A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONFLITOS GEOPOLÍTICOS. No fim do século XX, a ONU contava com 54 missões de paz em regiões afetadas pela guerra ou em vias de pacificação. Guerras entre.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONFLITOS GEOPOLÍTICOS. No fim do século XX, a ONU contava com 54 missões de paz em regiões afetadas pela guerra ou em vias de pacificação. Guerras entre."— Transcrição da apresentação:

1 CONFLITOS GEOPOLÍTICOS

2 No fim do século XX, a ONU contava com 54 missões de paz em regiões afetadas pela guerra ou em vias de pacificação. Guerras entre Estados-Nações, guerras civis, guerrilhas, ocupação de territórios à força e movimentos de separatismo dentro de Estados-Nações acontecem em todos os continentes, exceto na Oceania. Os principais motivos dos conflitos que ocorrem no mundo são: disputas por território, soberania do Estado nacional (nacionalismo e separatismo), rivalidades étnicas e religiosas, questões de fronteiras, recursos minerais e, até mesmo, água. A pobreza é também causa de muitos desses conflitos.

3

4 MÉXICO EZLN (Exército Zapatista de Libertação Nacional) – movimento rebelde que, em 1º de janeiro de 1994 (início do NAFTA), ocupou várias cidades no estado de Chiapas. Opôs-se ao governo mexicano, reivindicando o combate à exclusão social e a melhoria dos direitos constitucionais dos povos indígenas. Liderado pelo subcomandante Marcos, iniciou negociações com o governo mexicano e não atua mais por meio do confronto armado. As condições sociais de Chiapas contrastam com grandes reservas petrolíferas e de gás natural encontradas em seu subsolo.

5 Pobreza e riqueza em Chiapas

6 Subcomandante Marcos

7 COLÔMBIA Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e ELN (Exército de Libertação Nacional) – guerrilhas de esquerda surgidas na década de 1960, muito ativas até Após esse período, perderam seu caráter ideológico e passaram a atuar buscando desestabilizar o governo colombiano. Cobram pedágios dos traficantes de drogas nas áreas que controlam – cerca de metade do território do país. Como oposição a essas guerrilhas surgiram as AUC (Autodefesas Unidas da Colômbia), grupos paramilitares de direita apoiados pelo exército colombiano.

8

9

10 IRLANDA DO NORTE Os problemas na Irlanda do Norte são conseqüência de uma longa história de conflitos entre católicos (irlandeses) e protestantes (ingleses). Os católicos, majoritários na República da Irlanda, mas minoritários na Irlanda do Norte (Ulster), reivindicam a separação do Ulster em relação ao Reino Unido. Para combater o domínio britânico, formou-se o IRA (Irish Republican Army/Exército Republicano Irlandês) – grupo que se notabilizou por uma série de atentados terroristas. Um acordo de paz foi assinado em 1998, porém a situação ainda é relativamente tensa.

11

12 ESPANHA / BASCOS O País Basco localiza-se entre Espanha e França. Os bascos são um povo com língua de origem desconhecida e cultura tradicional. Durante a ditadura de Francisco Franco ( ), os bascos foram proibidos de ensinar sua língua (euskera) nas escolas da região e de usar a bandeira com as cores do País Basco. Em 1959, foi criado o ETA (Euskadi ta Askatasuna), responsável por inúmeros atentados terroristas, que reivindica a independência do país basco. A partir da redemocratização do país, o ETA perdeu a credibilidade e o apoio popular, mas se mantém ativo.

13

14 RÚSSIA / CHECHÊNIA / CÁUCASO Cáucaso: região de grande diversidade étnica, teve duas influências religiosas fundamentais: a cristã ortodoxa e a islâmica. Os conflitos atuais dessa região estão ligados a nacionalismos (motivos políticos) e às diferenças religiosas. Maiores problemas da Rússia ocorrem nas repúblicas da Chechênia e do Daguestão, com vários grupos lutando pela independência e para implantar Estados Islâmicos, empregado inclusive táticas terroristas (Moscou, Beslan). Entre 1994 e 1996, ocorreu violenta guerra entre os rebeldes chechenos e a Rússia, arrasando várias cidades da república. Conseguiu-se uma autonomia parcial, mas em 1999, o governo russo volta a intervir na região.

