A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Graduação em Biotecnologia Disciplina de Técnicas Instrumentais Prof. Fabricio Rochedo Conceição 08 de abril de 2011 CENTRIFUGAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Graduação em Biotecnologia Disciplina de Técnicas Instrumentais Prof. Fabricio Rochedo Conceição 08 de abril de 2011 CENTRIFUGAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 Graduação em Biotecnologia Disciplina de Técnicas Instrumentais Prof. Fabricio Rochedo Conceição 08 de abril de 2011 CENTRIFUGAÇÃO

2 * A centrifugação é um processo de separação em que a força centrífuga relativa gerada pela rotação da amostra é usada para sedimentar sólidos em líquidos, ou líquidos imiscíveis de diferentes densidades, separando-os * É usada em diferentes aplicações laboratoriais, industriais e domésticas CENTRIFUGAÇÃOCENTRIFUGAÇÃO

3 A força centrífuga relativa (FCR) é gerada quando uma partícula ou conjunto de partículas é sujeito a um movimento circular A força centrífuga relativa é calculada da seguinte forma: FCR = ×R ×N 2 R= raio de centrifugação em centímetros (cm) N= velocidade de centrifugação em rotações por minuto (rpm) A unidade de medida da força centrífuga relativa é o "g", sendo 1g equivalente à aceleração da gravidade na superfície da terra Princípio Físico

4 CENTRÍFUGASCENTRÍFUGAS São equipamentos que aplicam a força centrífuga relativa para separar as partículas de uma solução * Células * Vírus * Organelas * DNA, RNA e proteínas...

5 Separação de macromoléculas ou células recorrendo a gradiente de concentração da solução base usada para a separação das partículas CENTRIFUGAÇÃO DIFERENCIAL CENTRIFUGAÇÃO POR GRADIENTE Peletização Sobrenadante + pellet (sedimento)

6

7 TIPOS DE CENTRÍFUGAS BancadaBancadaClínicaClínica 4.600g 0,2 – 75 mL g 2 – 180 mL MicrocentrífugaMicrocentrífuga g 0,2 – 2 mL

8 TIPOS DE CENTRÍFUGAS Alta velocidade g 30 – 500 mL UltracentrífugaUltracentrífuga g 10 – 60 mL

9 ROTOR DE ÂNGULO FIXO ROTOR OSCILANTE Concentração de amostras Mais rápido Pode danificar as células Separa suavemente as células Mais demorado

10 COMO CENTRIFUGAR? 1- Escolha da centrífuga e dos tubos - Volume - Composição do tubo: Baixa FCR (plástico, vidro...) Alta FCR (nitrocelulose, polialômero...) - Composição da amostra: Aquosa (plástico, vidro) Orgânica (vidros e certos plásticos) 2- Equilibre os tubos *** - Os tubos colocados frente a frente devem ter o mesmo peso - Microcentrífuga: ajuste pelo volume e não pelo peso - Equilibrar juntamente com tampas e suportes (partes removíveis) - Preencha os tubos até 1 a 2 cm da borda 3- Confira o peso *** 4- Coloque os tubos sempre na mesma orientação *Aba do Eppendorf

11 COMO CENTRIFUGAR? 5- Sempre colocar a cobertura do rotor - As centrífugas geram aerossóis - Quebra do tubo 6- Ajustar os parâmetros de centrifugação - Velocidade (RPM x FCR) - Temperatura - Tempo 7- Sempre espere a centrífuga alcançar a velocidade máxima antes de se afastar 8- Após a centrifugação: gentileza para remover tubos

12 COMO CENTRIFUGAR? 9- Remova o sobrenadante - Decantação (inversão do tubo) aerossóis - Aspiração 10- Limpe suportes e rotor 11- Secar o interior da centrífuga 12- Folha de registros e de reserva - Vida útil do rotor segurança - Manutenção 13- Feche a tampa das centrífugas refrigeradas no intervalo de uso para evitar condensação


Carregar ppt "Graduação em Biotecnologia Disciplina de Técnicas Instrumentais Prof. Fabricio Rochedo Conceição 08 de abril de 2011 CENTRIFUGAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google