A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

C2008, Valentim Métodos de Pesquisa: Técnicas de Coleta de Dados UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdadede Filosofia e Ciências – Campus de Marília Departamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "C2008, Valentim Métodos de Pesquisa: Técnicas de Coleta de Dados UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdadede Filosofia e Ciências – Campus de Marília Departamento."— Transcrição da apresentação:

1 c2008, Valentim Métodos de Pesquisa: Técnicas de Coleta de Dados UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdadede Filosofia e Ciências – Campus de Marília Departamento de Ciência da Informação

2 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Entrevista A entrevista pode ser definida como um processo de interação social entre duas pessoas na qual uma delas, o entrevistador, tem por objetivo a obtenção de informações por parte do outro, o entrevistado. As informações devem ser obtidas através de um roteiro de entrevista, cujo conteúdo possui uma lista de pontos ou tópicos previamente estabelecidos de acordo com a problemática central da pesquisa, bem como de acordo com os objetivos específicos previamente propostos. É importante que o entrevistador grave a entrevista, porém, o pesquisador deve autorizar a gravação. A técnica de coleta de dados entrevista contém quatro componentes que devem ser explicitados nos procedimentos metodológicos, enfatizando-se suas vantagens, desvantagens e limitações. São eles: a) o entrevistador; b) o entrevistado; c) a situação da entrevista; d) o instrumento (roteiro) de captação de dados. Fonte: HAGUETTE

3 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Entrevista É preciso distinguir entre as informações de caráter subjetivo e aquelas de caráter objetivo emitidas pelo entrevistado ao longo da entrevista. Ambas são igualmente importantes para o pesquisador, embora ele deva ter em mente que as afirmações do informante representam meramente sua percepção, filtrada e modificada por suas reações cognitivas e emocionais e relatadas através de sua capacidade pessoal de verbalização. As informações de natureza subjetiva estão sempre imersas em reações que devem ser levadas em conta: o estado emocional do informante, suas opiniões, suas atitudes, seus valores que devem ser confrontados ou complementados com comportamentos passados e expressões não-verbais, igualmente. É necessário que o pesquisador providencie um Termo de Consentimento Livre Esclarecido, para que o entrevistado assine ciente das condições da entrevista, da coleta de dados, da análise dos dados e da divulgação científica da pesquisa. Fonte: HAGUETTE

4 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Entrevista Aspectos que podem interferir na qualidade da coleta de informação pelo pesquisador: Motivos ulteriores, ou seja, quando o entrevistado pensa que suas respostas podem influenciar positivamente sua situação futura; Motivos ulteriores, ou seja, quando o entrevistado pensa que suas respostas podem influenciar positivamente sua situação futura; Quebra de espontaneidade, como a presença de outras pessoas por ocasião da entrevista ou inibições ocasionadas por certas características do entrevistador, como sexo, raça, educação ou classe social; Quebra de espontaneidade, como a presença de outras pessoas por ocasião da entrevista ou inibições ocasionadas por certas características do entrevistador, como sexo, raça, educação ou classe social; Desejo de agradar o pesquisador, especialmente quando ele percebe suas orientações ou posicionamentos; Desejo de agradar o pesquisador, especialmente quando ele percebe suas orientações ou posicionamentos; Fatores idiossincráticos tais como fatos ocorridos no intervalo entre as entrevistas que eventualmente alteram a atitude do entrevistado em relação ao fenômeno observado. Fatores idiossincráticos tais como fatos ocorridos no intervalo entre as entrevistas que eventualmente alteram a atitude do entrevistado em relação ao fenômeno observado. Fonte: HAGUETTE

