A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PAZ DE FRANCISCO DE ASSIS. Oração da paz enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PAZ DE FRANCISCO DE ASSIS. Oração da paz enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que."— Transcrição da apresentação:

1 A PAZ DE FRANCISCO DE ASSIS

2 Oração da paz

3 enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz.

4 Ó Mestre, Fazei que eu procure mais consolar, que ser consolado; compreender que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém.

5 FRANCISCO DE ASSIS nasceu entre 1181 e 1182

6

7

8 enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. Sou um instrumento da paz? Sustentamos a paz ou impomos a agitação?

9 Onde houver ódio, que eu leve o amor; Alguém capaz de realizar a plenitude do amor neutralizará o ódio de milhões.“ „ Alguém capaz de realizar a plenitude do amor neutralizará o ódio de milhões.“ Mahatma Gandhi

10 Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Perdoar é sinônimo de desligar. Desligar-se da mágoa, do ressentimento…

11 Onde houver discórdia, que eu leve a união;

12 Onde houver dúvida, que eu leve a fé; No homem, a fé é o sentimento inato de seus destinos futuros; é a consciência que ele tem das faculdades imensas depositadas em gérmen no seu íntimo, a princípio em estado latente, e que lhe cumpre fazer que desabrochem e cresçam pela ação da sua vontade.

13 Onde houver erro, que eu leve a verdade;

14 Onde houver desespero, que eu leve a esperança; A esperança não é um sonho, mas uma maneira de traduzir os sonhos em realidade. A esperança não é um sonho, mas uma maneira de traduzir os sonhos em realidade. (Suenens)

15 Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Jerônimo Mendonça Vítima de grave problema de saúde, ficou totalmente imobilizado… não obstante, nunca desanimou, nem se entregou a lamentações Jamais se melindrava Ria das próprias limitações…

16 Onde houver trevas, que eu leve a luz.

17 Ó Mestre, Fazei que eu procure mais consolar, que ser consolado; compreender que ser compreendido;

18 amar, que ser amado. Pois é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna.

19 A paz de Francisco de Assis Elaboração: Arlete Laenzlinger, CEEAK Bibliografia: „ Em torno de uma Oração- Richard Simonetti do livro O Destino em suas mãos.


Carregar ppt "A PAZ DE FRANCISCO DE ASSIS. Oração da paz enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. enhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google