A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PNEUMATOLOGIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PNEUMATOLOGIA."— Transcrição da apresentação:

1 PNEUMATOLOGIA

2 PNEUMATOLOGIA

3 Pneumatologia ( Pneuma+logia) Pneuma= Ar,Sopro; Fôlego + Logia= Estudo
Pneumatologia ( Pneuma+logia)    Pneuma= Ar,Sopro; Fôlego + Logia= Estudo.  Paracletologia =Para(“ao lado”; “lado a lado”). Caleo(=Chamar ou Convocar).   1- A Natureza do Espírito Santo: 1.1-Personalidade( A Pessoa do Espírito Santo). É um ser pessoal,a 3ª. Pessoa da Trindade (João14:16-17.Mt.3:13-17) Pois em uma Personalidade encontramos: 1.2-Intelecto: ( I Cor.2:10-13;I Cor.12:8;Rm.8:27); Ensina(João 14:26,2:27); Testifica(João 15:26); Fala( At.13:2;21:11) Revela(Lc.2:26;II Pe.1:21); Intercede(Rm.8:26). 1.3Sensibilidade:Rm.15:30(Amor do Epirito);Ef.4:30(Se entristece),Is.63:10(Contristá-lo). tem ciúme(Tg.4:5). 1.4-Volição:( Desejo): ( distribui dons) I Cor.12:11 ; At.16:6-11=Impedidos pelo Esp.Santo de ir a Ásia. 1

4 1.5- Uso de Pronomes Pessoais:
Pronome( Palavras que substituem o nome). Eu(At.10:19-20);Ele ( João 16:8);Outro(João 14:16). 1.6- Tem Ações Pessoais: Ele expressa ações pessoais,como pessoa viva e atuante: Ordena(At.16:6-7); Ensina((João 14:26);Consola(At.9:31;João 14:26) Revela( II Pe.1:21); Convence(João 16:8);Fala(Ap.2:7). Impede Ações (At.16:6-7); Envia( At.13:4). 2.Exerce Cargos Pessoais: 2.1-Mestre(Ensinará-João 14:26);2.2-Administra(At.16:6-7;At.13:2-4) 2.3-Consola(João 14:16); Outro=part.grega “haelos”(mesmo tipo), e não “heteros”(Outro diferente). 2

5 3-É Sensível as Ações do ser Humano:
O Homem Pode: para Ele: Mentir( At.5:3); resistir a Ele(At.7:51); Blasfemar contra Ele(Mt.12:31-320; Entristecê-lo(Ef.4:30); 4- A divindade do Espírito Santo: 4-1-Divino: (Atributos) Eternidade-(Hb.9:14); Onipresença-(Sl.139:7-10); Onipotência(Lc.1:35;Rm.15:12-19) Onisciência(lCor.2:10), Imutabilidade. 4.2-Relacionamento com a Trindade: A verdade da Trindade pode ser vista em: Batismo de Jesus(Mt.3:16-17); Comissão Apostólica(Mt.28:19); Benção Apostólica(II Cor.13:13);Administração da igreja(Ef.4:4); Decisões divinas (Gn.1:26; 3:22;6:3;111:7). 3

6 Fluxograma sobre a Trindade
NÃO É PAI FILHO É É NÃO É NÃO É É ESPÍRITO SANTO

7 5-Atributos Divinos do Espírito Santo:
Onipresente; Onisciente;Onipotente;Verdade,soberania; retidão, Justiça; Santidade;Retidão;Bondade;Verdade. 6-Trabalhos divinos do Espírito Santo: Na Criação(Gn.1:2;Sl.104:30; Jó 33:4); Transmissão da Vida( Gn.2:7; João 3:3; Rm.8:11;I Pe. 3:18). Convencimento( João16:8-11);Mensagem Profética(II Pe.1:21); Ressurreição de Jesus(II Cor.4:13-14); Dist.de Dons(I Cor.12:7-11); Expulsão de Demônios (Mt.12:22); Administra a Igreja(Ef.4:22). 7- Nomes do Espírito Santo: O Consolador (João 14 a 17); Greg.=Parácleto-Ficar ao lado,também =Advocatus. O Espírito de Deus ( Gn.1:2, Mt.3:16; I Cor.3:16). O Espírito de Cristo (João 14:26) Porque é enviado por Jesus Cristo,p/ Glorificar a Cristo ( João 16:14).;O Espírito de Adoção (Rm.8:15); O Espírito de Vida ( Rm.8:2). 4

