A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Design Bruno Amado Renan Sardinha Marco Aurélio Lobo 29 de maio de 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Design Bruno Amado Renan Sardinha Marco Aurélio Lobo 29 de maio de 2009."— Transcrição da apresentação:

1 design Bruno Amado Renan Sardinha Marco Aurélio Lobo 29 de maio de 2009

2 propostas Análise das Solicitações dos PSI´s ABIROCHAS ABIMAQ ABIMO Assintecal ACEMB Anfalpet Objeto Brasil (sugestões para a promoção do Design)

3 propostas Ações prioritárias Palestras internas de sensibilização Diagnósticos nos Projetos/Entidade

4 propostas Palestras internas de sensibilização Profissionais com experiências em gestão do design Experiências inovadoras Empresas – cases de sucesso

5 propostas Design – Projetos Setoriais/Entidades Processo de Integração do design para exportação 1 – Diagnóstico 1.1 – Análise da Situação Atual – O que é design para a entidade – Ações realizadas e suas experiências – Resultados com foco nas exportações – Recursos aplicados – Profissionais contratados 2 – Definir Estratégia 2.1 – relevância do design Entidade/empresas 2.2 – campo de atuação 2.3 – características diferenciadas

6 propostas Design – Projetos Setoriais/Entidades Processo de Integração do design para exportação 3 – Definir Política de Atuação 3.1 – Definição do canal 3.2 – Contratação de serviços (estudos, pesquisas, etc) 3.3 – Financiamento 4 – Elaborar um Programa 4.1 – Metas e requisitos 4.2 – Cronograma 4.3 – Recursos técnicos e humanos

7 propostas Design – Projetos Setoriais/Entidades Parcerias ABEDESIGN ADG – Associação de Design Gráfico ADP – Associação de Design de Produto IPT – Instituto de Pesquisa Tecnológica FGV – Fundação Getúlio Vargas ABRE – Associação Brasileira de Embalagem Design Paraná – Programa Estadual de Design ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial Proposta de Trabalho CGEE – Centro de Gestão e Estudos Estratégicos

8 Prospecção e Inovação em Design Prospecção e Inovação em Design Em busca de um ambiente favorável à Inovação de Valor, visando saltos de competitividade para setores estratégicos e globais MATERIAL CONFIDENCIAL – FAVOR NÃO DISTRIBUIR

9 O Design brasileiro ganhou espaço nos últimos anos, mas a sua real contribuição ainda é desconhecida e tímida. Pouco se sabe sobre seus resultados econômicos e, como conseqüência, pouco se faz para incorporá-lo nas estratégias de desenvolvimento de novos produtos. Faltam informações que sirvam de subsídio para a busca de incentivos e aporte financeiro. Novos estudos podem melhor informar setores produtivos, respondendo questões fundamentais, tais como: Qual a contribuição das exportações de produtos com valor agregado pelo “design”? Qual o grau de utilização do design pelas empresas? Quais as necessidades/demandas dos setores produtivos por design? Quais estratégias em design podem ser adotas? MATERIAL CONFIDENCIAL Prospecção e Inovação em Design Prospecção e Inovação em Design Em busca de um ambiente favorável à Inovação de Valor, visando saltos de competitividade para setores estratégicos e globais