5 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Entrevista As entrevistas podem ser de três tipos: estruturada (quando o pesquisador faz um roteiro a ser seguido), semi-estruturada (quando o pesquisador se guia apenas pelos objetivos da pesquisa), livre (quando o pesquisador não elabora nenhum apoio para sua realização). As entrevistas podem ser de três tipos: estruturada (quando o pesquisador faz um roteiro a ser seguido), semi-estruturada (quando o pesquisador se guia apenas pelos objetivos da pesquisa), livre (quando o pesquisador não elabora nenhum apoio para sua realização). Tem a função de coletar informações de forma conversacional, formal ou informalmente, de um indivíduo ou grupo, sobre uma determinada situação, fato ou fenômeno. Tem a função de coletar informações de forma conversacional, formal ou informalmente, de um indivíduo ou grupo, sobre uma determinada situação, fato ou fenômeno. A entrevista deve ser realizada subsidiada por um roteiro previamente elaborado. O roteiro de entrevista deve ser formulado a partir dos objetivos específicos e a sua estrutura textual deve ser clara e objetiva, não permitindo dúvidas com relação ao que o pesquisador deseja, em termos informacionais. A entrevista deve ser realizada subsidiada por um roteiro previamente elaborado. O roteiro de entrevista deve ser formulado a partir dos objetivos específicos e a sua estrutura textual deve ser clara e objetiva, não permitindo dúvidas com relação ao que o pesquisador deseja, em termos informacionais. O roteiro de entrevista não deve ser elaborado com perguntas, mas sim por meio de tópicos informacionais, de forma que o pesquisador siga-os durante a conversa com o entrevistado, uma seqüência lógica de raciocínio. O roteiro de entrevista não deve ser elaborado com perguntas, mas sim por meio de tópicos informacionais, de forma que o pesquisador siga-os durante a conversa com o entrevistado, uma seqüência lógica de raciocínio.

6 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Entrevista O pesquisador pode usar algumas táticas para realizar a entrevista: O pesquisador pode usar algumas táticas para realizar a entrevista: Tática do silêncio – o pesquisador deve saber ficar calado no momento adequado, contudo, isso não pode ser confundido com desatenção ou desinteresse. Tática do silêncio – o pesquisador deve saber ficar calado no momento adequado, contudo, isso não pode ser confundido com desatenção ou desinteresse. Tática da animação e elaboração – realizar todo tipo de observação, ruídos e gestos que permitem ao entrevistado perceber que deve continuar falando. Tática da animação e elaboração – realizar todo tipo de observação, ruídos e gestos que permitem ao entrevistado perceber que deve continuar falando. Tática da reafirmação e repetição – tentar obter informações adicionais, mediante a repetição de expressões emitidos pelo entrevistado. Tática da reafirmação e repetição – tentar obter informações adicionais, mediante a repetição de expressões emitidos pelo entrevistado. Tática da recapitulação – tentar levar o entrevistado a relatar novamente alguma informação organizada de forma cronológica. Tática da recapitulação – tentar levar o entrevistado a relatar novamente alguma informação organizada de forma cronológica. Tática do esclarecimento – solicitar a seqüência de passos ou solicitar esclarecimento sobre algo que não ficou claro. Tática do esclarecimento – solicitar a seqüência de passos ou solicitar esclarecimento sobre algo que não ficou claro. Tática de alteração do tema – quando os objetivos da entrevista não foram atingidos, ele lança mão de novos temas que possam auxiliar no atingimento dos objetivos. Tática de alteração do tema – quando os objetivos da entrevista não foram atingidos, ele lança mão de novos temas que possam auxiliar no atingimento dos objetivos.

7 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados EntrevistaEtapas: Seleção dos sujeitos de pesquisa (quem e quantos) deve ser coerente com os objetivos específicos propostos na pesquisa; Seleção dos sujeitos de pesquisa (quem e quantos) deve ser coerente com os objetivos específicos propostos na pesquisa; Contatar os referidos sujeitos para obter a permissão da entrevista; Contatar os referidos sujeitos para obter a permissão da entrevista; Agendar previamente as entrevistas; Agendar previamente as entrevistas; Preparar o roteiro de entrevista; Preparar o roteiro de entrevista; Aplicar a entrevista, observando os aspectos psicológicos, emocionais e ambientais presentes no momento da entrevista; Aplicar a entrevista, observando os aspectos psicológicos, emocionais e ambientais presentes no momento da entrevista; A tabulação e a análise das informações coletadas na entrevista estão relacionadas ao método escolhido pelo pesquisador (ex.: análise de conteúdo, DSC, protocolo verbal etc.); A tabulação e a análise das informações coletadas na entrevista estão relacionadas ao método escolhido pelo pesquisador (ex.: análise de conteúdo, DSC, protocolo verbal etc.); Dependendo do método escolhido o pesquisador pode levar a transcrição literal do que o sujeito pesquisado falou para a pesquisa. Neste caso, a forma do texto deve ser diferenciada (itálico, entre aspas etc.). Dependendo do método escolhido o pesquisador pode levar a transcrição literal do que o sujeito pesquisado falou para a pesquisa. Neste caso, a forma do texto deve ser diferenciada (itálico, entre aspas etc.).

