A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia Científica Caroline Petian Aula 4. Pesquisa: por onde começar? O maior desafio é aprender a formular perguntas que podem corresponder àquelas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia Científica Caroline Petian Aula 4. Pesquisa: por onde começar? O maior desafio é aprender a formular perguntas que podem corresponder àquelas."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia Científica Caroline Petian Aula 4

2 Pesquisa: por onde começar? O maior desafio é aprender a formular perguntas que podem corresponder àquelas respostas que a natureza ou a sociedade nos apresentam. 2 © Alphaspirit | Dreamstime.com

3 Pesquisa: por onde começar? Você poderia supor que as mulheres escolhem Pedagogia porque gostam de crianças e que os homens escolhem Engenharia porque gostam de cálculos. A causa do fenômeno seria então apenas uma questão de características de ser homem ou mulher? 3

4 Pesquisa: por onde começar? De pergunta em pergunta, surgem novas pistas de investigação que pouco a pouco poderão conduzir você a uma compreensão mais completa e consistente do que você observou. Para formular essas perguntas, inicialmente você tem que reunir algumas hipóteses explicativas. 4

5 Pesquisa: por onde começar? O sexo da pessoa determina o gosto por crianças ou por matemática? Assim, será possível verificar suas implicações e testar sua adequação ao fenômeno que você quer entender. 5 © Lee Chin Chang | Dreamstime.com

6 Pesquisa: por onde começar? A formação de um cientista ou pesquisador, mais do que um processo acadêmico, se faz pelo desenvolvimento de um conjunto de atitudes ou posturas intelectuais em face do contexto e frente a si mesmo. O trabalho intelectual não pode ser separado da vida. 6

7 Conhecimento e Educação O conhecimento científico é diferente de outros tipos de conhecimento pelo modo como é produzido. Uma das características do trabalho científico é que ele, na realidade, não nasce de uma mente iluminada, mas de um diálogo entre você e outros que se interessaram pelo mesmo tema. 7 © Falara | Dreamstime.com

8 Conhecimento e Educação Vivemos há várias décadas um contexto que, sobretudo a partir da Segunda Guerra Mundial, tem trazido, numa dimensão global, a aceleração cada vez maior da produção e do consumo de produtos que incorporam conhecimentos de base científica transformados em tecnologia. 8 © Ninared | Dreamstime.com

9 Conhecimento e Educação Responsabilidade social da universidade ► uma das principais instituições encarregadas da produção e disseminação do conhecimento científico. A pesquisa científica nas universidades e seu trabalho de formação de profissionais e de novos pesquisadores passa a ter um caráter estratégico para o desenvolvimento e o bem-estar das nações. 9

10 Até a Idade Média, os profissionais que hoje identificamos como cientistas ou pesquisadores eram fundamentalmente filósofos que estudavam as obras da Antiguidade Clássica. Desenvolviam suas pesquisas nos mosteiros a partir do estudo da teologia, filosofia, literatura e eventos naturais, no contexto de uma visão religiosa do mundo, balizada pela leitura da Bíblia. 10

11 O controle eclesiástico sobre a atividade científica naquele período limitou a maior parte do esforço de pesquisa às tentativas de explicar o universo sem contradições com o que estava descrito nas Sagradas Escrituras. 11 Todas as explicações que não corroborassem isso, eram consideradas heresias e eram passíveis de punição com perseguição e até morte. © Picadillu | Dreamstime.com

12 Um pouco de História A universidade de Paris, fundada em 1208, foi organizada a partir da associação de professores e estudantes de várias disciplinas numa corporação com alguma autonomia em relação à Igreja e ao Estado, guardando similaridades com o que hoje se considera uma universidade. 12

13 As universidades se constituíram inicialmente como centros dedicados a estudos clássicos (latim, grego, lógica, retórica, aritmética, geometria, história natural e astrologia), que ofereciam também formação em direito, medicina e teologia. 13 Um pouco de História © Francesco Alessi | Dreamstime.com

14 Somente a partir do século XVI, com a Reforma Protestante e a efervescência do pensamento cético com o Renascimento, ganhou maior impulso uma cultura de reflexão e investigação com mais liberdade de crítica frente aos dogmas da doutrina da Igreja e ao poder político, ainda que não sem retrocessos e dificuldades. 14 Um pouco de História

