A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cuidados que devemos ter. Sintomas  Quando ocorre nas vértebras a dor pode ser de dois tipos:  Uma é aguda,localizada,e intensa mantendo a paciente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cuidados que devemos ter. Sintomas  Quando ocorre nas vértebras a dor pode ser de dois tipos:  Uma é aguda,localizada,e intensa mantendo a paciente."— Transcrição da apresentação:

1 Cuidados que devemos ter

2 Sintomas  Quando ocorre nas vértebras a dor pode ser de dois tipos:  Uma é aguda,localizada,e intensa mantendo a paciente imobilizada e relacionada com fratura em andamento  Em situações de dor aguda,inicialmente ela pode ser mal localizada,espasmódica e com irradiação anterior ou para bacia e membros inferiores.

3

4 Causas  Redução dos níveis do hormônio estrogênio. Menopausa e osteoporose possuem ligação. Mulheres ao entrarem na menopausa têm seus níveis hormonais reduzidos rapidamente, levando a uma aceleração da perda óssea  Redução dos níveis do hormônio testosterona (Andropausa). Homens podem ter seus níveis de testosterona reduzidos, principalmente em idades avançadas ou devido a condições médicas.  Envelhecimento. O avanço da idade leva a um processo natural de reabsorção óssea, enfraquecendo os ossos progressivamente.  Fatores genéticos. Pessoas com parentes portadores de osteoporose estão mais propensas a desenvolvê-la.  Tabagismo. O fumo contribui para o enfraquecimento dos ossos  Distúrbios alimentares. Pessoas com anorexia ou bulimia têm maior risco para osteoporose devido às perdas de sais minerais.  Uso de corticóides. O uso prolongado de medicamentos corticóides, geralmente prescritos para combater alergias ou doenças auto-imunes, contribui para maior reabsorção óssea e osteoporose.  Hipertireoidismo. Excesso de hormônios da tireóide pode levar a perda óssea, devido a aceleração do metabolismo.

5  Algumas medicações. Heparina usada de forma contínua para evitar trombos, metotrexate usado no tratamento de câncer, alguns anticonvulsivantes, diuréticos e antiácidos contendo alumínio.  Dieta com pouco cálcio. A carência de cálcio na alimentação é um dos principais fatores para o desenvolvimento da osteoporose, principalmente quando existe baixa ingestão de cálcio nos anos de maior formação dos ossos, como a infância e adolescência.  Algumas doenças que afetam a absorção de cálcio. Condições como a cirurgia de redução do estômago, a doenças inflamatórias intestinais, doença celíaca, anorexia nervosa e doença de Cushing.  Deficiência de vitamina D. A deficiência de vitamina D ocasiona problemas na absorção e utilização de cálcio pelo organismo  Sedentarismo. Atividades físicas são essenciais para formação e manutenção de ossos fortes e saudáveis. Apesar do maior impacto na formação de ossos se dar nas primeiras décadas de vida, a atividade física, em especial de impacto ou levantamento de pesos, é benéfica na formação óssea em qualquer idade  Cafeína. Bebidas contendo cafeína, como refrigerantes, chás e café, estão ligadas a osteoporose, pois interferem na absorção de cálcio.  Álcool. O uso excessivo de bebidas alcoólicas é um grande fator de risco para osteoporose, devido ao prejuízo causado pelo álcool na formação óssea e absorção de cálcio.

6

7 Tratamento  Terapia de reposição hormonal. A terapia de reposição hormonal, em especial o uso de estrogênios, foi uma das principais formas de tratamento da osteoporose até a poucos anos, mas devido a questões relacionadas a sua segurança seu uso vem sendo questionado.  Opções de tratamento de reposição hormonal podem ser discutidas com o médico para avaliação do melhor tratamento para cada pessoa.  Bisfosfonatos. Medicamentos utilizados no tratamento da osteoporose por inibirem o processo de re-absorção óssea, podendo levar até mesmo a um aumento da densidade óssea. Dentre os bisfosfonatos estão alendronato, risedronato e ibandronato.  Raloxifeno. Esta medicação é considerada um modulador do receptor de estrogênio. Seu mecanismo de ação está em mimetizar a função do estrogênio para aumentar a densidade do osso, sem afetar os riscos associados a terapia de reposição hormonal, como câncer de útero.  Calcitonina. Hormônio produzido pela glândula tireóide naturalmente reduz a re- absorção óssea. O seu uso na forma de suplementação por meio de spray nasal ajuda a prevenir a perda óssea e a combater a osteoporose.

8  Tamoxifeno. Hormônio sintético é usado para tratar câncer de mama. Embora o tamoxifeno bloqueie o receptor de estrogênio no tecido mamário, seu efeito nos ossos é parecido com o estímulo estrogênico, reduzindo a perda óssea e auxiliando no tratamento da osteoporose.  Teriparatide. Este medicamento foi recentemente aprovado pela agencia norte-americana de medicamentos (FDA). O teriparatide é análogo do hormônio paratireóide usado no tratamento da osteoporose pois estimula a formação de osso.

9


Carregar ppt "Cuidados que devemos ter. Sintomas  Quando ocorre nas vértebras a dor pode ser de dois tipos:  Uma é aguda,localizada,e intensa mantendo a paciente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google