8 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Entrevista Aplica-se quando: O número de sujeitos de pesquisa é pequeno; O número de sujeitos de pesquisa é pequeno; A população alvo está agrupada geograficamente; A população alvo está agrupada geograficamente; O pesquisador/entrevistador tem tempo suficiente, condições e competência para processar a entrevista; O pesquisador/entrevistador tem tempo suficiente, condições e competência para processar a entrevista; É necessário identificar claramente as reações do indivíduo ou grupo; É necessário identificar claramente as reações do indivíduo ou grupo; For necessário observar o indivíduo ou grupo em seu ambiente; For necessário observar o indivíduo ou grupo em seu ambiente; As informações a serem levantadas forem difíceis de identificar através de perguntas. As informações a serem levantadas forem difíceis de identificar através de perguntas.

9 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados EntrevistaVantagens: A comunicação entre o pesquisador/entrevistador e o entrevistado é mais interativa; A comunicação entre o pesquisador/entrevistador e o entrevistado é mais interativa; A exploração das informações desejadas é mais completa; A exploração das informações desejadas é mais completa; Possibilita o confronto das respostas obtidas com a realidade do entrevistado; Possibilita o confronto das respostas obtidas com a realidade do entrevistado; Permite o aprofundamento por parte do pesquisador em uma ou mais questões; Permite o aprofundamento por parte do pesquisador em uma ou mais questões; A entrevista tem uma característica/natureza mais humana; A entrevista tem uma característica/natureza mais humana; Permite o anonimato do entrevistado. Permite o anonimato do entrevistado.

10 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados EntrevistaDesvantagens: Obter informações de um número pequeno de sujeitos de pesquisa; Obter informações de um número pequeno de sujeitos de pesquisa; O pesquisador/entrevistador poderá influir nas respostas do entrevistado, mesmo involuntariamente; O pesquisador/entrevistador poderá influir nas respostas do entrevistado, mesmo involuntariamente; Dificulta o seu uso, por parte do pesquisador, em ambientes de pesquisa distantes geograficamente; Dificulta o seu uso, por parte do pesquisador, em ambientes de pesquisa distantes geograficamente; Maior complexidade para realizar a tabulação e a análise dos dados, visto que pode encontrar certa subjetividade; Maior complexidade para realizar a tabulação e a análise dos dados, visto que pode encontrar certa subjetividade; Nem sempre o pesquisador registra os fatos como eles se apresentam ou acontecem, por isso a transcrição dos dados que o pesquisador coletou poderá não estar exata, quer por um problema de interpretação, entendimento ou tendenciosidade; Nem sempre o pesquisador registra os fatos como eles se apresentam ou acontecem, por isso a transcrição dos dados que o pesquisador coletou poderá não estar exata, quer por um problema de interpretação, entendimento ou tendenciosidade; Exige preparo do pesquisador; Exige preparo do pesquisador; Os entrevistados geralmente não gostam de participar deste tipo de coleta de dados, já que a entrevista exige um tempo maior, do que por exemplo, responder um questionário. Os entrevistados geralmente não gostam de participar deste tipo de coleta de dados, já que a entrevista exige um tempo maior, do que por exemplo, responder um questionário.

