A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. PCMSO PCA PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO AUDITIVA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. PCMSO PCA PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO AUDITIVA."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. PCMSO PCA PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO AUDITIVA

2 PCA PASSOS: 1-LEVANTAMENTO/MONITORAMENTO AMBIENTAL 2-MEDIDAS DE PROTEÇÃO COLETIVA 3-MEDIDAS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL 4-CONTROLE MÉDICO 5-AUDITORIA

3 PPRA NR-9 AVALIAÇÃO DOS RISCOS AMBIENTAIS PCMSO NR-7 AVALIAÇÃO DOS EFEITOS NOS EXPOSTOS CONTROLE/ELIMINAÇÃO DO RISCO RUÍDO PCA INTEGRAÇÃO

4 PCA Avaliação do ruído. Sem risco Área de risco Redução do tempo de exposição Redução do nível de ruido Redução do ruído na fonte Trajetória de transmissão interrompida Isolamento de pessoas Proteção da audição Refugios protegidos do ruído Rotação de ocupação Especificação do ruído para as novas instalações Educação, supervisão e monitoramento audiométrico. Redução do Leq

5 LIMITES DE NPS – Portaria 3214/1978 Anexo 1 NR-15 NPS dB (A)Máxima exposição diária permissível Horas 07Hhoras 06 Horas 05 Horas 04 Horas e 30 minutos 04 Horas 03 Horas e 30 minutos 03 Horas 02 Horas e 30 minutos 02 Horas e 15 minutos 02 Horas 01 Hora e 45 minutos 01 Hora e 15 minutos 01 Hora 45 minutos 35 minutos 30 minutos 25 minutos 20 minutos 15 minutos 10 minutos 08 minutos 07 minutos

6 Limiar seguro para 90% dos expostos DecibéisExemplo 30 – 40Biblioteca, quarto de dormir 50 – 70Conversação normal 80Limiar seguro para audição 90Cabine de caminhão 100 – 115Concerto de Rock 120 – 140Arma de fogo

7 REDUÇÃO DO RUÍDO NA FONTE A-Modificações ou substituições de máquinas e equipamentos B-Redução dos efeitos e força de impacto C-Isolamentos entre superfície que vibram e dos dispositivos e máquinas que produzem as vibrações mecânicas que as excitam. D- Redução da radiação do ruído através da alteração das características de ressonância de painéis, redução da amplitude das ressonâncias utilizando materiais amortecedores e/ou enrigecedores, ou mesmo pela redução das áreas das superfícies irradiantes. PCA

8 REDUÇÃO DO RUÍDO NA FONTE E- Modificação do processo de produção F- Manutenção preventiva e corretiva de máquinas e equipamentos G- Mudanças para técnicas menos ruidosa de operação. PCA

9 REDUÇÃO DO RUÍDO NA TRANSMISSÃO: A-Alteração das posições relativas entre o trabalhador e a fonte, no ambiente e posto de trabalho B- Utilização das características de diretividade da fonte para obter uma orientação que ofereça alguma redução de ruído ao trabalhador C-Barreira, silenciadores, enclausuramentos parciais ou completos podem reduzir a energia sonora PCA

10 REDUÇÃO DO RUÍDO NA TRANSMISSÃO: D-Alteração das características acústicas do ambiente de trabalho pela introdução de materiais absorventes E-Assentamento com material anti-vibrante, isolamento do posto de trabalho do local de transmissão da vibração. PCA

11 CONTROLE DE EXPOSIÇÃO: A-Revezamento entre ambientes, postos, funções ou atividades B-Posicionamento remoto dos controles das máquinas C-Enclausuramento do trabalhador em cabine tratada acusticamente D-Reposicionamento do trabalhador em relação a fonte de ruído ou do caminho da transmissão durante etapas da jornada de trabalho. PCA

12 EPI´S EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PCA

13 EPI´S EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NR-9 IDÉIA PRINCIPAL Quando comprovado pelo empregador ou instituição, a inviabilidade técnica da adoção de medidas de proteção coletiva ou quando estas não forem suficientes ou encontrarem-se em fase de estudo, planejamento ou implantação ou ainda em caráter complementar ou emergencial, deverão ser adotadas outras medidas obedecendo-se à seguinte hierarquia:

14 A) MEDIDAS DE CARÁTER ADMINISTRATIVO OU DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO; EPI´S EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NR-9 IDÉIA PRINCIPAL afastar do ruído: fisicamente diminuir jornada de trabalho

