A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Linha Ruminantes - Matsuda. Ensilagem de cana de açúcar, viabilidade econômica e técnica -Por que ensilar cana de açúcar ? -Como conseguir uma silagem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Linha Ruminantes - Matsuda. Ensilagem de cana de açúcar, viabilidade econômica e técnica -Por que ensilar cana de açúcar ? -Como conseguir uma silagem."— Transcrição da apresentação:

1 1 Linha Ruminantes - Matsuda

2 Ensilagem de cana de açúcar, viabilidade econômica e técnica -Por que ensilar cana de açúcar ? -Como conseguir uma silagem de cana de qualidade ?

3 3 Contexto  Mais de 4 milhões de ha plantados, sobretudo no sudeste do país  Colheita diária de cana fresca para alimentar o gado: problema de logística, pouca flexibilidade

4 4 Projeção para 2005 Área colhida Brasil ha Safra esperada T Est. S. Paulo T (60%) –Estimativa de 10% para alimentação animal 1 hectare produzindo 100 T/corte 33 animais/120 dias

5 5 Por que ensilar cana-de-açúcar ? Baixo custo Estratégico –Mão de obra –Manejo do canavial –Segurança

6 6 Por que ensilar cana-de-açúcar? Baixo custo –É um dos volumosos mais baratos em termos de matéria seca

7 7 Projeção de custos na produção de volumosos suplementares Fonte: Nussio, L.G. Dept. Zootecnia - ESALQ

8 8 Custos de produção de silagens: Silagem de mombaça: R$ 115,73 Silagem de cana de açúcar: R$ 119,94 Silagem tifton pré-secado: R$ 121,19 Silagem de napier: R$ 128,89 Silagem de sorgo: R$ 151,91 Silagem de girassol: R$ 158,36 Silagem de milho: R$ 165,66 Fonte: BOVIPLAN- Curso de ensilagens

9 9 Por que ensilar cana-de-açúcar? Estratégico –Racionalização da mão de obra na pequena e grande propriedade Não necessita cortar cana todos os dias, gerando economia de tempo e mão de obra Não corre riscos em dias de chuva Possibilidade de manejar grandes plantéis Produção de massa em uma única vez Facilita o manejo dos animais e a mão de obra da propriedade

10 10 Por que ensilar cana-de-açúcar?

11 11 Por que ensilar cana-de-açúcar? Estratégico –Manejo do canavial Faz o corte no momento de melhor qualidade nutricional da cana Aproveita melhor o canavial -> Adubação e aplicação de herbicidas no momento correto e por igual -> consegue até 1 corte a mais no ciclo do canavial A rebrota vem uniforme. Permite a retirada antecipada da cana ( p/ reforma) Aproveita a sobra de cana de um ano para o outro

12 12 Por que ensilar cana-de-açúcar?

13 13 Estimativa de custo / Produtividade no talhão -Número de cortes -Produtividade do talhão

14 14 Estimativa de custo / Número de cortes Custo da forragem (R$/t de MS) Número de cortes no talhão Fonte: Nussio & Ponchio (2004)

15 15 Custos de produção de silagens: Silagem de mombaça: R$ 115,73 Silagem de cana de açúcar: R$ 119,94 Silagem tifton pré-secado: R$ 121,19 Silagem de napier: R$ 128,89 Silagem de sorgo: R$ 151,91 Silagem de girassol: R$ 158,36 Silagem de milho: R$ 165,66 Fonte: BOVIPLAN- Curso de ensilagens

16 16 Custos de produção de silagens: Silagem de mombaça: R$ 115,73 Silagem de cana de açúcar: R$ 109,15 Silagem tifton pré-secado: R$ 121,19 Silagem de napier: R$ 128,89 Silagem de sorgo: R$ 151,91 Silagem de girassol: R$ 158,36 Silagem de milho: R$ 165,66 Fonte: BOVIPLAN- Curso de ensilagens

17 17 Custos de produção de silagens: Silagem de cana de açúcar: R$ 109,15 Silagem de mombaça: R$ 115,73 Silagem tifton pré-secado: R$ 121,19 Silagem de napier: R$ 128,89 Silagem de sorgo: R$ 151,91 Silagem de girassol: R$ 158,36 Silagem de milho: R$ 165,66 Fonte: BOVIPLAN- Curso de ensilagens

18 18 Por que ensilar cana-de-açúcar? Por que ensilar cana-de-açúcar? Estratégico –Segurança Garantia de fornecimento mesmo em dias de chuva Possibilidade de ensilar no caso de fogo ou geada p/ aproveitamento ou como prevenção Evita problemas com tombamento da cana Diminui a ocorrência de abelhas importunando os animais