11 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Entrevista Roteiro de Entrevista Verificar o que o pesquisado entende por competências e habilidades profissionais. Solicitar ao entrevistado que explique. Verificar junto ao pesquisado se em relação a questão anterior, ele considera que elas podem ou não serem adquiridas. Identificar junto ao entrevistado o tipo de estabelecimento que cursou o ensino fundamental. Identificar durante a entrevista o ramo de atividade da organização do pesquisado. Verificar se o pesquisado usa computador e quais as finalidades de uso. Em relação a navegação na Internet, verificar se é fácil o uso dos links, de página a página, link a link, item a item etc. Levantar o grau de importância que o pesquisado dá aos produtos e serviços oferecidos pela Biblioteca da UNESP/Marília. Verificar junto ao entrevistado quais foram os materiais utilizados por ele, na Biblioteca da UNESP/Marília.

12 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Tem a função de coletar informações de forma informal, de um indivíduo ou grupo sobre um determinado fato, situação ou fenômeno. É um instrumento que reúne uma série de perguntas, que podem ser abertas ou fechadas, destinadas aos sujeitos de pesquisa. O instrumento pode ser enviado através de correio, correio eletrônico, ou ainda, ser aplicado pessoalmente. Além disso, o pesquisado poderá responder no momento em que for abordado, pelo pesquisador ou ter um prazo determinado para responder e devolvê-lo ao pesquisador. As perguntas devem ser formuladas a partir da problemática de pesquisa e dos objetivos específicos. Sua estrutura textual deve ser clara e objetiva, não permitindo dúvidas com relação ao que o pesquisador deseja, em termos de informação. O pesquisador deve tomar cuidado com a quantidade de perguntas que vai compor o instrumento, não exagerando quanto ao excesso, assim como da falta delas.

13 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário É muito importante que se aplique um pré-teste, justamente para checar a estrutura textual e lógica das perguntas, isto é, se estão bem formuladas, bem como quanto a sua clareza e objetividade. O questionário é enviado, geralmente, a uma amostragem da população alvo, por isso o pesquisador deve ter uma atenção especial quanto aos percentuais, respeitando sempre o índice científico mínimo exigido (em torno de 20%), bem como se é necessária uma amostragem estratificada. Outro cuidado que o pesquisador deve ter é obter o máximo de respostas possíveis, pois muitas vezes o pesquisado não responde todas as questões do questionário, para isso o pesquisador deve informar ao respondente a importância de responder todas as perguntas para a qualidade da análise dos dados coletados.

14 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados QuestionárioEtapas: Seleção dos sujeitos de pesquisa (quem e quantos) deve ser coerente com os objetivos específicos propostos na pesquisa; Seleção dos sujeitos de pesquisa (quem e quantos) deve ser coerente com os objetivos específicos propostos na pesquisa; Contatar os referidos sujeitos para obter a permissão para aplicar o questionário; Contatar os referidos sujeitos para obter a permissão para aplicar o questionário; Combinar de que forma será enviado o questionário: por e- mail, será aplicado pessoalmente, será deixado com outra pessoas que vai aplicá-lo, será enviado por correio normal (neste caso, o pesquisador deve prever o envelope selado para que o respondente o envie depois; Combinar de que forma será enviado o questionário: por e- mail, será aplicado pessoalmente, será deixado com outra pessoas que vai aplicá-lo, será enviado por correio normal (neste caso, o pesquisador deve prever o envelope selado para que o respondente o envie depois; Preparar o questionário (questões abertas, fechadas etc.), observar o tamanho do questionário, clareza das questões etc.; Preparar o questionário (questões abertas, fechadas etc.), observar o tamanho do questionário, clareza das questões etc.; A tabulação e a análise das informações coletadas no questionário estão relacionadas ao método escolhido pelo pesquisador (ex.: estudo de caso, triangulação etc.). De qualquer forma, será necessário primeiramente uma tabulação das questões fechadas e, depois, das questões abertas pois são mais difíceis de serem tabuladas, visto que devem ser agrupadas pelo conteúdo similar das respostas. A tabulação e a análise das informações coletadas no questionário estão relacionadas ao método escolhido pelo pesquisador (ex.: estudo de caso, triangulação etc.). De qualquer forma, será necessário primeiramente uma tabulação das questões fechadas e, depois, das questões abertas pois são mais difíceis de serem tabuladas, visto que devem ser agrupadas pelo conteúdo similar das respostas.