8 8- Símbolos do Espírito Santo: 8. 1- Fogo: Que Queima(Hb. 12:29; Is
8- Símbolos do Espírito Santo: 8.1- Fogo: Que Queima(Hb.12:29; Is.4:4);Fogo que Prova(I Cor.3:13-15); Que Amolece( At.2:37); Que Ilumina( Ex.13:21; Gl.5:18) Vento: a analogia é que o Espírito não vemos, e o Vento também,mas o sentimos.(João 3:8). No N.T. é “Pneuma”, e no A.T. é “Ruach”. 8.3-Água:(Joaõ 7:37);Rio(Ez.47:1-2) ;Chuva(Is.55:10). A Água é abundante nunca falta; refresca e dessedenta; indispensável a Vida. 8.4-Óleo/Azeite/Unção: Simbolismo: N a Orelha( Lv.14:17)=Habilitação p/ ouvir a voz de Deus;p/ andar no caminho do Senhor. OBS: Finalidade da Unção do Espírito: Consagração do sacerdote p/ ministrar as coisas sagradas( Lv.18:10-12;Rm.5:16;I Pe.2:9). P/ Servir Eficientemente( At.10:38). 5

9 Símbolos do Espírito Santo:Cont.
8.5- Selo:( Ef.1:13;II Tm.2:19). Significa o senhorio sobre algo.(Rm.8:9)=O crente é a propriedade de Deus e habitação do Espírito Santo. Significava legitimidade e Autoridade:Os documentos eram reconhecidos e válidos mediante o sêlo da União , do Estado. Significa também: Segurança e Preservação( Ef.1:14)= lacrado da influência do meio ambiente. 8.6- Uma Pomba: Símbolo de pureza e inocência. Veio sobe Jesus no seu batismo 6

10 Cap. II-O Espírito Santo no Velho Testamento:
87x é o Espírito Santo mencionado no V.T. 23 dos 37 livros do V.T. fazem referência ao Espírito Santo. 2.1- O Espírito Santo no Antigo Testamento.(A.T.) O Espírito Criativo(dor). O Espírito Dinâmico: Obreiro;Oradores e profetas. O Espírito Regenerador. 2.1-Gn.1:2= Participou da criação do Universo, junto com os outros componentes da trindade. 2.2- Na Produção de Líderes: (Dinâmico). José –Capacitando-p/ Administrar(Gn.41:38-40). Bezalel- Capacitando-o para execução e obras criativas(Ex.31:1-6). Moisés- Capacitando-o p/ Liderar(Nm.11:16-25). 7

11 Josué- Capacitando-o para conquistar(Nm.27:18;Dt.34:9.Jos.12:24b).
Sansão- Capacitando-o pra Libertar( Jz.13:25). Sobre os Juízes-(Jz.6:34; 11:29..). Davi- Capacitando-o para exercer o reinado;onde Davi,ora p/ que o Senhor não retire dele o Seu Espírito. ( Sl.51:11) Sobre os Profetas: A Ação do espírito Santo atingiu o ponto máximo, no ministério dos profetas. Fizeram maravilhas pelo seu Poder: Elizeu; Elias; Falaram e Pregaram a Mensagem de Deus. ( I Pe.1:11;II Pe.1:21). 8