15 A ciência empírica não era valorizada no ambiente universitário até o século XVII. Cientistas formavam sociedades ou associações, nas quais se reuniam periodicamente para discutir pesquisa empírica. 15 Um pouco de História © Roy Mattappallil Thomas | Dreamstime.com

16 A crescente demanda de novas tecnologias para a indústria e o comércio, equacionando problemas do setor produtivo e aumentando sua eficiência, favoreceu o desenvolvimento do conhecimento científico e sua progressiva institucionalização progressiva a partir do século XIX. Universidade de Berlim Um pouco de História

17 No Brasil As universidades brasileiras só foram organizadas a partir de O sistema de ensino superior era composto por escolas autônomas, voltadas para a formação de profissionais liberais (advogados, médicos, engenheiros, agrônomos) 17 © Anamomarques | Dreamstime.com

18 Iniciativas nacionais SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (http://www.sbpcnet.org.br/site/)http://www.sbpcnet.org.br/site/ Afirmar a importância da ciência no país e angariar apoio junto aos governantes e à sociedade para a garantia de condições adequadas para o trabalho científico, especialmente o financiamento regular das atividades. 18

19 CNPq - Conselho Nacional de Pesquisa (1951) CAPES – Campanha Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (1951) FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (1960) FAPERGS – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (1964) 19 Iniciativas nacionais

20 Vídeo da Aula CNPq - Vídeo Institucional 20

21 Desafios para a Ciência e a Universidade A perspectiva de desenvolvimento econômico e social no século XXI supõe, necessariamente, que cada país amplie seu investimento em educação de qualidade de forma articulada às políticas de desenvolvimento da pesquisa científica, da tecnologia e da inovação, seja em termos de condições de infraestrutura, seja em termos de formação de recursos humanos. 21

22 Preparar futuros profissionais para uma atitude de permanente aprendizado, atento e crítico, para participar com autonomia intelectual e criatividade das transformações num mundo cada vez mais volátil, cujo futuro sustentável é responsabilidade de todos. 22 Desafios para a Ciência e a Universidade © Skypixel | Dreamstime.com

23 Você pesquisador. Sociedade exige atualização. Grupo de pesquisadores dentro da universidade; projetos que atendam à sociedade. 23 Desafios para a Ciência e a Universidade

24 Referências BACHELARD, G. A Formação do Espírito Científico. Rio de Janeiro: Contraponto, BRANDÃO, C. R. O Ardil da Ordem: caminhos e armadilhas da educação popular. Campinas: Papirus, PACKER, A. L. Os periódicos brasileiros e a comunicação da pesquisa nacional. Revista USP, 2011, n.89, pp SPELLER, P., ROBL, F. e MENEGHEL, S. M. (orgs.) Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década. Brasília: UNESCO, CNE, MEC,

25 Metodologia Científica Caroline Petian Atividade 4

26 26 Leia atentamente as afirmativas abaixo. Observe que elas apontam para diversas colocações acerca do Conhecimento. I. O conhecimento deve ser compreendido como um processo dinâmico, inacabado e em constante transformação e adaptação; II. A ciência é uma das formas de conhecimento, com características próprias, como a possibilidade de ser verificada e comprovada por outros;

27 III. O conhecimento pode, inclusive, ser ‘perigoso’ em determinados contextos; IV. Ao relacionar-se com o meio, o homem faz uso de diversas formas de conhecimento e, por meio dessas formas, ele transforma o mundo ao mesmo tempo em que é transformado. A partir das afirmações anteriores, buscando responder “o que é conhecimento?”, pode-se considerar que: a) somente as afirmativas I e II estão corretas. b) somente as afirmativas I e IV estão corretas. c) somente a afirmativa III está incorreta. d) somente a alternativa I está incorreta. e) todas as afirmativas estão corretas. 27


Carregar ppt "Metodologia Científica Caroline Petian Aula 4. Pesquisa: por onde começar? O maior desafio é aprender a formular perguntas que podem corresponder àquelas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google