15 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Aplica-se quando: Aplica-se quando: O número de sujeitos de pesquisa é muito grande; O número de sujeitos de pesquisa é muito grande; A população alvo está dispersa geograficamente; A população alvo está dispersa geograficamente; Existe pouco tempo para a realização da coleta de dados; Existe pouco tempo para a realização da coleta de dados; Os recursos financeiros são escassos para a realização de outros tipos de coleta de dados; Os recursos financeiros são escassos para a realização de outros tipos de coleta de dados; As informações a serem levantadas são de fácil compreensão e análise; As informações a serem levantadas são de fácil compreensão e análise; Existe grande quantidade de informações quantitativas a serem levantadas. Existe grande quantidade de informações quantitativas a serem levantadas.

16 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados QuestionárioVantagens: Atinge um grande número de indivíduos simultaneamente; Atinge um grande número de indivíduos simultaneamente; É muito utilizado para pesquisas que cobrem uma grande área geográfica, devido a facilidade do envio e do recebimento das informações; É muito utilizado para pesquisas que cobrem uma grande área geográfica, devido a facilidade do envio e do recebimento das informações; Pela sua própria natureza, possibilita a uniformidade de respostas; Pela sua própria natureza, possibilita a uniformidade de respostas; Permite o anonimato do respondente; Permite o anonimato do respondente; Possibilita que o pesquisado tenha mais tempo para responder. Possibilita que o pesquisado tenha mais tempo para responder.

17 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados QuestionárioDesvantagens: Não permite que haja um confronto das respostas obtidas com a realidade do pesquisado; Não permite que haja um confronto das respostas obtidas com a realidade do pesquisado; Não permite qualquer tipo de aprofundamento por parte do pesquisador; Não permite qualquer tipo de aprofundamento por parte do pesquisador; Não permite verificar as reações do respondente em relação aos conteúdos das questões; Não permite verificar as reações do respondente em relação aos conteúdos das questões; Não permite verificar a seriedade/atenção com que o pesquisado respondeu as questões; Não permite verificar a seriedade/atenção com que o pesquisado respondeu as questões; O questionário tem uma natureza fria e impessoal; O questionário tem uma natureza fria e impessoal; De todos os instrumentos de coleta de dados é o menos respeitado cientificamente. De todos os instrumentos de coleta de dados é o menos respeitado cientificamente.

18 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Abertas: 1.O que você entende por competências e habilidades profissionais? Explique. 2.Com relação a questão anterior, você considera que elas podem ou não serem adquiridas?

19 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Fechadas: 1.Marque com um X o tipo de estabelecimento que você cursou o Ensino Fundamental (Escolha apenas uma única opção): 1Todo em escola pública 2Todo em escola particular 3Maior parte em escola pública 4Maior parte em escola particular 5Escolas comunitárias 6Outro tipo

20 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Fechadas: 1.Qual o ramo de atividade de sua organização? 1Indústria 2Comércio 3Serviços 4Agropecuária 5Outro tipo

21 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Mistas (Abertas e Fechadas): 1.Usa computador com que finalidade ? 1Lazer 2Trabalhos escolares 3Trabalhos profissionais 4Outra finalidade 5Não uso 6Não sei responder Se optou pelo numero 4, explique qual a finalidade de uso: ______________________________________________

22 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Mistas (Abertas e Fechadas): 1.A rede Internet é excelente para? 1Bater papo com os amigos no Orkut 2Realizar trabalhos de pesquisa escolar 3Pesquisar informações para o meu trabalho 4Outra opção 5Não uso Internet 6Não sei responder Se optou pelo numero 4 explique: _________________ ____________________________________________

23 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Fechadas com Uso de Escalas: 1.O link propicia fácil navegação de página a página, link a link, item a item, sem confusão ou necessidade de orientação externa? (Marque com X a coluna referente ao valor que você quer atribuir, sendo 5 = excelente e 1 = sofrível)