12 Cap.III - O Espírito Santo na Vida de Jesus Cristo.
A Ação do Espírito Santo é mais vasta no N.T. do que mesmo no V.T., principalmente quando observamos essa ação na vida de Jesus Cristo, e posteriormente na vida dos apóstolos. 2.1- O Nascimento Virginal de Jesus Cristo(Lc.1:26-45;Mt.1:20; 2.2- A Apresentação de Jesus no templo,a Simeão e Ana(Lc.2:30). 2.3-O Batismo de Jesus Cristo(Mt.1:11-17). 2.4-O Ministério Público de Jesus Cristo(Fp.2:7). 2.5-A Ação sobre a natureza(Mc.4:39). 2.6- A Cura dos enfermos( Mt.11:5;8:1-4). 2.7- A Ação sobre os demônios(Lc.11:20;Mt.12:28). 2.8- Sobre a morte( Lc.7:14-17;João 11:43). 2.9- Na Crucificação e Ressurreição(Hb.9:14). OBS: Tudo isso através do ministério do Esp.Santo;o qual confiou; Jesus Tornou-se dependente de Deus,operando através do Espírito 9

13 Cap.IV- O Espírito Santo na Igreja Primitiva.
4.1- No Derramamento do Próprio Espírito Santo.: O derramamento do Espírito Santo, no dia de Pentecostes,confirmou a chegada de Cristo à destra de Deus,Pai. E a sua ascensão aos céus,o Senhor, exerceu a prerrogativa messiânica que lhe foi outorgada; enviar o espírito Santo sobre os outros.( At.2:33). 4.1.1-O Cumprimento da Promessa: O Cumprimento da promessa de Cristo em dar o consolador( At. 1:8). 4.1.2-O Nascimento da Igreja: Essa espera no cenáculo deu inicio ao nascimento da Igreja. Com evento sobrenatural,mediante o poder do Espírito Santo.(At.2:1-4). era festa das primícias,o pentecostes,7 semanas depois da páscoa,onde Aconteceu uma nova dispensação do Espírito,este tempo é o da dispensação do Espírito,entre a ascensão de Jesus Cristo e a sua 2ª Vinda(parousia). Continuará pois o ministério do Espírito até que Jesus retorne para buscar a sua noiva. 10

14 4.2- Provisão do Poder Divino para a Igreja:
O Espírito Santo, é o executor da Grande Comissão e o Administrador do Empreendimento missionário. Acontecendo os milagres,conversões, acontecendo assim, tão rápido a divulgação do evangelho, e perdurando e continuando até os dias atuais. Desempenhando o seu papel como o “Produtor da história da Igreja”. 4.3- A Morada Permanente do Espírito Santo: No dia de Pentecostes o Espírito Santo, foi enviado para habitar na Igreja como o Seu templo, e sua presença localizar-se no corpo coletivo e nos cristãos individualmente. É Ele o representante de Cristo, e está em sue encargo a administração da Igreja até a volta de Jesus Cristo. Esse direito era reconhecido por todos na igreja, onde havia obediência e a sensibilidade de perceber a atuação do Espírito Santo, na sua igreja. Movimento este comeado no Pentecostes e continua até os dias atuais. Continuando a sua ação atual em vários aspectos: 11

15 4.3.1- No Trabalho Geral da Igreja:
Capacitando a Igreja p/ ganhar almas p/ Cristo ,e cuidar do rebanho através da pregação( I Pe.1:12;I Tss.1:6;I Cor.2:4-5). Capacitando na Oração( João 16:23; Ef.6:18; Jd.20); Auxiliando nos Cânticos(Ef.5:18-19) e no Testemunho Cristão( At.8:4-5;35; 9:20). Na Administração e Organização da Igreja: Esta é a prerrogativa e o ministério do Espírito Santo,através de homens escolhidos para cargos e ofícios nela. (At.6:3;15:28 e 20:28). Na Liderança Administrativa: Providenciou liderança administrativa e operou milagres por ação direta. Ex: Felipe à Gaza; Direção a Ananias p/ orar por Saulo (At.9:10;15) Na Escolha de Missionários na Igreja de Antioquia( At.13:1-4). 12

