A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HEMATOPOESE – ERITROPOIESE E FISIOLOGIA DO ERITRÓCITO PROF. DIMAS J CAMPIOLO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HEMATOPOESE – ERITROPOIESE E FISIOLOGIA DO ERITRÓCITO PROF. DIMAS J CAMPIOLO."— Transcrição da apresentação:

1

2 HEMATOPOESE – ERITROPOIESE E FISIOLOGIA DO ERITRÓCITO PROF. DIMAS J CAMPIOLO

3 FORMAÇÃO DAS CÉLULAS DO SANGUE Eritrocitos Plaquetas Eosinófilo Neutrófilo Basófilo Mastócito Progenitor Mielóide Monócito Macrófago Progenitor Linfóide Célula Pluripotencial Célula T Célula B Célula NK Plasmócito Célula Dendritica Medula Óssea

4 Características Constituinte principal do esqueleto; Constituinte principal do esqueleto; serve de suporte para partes moles; serve de suporte para partes moles; protege órgão vitais; protege órgão vitais; aloja e protege a medula óssea; aloja e protege a medula óssea; apóia os músculos esqueléticos e amplia as forças geradas por eles; apóia os músculos esqueléticos e amplia as forças geradas por eles; serve de depósito de cálcio, fosfato e outros íons. serve de depósito de cálcio, fosfato e outros íons. T e c i d o Ó s s e o

5 Medula óssea

6 HEMATOPOIESE Medula óssea vermelha: ao nascimento, é muito ativa, gradativamente substituída pela medula óssea amarela (tecido adiposo) Fase adulta: hematopoiese acontece nos ossos de localização central (esterno, costelas, clavícula e crista ilíaca)

7 HEMATOPOIESE Terminologia utilizada Stem-cell Célula tronco Celula totipotente Célula mãe hematopoiética

8 Formação do sangue que começa desde a fase intra-uterina HEMATOPOIESE Vida intra-uterina Linhagem primitiva Ao nascimento Linhagem definitiva

9 Diferenciações das células-tronco: CÉLULAS-TRONCO MIELÓIDES originam hemácia, plaquetas e glóbulos brancos(neutrófilos, basófilos, eosinófilos e monócitos) CÉLULAS-TRONCO LINFÓIDES originam glóbulos brancos (linfócitos B e T)

10 MEDULA ÓSSEA VERMELHA Rico em células-tronco medulares (São pluripotentes ou multipotentes = originam diversos tipos de células do sangue) As células-tronco medulares se originam de células Totipotentes (capazes de originar qualquer tipo de célula do corpo)

11 ÓRGÃOS DA HEMATOPOESE

12 HEMATOPOESE EMBRIONÁRIA E FETAL

13 HEMATOPOIESE Fases de produção das células sangüíneas 1)Fase mesoblástica (7ª semana ao 4º mês) 2)Fase hepática (4º ao 6º mês) 3)Fase espleno-tímica (4º ao 6º mês) 4)Fase medular (6º mês em diante)

14 HEMATOPOESE EMBRIONÁRIA E FETAL  PERÍODO MESOBLÁSTICO  ERITRÓCITOS

15  PERÍODO HEPATO ESPLÊNICO: 5 semana de vida ERITRÓCITOS, GRANULÓCITOS E PLAQUETAS EMBRIÃO DE 6 SEMANAS HEMATOPOESE EMBRIONÁRIA E FETAL

16 MEDULA ÓSSEA (aumento 100 x) FETO COM 8 MESES ERITRÓCITOS, GRANULÓCITOS E PLAQUETAS HEMATOPOESE EMBRIONÁRIA E FETAL PERÍODO MIELÓIDE: Terceiro mês de gestação

17 HEMATOPOESE DEFINITIVA

18 MEDULA ÓSSEA

19 MEDULA ÓSSEA VERMELHA Rico em células-tronco medulares (São pluripotentes ou multipotentes = originam diversos tipos de células do sangue) As células-tronco medulares se originam de células Totipotentes ou célula mãe (capazes de originar qualquer tipo de célula do corpo)

