A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ELUROSTRONGILOSE EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ELUROSTRONGILOSE EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria."— Transcrição da apresentação:

1 ELUROSTRONGILOSE EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria

2 Elurostrongilose Etiologia principal: Aelurostrongylus abstrusus  Outras etiologias: não há Dimensões: 1 cm de comprimento Hospedeiros definitivo: gato e felídeos selvagens Hospedeiros intermediário: lesmas e caracóis Hospedeiros paratênico: pássaros e pequenos roedores, anfíbios e répteis Hospedeiros acidental: não há Papel zoonótico direto do gato: nenhum

3 Localização taxonômica de A. abstrusus Reino Metazoa Filo Nematoda Classe Chromadorea Ordem Rhabditida Subordem Strongylida Superfamília Metastrongyloidea Família Angiostrongylidae Gênero Aelurostrongylus Espécie A. abstrusus

4 Elurostrongilose Etiologia principal: Aelurostrongylus abstrusus Outras etiologias: não há Dimensões: 1 cm de comprimento Hospedeiros definitivo: gato e felídeos selvagens Hospedeiros intermediário: lesmas* e caracóis** Hospedeiros paratênico: pássaros e pequenos roedores, anfíbios e répteis Hospedeiros acidental: não há Papel zoonótico direto do gato: nenhum *Arion lusitanicus. **Helix aspersa e Achatina fulica.

5 Elurostrongilose Etiologia principal: Aelurostrongylus abstrusus Outras etiologias: não há Dimensões: 1 cm de comprimento Hospedeiros definitivo: gato e felídeos selvagens Hospedeiros intermediário: lesmas e caracóis Hospedeiros paratênico: pássaros e pequenos roedores*, anfíbios e répteis Hospedeiros acidental: não há Papel zoonótico direto do gato: nenhum *Apodemus agrarius.

6 Ciclo de vida de Aelurostrongylus abstrusus Transmissão horizontal eliminação de larvas de 1º estágio nas fezes  infecção passiva pelo HI (lesmas e caracóis)  ingestão do HI pelo HP  ingestão do HP pelo HD  penetração da L3 no estômago ou intestino delgado  migração até o pulmão (bronquíolos e alvéolos)  evolução até a forma adulta e espoliação do HD  reprodução sexuada  L3

7 Ciclo de vida de Aelurostrongylus abstrusus Transmissão horizontal reprodução sexuada  eliminação de ovos nos alvéolos  eclosão dos ovos e liberação das larvas de 1º estágio  movimentação ciliar  expectoração  eliminação de larvas de 1º estágio nas fezes PPP: dias

8 Prevalência da infecção por A. abstrusus Tasmânia (Austrália): 39,2% (n=86) Porto Alegre (Brasil): 29,5% (n=88) Sardenha (Itália): 25,2% (n=107) Christmas (Austrália): 25% (n=28) Alabama (USA): 18,5% (n=108) Portugal: 17,4% (n=97) Hungria: 14,5% (n=235) Austrália: 14% (n=327) USA: 13,8% (n=80) Catar: 7,5% (n=824) Alemanha: 6,6% (n=391) NI (USA): 6,2% (n=1.322) Romênia: 5,6% (n=196) Milão (Itália): 2,9% (n=139) Roma (Itália): 1,2% (n=320)

9 Elurostrongilose* Espirros Tosse Dispneia Taquipneia *Sinais clínicos são vistos em cerca de 18% dos gatos afetados.

10 Diagnóstico (sensibilidade) Exame de fezes Teste de Baermann (método padrão ouro – 100%) Sedimentação-flutuação (63,6%) Exame do lavado broncoalveolar Estereomicroscopia + citologia (54,5%) Estereomicroscopia (45,4%) Citologia (36,4%) Necropsia Exame macroscópico (36,4%) Exame do macerado do pulmão (81,8%) Exame histológico (45,4%)


Carregar ppt "ELUROSTRONGILOSE EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google