A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Rio de Janeiro, 2012 T RABALHO 2: S UPORTE À A PRENDIZAGEM E À T RANSFERÊNCIA COMO P.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Rio de Janeiro, 2012 T RABALHO 2: S UPORTE À A PRENDIZAGEM E À T RANSFERÊNCIA COMO P."— Transcrição da apresentação:

1 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Rio de Janeiro, 2012 T RABALHO 2: S UPORTE À A PRENDIZAGEM E À T RANSFERÊNCIA COMO P REDITORES DE I MPACTO DO T REINAMENTO NO T RABALHO M ESA REDONDA : P REDITORES DE E FETIVIDADE E I MPACTOS DE T REINAMENTOS NO T RABALHO

2 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Objetivo: Descrever medidas de suporte à aprendizagem e à transferência e analisar resultados de pesquisas nacionais que evidenciam relacionamentos positivos e estatisticamente significativos entre variáveis de suporte e resultados de treinamentos. Referência: Abbad, G.; Mourão, L.; Meneses, P.P.M.; Zerbini, T.; Borges-Andrade, J.E. e Vilas- Boas,R. (2012). Medidas de Avaliação em Treinamento, Desenvolvimento e Educação: Ferramentas para Gestão de Pessoas. Porto Alegre: Artmed.

3 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Estado da arte: Justificativas e o estado da arte: De 1999 até 2006, os resultados das pesquisas indicavam avanços nos achados sobre suporte psicossocial (gerencial e social) como importante variável explicativa de impacto do treinamento trabalho. O relacionamento positivo entre suporte e impacto no desempenho do egresso foi encontrado em diferentes contextos, treinamentos e amostras de participantes. Esse é um achado robusto, que corrobora outros publicados em revistas de língua inglesa sobre o valor explicativo de clima para transferência. O relacionamento positivo entre suporte e impacto no desempenho do egresso foi encontrado em diferentes contextos, treinamentos e amostras de participantes. Esse é um achado robusto que corrobora outros publicados em revistas de língua inglesa sobre o valor explicativo de clima para transferência. No período de , no que tange às variáveis de suporte nas pesquisas brasileiras, observaram-se avanços, entre os quais: a produção e validação de instrumento específico de avaliação de suporte à aprendizagem formal e informal e medidas específicas de suporte interno e externo à transferência de treinamento.

4 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Estado da arte: O relacionamento positivo entre suporte e impacto no desempenho do egresso foi encontrado em diferentes contextos, treinamentos e amostras de participantes. Esse é um achado robusto que corrobora outros publicados em revistas de língua inglesa sobre o valor explicativo de clima para transferência. No período de , no que tange às variáveis de suporte nas pesquisas brasileiras, observaram-se avanços, entre os quais: a produção e validação de instrumento específico de avaliação de suporte à aprendizagem formal e informal e medidas específicas de suporte interno e externo à transferência de treinamento.

5 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Tendências e evidências recentes: As variáveis que exercem influência proximal e direta sobre transferência variam de acordo com o treinamento e nível de análise. Tendência: Resultados de pesquisas nacionais e internacionais indicaram que os ambientes de transferência são específicos para cada treinamento.

6 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho D EFINIÇÃO DE S UPORTE À T RANSFERÊNCIA C ARACTERÍSTICAS DO Q UESTIONÁRIO Percepção do indivíduo sobre o apoio que recebe de colegas e chefias para aplicar, no trabalho, novas habilidades adquiridas em treinamentos. Além do suporte psicossocial, esse conceito enfoca o apoio material à transferência de treinamento. Abbad (1999); Abbad & Sallorenzo (2001) -22 itens organizados de acordo com três categorias de conteúdo: (1)fatores situacionais de apoio; (2)consequências atribuídas por colegas e chefes ao uso no trabalho de habilidades aprendidas em treinamentos e (3)suporte material à transferência de treinamento. - Escala de frequência tipo “Likert”, em que 5 (cinco) corresponde a “Sempre” e 1 (um) a “Nunca”.

7 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho 1.Medida de suporte à transferência: estrutura empírica Abbad, G. Sallorenzo,L.H.; Coelho, Jr.; Zerbini. T., Vasconcelos, L.; Todeschini, K. (2012). O primeiro fator ou escala, Suporte Psicossocial à Transferência, contém onze itens que avaliam o quanto estão presentes no ambiente pós-treinamento condições propícias ou restrições sociais à transferência de treinamento. As cargas fatoriais mais altas correspondem ao apoio oferecido pelo chefe imediato ao treinado para que este possa utilizar as novas habilidades na execução das tarefas. Cargas: 0,46 a 0,91; Alpha: 0,91. O fator é bipolar, contendo um item com carga fatorial negativa. O item negativo contém uma afirmativa que descreve uma situação desfavorável (Minhas tentativas de uso das novas habilidades passam despercebidas) à transferência, enquanto as demais são favoráveis. A correlação negativa desse item com o fator indica que quanto melhor for a avaliação de psicossocial pior será a avaliação desse item.

