A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O TRABALHO EM PAR PEDAGÓGICO COM RECURSO ÀS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO 1 º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JOSÉ EDUARDO DE JESUS SEIXAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O TRABALHO EM PAR PEDAGÓGICO COM RECURSO ÀS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO 1 º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JOSÉ EDUARDO DE JESUS SEIXAS."— Transcrição da apresentação:

1 O TRABALHO EM PAR PEDAGÓGICO COM RECURSO ÀS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO 1 º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JOSÉ EDUARDO DE JESUS SEIXAS SOEIRO Orientador: Professor Doutor Fernando Albuquerque Costa Mestrado em Educação Área de Especialização em Educação e Tecnologias Digitais DISSERTAÇÃO 27 de outubro de 2014

2 Relevância, pertinência e motivos O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 2  Eventual interesse para a comunidade educativa;  Contexto pessoal e profissional:  fraca utilização da tecnologia;  comparação de práticas; … descrever e interpretar as perceções, atitudes e reações dos impulsionadores e destinatários de uma medida educativa, numa abordagem “fenomenológica que procura compreender os fenómenos do ponto de vista dos próprios autores” (Coutinho, 2011)

3 Breve contexto  Ofício Circular nº /09  “trabalhar conteúdos curriculares, com recurso às TIC, 1 hora por semana em par pedagógico, composto pelo professor da curricular e o professor de TIC” Atividade de Integração das TIC nas Áreas Curriculares (Atividade de Integração das TIC nas Áreas Disciplinares de Frequência Obrigatória) O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 3  Programa e-Escolinhas  início no ano letivo 2009/2010

4 Referente teórico O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 4 (Sánchez, 2003) (Jonassen, 1996) (Costa, 2004) (Wang & Woo, 2007) Integração das TIC no currículo Trabalho colaborativo, reflexão e boas práticas Necessidade de redefinição do desenho educativo (Boavida & Ponte, 2002) (Thurler & Perrenoud, 2006) (Macedo, 2007) (Costa, 2010)  planificação (recursos e objetivos pedagógicos fundamentados);  processo (metodologias e situações de aprendizagem relevantes);  avaliação/reflexão.

5 Problema de investigação Eixo 1Eixo 2  Intenções dos responsáveis educativos:  Razões e motivações?  Resultados esperados?  Perceções dos professores no terreno:  Mudança de práticas?  Possibilidades e constrangimentos? O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 5 A estratégia de trabalho em par pedagógico implementada na Região Autónoma da Madeira, com recurso às TIC, contribuiu para alterar significativamente o modo como se ensina e aprende no 1º Ciclo?

6 Questões de investigação  Contextualização da Atividade de Integração das TIC.  Q1: Que conceções e intenções tiveram os decisores educativos da RAM na implementação da Atividade de Integração das TIC?  Os professores e a tecnologia no ensino e aprendizagem.  Q2: Quais as perceções de um grupo de professores relativamente à utilização das TIC no processo de ensino e aprendizagem?  A Atividade de Integração das TIC.  Q3: Quais as perceções de um grupo de professores sobre a Atividade de Integração das TIC em par pedagógico?  Operacionalização do trabalho colaborativo em par pedagógico.  Q4: De que forma é operacionalizada a metodologia de trabalho em par pedagógico na Atividade de Integração das TIC? O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 6

7 Metodologia O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 7  Opções metodológicas  Paradigma qualitativo;  Perspetiva exploratória e descritiva;  Participantes  Eixo 1 Um ex-dirigente educativo na área das tecnologias;  Eixo 2 4 professores de TIC e 4 titulares de turma;

8 Recolha e análise de dados Análise de Conteúdo  leitura flutuante (transcrição e (re)leitura das entrevistas);  elaboração prévia de categorias, indicadores e definição operacional;  codificação, “recorte” das unidades de registo e categorização;  síntese;  descrição e interpretação; O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 8  Instrumentos de recolha de dados  Entrevista individual  Entrevista em grupo Guião com base nas questões de investigação

9 Principais resultados O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 9  Q1: Contextualização da Atividade de Integração das TIC  medida despoletada pelo programa e-Escolinhas;  não existiu um verdadeiro planeamento da medida;  pretendia-se otimizar os recursos existentes e potenciar a formação entre pares (efeito multiplicador);  Q2: Os Professores e a Tecnologia no Ensino e Aprendizagem  atitude positiva em relação à tecnologia apesar de se verificarem resistências (desinteresse, falta de rotina, comodismo, evolução da tecnologia, medo de errar);  fracas competências na utilização da tecnologia por parte dos professores titulares (de um modo geral);  investimento pessoal vs investimento profissional;