19 19 Contexto  Silagem : favorece a gestão da forragem na propriedade …Mas  Cana de açúcar: Produção elevada de álcool resultando numa má conservação da silagem

20 20 Ensilagem e fechamento Colheita Alta produção de álcool e perdas Fermentações, entre as quais fermentaçoes alcoólicas

21 21 Ao ensilar cana: Aumento de custo de produção Produção de álcool ( Etanol) Palatabilidade comprometida Perdas por fermentação Menor consumo de matéria seca Menor desempenho. Desvantagens quando não inoculado

22 22 Lactobacillus buchneri NCIMB40788 Pesquisa de faculdades ESALQ / USP (Piracicaba) Receptividade inicial baixa Diminuir formação de álcool Melhorar a palatabilidade. Pesquisa e Desenvolvimento

23 23 Cana-de-açúcar - Valor Nutritivo 45% Conteúdo celular 90% digestibilidade 55% parede celular 40% digestibilidade Digestibilidade média : 57-63% MS (%) PB (%) 2,5 - 3,5 FDN(%) CZ (%) 2,5 - 5,5 NDT (%)

24 24 Silagem de Cana-de-açúcar Tecnologia com forte desenvolvimento Trabalhos publicados sobre silagem de cana de açúcar, nos Anais da SBZ, nos últimos 8 anos

25 25 Corte no momento de melhor qualidade nutricional da cana Tamanho da partícula Tempo de carregamento Compactação Vedação Tratamento da silagem Controlando a produção de álcool Controlando fermentações indesejáveis Buscando estabilidade aeróbica da silagem Como conseguir uma silagem de cana de qualidade?

26 26 -A escolha do inoculante correto é fundamental para o sucesso do processo de ensilagem. - Grupos: 1- Controle 2- Lalsil Cana 3- Lactobacillus plantarum Avaliação de diferentes aditivos microbianos no controle de perdas em silagem de cana de açúcar

27 27 Pedroso (2003) Controle x Lalsil Cana x Lactobacillus plantarum O uso de Lalsil Cana inibe a produção de álcool na silagem de cana, enquanto o uso de inoculante inadequado (L. plantarum) aumenta, piorando a qualidade da silagem e aumenta as perdas

28 28 Pedroso (2003) Controle x Lalsil Cana x Lactobacillus plantarum O uso de Lalsil Cana melhora a digestibilidade da silagem de cana, enquanto o uso de inoculante inadequado (L. plantarum) diminui piorando o aproveitamento de nutrientes.

29 29 Pedroso (2003) Controle x Lalsil Cana x Lactobacillus plantarum O uso de Lalsil Cana diminui as perdas de matéria seca da silagem de cana, enquanto o uso de inoculante inadequado (L. plantarum) aumenta as perdas.

30 30 Pedroso (2003) Controle x Lalsil Cana x Lactobacillus plantarum O uso de Lalsil Cana aumenta a estabilidade aeróbica da silagem de cana, enquanto o uso de inoculante inadequado (L. plantarum) piora a estabilidade da silagem.

31 Lactobacillus plantarum piorou a qualidade da silagem em relação ao não uso de inoculante. O uso de Lalsil Cana melhorou a qualidade e incrementou o consumo em relação ao controle. Conclusão

32 32 -A escolha do inoculante correto é fundamental para o sucesso do processo de ensilagem. - Lactobacillus buchneri NCIMB40788 e o grupo controle avaliando aspectos de performance zootécnica. Avaliação de diferentes aditivos microbianos no controle de perdas em silagem de cana de açúcar

33 33 Pedroso (2003) Avaliação de desempenho animal: Controle x Lalsil Cana O uso de Lalsil Cana promoveu um ganho de peso e melhor conversão alimentar em relação ao grupo controle. Fêmeas holandesas. 49,5% MS de silagem de cana GPD:+ 300 gr/dCA: -1.64

34 34 Pedroso (2003) Avaliação de desempenho animal: Controle x Lalsil Cana O uso de Lalsil Cana promoveu um ganho de peso e melhor conversão alimentar em relação ao grupo controle. Fêmeas holandesas. 49,5% MS de silagem de cana

35 35 -A escolha do inoculante correto é fundamental para o sucesso do processo de ensilagem. - Lalsil Cana (Lactobacillus buchneri NCIMB40788) e o grupo controle na silagem de cana em aspectos como a produção de álcool na silagem, perdas de matéria seca, estabilidade aeróbica na abertura do silo e resultados de performance zootécnicas. Avaliação de diferentes aditivos microbianos no controle de perdas em silagem de cana de açúcar

