A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Consulta sobre medicamentos. Educação permanente para prescrição racional Consulta à literatura científica Periódicos CapesPeriódicos Capes

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Consulta sobre medicamentos. Educação permanente para prescrição racional Consulta à literatura científica Periódicos CapesPeriódicos Capes"— Transcrição da apresentação:

1 Consulta sobre medicamentos

2 Educação permanente para prescrição racional Consulta à literatura científica Periódicos CapesPeriódicos Capes PubMedPubMed Portal da pesquisaPortal da pesquisa MicromedexMicromedex https://www.thomsonhc.com/micromedex2/librarian/ CS/F5F8CF/PFActionId/pf.HomePage/ssl/true

3 Imensa quantidade de literatura...é preciso saber quais são as publicações de qualidade, então consulte os sites...

4

5

6

7

8

9

10

11

12 Imensa quantidade de literatura...mas é preciso ser seletivo e eficiente, porque há muita literatura, então consulte o site...

13

14

15

16

17

18

19

20

21 Perguntas a serem feitas após leitura de artigo científico Os resultados representam a verdade? Os resultados parecem ser acurados? O texto confirma as conclusões? Os métodos e as análises resistem ao julgamento crítico? As interpretações dos investigadores têm sustentação? Aplicam-se à minha população? Aplicam-se à minha prática?

22 Ler artigos não é tarefa trivial e gasta tempo...mas, às vezes, a consulta tem que ser rápida, então consulte os sites... https://www.thomsonhc.com/micromedex2/librari an/CS/F5F8CF/PFActionId/pf.HomePage/ssl/tr ue

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33 FORÇA DA RECOMENDAÇÃO Classe I - Recomendado Um exame ou um tratamento mostrou-se útil e deve ser realizado ou administrado Classe IIa – Recomendado, na maioria dos casos Um exame ou um tratamento é considerado geralmente útil e indicado na maioria dos casos Classe IIb - Recomendado, em alguns casos Um exame ou um tratamento pode ser útil e está indicado em alguns casos, mas não na maioria Classe III - Não Recomendado Um exame ou um tratamento não é útil e deve ser evitado Classe Indeterminada – Evidência inconclusiva

34 FORÇA DA EVIDÊNCIA CATEGORIA A - evidências baseadas em: –meta-análises de ensaios randomizados e controlados com homogeneidade qto a direção e magnitude dos resultados dos estudos –vários ensaios clínicos randomizados, bem elaborados, com grande número de pacientes CATEGORIA B – evidências baseadas em: –meta-análises de ensaios randomizados e controlados com resultados conflitantes em relação à direção e magnitude dos resultados entre os diversos estudos –ensaios randomizados e controlados, envolvendo poucos pacientes ou com falhas metodológicas significativas (viéses, perdas, erros de análise, etc) –estudos não randomizados (ex:estudos longitudinais, caso-controle studies, estudos observacionais) CATEGORIA C - evidências baseadas em opinião de especialistas, consenso, relatos de casos, série de casos SEM EVIDÊNCIAS

35 Atenção para os interesses comerciais envolvidos !!!

36 Exemplo 1 Estudo de avaliação da qualidade e do registro de ensaios clínicos randomizados interrompidos precocemente por benefícios que parecem ter : 64% dos estudos interrompidos precocemente por relevar benefícios são financiados pela indústria neles, os benefícios são estimados com base em, apenas, 63% da amostra neles, os benefícios são estimados com base em, apenas, menos de 70 pacientes JAMA. 2005;294:

37 Exemplo 2 Características de estudos sobre Eficácia Comparativa (EC) de medicamentos, técnica que compara fármaco novo com fármaco antigo (e não com placebo): 224 (não EC) tinham probabilidade 3 vezes MAIOR de serem financiados por fontes comerciais do que os 104 EC ensaios que compararam fármaco novo vs fármaco antigo tem probabilidade MENOR de ter resultados favoráveis ao novo fármaco do que ensaios que compararam fármaco novo vs ingrediente inativo JAMA. 2005;294:

38 SOLUÇÕES PARA MELHORAR A PRESCRIÇÃO Prescrição conservadora: pense “além” dos fármacos faça prescrição estratégica cautela com novos fármacos valorize a vigilância de efeitos adversos compartilhe a agenda com os pacientes pense nos efeitos de longo prazo

39 CONCLUSÕES Informatização, prescrição eletrônica, sistemas alerta Auditoria das altas hospitalares Protocolos Vigilância de eventos adversos e de erros

40 CONCLUSÃO Maximizar os benefícios dos tratamentos Farmacêuticos, enfermeiros e médicos, têm muito a FAZER em pról do uso racional de medicamentos Reduzir ao máximo os danos causados pela “fome de lucros” Combinar múltiplas estratégias, trabalhar muito e não esmorecer!!

41 Suely Rozenfeld Produção Realização PROQUALIS

42


Carregar ppt "Consulta sobre medicamentos. Educação permanente para prescrição racional Consulta à literatura científica Periódicos CapesPeriódicos Capes"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google