10 Principais resultados O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 10  Q3: A Atividade de Integração das TIC  início marcado por alguma resistência, “anarquia” e falta de clareza nas orientações (horários, recursos, dinâmica de sala de aula);  medida atualmente considerada positiva e apoio à sua continuidade;  o professor de TIC assume um papel primordial - pouca evolução nos métodos de trabalho do professor titular de turma;  Q4: Operacionalização do Trabalho Colaborativo em Par Pedagógico  planificação não presencial (comunicação assíncrona);  professor titular (conteúdos) / professor de TIC (ferramentas);  métodos expositivos, exercícios de prática, programas nativos do computador;  flexibilidade no papel de cada professor na dinâmica da aula;

11 Conclusões gerais O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 11  Existência de recursos;  Estruturas de decisão “sensíveis” à questão da utilização da tecnologia;  Medida precipitada pelos acontecimentos;  Implementação descoordenada e sem planeamento consistente;  Não existe uma continuidade efetiva no horário dos alunos (ausência de projetos interdisciplinares);  Aula é um complemento com hora marcada (utilização pontual e “tradicional”);  Atividade marcada por tarefas pouco exigentes do ponto de vista cognitivo;  Longe de se assistir ao ambicionado “efeito multiplicador” provocado pela formação informal entre pares;  Orientações não estão a ser seguidas de forma uniforme; Atividade de Integração das TIC  Pontos Fortes:  Pontos Fracos:

12 Considerações finais O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 12  Modelos de implementação “topdown” nem sempre têm correspondência nos resultados práticos;  As medidas devem ser acompanhadas no terreno de forma a evitar desvios aos objetivos iniciais;  Ausência de reflexão profunda e sistemática por parte de todos os intervenientes educativos (ao nível macro e micro do sistema);  Pouca alteração ao nível de práticas, do papel do aluno e do professor e da utilização da tecnologia;  Utilização da tecnologia de forma pontual e “tradicional” mais centrada nas ferramentas e menos no currículo;  Fraca predisposição em realizar formação na área das TIC (professores titulares); … inferências com base nos resultados apresentados

13 Conclusão A estratégia de trabalho em par pedagógico implementada na Região Autónoma da Madeira, com recurso às TIC, contribuiu para alterar significativamente o modo como se ensina e aprende no 1º Ciclo? O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 13 Problema de partida Alterações pouco significativas pois não se revelaram indubitavelmente salientes no discurso dos participantes.

14 Obrigado O trabalho em par pedagógico com recurso às tecnologias digitais no 1º Ciclo do Ensino Básico na Região Autónoma da Madeira 14  Referências  Costa, F. A. (2004). O que justifica o fraco uso dos computadores na escola? Polifonia, Nº7, Edições Colibri,  Costa, F. A. (2010). Metas de aprendizagem na área das TIC: aprender com tecnologias. In Actas do I Encontro Internacional TIC e Educação 2010, 931 ‑ 936. Lisboa: Instituto Superior de Educação.  Coutinho, C. (2011). Metodologias de investigação em ciências sociais e humanas: teoria e prática. Lisboa: Almedina.  Jonassen, D. (1996). Computers in the classroom: mindtools for critical thinking. Columbus: Merrill/Prentice Hall.  Macedo, L. (2007). Ensaios pedagógicos: como construir uma escola para todos?. Porto Alegre: Artmed.  Sánchez, J. (2003). Integración curricular de TICs: conceptos y modelos. Revista Enfoques Educacionales, 5 (1),  Thurler, M., & Perrenoud, P. (2006). Cooperação entre professores: a formação inicial deve preceder as práticas? Cadernos de Pesquisa, v. 36, n. 128,  Wang, Q., & Woo, H. L. (2007). Systematic planning for ICT integration in topic learning. Educational Technology & Society, 10 (1),  Ofício-Circular nº – 320/09/M de 16 de Julho de 2009 – Integração das TIC nas áreas curriculares do 1ºCEB na RAM.


Carregar ppt "O TRABALHO EM PAR PEDAGÓGICO COM RECURSO ÀS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO 1 º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JOSÉ EDUARDO DE JESUS SEIXAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google