36 36 Diminui a produção de álcool Fonte : Pedroso et al, ESALQ, 2003 Dias % MS Efeito de LALSIL Cana na produção de Etanol LALSIL Cana melhora a conservação da silagem limitando a produçao de álcool

37 37 Diminui as perdas de matéria seca -> menos efluentes Fonte : Pedroso et al, ESALQ, 2003 Efeito de LALSIL Cana nas perdas em efluentes Dias Kg/t de matéria seca

38 38 Mantém fresca e apetitosa a silagem Fonte : Pedroso et al, ESALQ, 2003 Efeito de LALSIL Cana na estabilidade aeróbica* * : estabilidade aerobica é o tempo durante o qual se ve um aumento da temperature da silagem de 2°C comparado com a temperatura ambiente.

39 39 Melhora as performances zootécnicas CA: A ingestão de uma forragem bem conservada melhora os resultados zootécnicos Fonte : Pedroso et al, ESALQ, 2003 GPD:+ 210 gr/d Machos Nelore e Canchim. 45,5% MS de silagem de cana

40 40 Machos Nelore e Canchim. 45,5% MS de silagem de cana Pedroso (2003) Diferença de desempenho

41 41 Estimativas de custos de aditivação Tabela: Variáveis de custos associados a inclusão de aditivos em silagens de cana-de-açúcar Fonte: Esalq/USP

42 42 ESALQ/USP Desempenho de Animais Tabela: Produção e composição do leite de vacas holandesas confinadas e alimentadas com diferentes volumosos

43 43 Lactobalillus buchineri: Inibe a produção de álcool conservando a silagem Reduz fungos e leveduras evitando perdas de matéria seca por fermentações indesejáveis Melhora a palatabilidade Promove um melhor consumo pelos animais Consegue estabilidade aeróbica da silagem após abertura Consegue performances zootecnicas superiores Resumo das ações

44 44 Lalsil Cana é um inoculante específico para ensilagens de cana Contém agente microbiológico específico, o Lactobacillus buchneri NCIMB40788, uma cepa exclusiva e patenteada da Lallemand Animal Nutrition Validação de sua ação, tanto a nível laboratorial como a nível de campo. Embalado em saches de 100g permitindo tratar 50 ton de cana fresca – pó dispersível em água para aplicação líquida. Não tóxico, não corrosivo, respeito ao meio ambiente Uso possível na agricultura biológica, conforme a Regulamentaçao Européita UE n°1804/1999 do 19 julho 1999 O que é o Lalsil Cana?

45 Análise Custo x Benefício Ganho de peso adicional no período (84 dias): Grupo Lalsil Cana-> 17,640 Kg 52% -> 9,17 R$ 53,00 -> R$ 32,40 Gastos com : -> 1,7 Ton silagem Grupo Lalsil Cana -> 1,7 T x R$ 6,50 Total: R$ 11,05 Diferença: R$ 21,35 ( 193% de ganho)

46 46 Tratamento da silagem -> Aplicação do inoculante Diluir bem o pacote em 5 litros de água limpa e sem cloro. Diluir estes 5 litros em mais 45 litros de água limpa e sem cloro Colocar a mistura na bomba costal ou pulverizador e não deixar no sol Aplicar 1 litro da mistura por tonelada de silagem, pulverizado com o bico bem fino. Utilizar a mistura em 24 horas Cuidados para conseguir a silagem com qualidade

47 47 Lactobacillus buchneri NCIMB40788 Cepa especifica - NCIMB40788 Patente da Lallemand Produto comercial Inoculante

48 48 Cana-de-açúcar: Composição Morfológica

49 49 Lactobacillus buchneri NCIMB40788 Reduz produção de álcool Menores perdas de matéria seca Maior estabilidade aeróbica Consumo adequado Maior ganho de peso. Inoculante

50 50 Área de cana-de-açúcar em 3 diferentes dietas Confinamento de cabeças, dieta 3. Necessidade de 250 ha de cana. 2,5 ha por dia t/dia.

51 51 Custos de ingredientes /ESALQ/USP Tabela: Composição de rações fornecidas a vacas holandesas em lactação


Carregar ppt "1 Linha Ruminantes - Matsuda. Ensilagem de cana de açúcar, viabilidade econômica e técnica -Por que ensilar cana de açúcar ? -Como conseguir uma silagem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google