15 B) UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI. EPI´S EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NR-9 IDÉIA PRINCIPAL 1) seleção do EPI adequado tecnicamente ao risco a que o trabalhador está exposto e à atividade exercida, considerando-se a eficiência necessária para o controle da exposição ao risco e o conforto oferecido segundo avaliação do trabalhador usuário; 2) programa de treinamento dos trabalhadores quanto à sua correta utilização e orientação sobre as limitações de proteção que o EPI oferece; 3) estabelecimento de normas ou procedimentos para promover o fornecimento, o uso, a guarda, a higienização, a conservação, a manutenção e a reposição do EPI, visando a garantir as condições de proteção originalmente estabelecidas;

16 EPIs AUDITIVOS QUALIFICAÇÃO DO EPI NR O EPI, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser colocado à venda, comercializado ou utilizado, quando possuir o Certificado de Aprovação - CA, expedido pelo Ministério do Trabalho e da Administração - MTA, atendido o disposto no subitem ( / I 2 ) TODO EPI DEVE POSSUIR CERTIFICADO DE APROVAÇÃO (C.A)

17 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação Conforto Compatibilidade Higiene Custo

18 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação NRR = Nível de redução de ruído. ANSI S (similar as normas ASA e ISO )

19 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação NRR = Nível de redução de ruído (características): É baseado em um método de laboratório. Expectativa de atenuação matemática. O comprador adota a mentalidade do do maior é melhor.

20 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação USANDO O NRR NO TRABALHO 1. Quando o nível de ruído é conhecido em dB(C): Proteção obtida = Nível de ruído -NRR. Ex: 95dB(C) - 21 = 74 dB(C) 2. Quando o nível de ruído é conhecido em dB (A): Proteção obtida = Nível de ruído - (NRR-7) Ex: 95dB(A) - ( ) = 81 dB(A)

21 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação USANDO O NRR NO TRABALHO Atenuação na prática diferente da teoria. 1-Dados obtidos de indivíduos treinados, supervisionados,com EPI´s escolhidos e resultados insatisfatórios descartados. 2- Não existem fatores agravantes: exercício físico, calor, ruído continuo, ruído impactante, vibração.

22 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação USANDO O NRR NO TRABALHO Atenuação na prática diferente da teoria. 3-Não existe falta ou deficiência na motivação e no treinamento 4-A maneira pela qual o EPI é escolhido e utilizado tem maior inportância, quanto à proteção, do que o método utilizado para calcular teoricamente a atenuação.

23 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação USANDO O NRR NO TRABALHO - TEORIA DA CORREÇÃO. OSHA: 50% DO VALOR NOMINAL. Ex: 100dB(C) - (21/2) =100dB(C) - 10,5= 89.5 dB(C). 100dB(A) - {(21 -7)/2} =100dB(A) - 7= 93 db(A) PARK E CASALI: - 50% para plugs; - 30% conchas. NIOSH(1998) - Descontar do NRR: CONCHA 25% PLUG MOLDÁVEL 50% OUTROS PLUGS 75%

24 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação O novo NRR: NRR(SF) Estabelecido pela ANSI SI Sujeitos dos testes são não-treinados. Instruções, apenas as que são lidas na embalagem.

25 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação 4. Atenuação na prática é menor do que a esperada. 1. Como regra: conchas tem NRR menor do que plug´s, mas dão maior atenuação. 2. Todos EPI´s proporcionam menor atenuação nas baixas freqüências do que nas altas. 3. Dupla proteção: depende mais do plug do que da concha.

26 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação: falhas 1-TAMANHO INADEQUADO. 2-POUCA INSERÇÃO 3-PROBLEMAS DE COMPATIBILIDADE 4-PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO 5-CRIATIVIDADE DO USUÁRIO

27 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Atenuação: falhas 6-LIMITAÇÕES FÍSICAS DO USUÁRIO 7-DEFICIÊNCIA NA REPOSIÇÃO 8-TREINAMENTO INADEQUADO

28 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s î Único tamanho î Colocação rápida î Atenuação uniforme nas duas conchas î Partes substituíveis î Modelos variados î Higiênicos Vantagens dos Abafadores:

29 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Desvantagens dos Abafadores: î Desconforto em áreas quentes î Dificuldade em carregar e guardar î Interfere no uso de outros EPI´s î Pode restringir movimentos da cabeça î Desconfortável para 8 horas de trabalho î Não recomendado uso com cabelos compridos, barba, óculos, etc.