16 4.3.4- Na Chamada e Ordenação de Obreiros:
Paulo tinha essa convicção( Rm.15:18-19): Barnabé foi também separado p/ uma missão ( At.13:2-4). Na Solução de Problemas e Discórdias: O Problema da murmuração dos helenistas sobre os hebreus( At.6). Estabeleceu assim o diaconato. Capacitando com sabedoria para solucionarem as diferenças entre judeus crentes e os gentios novos convertidos( At.15:28); evitando a fragmentação da Igreja e cumprindo os propósitos de Deus. Na Orientação da Obra Missionária( Ordenados e aprovados) ( At.8:29; 10:19:44; 13:2-4). 13

17 Cap.V- O Espírito Santo no Futuro:
5.- Preparar uma esposa(a Igreja) para Cristo, durante a dispensação atual( At.15:14;I Cor.3:16). 5.-Quando a esposa estiver preparada e houver “entrado a plenitude dos gentios”( Rm.11:25); terá lugar o arrebatamento da Igreja;onde o espírito Santo dará Sua administração ao Filho. O atual administrador da Igreja, e quando esta o ignora ou o negligencia,deixando-o à parte, esta sofre no objetivo de sua missão em salvar almas e conhecimento espiritual dos seus membros. Porém teremos um período todo especial, quando da ascensão da igreja; Onde o Espírito Santo irá operar de formas diferentes: 5.1- Na Tribulação: ( II Ts.2:7)- Nos mostra que quando a igreja for transladada, o Espírito Santo, irá interromper o seu atual ministério,onde os que ficarem e se arrependerem irão gozar de um status semelhante ao do V.T. ( Rm.4:3). (Creu Abraão em Deus,e isto lhe foi imputado como justiça). Justificados mas não regenerados,e nem a presença interna do Espírito Santo. 14

18 5.2- Na Revelação de Cristo:
Na Tribulação: Cont. O Espírito Santo também capacitará e sustentará os judeus e gentios restantes, e deste modo lançará o fundamento para conversão da nação judaica e a perseverança dos crentes, até ao ponto do martírio. Obs: Mesmo q/ o Espírito Santo,não lhes faça regeneração; Ele providenciará o ímpeto espiritual necessário para capacitá-los a crer em Deus.(Ap.6:9-11; Ap.7:9). 5.2- Na Revelação de Cristo: O Hábil governo de Jesus Cristo, será exercido , no e pelo Espírito Santo.( Is.11:1-2). A Parousia (retorno), a vitória no Armagedom, será uma consequência do trabalho do Espírito Santo; onde os judeus retornarão a Ele, pela efusão do Espírito Santo sobre eles (Is.44:3);(Ez.37:14);(Zc.12:10). 15

19 Sendo um tempo de “ justiça, paz, repouso e segurança”(Is.32:16-17).
Cap.5.Cont.: 5.3- No Milênio: Será um tempo da plenitude da ação do Espírito Santo aqui na terra, onde haverá um derramamento como nunca houve ( Is.32:15). Sendo um tempo de “ justiça, paz, repouso e segurança”(Is.32:16-17). Podendo ser uma previsão do milênio (Ap.20:4). Deus trará uma renovação( Is.44:3). Deste modo, com o derramamento e a renovação completa; esta gloriosa pessoa da Trindade irá por fim, tomar, certamente Seu lugar correto em relação a toda a humanidade. Ele estará presente na terra para presenciar o fruto de Seu afável trabalho, através de todos os séculos da existência humana. 16

20 Cap. 6- O Espírito Santo e o Pecador:
No Pecador o espírito Santo atua no convencimento do pecado e na regeneração . 6.1-Convencimento: O Homem por si não dará o primeiro em direção à Deus. Por isso O Espírito Santo tem a finalidade de fazer com que o pecador, sinta a necessidade do Salvador (João 16:8-11). Dando-se isto em três áreas: Convencimento: do Pecado; da Justiça e do Juízo. 6.2- Regeneração: Depois do convencimento se faz necessário a regeneração; ocorrendo uma completa recriação ; não desenvolvendo uma melhor natureza, mas uma nova natureza - (I Cor.15:45; João 3:5;Rm.8:9; II Cor.5:17; Gl. 6:15). 17

