A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“Engajamundo é uma organização não governamental, sem fins lucrativos e apartidária, preocupada em tornar a participação da juventude brasileira em negociações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“Engajamundo é uma organização não governamental, sem fins lucrativos e apartidária, preocupada em tornar a participação da juventude brasileira em negociações."— Transcrição da apresentação:

1

2 “Engajamundo é uma organização não governamental, sem fins lucrativos e apartidária, preocupada em tornar a participação da juventude brasileira em negociações internacionais mais efetiva e inclusiva. Trata-se de uma organização de liderança jovem que acredita no poder da juventude para superar os desafios contemporâneos.” Rio+20 CliMates unccd JUVENSUR CsW COP 19 Conference of Youth Seminário Juventude e Política Internacional FESTIVAL CIDADE POLIFÔNICA ONG Brasil Global Power Shift World Conference on Youth Youth 21

3 MAS COMO TUDO ISSO COMEÇOU? Em 2012, um grupo de jovens da PUC de São Paulo criou um Comitê para a Rio+20 que reuniu cerca de 20 voluntários; Tivemos uma delegação que esteve presente na Rio+20 e na organização do Youth21; Através da vontade de trabalhar em prol de um planeta mais sustentável e com uma participação maior dos jovens nas políticas internacionais, surgiu o Engajamundo.

4 O Engajamundo se dividiu internamente em grupos de trabalho, que chamamos de GT’s; O GT responsável por tratar assuntos dos Objetivos do Milênio e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é o GT do Pós-2015; O Engajamundo, junto com outras organizações, participa da Coalizão de Jovens Brasileiros para o Pós Essa coalizão, reúne as vozes dos jovens brasileiros em um único lugar. E COMO FUNCIONAMOS?!

5 E O QUE TEMOS EM RELAÇÃO AO PÓS-2015?! Todo esse processo é diretamente ligado com os planejamentos e atuações da ONU no Brasil e no mundo; Sendo assim, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), formam um processo de elaboração mais plural e participativo do que o processo dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

6 O QUE FOI CRIADO? O Painel de Alto Nível foi convocado pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki Moon, em julho de 2012, para aconselhar na elaboração da Agenda Pós-2015; Isso contou com 27 membros, sendo eles: governos, setor privado e sociedade civil; Sendo produzido o relatório “Uma Parceria Renovada para o Desenvolvimento”, com recomendações para o novo quadro Pós-2015.

7 RECOMENDAÇÕES DO RELATÓRIO... Acabar completamente com a fome e extrema pobreza. Colocar o desenvolvimento sustentável no centro dos objetivos. Transformar economias para a criação de empregos e crescimento inclusivo. Construir a paz, instituições efetivas e transparentes; e a boa governança. Criar uma parceria global pelo desenvolvimento sustentável, que seja transversal.

8 Mas... E como funciona essa participação? Foi decidido na Rio+20, a criação do “Grupo de Trabalho Aberto”. Esse grupo seria responsável por criar uma proposta com Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis. Nesse grupo, fazem parte representantes de 70 países, representantes da sociedade civil, o setor privado e academia. A primeira reunião foi em março de 2013, e a última em julho de Foram 13 reuniões, ao todo.

9 E quais são esses Objetivos? Erradicar a pobreza em todos os lugares. Erradicar a fome, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável. Obter vidas saudáveis para todos. Promover educação de qualidade e oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. Alcançar equidade de gênero, empoderamento das meninas e mulheres em todos os lugares. Assegurar disponibilidade e uso sustentável de água e saneamento para todos.

10 E quais são esses Objetivos? Assegurar energia sustentável para todos. Promover crescimento econômico sustentável e inclusivo contínuo, pleno emprego produtivo e trabalho decente para todos. Promover industrialização e infraestrutura sustentável e fomentar a inovação. Reduzir a desigualdade internamente e entre os países. Fazer assentamentos humanos e cidades inclusivas, seguras e sustentáveis. Promover padrões de consumo e produção sustentáveis.

11 E quais são esses Objetivos? Combater as mudanças climáticas e seus impactos. Conservar a promover o uso sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos. Proteger e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, frear a desertificação, degradação da terra e perda da biodiversidade. Alcançar sociedades pacíficas e inclusivas, acesso à justiça para todos, e instituições efetivas e capazes. Fortalecer os meios para a implementação e para a parceria global pelo desenvolvimento sustentável.

12 E as participações do governo brasileiro? Grupo de trabalho interministerial para o Pós A Secretaria Geral da Presidência da República ficou responsável por fazer o diálogo entre o governo e a sociedade civil.

13 E os eventos do governo brasileiro? Seminário sobre Juventude e Política Internacional: apresentação da pauta do Pós Bienal de Jovens da CPLP: estratégias de mobilização. Diálogos Sociais: primeira grande consulta pública. Conferência Mundial de Juventude: posicionamento foi feito a partir de consulta no Participatório. Diálogos sobre a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 na Arena de Participação Social.

14

15 E a Sociedade Civil Jovem? Participação das organizações que são parte da Coalizão de Jovens Brasileiros para o Pós-2015 em diversos eventos: Reuniões do Painel de Alto-Nível, em Londres, em Bali e no México. Reuniões na Sede da ONU em Nova York, em coordenação com o Grupo de Interesse de Jovens e Crianças da ONU (Major Group for Children and Youth, co-organizadores da Youth Blast). Desenvolvimento de um guia, para que grupos de jovens possam fazer suas próprias consultas. A partir do guia, mais de 8 mil alunos já participaram de debates sobre a Agenda Pós-2015.

16 Consultas com a Sociedade Civil Consultas com a sociedade brasileira nos moldes do My World (pesquisa feita pela ONU). 46 mil pessoas responderam sobre suas prioridades, 20 mil são jovens. 15% a partir das consultas feitas por organizações da Coalizão Brasileira de Jovens pelo Pós Prioridades com maior número de recorrência, segundo as consultas: Educação de qualidade, melhor sistema de saúde, segurança), mobilidade urbana e proteção para as florestas, rios e oceanos.

17 E o que nós queremos? Com base na experiência, foi possível elaborar algumas recomendações ao governo com perspectivas da juventude: Reconhecimento do papel essencial da juventude na municipalização das metas do Pós-2015; Garantir a efetividade do programa de municipalização das metas do Pós-2015; Tratar o tema juventude como transversal dentro de cada uma das metas; Criar indicadores para todos, mas criados por jovens;

18 E o que nós queremos? Criar processo de consultas, de participação para formação de indicadores para os jovens. WORLD CONFERENCE ON YOUTH 2014

19 CONTATOS: Engajamundo: Debora Souza: Isabela Messias: Victor Baldino: REDES SOCIAIS: engajamundo.org facebook.com/engajamundo Twitter.com/engajamundo


Carregar ppt "“Engajamundo é uma organização não governamental, sem fins lucrativos e apartidária, preocupada em tornar a participação da juventude brasileira em negociações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google