20

21 Células Pluripotenciais

22 basófilo eosinófilo Células Hematopoéticas Primitivas e Progenitoras primitiva pluripotente CFU GEMM progenitor mielóide misto BFU- E CFU - E unidade formadora de “explosão” eritróide hemácias progenitor eritróide plaquetas CFU Meg progenitor megacariocítico CFU GM neutrófilo monócito progenitor granulócito/monócito linfócitos B progenitor linfóide T timo

23 UNIDADES FORMADORAS DE COLÔNIAS (UFC)

24 UNIDADES FORMADORAS DE COLÔNIA E FATORES DE CRESCIMENTO UFC – GEMM UFC – L UFC - Meg UFC - LT UFC - LB UFC - GM UFC - E UFC - G UFC - M

25 Hematopoese - Linhagem Mielóide CFU - Eos BFU - E CFU - GM BFU - Meg CFU - Mast/Bas Eosinófilos CFU - EEritrócitos CFU - GGranulócitos CFU - MMonócitos Basófilos Plaquetas Stem cell Mielóide CFU-GEMM Stem cell CFU - Meg

26 Hematopoese - Linhagem Linfóide Progenitor T Progenitor B Célula T Célula B Stem cell Linfóide Stem cell

27 ERITROPOIESE

28 A PRODUÇÃO DE ERITRÓCITOS SANGUE PERIFÉRICO CÉLULA PLURIPOTENCIAL PRIMITIVA PROERITROBLASTO ERITROBLASTO BASÓFILO ERITROBLASTO POLICROMÁTICO ERITROBLASTO ORTOCROMÁTICO RETICULÓCITO ERITRÓCITO MEDULA ÓSSEA

29 FATORES DA ERITROPOIESE ERITROPOIETINA ATUA NO ESTÍMULO DA ERITROPOIESE VIT. B12 E FOLATOS ATUA NA SÍNTESE DE DNA PARA REPRODUÇÃO DE PROERITROBLASTOS E ERITROBLASTOS BASÓFILOS FERRO ATUA NA SÍNTESE DE HEMOGLOBINA E NA MATURAÇÃO DOS ERITRÓCITOS

30 PROERITROBLASTO Diâmetro: 14 a 19 . Citoplasma: É condensado e homogêneo, apresentanso-se mais intensamente basófilo (hiperbasofilia) do que a célula indiferenciada. Cora-se em azul intenso. Núcleo: Cromatina mais grosseira que a célula indiferenciada, contém um a dois nucléolos.

31 ERITROBLASTO BASÓFILO Diâmetro: 12 a 17 . Citoplasma: É menos basófilo que o pró- eritroblasto, cora-se em azul celeste. Núcleo: A cromatina começa a condensar-se em grossas trabéculas, é desprovido de nucléolos.

32 ERITROBLASTO POLICROMÁTICO Diâmetro: 12 a 15 . Citoplasma: Sugere a afinidade por corantes ácidos, indicio do aparecimento da hemoglobina. A basofilia persiste e, pela sua afinidade mista o citoplasma toma o tom de rosa-azulado. Núcleo: Reduz-se o tamanho, a cromatina condensa-se mais, com tendência a disposição radiada.

33 ERITROBLASTO ORTOCROMÁTICO Diâmetro: 8 a 12 . Citoplasma: Apresenta afinidade por corantes ácidos, sendo, portanto, acidófilo. Índice da presença de hemoglobina. Cora-se de róseo. Núcleo: Picnótico, cromatina compacta, há ejeção do núcleo pelo processo denominado carriorrexe ou pelo processo de cariólise.