21 Cap.VII- “ O Espírito Santo e o Crente ”: 7.1- Habita Nele:
É tão básica que a bíblia descreve como seno templo do Espírito Santo( I Cor.3:16;6:19). Trazendo a confirmação da filiação (Gl.4:6). Jesus Cristo, prometeu que o relacionamento deles com o Espírito Santo, mudaria após o calvário( João 14:17); e que ficaria para sempre neles (João 14:16). A Principal função da habitação do Espírito Santo em nós;é exaltar e glorificar a Cristo (João 16:14). E O Espírito Santo, irá falar de Cristo a quem Ele glorifica e não de si mesmo. Esta é uma nova habitação. Nunca anteriormente ocorrido de maneira geral, mantendo ao mesmo tempo um relacionamento pessoal com o indivíduo. Quando dar-se esta habitação?. Inicia-se no momento da Conversão ( João 3:24).; precedendo assim qualquer outro tipo de relacionamento.( Rm.8:9;II Tm.1:14; e I João2:27;Cl.1:27; Ap.3:20). 18

22 7.2- Certificando a Filiação Divina:
Em( Rm.8:16); Paulo declara a confirmação de filiação divina. Uma boa parte da obra do ministério do Espírito Santo, é nos fazer compreender que somos “filho de Deus” e “Co-herdeiros de Cristo”. Essa obra em nós, nos dá uma confiança , que facilita a nossa entrada com “ousadia” no trono da graça ( Hb.10:19-23). 7.3- Tem Ação na nossa Comunhão com Deus: ( Fp.2:1), vem nos falar desta comunhão com Jesus Cristo,através do Espírito Santo; Assim como em ( II Cor.13:13). Onde o Espírito Santo , e o crente regenerado compartilham coisas em comum., oferecendo assim, o Espírito, uma amizade e comunhão com o povo de Deus. 7.4- Assistindo no Louvor e na Adoração: O Cristão do N.T., tem o privilégio de gozar do Ministério do Espírito Santo, que lhe dá direção e provisão no processo do Louvor.(Ef.5: ). Encher-nos do Espírito de Deus. E na Oração(Ef.6:18); e nos ajuda na oração(Rm.8:26-27). 19

23 7.5- Instruindo e Lembrando:
( João 14:26); O Espírito Santo, ensina através da impressão direta,ou seja, através das Escrituras, e do recurso humano.em I João 2:27, o Espírito nos ensina, e nos revela( I Cor.2:9-10). 7.6- Guiando: Opera dirigindo o crente na tomada de decisões e solucionando problemas.( Sl.32:8); devendo deixar de lado a auto-suficiência e a sabedoria natural, necessitando da maturidade cristã. Esta direção não deve ser confundida com os desejos e opiniões humanas. Paulo foi preso, pela vontade divina. 7.7- Confortando: Foi este ministério que foi dito por Jesus, que o Espírito Santo,faria. O nosso parácleto, o nosso advogado, onde fala a favor daquele o qual Ele ajuda . 20

24 7.8- Santificando: Quando ocorre a regeneração, o Espírito Santo efetua uma mudança radical, dando-lhe uma mudança radical de vida. O Objetivo, é que uma vida cheia do Espírito, viva também no Espírito. ( Cl.3:9). As seduções do pecado precisam ser vencidas e as tendências e os hábitos devem ser vencidos. Muitos acham que seja afastando-se do mal, onde se for assim, provocaria um vácuo,devendo mesmo é consagrar-se a Deus. Opera também, proporcionando poder para vencermos a carne; onde a carne produz as obras da carne, e o Espírito produz os frutos do Espírito( Gl.5:22-23). 7.9-Batizando e Curando: Através do poder do Espírito Santo, Ele nos reveste com a sua plenitude , assim como, nos curando através de sua ação. 21