10 Objetivo Geral: Estudar a contribuição do Design para os produtos brasileiros e propor formas de aproximar as empresas brasileiras do Design Estratégico, de modo a fortalecer a capacidade de inovar visando saltos de competitividade por meio da Inovação de Valor 1. Etapa de Diagnóstico: Identificação e mapeamento de potencialidades de setores produtivos para desenvolver novos produtos 2, aprimorar produtos existentes e / ou reposicioná-los em outros países de modo que sejam culturalmente relevantes e tragam benefícios no curto prazo (3-5 anos). Resultados: Panorama do Design incluindo empresas priorizadas por alguns indicadores como percentual do faturamento de produtos novos no mercado interno e externo, grau de utilização do design (escada do design 3 ), tamanho de mercado, investimento disponível e carteira de projetos. Incluiria também analise de mecanismos para levar o design ao setores produtivos, considerando experiências já testadas. Possíveis Interessados APEX, CNI, MDIC, ABDI, ANPEI e instituições de fomento, como Banco Mundial, BNDES, FINEP, SEBRAE, CNPq Médias e grandes empresas 1. Inovação de Valor significa desenvolver soluções inovadoras orientadas pelo mercado, direcionadas pelo consumidor, próximo ao mercado 2. Produtos inclui produtos físicos e/ou digitais, serviços e processos 3. Escada do Design é uma escala usada para classificar o envolvimento da empresa com design. Foi aplicada pelo Centro de Design da Dinamarca Identificação de oportunidades por meio do Design Grau de utilização Design Tamanho de Mercado Setor A Setor C Setor B’ Setor N Setor B Setor C’ Empresas selecionadas MATERIAL CONFIDENCIAL Prospecção e Inovação em Design Prospecção e Inovação em Design Em busca de um ambiente favorável à Inovação de Valor, visando saltos de competitividade para setores estratégicos e globais

11 MATERIAL CONFIDENCIAL Etapa de Planejamento: Detalhamento de estratégias de Design customizadas para demandas específicas dos principais setores. As estratégias de inserção do design nas empresas poderiam indicar Projetos de aprimoramentos de produtos, Pesquisa de adaptação a novos mercados, Pesquisa exploratória para Inovação de Valor e Gestão de Design. Resultados: Mapa de oportunidades com estratégias de Design para cada setor (da pesquisa exploratória ao protótipo ao design), indicando planos de implementação, atores 4 e responsabilidades e instrumentos de fomento 5. Abordagem pode incluir oficinas de trabalho para análise, discussão e construção de estratégias. Possíveis Interessados APEX, CNI, MDIC, ABDI, ANPEI e instituições de fomento, como Banco Mundial, BNDES, FINEP, SEBRAE, CNPq Médias e grandes empresas 1. Inovação de Valor significa desenvolver soluções inovadoras orientadas pelo mercado, direcionadas pelo consumidor, próximo ao mercado 2. Produtos inclui produtos físicos e/ou digitais, serviços e processos 3. Escada do Design é uma escala usada para classificar o envolvimento da empresa com design. Foi aplicada pelo Centro de Design da Dinamarca 4. Associações, Sindicatos, Centros de Design, Incubadoras, Bancos, Escritórios de Design e consultores 5. Financiamentos, Subvenções, Incentivos, Capital de Risco (ex. Inovar da FINEP) voltados para as atividades de P&D próximas do mercado Horizonte temporal Estratégia Setor A – Empresas X, Y, Z,... Ações Atores Responsabilidades Instrumentos de fomento... Ações Atores Responsabilidades Instrumentos de fomento... Estratégia Setor B – Empresas K, L, M,... Objetivo Geral: Estudar a contribuição do Design para os produtos brasileiros e propor formas de aproximar as empresas brasileiras do Design Estratégico, de modo a fortalecer a capacidade de inovar visando saltos de competitividade por meio da Inovação de Valor 1. Prospecção e Inovação em Design Prospecção e Inovação em Design Em busca de um ambiente favorável à Inovação de Valor, visando saltos de competitividade para setores estratégicos e globais

12 Pesquisa. Indicadores. Diferenciais Estratégia. Planejamento Articulação. Fomento. Oportunidades Inovação. Retorno econômico Prospecção e Inovação em Design Prospecção e Inovação em Design Promovendo o Design Estratégico Empresarial para diferenciar e valorizar os produtos brasileiros nos mercados nacional e internacional. MATERIAL CONFIDENCIAL – FAVOR NÃO DISTRIBUIR


Carregar ppt "Design Bruno Amado Renan Sardinha Marco Aurélio Lobo 29 de maio de 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google