15

16 Conflito e oleodutos

17 ANTIGA IUGOSLÁVIA

18 Histórico da Iugoslávia 1920 – formação do Reino da Iugoslávia. 2ª G.M. – resistência iugoslava (partisans) aos nazistas – Iugoslávia adota o socialismo sob a liderança do general Tito, sem alinhar-se com a União Soviética – morte do general Tito – início da crise iugoslava – Croácia, Eslovênia, Bósnia-Herzegovina e Macedônia declaram independência – Conflito na Bósnia envolvendo sérvios, croatas e bósnios muçulmanos, com cerca de 250 mil mortos, várias acusações de limpeza étnica e participação da OTAN no acordo de Dayton (1995) – Conflito em Kosovo (província da Sérvia), que possui maioria albanesa. Os sérvios são acusados de limpeza étnica e a OTAN bombardeia a Iugoslávia (hoje já dividida em Sérvia e Montenegro). Forças da ONU ocupam Kosovo – Ocorrem conflitos entre rebeldes étnicos albaneses e o governo macedônio. É firmado um acordo de paz entre as partes.

19 Diversidade étnica na ex-Iugoslávia

20 O conflito na Bósnia

21 O acordo de Dayton

22 O conflito em Kosovo

23 O ex-presidente iugoslavo e defensor da formação da Grande Sérvia, Slobodan Milosevic, deposto e preso após o conflito em Kosovo, responde por seus crimes de guerra perante o Tribunal Penal Internacional para a Iugoslávia (TPII)

24 O horror da guerra Sarajevo após semanas de conflito Franco-atiradores na Bósnia

25 ORIENTE MÉDIO

26

27 ISRAEL X PALESTINA 1947 – Partilha da Palestina/Israel pela ONU – implantação do Estado de Israel / guerra contra árabes 1956 – Guerra de Suez pelo controle do canal contra o Egito 1967 – Guerra dos Seis Dias – ocupação de vários territórios por Israel (Cisjordânia, Faixa de Gaza, Sinai, colinas de Golan) 1973 – Guerra do Yom Kippur – choque do petróleo Década de 1980 – primeira Intifada – revolta das pedras – assinatura de acordos de paz entre Israel e a OLP de Yasser Arafat – devolução gradual dos territórios palestinos 2001 – eleição de Ariel Sharon e paralisação das negociações; nova Intifada, seqüência de atentados terroristas – morte de Arafat; indefinição do conflito Problemas : Jerusalém, assentamentos judaicos, Estado Palestino

28

29 Yasser Arafat

30 IRAQUE – Guerra Irã-Iraque – Sadam Hussein é apoiado por EUA, URSS e outros países – Guerra do Golfo – coalizão de países força a retirada das tropas iraquianas do Kuwait. Iraque sofre embargo da ONU e são adotadas zonas de exclusão aérea – Ataque dos EUA, Reino Unido e outros países justificado pela suspeita de armas de destruição em massa e para depor a ditadura de Sadam Hussein. Acredita-se que o verdadeiro motivo da ocupação seja a riqueza de petróleo do país, uma das maiores reservas do mundo – Instabilidade constante no país, com atentados terroristas e forças rebeldes controlando alguns territórios.

31

32 Sadam Hussein, ditador iraquiano entre 1979 e 2003

33

34 AFEGANISTÃO – tentativa de dominação soviética, frustrada pela oposição dos mujahedin (guerrilheiros islâmicos), entre eles Bin Laden, apoiados pelos EUA, Irã e Paquistão – tomada do poder pelo grupo radical sunita Taleban, que adota a Sharia (doutrina islâmica) como lei – atentados aos EUA atribuídos a Bin Laden ; os EUA atacam o Afeganistão acusando-o de proteger o terrorista e servir de base para a Al Qaeda; o Taleban é deposto do poder – rivalidades étnicas e crescimento do cultivo da papoula (ópio) dificultam a normalização do país.