30 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s î Utilizado por pessoas de cabelos compridos, barba, cicatriz î Compatível com outros equipamentos î Descartáveis î Pequenos e facilmente transportados e guardados î Boa adaptação a ambientes com calor e umidade excessiva î Não restringe movimentos em áreas muito pequenas Vantagens dos Plugs:

31 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Desvantagens dos Plugs: î Menor atenuação: movimentos (fala, mastigação) podem deslocar o plug î Necessidade de treinamento específico î Bons níveis de atenuação dependem da boa colocação î Menos higiênicos î Só pode ser utilizado em canais auditivos saudáveis î Fáceis de perder î Menor durabilidade

32 EPIs AUDITIVOS CARACTERÍSTICAS DOS EPI´s Especiais: Atenuação seletiva à amplitude. ATIVOS (incorporam tecnologia eletrônica). Cancelamento por controle ativo. Circuitos eletrônicos para comunicação

33 EPIs AUDITIVOS TREINAMENTO:

34 6.6.1* Treinar o trabalhador sobre o uso adequado do EPI * Programa de treinamento para correta utilização EPIs AUDITIVOS TREINAMENTO: NR 6

35 EPIs AUDITIVOS TREINAMENTO: Motivação especial e convicção 1. Em grupos e individualmente 2. Videos e folhetos são complementos 3-Campanhas educativas

36 EPIs AUDITIVOS TREINAMENTO: EVENTOSNRR MÉDIO DE EXPOSIÇÃO NRR DO CANAL AUDITIVO DIFERENÇA EM Db (A). PLUG INSERÇÃO : COM SUPERVISÃO 108,0101,76,3 PLUG INSERÇÃO: SEM SUPERVISÃO. 104,686,618

37 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. 0 exame audiométrico será realizado, no mínimo, no momento da admissão, no 06 (sexto) mês após a mesma, anualmente a partir de então, e na demissão nos trabalhadores expostos a níveis de pressão sonora acima de 80dB(A).

38 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Admissional (alto risco): Indivíduo jovem, com PAIRO profunda já diagnosticada, e que vá trabalhar em área com alto nível de ruído (igual ou maior que 90dB(A); anacusia unilateral de causa desconhecida, mesmo que a audição contralateral esteja normal;

39 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Admissional (alto risco): Perda auditiva neuro-sensorial causada por agente etilógico que não o ruído, com comprometimento das frequências 2000, 1000 ou 500Hz; Portador de otite média crônica;

40 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Periódicos: Não houve agravamento ou surgimento de casos novos Eficiência e eficácia de PCA

41 Uma vez constatada a PAIRO no exame periódico cabe ao médico do trabalho observar: Caso novo; Agravamento. PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Periódicos:

42 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Periódicos: novo caso ou agravamento Verificar a ocorrência de outros casos de agravamento no mesmo grupo de risco ou no mesmo local ou ambiente de trabalho (análise epidemiológica); Verificar a existência de outros fatores que expliquem esta ocorrência (doenças agudas, outras exposições, consumo de medicamentos, fumo, álcool, etc.)

43 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Periódicos: novo caso ou agravamento Verificar a utilização do EPI (forma de utilização, o tipo de EPI escolhido, estado de conservação, conscientização, ficha de EPI, etc.) Repetir a audiometria em 30 dias, realizando uma avaliação otorrinolaringológica com parecer do otorrinolaringologista, para embasar a conduta.

44 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Periódicos: novo caso ou agravamento Controlar a exposição ao risco através de redução do tempo de exposição, remanejamento, refúgios protegidos de ruído, uso de protetores auriculares, etc. Comunicar à chefia as restrições cabíveis para aquele trabalhador, e protocolar esta comunicação.

45 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. Demissional: Deve haver coerência, ou seja, os critérios adotados para aptidão admissional devem ser os mesmos critérios adotados para aptidão demissional.

46 PCA CONTROLE MÉDICO 1-Testes audiométricos.. SOFTWARE DE CONTROLE

47 PCA

48 CONTROLE MÉDICO DIAGNÓSTICO. Características da PAIRO. Ser sempre neurosensorial Ser quase sempre bilateral Irreversível Exposição ao ruído ocupacional Uma vez cessada a exposição ao ruído intenso, não haverá progressão da doença.

49 PCA CONTROLE MÉDICO DIAGNÓSTICO. Características da PAIRO. Manifesta-se, primeira e predominantemente, nas freqüências de 6000, 4000, ou 3000Hz e com o agravamento da lesão, estende-se às frequencias de 8000, 2000, 1000, 500 e 250Hz, as quais levam mais tempo para serem comprometidas.

50 PCA CONTROLE MÉDICO DIAGNÓSTICO. Características da PAIRO. A PAIRO geralmente atinge o seu nível máximo para as freqüências de 3000, 4000 e 6000Hz nos primeiros 10 a 15 anos de exposição sob condições estáveis de ruído.

51 PCA CONTROLE MÉDICO DIAGNÓSTICO. Características da PAIRO. NORMALDANIFICADA

52 AUDITAR

53 AUDITORIA N.R.9IDÉIA PRINCIPAL *O PPRA deve estabelecer critérios e mecanismos de avaliação das medidas de proteção, considerando: * dados das avaliações; * controle médico

54 AUDITORIA àControle médico = audiometria àDados das avaliações = levantamento ambiental.


Carregar ppt "PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. PCMSO PCA PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO AUDITIVA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google