25 Cap.8- Pecados Contra o Espírito Santo:
Na Bíblia encontramos (05), cinco admoestações concernentes a nossa relação para com o Espírito Santo. Destas,2(Duas)( Resistência e Blasfêmia), referem-se a atitudes de pecadores. As outras (03) Três ( Mentir,entristecer e apagar). Refere-se a ações de crentes. Por Parte do Descrente: ( At.7:37-60; Ex.32:9; Dt.9:6; II Cr.30:8; Prv.29:1 e Gn.6:3). Nos falar em resistir ao Espírito Santo. E como isto pode acontecer?. 8.1- A Desatenção: Fazer pouco caso ,ou não o ouvindo( Prv.29:1). Procrastinação: adiando a decisão ao lado de Cristo.( Hb.2:3). Blasfêmia: O pecado + grave. (Mt.12:31-32). Em Mc.3:20-30; a acusação dos fariseus de estar atuando por belzebu,era uma acusação de que estava ligado a satanás. Blasfêmia=“ proferir deliberada e maliciosamente palavras abusivas contra Deus”. A Blasfêmia envolve ofender, estando de modo claro e deliberado em atitude de rejeição ao Espírito Santo. 22

26 8.2- Por Parte do Crente:Como Resistir ao Espírito Santo.
Mentir à pessoa do Espírito Santo: Ananias foi culpado por esta ofensa( At.5:3-4). Procurando a estima e reconhecimento humano, preferiu mentir trazendo oferta enganosa. Achou esta devotadamente servindo a Deus, mas estava no momento servindo a si próprio. Entristecer o Espírito Santo: ( Ef.4:30-31). Entristecer é causar tristeza, ferir, ou ofender . Sanders “ Entristecer é uma palavra de amor. Alguém pode enraivecer um inimigo ,mas não entristecê-lo...Unicamente alguém que ama pode ser entristecer. Este entristecimento dar-se quando o crente é dirigido por motivos carnais. 1.-Desejos e Palavras ìmpias – (Ef.4:29-31). 2-Amar as Coisas Mundanas- (I João 2:15) Incredulidade- (Hb.3:12) Ingratidão-(Sl.103:1-2) Falta de Oração Rebelião- (Is.63:10). 7-Desonestidade-Fp.4:8;Rm.12:17;Rm.13:13). 8-Amargura-(Ef.4:31;b.12:15) A Falta de Atenção às Advertências( João16:13;Ap.2:3;Hb.3:7-8;Pv.1:22-23). 10-Desobediência às ordens divinas-(I Sm.15;I Sm.16:14). 11- Paixões Carnais e Atos Pecaminosos-(Lc.4:6;Jz.16:7;20-21) 22

27 Primariamente,o entristecimento do Espírito,toma lugar o nível dos motivos interiores, e Ele sonda os corações e sabe o que esta nele. No Tempo do N.T., Paulo escreveu aos ,Efésios-4:30 -“ E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, n o qual estais selados para o dia da redenção” . Estava claro que,embora a igreja em Éfeso tenha começado notavelmente ( At.19),viveu depois dentro de uma década de distrações (Ef.5:18). Uma geração depois,João escreveu: “Lembra-te,pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras;quando não,brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o castiçal,se não te arrependeres”.(Ap.2:5). UMA IGREJA QUE É CULPADA DE ENTRISTECER O ESPÍRITO SANTO, ESTÁ CLARAMENTE EM ESTADO DE DECLÍNIO ESPIRITUAl. 23

28 Como Resistir ao Espírito Santo: Cont.
A resposta do Espírito ao evento de que Ele está entristecido pelo crente, é produzir convicção. Em vez de relacionar-se com comunhão Ele ministra condenação e convicção. Gozo,poder e comunhão que normalmente caracterizam a vida do crente são quebradas quando o Espírito Santo é entristecido. Continua habitando no crente ,porém dando convicção no lugar do conforto que Ele normalmente oferece. A Resposta e mudança para o crente está no reconhecimento, através da convicção, e assim confessando, deixa o estado de apatia espiritual, e/ou pecado, que o estava distanciando e entristecendo o Espírito Santo de Deus. 24

