A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FARMÁCIA Disciplina: Toxicologia Prof a.: Drd. Mariana de F. G. Diniz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FARMÁCIA Disciplina: Toxicologia Prof a.: Drd. Mariana de F. G. Diniz."— Transcrição da apresentação:

1 FARMÁCIA Disciplina: Toxicologia Prof a.: Drd. Mariana de F. G. Diniz

2 PLANO DE CURSO  Etapa 1: Avaliações totalizando 100 (cem) pontos;  Etapa 2: Avaliações totalizando 70 (setenta) pontos; Avaliação Multidisciplinar 30 (trinta) pontos.

3 1ª Etapa: Avaliação 1 (40,0) Avaliação 2 (40,0) Atividades e Trabalhos (10,0) V FAVE (10,0) – 4 relatórios 2ª Etapa Avaliação 1 (30,0) Avaliação 2 (30,0) Atividades e Trabalhos (10,0) Avaliação Multidisciplinar 30 (trinta) pontos.

4 Critério de Avaliação e Aprovação Para ser aprovado na disciplina, o aluno deve ter frequência mínima de 75% e rendimento igual ou superior a 60 (sessenta) pontos.

5 Quanto a entrega de trabalhos e atividades: Só será aceito e corrigidos trabalhos e atividades em papel branco folha A 4 com capa seguindo as normas da ABNT.

6 Referências Bibliográficas BIBLIOGRAFIA BÁSICA: LIMA, D. R. Manual de farmacologia clínica, terapêutica e toxicologia. Rio de Janeiro: Medsi, v. 3. OGA, S. Fundamentos de Toxicologia. 3 ed. São Paulo: Atheneu, SCHVARTSMAN, S. Intoxicações Agudas. 4 ed. São Paulo: SARVIER, 1991.

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR: MOREAU, R. L. M.e Siqueira, M. E. P. B. Toxicologia Analítica. 1 ed. Guanabara Koogan CRAIG, C. R.; STITZEL, R. E. Farmacologia Moderna. 6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, GOODMAN, L. S.; GILMAN, A. As bases farmacológicas da terapêutica. 9 ed. Rio de Janeiro: Mc Graw-Hill, 2008 HOWLAND, R. D.; MYCEK, M. J. Farmacologia ilustrada. 3 ed. Porto Alegre: ARTMED, RANG, H. P.; DALE, M. M.; RITTER, J. M. Farmacologia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabar

8 TOXICOLOGIA É a ciência que tem como objeto de estudo o efeito adverso de substâncias químicas sobre os organismos vivos, com a finalidade principal de prevenir o aparecimento deste efeito, ou seja, estabelecer o uso seguro destas substâncias químicas.

9 A palavra "Toxikon" tem origem grega e significa veneno das flechas. As pontas das flechas eram preparadas com material bacterialmente contaminado, por exemplo pedaços de cadáveres ou venenos vegetais, com o intuito de acelerar a morte dos animais, levando a paralisia do músculo cardíaco e da musculatura esquelética.

10 A toxicologia é uma ciência multidisciplinar que tem como objeto de estudo as alterações das funções fisiológicas, isto é, os efeitos nocivos causados por substâncias químicas sobre organismos vivos.

11

12 TOXICOLOGISTA: É o profissional treinado ou capacitado a estudar os efeitos nocivos produzidos pelos agentes químicos e avaliar a probabilidade do aparecimento destes efeitos.

13 No âmbito da toxicologia, distinguem-se várias áreas, de acordo com a natureza do agente ou a maneira como este alcança o organismo.  Toxicologia Ambiental: que estuda os efeitos nocivos produzidos por substâncias químicas presentes no macro ambiente dos seres vivos.

14

15  Toxicologia Ocupacional: que estuda os efeitos nocivos produzidos pelas substâncias químicas presentes no meio ocupacional (micro ambiente) do homem.

16  Toxicologia de Alimentos: que estuda os efeitos adversos produzidos por agentes químicos presentes nos alimentos, sejam estes de origem biogênica ou antropogênica. É a área da toxicologia que estabelece as condições nas quais os alimentos podem ser ingeridos sem causar danos à saúde.

17  Toxicologia de Medicamentos: que estuda os efeitos adversos decorrentes do uso inadequado de medicamentos, da interação medicamentosa ou da susceptibilidade individual.

18  Toxicologia Social: estuda o efeito nocivo dos agentes químicos usados pelo homem em sua vida de sociedade, seja sob o aspecto individual, social (de relação) ou legal.

19 AGENTE TÓXICO CARVALHO (2001) assegura que um agente tóxico pode ser definido como qualquer substância química que, introduzida no organismo e absorvida, provocam efeitos considerados nocivos, podendo levar à morte ou provocar grandes transtornos ao sistema biológico.

20 No entanto, desde a idade média, já se sabe que : Todas as substâncias são venenos, não há uma que não seja. A dose correta é que diferencia um veneno de um remédio (PARACELSUS ).

21 A maioria das substâncias químicas, consideradas como agentes tóxicos, são substâncias exógenas aos organismos, conhecidas como xenobióticos.

22 O termo xenobiótico, derivado do grego xeno que significa estranho, é usado para indicar uma substância estranha ao organismo. Os xenobióticos podem produzir efeitos benéficos, como por exemplos os medicamentos, ou adversos (toxicante ou agente tóxico).

23 CLASSIFICAÇÃO DOS AGENTES TÓXICOS Os AT podem ser classificados de diversas maneiras dependendo dos critérios utilizados. A seguir são apresentadas algumas destas classificações:

24 Quanto à natureza:  naturais (mineral, vegetal, animal).  sintéticos

25 Quanto ao órgão ou sistema onde atuam (mais frequente atualmente) nefrotóxicos neurotóxicos hepatotóxicos genotóxicos entre outros,

26 Quanto às características físicas: Gases: são fluídos, sem forma, que permanecem no estado gasoso em condições normais de pressão e temperatura. Ex.: CO, NO e NO 2, O 3 etc.

27 Vapores: são as formas gasosas de substâncias normalmente sólidas ou líquidas nas condições ambientais. Ex: vapores resultantes da volatilização de solventes orgânicos como benzeno, tolueno, xileno etc.

28  Partículas ou aerodispersóides: partículas de tamanho microscópico, em estado sólido ou líquido. Ex: poeiras e fumos; neblinas e névoas.

29 TOXICIDADE É a capacidade inerente a um agente químico, de produzir maior ou menor efeito nocivo sobre os organismos vivos, em condições padronizadas de uso.

30 Uma substância muito tóxica causará dano a um organismo se for administrada em quantidades muito pequenas, enquanto que uma substância de baixa toxicidade somente produzirá efeito quando a quantidade administrada for muito grande.


Carregar ppt "FARMÁCIA Disciplina: Toxicologia Prof a.: Drd. Mariana de F. G. Diniz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google