34 Reticulócito Mitocôndrias Eritroblasto Núcleo eliminado Mitocôndrias eliminadas

35 ERITROBLASTO ORTOCROMÁTICO PERDENDO O NÚCLEO

36 O NÚCLEO E O RETICULÓCITO

37 RETICULÓCITOS CORADOS

38 OS ERITRÓCITOS NA CIRCULAÇÃO 120 dias de vida

39 M.E. DO BAÇO E OS MICROCAPILARES DO SRE

40 M.E. DA MACROFAGOCITOSE DOS ERITRÓCITOS VELHOS

41 FISIOLOGIA DO ERITRÓCITO

42 ERITRÓCITO É a mais abundante de todas as células do sangue:  4,5 a 6 milhões/mm³ ( ♂ );  4 a 5,5 milhões/mm³ ( ♀ ). Função principal: transporte de oxigênio (importância da hemoglobina) Outras funções:  Hb tampão ácido-básico  (papel da anidrase carbônica) CO2 + H20 H2CO3 H2CO3 H + HCO3 H + HCO3 AC

43 ERITRÓCITO Tem excesso de membrana celular em relação à quantidade de material existente no seu interior. deformação não distende muito a membrana É uma célula anucleada: única célula do organismo que permanece exercendo suas funções, apesar da ausência de núcleo.

44 MEMBRANA DOS ERITRÓCITOS

45 Estrutura Celular

46 PROTEÍNAS DA MEMBRANA Actina Espectrina Anquirina Banda 3, Glicoforina A, Banda 4.1 Banda 4.2 G3PD Banda 7

47 HEMOGLOBINAS 4.1. Conceito e Função Conceito

48 HEMOGLOBINA pigmento carreador de oxigênio valores normais: 16g/dL ( ♂ ) e 14g/dL ( ♀ ) concentração máx.: 34g/dL (limite metabólico do processo de formação) tamanho da célula X % de Hb

49 HEMOGLOBINA 1g de Hb pura 1,39 mL de oxigênio Hb: combina-se frouxa e reversivelmente com o oxigênio, que é transportado na forma molecular 6 g de hemoglobina são formados por dia

50 SÍNTESE DO HEME local de síntese: Mitocôndrias dos eritroblastos e reticulócitos Mecanismo enzimático da síntese HEME GLICINAAlanina (ALA)ÁCIDO SUCCINICO Porfobilinogênio Alanina Sintetase Alanina Deidrase Uroporfirinogênio Sintetase Uroporfirinogênio III Uroporfirinogênio decarboxilase Coproporfirinogênio III Coproporfirinogênio Oxidase Protoporfirina IX Ferro Quetalase MITOCÔNDRIA CITOPLASMA Fe ++ + Piridoxina (Vit. B 6 )

51 SÍNTESE DA HEMOGLOBINA A.2 succinil-CoA + 2 glicina pirrol B.4 pirrol protoporfirina IX C.protoporfirina IX + Fe heme D.heme + polipeptídeo (globina) cadeia de Hb ( ou β) E.2 cadeias  + 2 cadeias β Hb A F.2 cadeias  + 2 cadeias γ Hb F Ligação fraca ! do Ciclo de Krebs... Forma mais comum no adulto !

52 natureza das cadeias de Hb afinidade da ligação com o oxigênio e características físicas da molécula diferentes composições de aas da porção polipeptídica (globina) diferentes tipos de cadeias de Hb Os diferentes tipos de cadeia são designados como cadeias alfa, beta, gama, delta SÍNTESE DA HEMOGLOBINA

53 hemoglobina A (2β2) 1 a 2% : hemoglobina A2 (22) podem existir traços (0-1%) de hemoglobina fetal(22) A forma mais comum de hemoglobina no ser humano adulto representa cerca de 95 a 99% da hemoglobina do adulto. combinação de duas cadeias alfa e duas cadeias beta. SÍNTESE DA HEMOGLOBINA

54 Estrutura Molecular HEMOGLOBINAS

55 Parte Não Protéica (Heme) HEMOGLOBINAS

56 HEMOGLOBINA Hemoglobina Estrutura molecular do heme:

57 A) Composição - Um átomo de Ferro (bivalente) - Quatro grupos pirrólicos (protoporfirina) Parte Não Protéica (Heme) HEMOGLOBINA

58 Parte Protéica (Globina) Composição: - Quatro moléculas de globinas e dois pares diferentes de cadeias polipeptídicas  22 22 22 22 HEMOGLOBINAS

59 Controle e Local de Síntese Gens específicos controladores de montagem, denominados de gens , , , ,  e . Gens  e  estão no cromossoma 16 Gens ,  e  estão no cromossoma 11 Síntese: Ribossomas dos eritroblastos (65%) e reticulócitos (35%) Parte Protéica (Globina)