29 8.2.3- Apagar o Espírito: ( I Tss.5:19).
O termo apagar significa=“ Sufocar”; ou “extinguir”, dano um aidéia de apagar o fogo o a chama. Paulo ao escrever aos tessalonicenses em I Tss.5:19-21; quis dizer: “ Não suprima nem subjugue, expressões do Espírito Santo em sua comunhão”; ou mais simplesmente: “ Não extinga o fogo do Espírito”. Sanders escreve: “ Quando os métodos seculares são substituem a ação espiritual,quando o louvor do homem é preferido ao louvor de Deus, quando o culto é dirigido pelo homem em de ser dirigido por Deus, o Espírito pode ser apagado”. O Formalismo restringe a ação do Espírito Santo, e essa atitude áspera, pode sufocar a operação do Espírito, o qual precisa sentir-se em casa em uma atmosfera de espiritualidade onde possa operar livremente. 25

30 Cap.9 – Batismo no Espírito Santo:
9.1- O Poder: O pentecostal acredita que “descobriu a fonte do poder” que chama de Batismo no Espírito Santo. Acreditando assim que , obterá um poder , sensibilidade que nenhum rito, cerimônia, ordenação ou comissão eclesiástica pode outorgar. 9.2.-Profecias sobre o Batismo no Espírito Santo: Joel-(Joel2:16-18) e realizado em (At.2:16-18). Isaías-(Conhecido + como profeta messiânico, mas também sobre o batismo do Espírito Santo( Is.44:3;28:11-12; 32:15;42:5). Sofonias-(como promessa de Deus;Sf.3:9). João Batista-(como precursor do Senhor;Mt.3:11;Mc.1:8;Lc.3:16;...) Jesus Cristo- (Prometeu a vinda do Espírito Santo;João 14:16;26; 15:26; 0 e o revestimento de Poder( Lc.24:49; At.1:4-5;At.1:8). 26

31 9.3- Batismo no Espírito Santo: Termimologia:
A expressão Batismo no Espírito Santo,não se acha na Bíblia ,mas mesmo assim,não deixa de ser bíblica. A terminologia da palavra Batismo= grego=Baptizo(imergir; inserir, purificar, lavar,etc.). A expressão “ Batismo no Espírito Santo”; é encontrada nos evangelhos sinóticos que relatam a comparação que João Batista fez entre seu trabalho do batizar em água e a obra futura de Jesus ( Lc.3:16; Mt.3:11; Mc.1:8). E em At.1:5. O termo “ batismo no Espírito Santo”, é apenas uma, entre várias frases bíblicas,baseados no N.T. “estar cheio do Espírito Santo”, “receber o Espírito Santo”; “ser derramado o Espírito”; “ o espírito Santo caindo sobre”; “ o espírito Santo vindo sobre”. 27

32 9.4- A Natureza do Batismo no espírito Santo: Negativamente:
Não é o novo nascimento-regeneração Não é santificação Não é pagamento Não se baseia em emoções Não é obtido por meio de fórmulas Nãoé oriundo de homens Não é ter mais do Espírito Positivamente: É subsequente à salvação É a capacitação p/ o serviço É sobrenatural e experimentalmente está imerso no, ou submergido Pelo poder do Espírito Santo. É o cumprimento das promessas do Pai e de Jesus Cristo. É um dom gratuito; É sobrenatural. 28

33 9.5- O Propósito do Batismo no Espírito Santo:
O propósito do batismo registrado em Atos, é “poder”. “dunamis”= poder. ( força; poder;energia). (At.1:8;Lc.24:49) Propósitos Principais: O batismo no Espírito Santo é poder p/ testemunhar É a Capacitação do cristão para a manifestação de milagres. 9.6- A Evidência inicial do Batismo no Espírito Santo: A maior controvérsia dar sobre a evidência inicial dessa experiência. O Pentecostal crê como Donald Gee: “ a doutrina distintiva é que o falar noutras línguas é a evidência inicial do batismo no Espírito Santo”. Outros grupos evangélicos creem que a prova do Batismo ; é a manifestação dos frutos do Espírito(Gl.5:22). O Principal motivo é sermos testemunhas de Jesus Cristo. 29