35

36 ÁFRICA Agravamento da situação econômica a partir da década de 1990 / excluídos da globalização – fraco mercado consu- midor e exportação de produtos primários de baixo preço. Conjunto de problemas: fome, guerras civis, aids, miséria, catástrofes naturais, fraca economia, fronteiras artificiais – formam um verdadeiro barril de pólvora. Maioria dos países africanos passou por algum conflito nos últimos quinze anos: Ruanda, Burundi, Serra Leoa, Libéria, Sudão, Somália, Etiópia, Eritréia, República Democrática do Congo, Angola, Moçambique, Argélia são alguns exemplos.

37 Os excluídos da globalização À medida que a economia mundial se tornava global e, sobretudo após a queda da região soviética, mais puramente capitalista e dominada por empresas, investidores e empresários descobriram que grande parte dela não tinha interesse lucrativo para eles, a não ser, talvez, que pudessem subornar seus políticos e funcionário públicos para gastar dinheiro extraído de seus infelizes cidadãos com armamentos ou projetos de prestígio. Um número desproporcionalmente grande desses países se encontrava no infeliz continente africano. Eric Hobsbawn – Era dos Extremos, 1995, p. 355

38

39

40

41 O inferno de Ruanda Campo de refugiados ruandeses na Tanzânia

42 Com 350 mil refugiados, o campo de Kibumba cresceu ainda mais quando o governo do Zaire transferiu refugiados de Goma e de Munigi para lá. Zaire, 1994 Como 350 mil pessoas chegaram ao campo de Benako em apenas quatro dias, as condições iniciais eram deploráveis. Tanzânia, 1994.

43 Cadáveres de tutsis (a maioria estava cruelmente mutilada) em uma escola abandonada. Nyarubuye, Ruanda, 1995 No campo de Kibumba, milhares de ruandeses morriam todo dia de cólera, disenteria, fome e desespero. Os tratores do exército francês empilham os corpos contra montes de lava vulcânica, depois os cobrem com terra. A morte tornou-se um problema logístico. Zaire, 1994.

44 Durante quase quatro décadas de guerra, os exércitos angolanos e estrangeiros teriam espalhado entre 10 e 12 milhões de minas de 67 diferentes tipos. Angola, O número de mutilados é tão elevado que o centro ainda está muito distante de atender a toda demanda de próteses, ainda que metade dos que pisam nas minas (80%, no caso das crianças) morram instantaneamente. Bomba Alta, Angola, Angola

45 ÍNDIA X PAQUISTÃO 1947 – independência da região e divisão da antiga colônia britânica em Índia (hinduísmo) e Paquistão (islamismo) e 1971 – conflitos entre os dois países pela disputa da Caxemira e pelo apoio indiano à independência de Bangladesh (ex-Paquistão Oriental) – Índia explode sua primeira bomba atômica – Os dois países realizam testes nucleares e aumentam seu arsenal bélico. Caxemira – região localizada no norte da Índia, mas de maioria muçulmana, que luta pela anexação ao Paquistão. A Índia também tem problemas com separatistas sikhs, que lutam pela independência do estado de Punjab.

46

47 CURDISTÃO Maior grupo étnico sem território, os curdos, de maioria muçulmana sunita, não são turcos nem árabes nem persas. Espalham-se principalmente por terras da Turquia, do Irã e do Iraque, onde sofreram duras perseguições, embora ocupem também pequenas áreas da Síria e da Armênia.

48

49 TIMOR LESTE 1975 – independência em relação a Portugal – anexação do Timor Leste pela Indonésia – plebiscito define desocupação indonésia do país; militares indonésios atacam a população civil; intervenção de tropas da ONU – realização de eleições e pacificação completa do país.

50

51

52 Eu achei que você preferiria chorar por motivos menos fúteis que uma cebola! – Mafalda Produzido por Sergei Giannasi Alvarez – março/2005 Agradecimentos: Almanaque Abril, livro Fronteiras da Globalização, sites diversos


Carregar ppt "CONFLITOS GEOPOLÍTICOS. No fim do século XX, a ONU contava com 54 missões de paz em regiões afetadas pela guerra ou em vias de pacificação. Guerras entre."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google