8 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho 1.Medida de suporte à transferência Abbad, G. Sallorenzo,L.H.; Coelho, Jr.; Zerbini. T., Vasconcelos, L.; Todeschini, K. (2012). Fator 1: Suporte Psicossocial à Transferência de Treinamento Tenho sido encorajado pela minha chefia imediata a aplicar, no meu trabalho, o que aprendi no treinamento. Meu chefe imediato tem criado oportunidades para planejar comigo o uso das novas habilidades. Eu recebo as informações necessárias à correta aplicação das novas habilidades no meu trabalho. Meu chefe identifica e remove obstáculos e dificuldades ao uso eficaz das novas habilidades. Os objetivos de trabalho estabelecidos pelo meu chefe encorajam-me a aplicar o que aprendi no treinamento. Recebo elogios pelo uso correto das novas habilidades. Em meu ambiente de trabalho, minhas sugestões, em relação ao que foi ensinado no treinamento, são levadas em consideração. Quando tenho dificuldades em aplicar eficazmente as novas habilidades, recebo orientações sobre como fazê-lo.

9 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho 1.Medida de suporte à transferência Abbad, G. Sallorenzo,L.H.; Coelho, Jr.; Zerbini. T., Vasconcelos, L.; Todeschini, K. (2012). Fator 1: Suporte Psicossocial à Transferência de Treinamento (continuação) Em meu ambiente de trabalho, minhas sugestões, em relação ao que foi ensinado no treinamento, são levadas em consideração. Quando tenho dificuldades em aplicar eficazmente as novas habilidades, recebo orientações sobre como fazê-lo. Meus colegas mais experientes apoiam as tentativas que faço de usar no trabalho o que aprendi no treinamento. Aqui, passam despercebidas minhas tentativas de aplicar no trabalho as novas habilidades que aprendi no treinamento. Tenho tido oportunidades de usar no meu trabalho as habilidades que aprendi no treinamento.

10 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Abbad, G. Sallorenzo,L.H.; Coelho, Jr.; Zerbini. T., Vasconcelos, L.; Todeschini, K. (2012). Fator 2: Suporte Material à Transferência Os equipamentos, máquinas e/ou materiais por mim utilizados estão em boas condições de uso.. Os móveis, materiais, equipamentos e similares têm estado disponíveis em quantidade suficiente à aplicação do que aprendi no treinamento. Minha organização tem fornecido os recursos materiais (equipamentos, materiais, mobiliário e similares) necessários ao bom uso, no trabalho, das habilidades que aprendi no treinamento. As ferramentas de trabalho (micros, máquinas e similares) são de qualidade compatível com o uso das novas habilidades. O local onde trabalho, no que se refere ao espaço, mobiliário, iluminação, ventilação e/ou nível de ruído, é adequado à aplicação correta das habilidades que adquiri no treinamento. 5 itens, cargas fatoriais: 0,56 a 0,85 e Alpha: 0,86

11 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Abbad, G. Sallorenzo,L.H.; Coelho, Jr.; Zerbini. T., Vasconcelos, L.; Todeschini, K. (2012). Itens eliminados das escalas de Suporte à Transferência Minha organização ressalta mais os aspectos negativos (ex.: lentidão, dúvidas) do que os positivos em relação ao uso das novas habilidades. Chamam minha atenção quando cometo erros ao utilizar as habilidades que adquiri no treinamento. Falta-me tempo para aplicar no trabalho as habilidades que aprendi no treinamento. Os prazos de entrega dos trabalhos inviabilizam o uso das habilidades que eu aprendi no treinamento. Minha organização tem fornecido o suporte financeiro extra (ex.: chamadas telefônicas de longa distância, viagens ou similares) necessário ao uso das novas habilidades aprendidas no treinamento.

12 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho C ONCEITOS /A UTORES C ARACTERÍSTICAS DO Q UESTIONÁRIO Suporte à Aprendizagem: Diz respeito à percepção do indivíduo sobre o apoio de pares e chefias à aprendizagem e à aplicação no trabalho de conhecimentos, habilidades e atitudes adquiridos em situações formais (programas de TD&E) e informais de aprendizagem. Coelho Jr. (2004) e Coelho Jr. & Borges-Andrade ( 2008). - Questionário de 33 itens organizados em três categorias de conteúdo relacionados à: (1)unidade de trabalho; (2)chefia(s) imediata(s); (3)colegas de trabalho. - Escala de frequência: 1 (um) corresponde a Nunca e 10 (dez), a Sempre.

13 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Inserir itens representativos da estrutura empírica com cargas fatoriais e alphas

14 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho 1.Medidas específicas de suporte interno e externo à transferência

15 V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho 1.Exemplos de Itens de medidas de suporte à aprendizagem a distância


Carregar ppt "V Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho Rio de Janeiro, 2012 T RABALHO 2: S UPORTE À A PRENDIZAGEM E À T RANSFERÊNCIA COMO P."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google