A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O PROCESSSO DECISÓRIOS AS VARIAS FACES DA DECISÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O PROCESSSO DECISÓRIOS AS VARIAS FACES DA DECISÃO."— Transcrição da apresentação:

1 O PROCESSSO DECISÓRIOS AS VARIAS FACES DA DECISÃO

2 DEFINA O PROBLEMA É necessário ter um extremo bom senso e conhecimento para focar o problema de maneira correta. Administradores normalmente erram Por: A)- Definirem o problema a partir de uma solução proposta; B)- Deixarem de notar um problema,maior; C)- Diagnosticarem o problema em termos de seus sintomas. A meta é de resolver o problema, não apenas eliminar seus sintomas temporários.

3 IDENTIFIQUE OS CRITÉRIOS A maioria das decisões requer que você alcançe mais de um objetivo.Ao comprar um carro, você provavelmente vai quere mximizar a economia de combustível, minimizar o custo, maximizar o conforto e assim por diante. O tomador de decisões racional identificará todos os critérios relevantes no processo de tomada de decisões.

4 PONDERE OS CRITÉRIOS Para critérios diferentes, as importancias também serão variáveis Os racionais saberão que valor relativo atribuir a cada critério identificado( por exemplo, a importância relativa da economia de combustível versus custos versus conforto). O valor pode ser quantificado em base monetária. Exemplo da impressora lazer e jato de tinta.

5 GERE ALTERNATIVAS A etapa requer a busca de possiveis cursos de ação, tomadores de decisão as vezes penalizam o resultado buscando um alto volume de alternativas, criando inclusive uma barreira à decisão.O idelal é que esta busca nunca ultrapasse o custo das informações adicionadas.

6 CLASSIFIQUE CADA ALTERNATIVA SEGUNDO CADA CRITÉRIO É uma das etapas mais dificeis, pois exige preve o quanto a altrnativa escolhida atende e atenderá a solução do problema. Isto envolve o futuro, requerendo do decisor uma capacidade de análise para antever situações futuras que serão adicionadas ou suprimidas do problema.

7 IDENTIFIQUE A SOLUÇÃO IDEAL. Uma matriz de processo decisório exige uma forma própria para se quantificar a solução ideal, onde risco, possibilidades de acerto, entre outros fatores devem ser analisados para compor o resultado final.

8 AS ESCOLAS DE PENSAMENTO DO PROCESSO DECISORIO Segundo Simon dois modelos : o modelo prescritivo e o modelo descritivo. O prescritivo desenvolvem métodos para a tomada de decisão, por exemplo podem sugerir um modelo matemático para ajudar a tomar decisões de forma racional. Ao contrário, os pesquisadores da decisão descritiva consideram os modos interligados como as decisões realmente são tomadas. Mas surge uma pergunta: Porque utilizar o metodo descritivo quando a abordagem prescritiva deveria levar a uma decisão ideal?

9 O PORQUE?????? Primeiro: pos é necessário entendermos nosso proprio processo de decisão. Como a afetuamos? Quais nossos erros? Quais nossas tendências? E aí escolhermos a estratégia adequada. Segundo: A decisão pode depender de outros, entender como decidem e como reagirão com a decisão é também um fator importante. Terceiro: Por que de uma forma ou de outra temos nosso pré-conceito formado, dificultando- nos ouvir e aceitar opiniões que facilitem o processo de decisão e nos levem a uma decisão mais correta.

10 PORQUE NOSSA OPÇÃO MUITAS VEZES SÃO LIMITADAS A falta de informações e os custos para obtê-las, seja de tempo ou dinheiro aliado às próprias limitações e erros de percepção do tomador da decisão o levam a escolher uma decisão que satisfatóriamente represente um bom desempenho, mas contemple as partes envolvidas, sem criar grandes desavenças entre os atingidos pela decisão. Ou seja, é melhor uma informação mais limitada e aceita do que uma ótima decisão contestada, o que evidentemente colocaria o decisor na berlinda.

11 Introdução a heuristica do julgamento Heuristica como substantivo significa descobrimento e como adejetivo achar a solução, então vamos ao metodo da heuristica do julgamento. A heurística da disponibilidade: é estabelecida pela disponibilidade do evento e pela sua ocorrencia usual, o que permite uma tomada de posição mais facil. Por exemplo Um subordinado que trabalhe na mesma sala e próximo do chefe tem uma possibilidade de ser avaliado mais criticamente que o que trabalha afastado em outra sala. O cotidiano permite a chefia o reconhecimento e as usuais falhas deste subordinado.

