A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Formação acadêmica: Graduação em Administração de Empresas Pós-Graduação em Comércio Exterior, Gestão e Liderança Universitária MBA em Gestão Empresarial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Formação acadêmica: Graduação em Administração de Empresas Pós-Graduação em Comércio Exterior, Gestão e Liderança Universitária MBA em Gestão Empresarial."— Transcrição da apresentação:

1

2 Formação acadêmica: Graduação em Administração de Empresas Pós-Graduação em Comércio Exterior, Gestão e Liderança Universitária MBA em Gestão Empresarial Mestrado em Administração, Dissertação: Marketing Internacional Atuação Profissional: Consultoria empresarial Pró reitor de Pós-Graduação – UNILINS Professor: Graduação: Comércio Exterior – TOLEDO – Araçatuba Administração – UNILINS – Lins Administração de Marketing – UNILINS – Lins Atuação Profissional: Professor: Pós-Graduação: Marketing Internacional – U.S.C. – Bauru Marketing Internacional – CESD – Dracena Marketing Internacional – CESD – Votuporanga Marketing Internacional – F.E.F. – Fernandópolis Globalização e Mercado Global – TOLEDO – Araçatuba Marketing Internacional – FAECA – Catanduva Comércio Exterior - METODISTA – Birigü Planejamento Estratégico – UNILINS – Lins Marketing Internacional – UNIFEV – Votuporanga

3 Objetivo da aula GERAL a)Ampliar a visão do profissional para as questões globais e seus impactos na atividade empresarial. ESPECÍFICOS a)Desenvolver a habilidade de diagnosticar eventos do mercado global; b)Conhecer os principais aspectos da economia global que afetam negócios; c)Entender o processo de globalização e seus desdobramentos em negócios. d) Discutir as principais macro tendências do ambiente competitivo global.

4 Imagem extraída do site

5 Mudanças e inovação tecnológica. Mercado global influenciando os mercados locais. Crescimento empresarial e capacidade de atingir mercados internacionais. Internacionalização e aprimoramento do marketing. Os grandes problemas atuais.

6 Os movimentos de capitais, e não com é rcio, têm sido a for ç a propulsora da economia mundial. – Bens e servi ç os – 14.4 trilhões de d ó lares/ano. Fonte: FMI, – Transa ç ões de câmbio – 390 trilhões de d ó lares/ano. Fonte: Bank of International Settlements e BM&F. Estimativa para A produ ç ão foi desvinculada do emprego. A economia mundial domina a cena. As macroeconomias de pa í ses individuais j á não controlam os resultados econômicos.(capitalismo x socialismo)

7

8

9 De acordo com as projeções de John Lipsky, vice-diretor-gerente do FMI. A contração mundial é de 1,4% neste ano, que passa pela maior recessão desde a Segunda Guerra, e crescimento de 2,4% no próximo. A economia global está começando a sair da recessão, mas a recuperação será lenta e as políticas dos governos precisam continuar estimulando a recuperação Os mercados emergentes não conseguirão retornar ao crescimento potencial enquanto os desenvolvidos estiverem com performance fraca. Como resultado disso, os déficits de produção e emprego continuarão aumentando ao longo de As condições financeiras melhoraram mais que o esperado, devido à intervenção pública principalmente e os dados recentes sugerem que a taxa de declínio da atividade econômica está se moderando, embora em graus variados entre as regiões.

10 O aumento dos déficits fiscais em muitos países industrializados é uma preocupação crescente, especialmente com as expectativas de aumento dos gastos dos governos em decorrência do envelhecimento da população e de mais pessoas buscando serviços de saúde. As condições financeiras melhoraram mais que o esperado, devido à intervenção pública principalmente e os dados recentes sugerem que a taxa de declínio da atividade econômica está se moderando, embora em graus variados entre as regiões

11 Prof. Ms Luiz A. Cabañas

12 Kanter (1999), diz que a globalização é um processo de mudança que combina um número cada vez maior de atividades através das fronteiras e tecnologia da informação, permitindo a comunicação praticamente instantânea com o mundo. E promete dar a todas as pessoas em todos os lugares acesso aos melhores produtos e serviços em todo o mundo.

13 Etapa de evolução do capitalismo, dentro de um novo padrão de acumulação, que envolve a e a integração da produção mundial do comércio, mediante a desmontagem progressiva de instrumentos protecionistas

14 Tecnologia da informação Comunicação Transportes Fatores políticos Muro de Berlin União Européia NAFTA

15

16 Country Argentina Brazil Chile China Germany India Japan Korea Mexico Russia Spain Turkey United States Fonte: FMI/2010

17

18

19

20 Participação % do Brasil nas exportações e importações mundiais entre 1950 e 2005 Fonte: Exportações brasileiras: SISCOMEX e SECEX; Importações brasileiras: SISCOMEX e MF/SRF.