24 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Fechadas com Uso de Escalas: 1.Você considera que os produtos e serviços que a Biblioteca da UNESP/Marília, oferecem aos estudantes da graduação são: (Indique o grau de importância, marcando com um X, na opção desejada): 1Extremamente importante 2Muito importante 3Indiferente 4Pouco importante 5Sem importância alguma 6Não usa os produtos e serviços oferecidos 7Não sabe informar Fonte: Escala de Likert

25 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Fechadas de Múltipla Escolha: 1.Informe quais os materiais que você já utilizou na Biblioteca da UNESP/Marília. (Marque com um X, quantas alternativas forem necessárias): 1Jornais 2Livros 3Periódicos (revistas) 4Obras de Referência (Ex.: Dicionários) 5CD-ROMs 6Fitas de Vídeo 7DVDs 8Catálogos 9Teses, dissertações e TCCs 10Outro Tipo 11Nunca utilizei materiais da Biblioteca

26 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Questionário Questões Fechadas de Múltipla Escolha: 1.Informe quais as tipologias documentais existentes na sua organização. (Marque com um X, todas as alternativas que se aplicarem): 1Atas 2Memorandos 3Memoriais Descritivos 4Desenhos Técnicos 5Relatórios Técnicos 6Relatórios Administrativos 7Relatórios de Viagem 8Normas Técnicas 9Normas Administrativas 10Manuais de Serviço 11Não sei informar

27 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Observação Tem a função de coletar informações de forma observacional, formal ou informalmente, de um indivíduo ou grupo em um determinado ambiente sobre um determinado fato ou situação. A observação pode ser direta ou indireta. A observação direta é realizada pelo próprio pesquisador sem a interferência de terceiros. A observação indireta pode ser realizada por terceiros, desde que treinados para processar a observação. A observação participativa envolve o pesquisador e o pesquisado de uma forma dinâmica. Esse método é mais utilizado em pesquisas qualitativas.

28 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados ObservaçãoEtapas: Seleção dos sujeitos de pesquisa (quem e quantos) deve ser coerente com os objetivos específicos propostos na pesquisa; Seleção dos sujeitos de pesquisa (quem e quantos) deve ser coerente com os objetivos específicos propostos na pesquisa; Contatar os referidos sujeitos para obter a permissão para aplicar a observação (se for formal, caso seja informal não há a necessidade da permissão dos sujeitos, mas há a necessidade de permissão da organização/instituição; Contatar os referidos sujeitos para obter a permissão para aplicar a observação (se for formal, caso seja informal não há a necessidade da permissão dos sujeitos, mas há a necessidade de permissão da organização/instituição; Preparar o roteiro de observação; Preparar o roteiro de observação; Observar os aspectos psicológicos, emocionais e ambientais presentes no momento da observação; Observar os aspectos psicológicos, emocionais e ambientais presentes no momento da observação; A tabulação e a análise das informações coletadas na observação estão relacionadas ao método escolhido pelo pesquisador (ex.: análise de conteúdo, DSC, protocolo verbal etc.); A tabulação e a análise das informações coletadas na observação estão relacionadas ao método escolhido pelo pesquisador (ex.: análise de conteúdo, DSC, protocolo verbal etc.); Dependendo do método escolhido o pesquisador pode levar suas impressões sobre os sujeitos e ambientes pesquisados, dependendo do método poderá apenas relatar o mais evidenciado durante a observação. Dependendo do método escolhido o pesquisador pode levar suas impressões sobre os sujeitos e ambientes pesquisados, dependendo do método poderá apenas relatar o mais evidenciado durante a observação.

29 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Observação Aplica-se quando: É necessário verificar o ambiente in loco; É necessário verificar o ambiente in loco; A população alvo deve ser acompanhada de perto; A população alvo deve ser acompanhada de perto; O observador tem tempo, condições, competência e capacitação para processar uma observação; O observador tem tempo, condições, competência e capacitação para processar uma observação; É necessário identificar claramente as reações do indivíduo ou grupo; É necessário identificar claramente as reações do indivíduo ou grupo; For necessário observar o indivíduo ou grupo em seu ambiente; For necessário observar o indivíduo ou grupo em seu ambiente; As informações a serem levantadas forem difíceis de identificar através de perguntas ou entrevistas. As informações a serem levantadas forem difíceis de identificar através de perguntas ou entrevistas.