34 Os Pentecostais acreditam que sua conclusão a respeito de serem as línguas evidência física inicial do batismo no Espírito Santo, esta baseado em Atos; Onde Lucas relata detalhes de como as pessoas receberam o batismo no Espírito Santo; o falar em outras línguas.sendo evidenciado no Pentecostes(At.2-glossolalia); na casa de Cornélio(At.10:44-46) e a ocorrência no episódio que envolve os discípulos em Éfeso( At.19:-6). Estudiosos concordam com esse ponto de vista;a manifestação física visível do falar em outras línguas. Foi a manifestação visível que fez com que Simão, percebesse que os samaritanos, haviam recebido o Espírito Santo, mediante a imposição das mãos de Pedro e de João?. Obs: No caso de Paulo, ressaltam a sua declaração aos coríntios de que ele falava em outras línguas( I Cor.14:18). Onde se argumenta de que o apóstolos falara em outras línguas; quando recebeu o dom pentecostal do Espírito Santo. 30

35 Porque Línguas é a evidência inicial para o batismo no Espírito Santo:
Alguns ensinam que a evidência inicial das línguas nem sempre é necessária, para assegurar que o indivíduo recebeu a plenitude do Espírito.mas que qualquer um dos outros dons poderia ser a evidência da experiência pentecostal. Porque Línguas é a evidência inicial para o batismo no Espírito Santo: 1- É o cumprimento das profecias no V.T. e no N.T.(Is.28:11-12; I Cor.14:21). 2- Cristo disse na Grande comissão,que o cristão falará novas línguas( Mc.16:15-17). 3- Os Discípulos, Judeus e Gentios falaram línguas( At.2;8;10 e 19). 4- Em todos os séculos da história da Igreja, tinham grupos de cristãos que falaram em outras línguas. 5- O Apóstolo Paulo falou em línguas – ( I Cor. 14:18). 31

36 6- Quem fala em Línguas fala com Deus- ( I Cor.14:2).
7- O Cristão que fala em línguas edifica a si mesmo- ( I Cor.14:4). 8- Paulo diz que todo cristão deve falar em línguas- (I Cor.14:5). 9- O Falar em línguas é o descanso e o refrigério prometido-(Is.28:1- 12). 10- Paulo escreveu para a Igreja de Corinto ,que não se deve eliminar o falar em línguas- (I Cor.14:39). 11- Línguas estranhas é uma prova uniforme entre os Pentecostais; do mundo. 12- Línguas estranhas demonstram o valor que Deus tem colcocado na língua humana. 13- Corrobora para a evangelização, testemunho e missões em âmbito mundial. 32

37 9.7- Diferença entre Batismo e o Dom de Línguas:.
Certas pessoas não sabem a diferença entre línguas como sinal do batismo no Espírito Santo e as línguas como a manifestação do dom de línguas( I Cor.12:7-11). Porém a diferença esta no propósito e no uso. O falar em línguas é o sinal de que o Espírito Santo controla a pessoa na hora de falar. E o Dom de línguas-(I Cor.12:10); manifesta-se para outro fim, isto é, a edificação de quem fala em línguas; e quando acompanhado com o dom de interpretação, edifica a Igreja-(I Cor.14:4). Assim sendo, as línguas no batismo no Espírito Santo é para edificar o cristão; e como o dom do Espírito é para edificar a congregação de deve ser acompanhada de interpretação. Por isto, que todo cristão deve buscar não apenas o falar em línguas, mas também ,ser cheio do espírito Santo ( Lc.11:9-13) 33

38 9.9- Princípios de Recebimento do Batismo no Espírito Santo:
Não existe um método que facilite o receber. Não depende necessariamente do desejo de recebê-lo. Não depende do lugar. Nem de hora ou dia 9.10 – O que impede o cristão de receber o Batiso no Espírito?. Pecado Falta de Interesse Buscar o dom e não o Senhor do Dom Auto-confiança,amargura,vaidade Falta de Perseverança,incredulidade Timidez,Orações macânicas. Ensinos falsos...etc...... 33

39

40


Carregar ppt "PNEUMATOLOGIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google