A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mecanismo de parto na apresentação cefálica fletida Prof. Luciana de Barros Duarte Universidade Federal Fluminense.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mecanismo de parto na apresentação cefálica fletida Prof. Luciana de Barros Duarte Universidade Federal Fluminense."— Transcrição da apresentação:

1 Mecanismo de parto na apresentação cefálica fletida Prof. Luciana de Barros Duarte Universidade Federal Fluminense

2 Evolução do parto Canal de parto Móvel (Feto) Força (Contrações)

3 Mecanismo do trabalho de parto Modificações na posição da apresentação fetal durante a passagem no canal de parto Apresentação de vértice 95%

4 Apresentações fetais  95% cefálicas  4%pélvicas  1% córmicas

5 APRESENTAÇÕES CEFÁLICAS

6

7 BACIA OBSTÉTRICA – PLANOS Conjugata vera obstétrica(10,5)

8 Bacia menor Planos paralelos I II III IV Palno de Hodge

9 Linha que corta ao meio os diversos planos da bacia Apresenta duas orientações  perpendicular (até o estreito médio)  anterior Bacia menor Eixo bacia Linha de insinuação e descida Linha de desprendimento

10 Classificação e diferenças étnicas

11 BACIA OBSTÉTRICA - ESTREITO MÉDIO Diâmetro biciático (10,5 cm) menor diâmetro da pelve – estreito médio

12 Mecanismo do trabalho de parto  Curso e prognóstico Dimensões e configurações pelve materna Resistência das partes do canal do parto(colo uterino e partes moles) Dimensões do feto Eficiência das contrações uterinas

13 Fases ou tempos do mecanismo de parto 1.Insinuação / encaixamento Flexão Orientação dos diâmetros 2.Descida Rotação interna 3.Desprendimento das espáduas / Delivramento dos ombros Movimento de deflexão e restituição

14 Flexão  Reduzir os diâmetros da apresentação As contrações uterinas obriga a cabeça a realizar um movimento de báscula Diametro occípito –frontal (12cm) Substituido por outro menor suboccípito – bregmático (9,5cm)  Diagnóstico Toque vaginal – reconhece pequena fontanela próxima centro canal de parto

15 TRANSVERSAL Biparietal Bitemporal Bimalar VERTICAL Submento-bregmático ÂNTERO-POSTERIOR Occipito-mentoniano Occipito-frontal Suboccipito-frontal Suboccipito-bregmático

16 Pontos fetais

17 PONTOS DE REFERÊNCIA MATERNOS

18 Insinuação / encaixamento Passagem > diâmetro transverso da apresentação fetal pelo estreito superior da bacia materna Flexão Orientação dos diâmetros

19 Insinuação / encaixamento Geralmente ocorre no período de dilatação TP Pode estar presente nas últimas semanas de gestação primíparas Final trabalho de parto multíparas Bom prognóstico – primeiro obstáculo do parto foi vencido Aplicação do Fórceps Ausência da insinuação pode significar desproporção céfalo pélvica Pela palpação externa

20 Diagnóstico  Quando a parte mais baixa da apresentação fetal ultrapassa o plano das espinhas ciáticas Método de Farabeuf Cabeça fetal dista menos dois dedos dois dedos transversos do assoalho perineal

21 Tempos do Mecanismo de parto  Passagem do maior diâmetro da apresentação perpendicular à linha de orientação pelo estreito superior Insinuação Biparietal Sutura sagital Fletida

22 Insinuação: mecanismo Movimentos de lateralização Assinclitismo posterior Assinclitismo anterior Acavalgamento ósseo Subocciptobregmático (9,5 cm) Subocciptofrontal (10,5 cm) Flexão do Polo cefálico Occiptofrontal (12 cm)

23 Assinclitismo Parietal posterior – olbiqüidade Litzman Parietal anterior - obliqüidade Nägele ASSINCLITISMO Sinclitismo

24 INSINUAÇÃO

25 Tempos do Mecanismo de parto Descida ou progressão  Passagem da apresentação do estreito superior para o inferior Progressão e planos de HodgePlanos de De Lee I II III IV Plano 0

26 Descida Prosseguimento da insinuação Seu movimento complementar – rotação interna da apresentação fetal Objetivo: colocar o occipital do concepto sob o pub materno facilitando a deflexão fetal

27 Tempos do Mecanismo de parto Rotação Interna  Objetiva colocar linha de orientação da apresentação no diâmetro anteroposterior do estreito inferior Sutura sagital Fletida  O ponto de referência fetal se desloca para a púbis Lâmbda

28 Occipto púbica Occipto transversa Occipto anterior Occipto posterior Occiptosacro Rotação posterior Rotação anterior

29 Tempos do Mecanismo de parto Desprendimento Hipomóclio: fixação do suboccipício na borda inferior da sínfise púbica Movimento de extensão Subocciptobregmático (9,5 cm) Subocciptofrontal (10,5 cm) Occiptofrontal (12 cm)

30 Desprendimento Deflexão Restituição / Rotação externa da cabeça o concepto

31 Tempos do Mecanismo de parto Rotação externa Movimento de restituição

32 Tempos do Mecanismo de parto Desprendimento do ovóide córmico Desprendimento se faz em dois tempos: cintura escapular e do polo pélvico Rotação da cintura escapular objetivando orientar o diâmetro bisacrominal no diâmetro anteroposterior Espádua anterior fica sob a arcada púbica Liberação da espádua anterior seguido da posterior

33 Desprendimento Rotação interna das espáduas Diâmetro biacromial adapta-se diâmetro da bacia materna Desprendimento do ombro anterior (sob arcada púbica) Ombro posterior (assoalho pélvico)

34 Diagnóstico

35


Carregar ppt "Mecanismo de parto na apresentação cefálica fletida Prof. Luciana de Barros Duarte Universidade Federal Fluminense."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google