30 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados ObservaçãoVantagens: Não existe interferência de terceiros; Não existe interferência de terceiros; O observador não interfere nas ações do sujeito pesquisado; O observador não interfere nas ações do sujeito pesquisado; Possibilita o confronto das hipóteses e variáveis propostas anteriormente com a realidade in loco; Possibilita o confronto das hipóteses e variáveis propostas anteriormente com a realidade in loco; Permite o aprofundamento por parte do pesquisador das reações do indivíduo ou grupo pesquisado; Permite o aprofundamento por parte do pesquisador das reações do indivíduo ou grupo pesquisado; Permite, em alguns casos, o anonimato do pesquisador/observador; Permite, em alguns casos, o anonimato do pesquisador/observador; Possibilita que as informações sejam coletadas com calma. Possibilita que as informações sejam coletadas com calma.

31 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados ObservaçãoDesvantagens: Nem sempre o pesquisador registra os fatos como eles se apresentam ou acontecem, por isso a transcrição dos dados que o pesquisador/observador coletou poderá não estar exata, quer por um problema de interpretação, entendimento ou tendenciosidade; Nem sempre o pesquisador registra os fatos como eles se apresentam ou acontecem, por isso a transcrição dos dados que o pesquisador/observador coletou poderá não estar exata, quer por um problema de interpretação, entendimento ou tendenciosidade; Dificulta o seu uso, por parte do pesquisador, em ambientes de pesquisa distantes geograficamente; Dificulta o seu uso, por parte do pesquisador, em ambientes de pesquisa distantes geograficamente; Maior complexidade para realizar a tabulação e a análise dos dados; Maior complexidade para realizar a tabulação e a análise dos dados; Exige maior preparo do pesquisador. Exige maior preparo do pesquisador.

32 c2008, Valentim Técnicas de Coleta de Dados Observação Roteiro de Observação Observar de que forma os usuários se dirigem ao balcão de empréstimo. Observar de que forma os usuários se dirigem ao balcão de empréstimo. Observar de que forma os funcionários atendem os usuários. Observar de que forma os funcionários atendem os usuários. Observar a postura profissional dos funcionários. Observar a postura profissional dos funcionários. Observar a expressão facial dos funcionários. Observar a expressão facial dos funcionários. Observar a expressão facial dos usuários. Observar a expressão facial dos usuários. Observar a comunicação/interação entre funcionários/usuários. Observar a comunicação/interação entre funcionários/usuários. Observar o ambiente (iluminação, mobiliário, ventilação, cores utilizadas etc.). Observar o ambiente (iluminação, mobiliário, ventilação, cores utilizadas etc.). Observar os recursos tecnológicos existentes. Observar os recursos tecnológicos existentes. Observar os recursos tecnológicos usados. Observar os recursos tecnológicos usados. Observar a atitude dos funcionários quando não estão atendendo usuários. Observar a atitude dos funcionários quando não estão atendendo usuários.

33 c2008, Valentim REFERÊNCIAS HAGUETTE, T. M. F. Metodologias qualitativas na Sociologia. 10.ed. Petrópolis: Vozes, p. HILL, M. M.; HILL, A. Investigação por questionário. 2.ed. Lisboa: Sílabo, p. ROSA, M. V. de F. P. do C.; ARNOLDI, M. A. G. C. A entrevista na pesquisa qualitativa: mecanismos para validação dos resultados. Belo Horizonte: Autêntica, p. VALENTIM, M. L. P. Métodos qualitativos de pesquisa em Ciência da Informação. São Paulo: Polis, p. (Coleção Palavra- Chave, 16)


Carregar ppt "C2008, Valentim Métodos de Pesquisa: Técnicas de Coleta de Dados UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdadede Filosofia e Ciências – Campus de Marília Departamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google