12 A HEURÍSTICA DA REPRESENTATIVIDADE. Representada pelos conceito, pré- conceitos e valores do decisor, que através deles estabelece um padrão para sua decisão.Por exemplo um gerente de vendas que tem a convicção que os extrovertidos ou os ex-atletas, ou os brancos, ou negros são melhores vendedores, contratara apenas estes para sua equipe de vendas.

13 DECIDA??????? O uso da maconha está relacionada à deliquência? Há usuários de maconha que são deliquentes; Há usuários de maconha que não são deliquentes; Há deliquentes que não usam maconha; E há também não deliquentes que não usam maconha. Um fato não está relacionado ao outro, apesar de que pela representatividade atribuimos a todo utilizadores de maconha a condição de deliquência.

14 A HEURÍSTICA DO AFETO Uma condição de afabilidade pode levar o decisor a uma tomada de decisão tendenciosa em favor de um ou outro individuo, grupo ou situação. Muitas vezes é produtiva, mas falha quando a decisão necessita de critérios mais técnicos e precisos. Muitas decisões tomadas pelo afeto são desastrosas para a empresa ou para as pessoas envolvidas na decisão final.

15 FORMULAÇÃO E A INVERSÃO DE PREFERÊNCIAS POR FAVOR ISTO É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA FAÇA A MELHOR ESCOLHA POSSIVEL, POIS A VIDA DE 600 PESSOAS PODEM ESTAR EM SUAS MÃOS OU MELHOR NA SUA DECISÃO. NÃO FALHE, SUA FALHA É IRREMEDIAVEL PARA UM GRANDE NUMERO DE PESSOAS, DECIDA CORRETAMENTE, ESCOLHA A MELHOR ALTERNATIVA, PENSE BEM, SEJA RACIONAL, MAS USE O SEU EMOCIONAL TAMBÉM.

16 PROBLEMA Imagine que o Brasil esta se preparando para o aparecimento de uma doença vinda da Argentina, incomum, que se espera que matará 600 pessoas. Dois programas alternativos para combater a doença foram propostos. Suponha que as estimativas cientificas exatas das consequências dos programas sejam as seguintes: Programa A – Se for adotado 200 pessoas serão salvas. Programa B – há um terço de probabilidade de que 600 pessoas sejam salvas e dois terços de que nenhuma pessoa seja salva. De qual dos dois programas você estaria a favor?

17 O QUE CONSIDERAR? Existem diversos fatores a serem considerados: Por exemplo, qual será o impacto de cada programa sobre a sociedade em geral? Quem está mais arriscado a contrair a doença? Que opção ofereceria mais benefícios? Mas existem outras perguntas que você poderia fazer, mas se tiver que decidir entre o programa A ou B com base nas informações dada no problema, que programa você escolheria? A maioria das pessoas escolheria o Programa A. Uma das justificativas está de sempre procurarmos o melhor resultado e 200 pessoas salvas pelo programa A, corresponde ao mesmo que o programa B que tem 1/3 de probabilidade de salvar 600, mas 2/3 de salvar apenas as duzentas vidas. Mas nem sempre a decisão recaí sobre a otimização do resultado, pergunta-se a decisão pelo programa A, condenaria práticamente 400 pessoas à morte. Quem seria os escolhidos? Para morrer? Ou Para viver? Exemplos da pergunta coringa: o dobro ou nada?

18 INFLUÊNCIAS MOTIVACIONAIS E EMOCIONAIS NA TOMADA DE DECISÕES No passado, a maior parte da pesquisa sobre decisão compotamental, como a pesquisa econômica que ela tanto critica, via o processo decisório como um processo cognitivo (conhecimento adquirido). Entretanto, mais recentemente, os pesquisadores começam a atribuir muitos dos erros que as pessoas cometem a influências motivacionais e emocionais.

19 A MOTIVAÇÃO E A COGNIÇÃO COLIDEM Ulisses sabia que as sereias eram encontadoras e irresistiveis, mas através de seu canto o atraiam para a ilha e os matavam suavemente. O saber é a cognição, mas como suportar a motivação de ir com elas pelo seu irresistivel canto e encanto. Ele sobreviveu, pois venceu a motivação de tomar a decisão errada, nossa cognição e motivação podem ser diferentes, qual prevalesce?

20


Carregar ppt "O PROCESSSO DECISÓRIOS AS VARIAS FACES DA DECISÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google