60    1   1  1  2  1  Like Genes 5’ 3’ Chromossome 16  G  A      Like Genes 5’ 3’ Cromossome 11 Localização cromossômica dos genes da globina humana. Segundo NIENHUIS et al, GENÉTICA Controle e Local de Síntese

61 Tipos diferentes de cadeias globínicas que formam hemoglobinas normais no homem Cadeia Epsilon (  ) - Período embrionário Cadeia Zeta (  ) - Período embrionário Cadeia Alfa (  ) - Período embrionário, Fetal, adulto Cadeia Gama (  )- Período embrionário, Fetal, adulto Cadeia Beta (  ) - Pós nascimento e adulto Cadeia delta (  ) - Pós nascimento e adulto Parte Protéica (Globina)

62 % de CADEIAS POLIPEPTÍDICAS MESES  CADEIA EPSLON ( EMBRIONÁRIA)  CADEIA ZETA (EMBRIONÁRIA)  CADEIA ALFA  CADEIA GAMA  CADEIA BETA ( ADULTA)  CADEIA DELTA ( Hb-A 2 ) HEMOGLOBINAS HUMANAS DE ACORDO COM O DESENVOLVIMENTO

63      PERÍODO EMBRIONÁRIO  2  2 (Hb Gower 1)  2  2 (Hb Portland)  2  2 (Hb Gower 2)        PERÍODO FETAL  2  2 (Hb Fetal)  2  2 (Hb A 1 ) PERÍODO PÓS NASCIMENTO  2  2 (Hb Fetal)  2  2 (Hb A 1 )  2  2 (Hb A 2 ) HEMOGLOBINAS HUMANAS DE ACORDO COM O DESENVOLVIMENTO 

64 ELETROFORESE DE HEMOGLOBINAS NORMAIS

65 Núcleo Polirribossomas Globina Heme + Globina Hemoglobina Mitocôndria Ferritina Apotransferrina Transferrina + Fe Protoporfirina Síntese da hemoglobina Eritroblastos

66 Destruição dos eritrócitos Vida média: 100 a 120 dias Papel das enzimas citoplasmáticas capazes de metabolizar a glicose e formar pequena quantidade de ATP membrana eritrocitária frágil: célula se rompe durante sua passagem por algum ponto estreito da circulação. Muitas sofrem autodestruição no baço, ao ficarem espremidas na polpa vermelha

67 Destruição dos eritrócitos hemoglobina liberada: imediatamente fagocitada por macrófagos em muitas partes do organismo macrófagos liberam o ferro da hemoglobina de volta para o sangue fígado e outros tecidos medula óssea As globinas são degradadas em aas e reaproveitados Heme é metabolizado em bilirrubinas

68 HEMÓLISE EXTRAVASCULAR

69 HEMÓLISE INTRAVASCULAR

70 macrófago macrófago Sinusóide do baço Eritrócito se rompe Hepatócito Bilirrubina Bilirrubina conjugada Bile - urubilinogênio ReabsorçãoRim Fezes estercobilina Urina urobilina Ferritina e Hemossiderina Hemoglobina Globina aminoácidos Medula óssea Depósitos Heme (Ferro + transferrina)

71 Via da Metemoglobina redutase Metahemoglibina hemoglobina Via de Rapaport Luebering 2,3 difosfoglicerato 6-P Gluconato G-6-PD H2O2H2O2 GP GSHGSSG GR NADPNADPH Via das Pentoses Glicose 6-fosfato Glicose Frutose 6-fosfato Frutose 1,6-difosfato Gliceraldeído 3-fosfato (GP) 1,3-difosfoglicerato 3-fosfoglicerato 2-fosfoglicerato Fosfoenolpiruvato Piruvato Dihidroxiacetona fosfato (DHAP) PK Pentose P Via de Embden-Meyerhoff


Carregar ppt "HEMATOPOESE – ERITROPOIESE E FISIOLOGIA DO ERITRÓCITO PROF. DIMAS J CAMPIOLO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google