever do Estado, estabelecido pela Lei nº 9.263/1996. O profissional de saúde deve estimular a participação do homem no processo. MÉTODOS CONTRACEPTIVOS MASCULINO Homens com 2 filhos ou maiores de 25 anos, se quiserem, têm direito de fazer a cirurgia de esterilização (VASECTOMIA) - Portaria nº 048/1999. VASECTOMIA A vasectomia é um procedimento simples e que não apresenta riscos sobre a potência sexual, dura menos de 30 minutos e é oferecida pelo SUS. PLANEJAMENTO FAMILIAR

9 O câncer de pênis é um tumor, com maior incidência em homens a partir dos 50 anos, embora possa atingir também os mais jovens. Está relacionado às baixas condições socioeconômicas e de instrução, à má higiene íntima e a homens que não se submeteram à circuncisão (remoção do prepúcio, pele que reveste a glande – a “cabeça” do pênis). O estreitamento do prepúcio é um fator de predisposição ao câncer peniano. Estudos científicos também sugerem a associação entre infecção pelo vírus HPV (papilomavírus humano) e o câncer de pênis. No Brasil, esse tipo de tumor representa 2% de todos os tipos de câncer que atingem o homem, sendo mais frequente nas regiões Norte e Nordeste. A manifestação clínica mais comum do câncer de pênis é uma ferida ou úlcera persistente, ou uma tumoração localizada na glande, prepúcio ou corpo do pênis. A presença de um desses sinais, associados a uma secreção branca (esmegma), pode ser uma indicação de câncer no pênis. Além da tumoração no pênis, a presença de gânglios inguinais (ínguas na virilha), pode ser sinal de progressão da doença (metástase). Número de mortes: 363 (2010) PREVENÇÃO AO CÂNCER DE PÊNIS

10 PATERNIDADE E CUIDADO

11 PATERNIDADE E CUIDADO/PRÉ-NATAL DO HOMEM OBJETIVO Engajar os homens no acompanhamento da gestação, parto, puerpério de suas parceiras e nos cuidados no desenvolvimento da criança no intuito de gerar vínculos afetivos saudáveis e qualidade de vida para todos, além de iluminar a importância da ética do cuidado por parte dos homens no campo da prevenção e promoção da saúde.

12 A paternidade - responsabilidade/obrigação,direito/prazer pai não é visita. muitos pais têm interesse em participar do desenvolvimento dos seus filhos. - Os serviços precisam se adequar a esta realidade: promovendo acolhimento. adaptando sua rotina e estrutura para garantir o exercício da paternidade, especialmente no pré-natal, parto e pós-parto, bem como na pediatria. Paternidade é também um direito.

13 A paternidade - responsabilidade/obrigação,direito/prazer pai não é visita. muitos pais têm interesse em participar do desenvolvimento dos seus filhos. - Os serviços precisam se adequar a esta realidade: promovendo acolhimento. adaptando sua rotina e estrutura para garantir o exercício da paternidade, especialmente no pré-natal, parto e pós-parto, bem como na pediatria. Paternidade é também um direito.

14 PROVEDORCUIDADORA MÃE PAI FAMÍLIA

15 NOVOS MODELOS DE FAMÍLIA Mãe+ Mãe Provedoras e Cuidadoras. Provedores e Cuidadores. Pai+ Pai Mãe Provedora e Cuidadora. Provedor e Cuidador.Pai Pai+Mãe Provedores e Cuidadores.

16 NOVOS MODELOS DE FAMÍLIA Pai+ Mãe Provedores e Cuidadores Pai Provedor e Cuidador Mãe Provedora e Cuidadora Pai+ Pai Provedores e Cuidadores Mãe+ MãeProvedoras e Cuidadoras A OMS (Brasil, 2005) enfatiza que: O cuidado na atenção pré-natal, perinatal e puerperal deve estar centrada na família (integração – mulher/filho/ casal). Família vista como alvo do cuidado e do preparo. Participação ativa do pai no ciclo gravídico - decisiva na interação de pai- filho Construir vínculos de afeto e sentir-se pai.

17 Aumento do número de homens buscando o serviço de saúde pela Atenção Básica; Redução do índice de doenças preveníveis; Redução do índice de violência; Participação ativa do pai no ciclo gravídico - importante na interação pai-filho; Modifica a cultura de que o cuidado é feminino - o cuidado também é masculino.  Vantagens !

18  E O HOMEM, QUAL É O SEU NOVO LUGAR? Homens capazes de desempenhar tarefas de cuidado com as crianças: higiene, vestuário, alimentação, instrução, saúde, acolhimento amoroso, educação, valores e disciplina, entre outras funções. Os pais constroem suas formas particulares de cuidar, com diferentes estilos pessoais no desempenho das atividades com os filhos.

19 A relação entre o filho e sua mãe é construída, habitualmente, desde a decisão de engravidar.. A paternidade também é uma construção.O papel do pai é de suma importância na formação do caráter e personalidade da criança. Sua função ultrapassa a de prover recursos. Simbolicamente, é o pai quem apresenta o mundo ao filho. Um pai presente, possibilita proteção e cuidado para mãe e filho... Um pai devidamente acolhido, orientado e respeitado em sua função é um facilitador do desenvolvimento do filho e de suas relações, que com o tempo serão consolidadas com a família e com a sociedade. Relações saudáveis propiciam pessoas saudáveis... Homens saudáveis.

20 O que os serviços de saúde podem fazer? Nas consultas de pré-natal feminino, convide os pais a participarem do pré-natal do homem; Formação de grupos de discussão de casais grávidos; O exame de ultrassonografia é uma situação privilegiada para a vinculação do pai com a criança. Muitos pais comentam que nesse momento “cai a ficha”.

21 O que os serviços de saúde podem fazer? Na visita às famílias onde houver gestante, busque o contato com o companheiro desta para estimulá-lo a comparecer às consultas e às atividades grupais no pré-natal e no cuidado pediátrico. Converse sobre a importância da paternidade participativa, sensibilizando-o para os benefícios do envolvimento dos homens com o cuidado com a família. Ofereça o seu apoio à mulher para ajudá-la a conversar com o futuro papai, se for necessário. As mulheres são as principais estimuladoras do cuidado paterno em suas casas.


Carregar ppt "SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA. Direitos Humanos são universais, inerentes à condição da pessoa, e não relativos a peculiaridades sociais e culturais de uma."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google