21

22 A Ásia comprou 27,1% dos produtos agrícolas exportados pelo país sul-americano e substituiu, pela primeira vez na história, a União Europeia como o maior mercado de produtos agrícolas brasileiros. A China, sozinha, comprou 16,7% do total e tornou-se o maior país comprador dos produtos agrícolas brasileiros, seguida pela Holanda (7,6%), Estados Unidos (7,0%), Rússia (4,4%) e Alemanha (4,1%), de acordo com os dados do ministério brasileiro Na primeira metade deste ano, o Brasil reduziu em 9,6% as compras e importações agrícolas do país, que somaram US$ 5,087 bilhões. A causa principal é a queda dos preços de trigo no mercado internacional. Fonte: Exportações brasileiras: SISCOMEX e SECEX; Importações brasileiras: SISCOMEX e MF/SRF.

23 Fonte: Elaborado pela SRI /MAPA a partir de dados da SECEX / MDIC

24 Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2009)

25 Total de Subsídios agrícolas (PSE) dos países da OCDE tiveram leve aumento, nos últimos anos (280 bi US$, 226 bi euros em 2004). Países com maior PSE (bi US$): União Européia (133), Japão (49), USA (47), Coréia (20) Países com maior %PSE: Suiça (68), Noruega (68), Coreia (63) e Japão (56) Produtos com maior PSE (bi US$): leite (39), carne bovina (34), arroz (27) e trigo (19) Produtos com maior %PSE: arroz (75), açúcar (58), leite (36), carne bovina (36), trigo (33).

26 Revista Exame 13/02/2008 O Brasil ganhou mais confiança da comunidade internacional

27 Revista Exame 13/02/2008

28

29 As exportações brasileiras são menos vulneráveis a crises internacionais por serem bastante variáveis e terem destinos diversificados No Chile, 57% das exportações são de cobre. No México, 86% das exportações vão para os Estados Unidos

30 As Vantagens Competitivas Competitividade = capacidade ganhar quota de mercado, depende de: Nível de eficiência da economia Nível dos recursos humanos Abundância dos recursos naturais

31 Pelo menos em termos de matéria-prima, o Brasil leva vantagem na produção de etanol. A cana-de-açúcar usada no país tem o menos custo de produção e rende mais litros por hectare. Compare com outras fontes de energia Cana-de-açúcar (Brasil) Cana-de-açúcar (Brasil) 0, , Milho (Estados Unidos) Milho (Estados Unidos) 0, Beterraba (União Europeia) Beterraba (União Europeia) Custo de produção do litro (em dólar) Custo de produção do litro (em dólar) Produtividade em litros por hectare Produtividade em litros por hectare

32 Nível de eficiência da economia Burocracia Economia Informal Nível de Regulamentação Infra-estruturas P&D Capacidade de Gestão Nível dos recursos humanos Escolaridade Formação Profissional Liderança População Ativa Desenvolvimento Humano

33 Competitividade Segundo Porter Capacidade do país para fixar empresas: Condições dos fatores de produção Condições da procura Fatores de suporte Estratégia, Estrutura e Rivalidade Industrial Identificar os cluster que podem ser competitivos

34 Expandir fronteiras da empresa sem aumentar folha e nem ativos. Repensar a cadeia de valor. Repensar a entrega

35 Não existe conflito entre a lucratividade e a questão ambiental; O movimento ambientalista cresce em escala mundial; Clientes e comunidade em geral passam a valorizar cada vez mais a proteção do meio ambiente

36 Não existe conflito entre a lucratividade e a questão ambiental; O movimento ambientalista cresce em escala mundial; Clientes e comunidade em geral passam a valorizar cada vez mais a proteção do meio ambiente;

37 Sucesso: é o que você sabe e não o que você possui. Exemplo 1: Wal Mart, American Airlines, Fed. Express, uso inteligente da informação. Exemplo 1: Bancos - caixas automáticos Investimento em TI X Resultados

38 Gerenciar a distância e a mobilidade. Gerenciar a incerteza e a ambigüidade. Gerenciar a diversidade cultural. Conciliar os ciclos profissionais das pessoas e os ciclos dos negócios

39 Referencias KEEGAN, W. J. Princípios de marketing global. Trad. Sônia Schawartz, Cecília V. Bartolotte. São Paulo: Saraiva, KOTABE, M, HELSEN, K. Administração de Marketing Global. São Paulo: Atlas, 2000


Carregar ppt "Formação acadêmica: Graduação em Administração de Empresas Pós-Graduação em Comércio Exterior, Gestão e Liderança Universitária MBA em Gestão Empresarial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google