A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O estágio obrigatório e as atividades complementares nos Cursos de Arquivologia: a experiência da Universidade de Brasília por Renato Tarciso Barbosa de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O estágio obrigatório e as atividades complementares nos Cursos de Arquivologia: a experiência da Universidade de Brasília por Renato Tarciso Barbosa de."— Transcrição da apresentação:

1 O estágio obrigatório e as atividades complementares nos Cursos de Arquivologia: a experiência da Universidade de Brasília por Renato Tarciso Barbosa de Sousa

2 Cursos de Arquivologia no Brasil Dez Escolas UEPB João Pessoa Unesp Marília

3 Os Cursos de Arquivologia Informações e Projeções Características Informações e Projeções Duração Média de quatro anos Grau conferido Bacharel e licenciatura (UniRio) Vinculação Acadêmica Ciência da Informação Vagas/ano Cerca de 450 Forma de ingresso Vestibular e Avaliação Seriada (UnB) Número de alunos Cerca de dois mil Turno Noturno (maioria) Número de professores Cerca de 60

4 Cursos de Arquivologia Vínculos Institucionais Universidade Unidade Acadêmica Ano de Criação U.F. UFSM Departamento de Documentação 1977RS UniRio Dep. de Estudos e Processos Arquivísticos 1977RJ UFF Dep. de Ciência da Informação 1979RJ UnB Dep. de Ciência da Informação e Documentação 1990DF UEL Dep. de Ciências da Informação 1997PR UFBA Instituto de Ciência da Informação 1997BA UFRGS Dep. de Ciência da Informação 1999RS UFES Dep. de Ciências da Informação 2001ES Unesp Dep. de Ciência da Informação 2003SP UEPB Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas 2006PB Fonte: RODRIGUES, Georgete Medleg, MARQUES, Angélica Alves da Cunha. A inserção da Arquivística nos cursos de pós-graduação stricto sensu no Brasil. Revista Brasileira de Pós-Graduação. Brasília, v. 1, n.1, mar

5 Professores de Arquivologia que atuam na Pós-Graduação Universidade Professores na Pós UFSM UniRio UFF7 UnB6 UEL UFBA 2 UFRGS--- UFES Unesp/Marília 2 Fonte: RODRIGUES, Georgete Medleg, MARQUES, Angélica Alves da Cunha. A inserção da Arquivística nos cursos de pós-graduação stricto sensu no Brasil. Revista Brasileira de Pós-Graduação. Brasília, v. 1, n.1, mar

6 Ensino de Arquivologia no Brasil Perfil dos Alunos 39%66%41% Estágio Remunerado 68%58%54% Leitura de revista 46%37%26% Leitura de jornal 2º Grau completo 1º Grau incompleto Escolaridade dos pais 20 s.m.5 s.m. Renda Familiar 23 a 25 anos22 a 25 anos18 a 21 anos Faixa Etária Masculino (67%)Feminino (58%)Feminino (67%) Sexo UnBUNI-RIOUFF

7 Ensino de Arquivologia no Brasil Currículo Mínimo (1974) Introdução ao Direito Introdução ao Direito Introdução ao Estudo da História Introdução ao Estudo da História Noções de Contabilidade Noções de Contabilidade Noções de Estatística Noções de Estatística Arquivos I a IV Arquivos I a IV Documentação Documentação Introdução à Administração Introdução à Administração Paleografia e Diplomática Paleografia e Diplomática Introdução à Comunicação Introdução à Comunicação Notariado Notariado História Administrativa, Econômica e Social do Brasil História Administrativa, Econômica e Social do Brasil Língua Estrangeira Moderna Língua Estrangeira Moderna

8 Estágio questionamentos 1. Qual a importância do estágio para a formação profissional dos arquivistas? 2. O estágio, tal como realizado, permite a apropriação e a integração dos conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias ao exercício da profissão? 3. Quais são os elementos indispensáveis à elaboração de um estágio como instrumento didático na formação do arquivista?

9 Estágio Qual a importância do estágio para a formação profissional dos arquivistas? Currículo mínimo (1974) – 10% do total da carga horária. Currículo mínimo (1974) – 10% do total da carga horária. Diretrizes curriculares (2007) – até 20% da carga horária. Diretrizes curriculares (2007) – até 20% da carga horária.

10 O Curso de Arquivologia da Universidade de Brasília 160 créditos (2.400 horas); 160 créditos (2.400 horas); 120 créditos obrigatórios; 120 créditos obrigatórios; 40 créditos de disciplinas optativas ou do módulo livre (até o máximo de 24 créditos); 40 créditos de disciplinas optativas ou do módulo livre (até o máximo de 24 créditos); 2 estágios supervisionados com 16 créditos (240 horas, isto é, 10% da carga horária). 2 estágios supervisionados com 16 créditos (240 horas, isto é, 10% da carga horária).

11 Estágio Qual a importância do estágio para a formação profissional dos arquivistas? Natureza aplicada da Arquivística; Natureza aplicada da Arquivística; Programas de formação no Brasil e no mundo comportam partes teóricas e práticas; Programas de formação no Brasil e no mundo comportam partes teóricas e práticas; A importância é reconhecida pela literatura arquivística; A importância é reconhecida pela literatura arquivística; O deslocamento da formação para as universidades permitiu um certo equilíbrio entre teoria e prática. O deslocamento da formação para as universidades permitiu um certo equilíbrio entre teoria e prática.

12 Estágio Qual a importância do estágio para a formação profissional dos arquivistas? O aprendizado em situações reais é fundamental; O aprendizado em situações reais é fundamental; Impossibilidade de criação de laboratórios para reprodução desse espaço. Impossibilidade de criação de laboratórios para reprodução desse espaço.

13 2 - O estágio, tal como realizado, permite a apropriação e a integração dos conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias ao exercício da profissão?

14 Estágio Decreto nº /1982 (...) as atividades de aprendizagem social, profissional e cultural, proporcionada ao estudante pela participação em situações reais da vida e trabalho de seu meio, sendo realizada na comunidade em geral ou junto a pessoas jurídicas de direito público ou privado, sob responsabilidade e coordenação da instituição de ensino.

15 Objetivos do Estágio melhoria dos conhecimentos (saber); melhoria dos conhecimentos (saber); melhoria das habilidades (saber-fazer); melhoria das habilidades (saber-fazer); melhoria das opiniões (saber ser). melhoria das opiniões (saber ser).

16 Contexto dificuldades de compreensão do arquivo como um recurso informacional estratégico; dificuldades de compreensão do arquivo como um recurso informacional estratégico; inexistência de política institucional de tratamento dos arquivos; inexistência de política institucional de tratamento dos arquivos; profissão em processo de reconhecimento; profissão em processo de reconhecimento; ausência de profissionais nas organizações; ausência de profissionais nas organizações; soluções dominadas pelo senso comum. soluções dominadas pelo senso comum.

17 Flagrante da Realidade Arquivística Brasileira

18

19

20

21

22 O Arquivo

23 2 - O estágio, tal como realizado, permite a apropriação e a integração dos conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias ao exercício da profissão? Há um certo distanciamento entre a universidade e o local do estágio; Há um certo distanciamento entre a universidade e o local do estágio; Os alunos reclamam da falta de orientação; Os alunos reclamam da falta de orientação; Clareza nos objetivos das atividades; Clareza nos objetivos das atividades; A instituição de ensino não atua efetivamente na solução dessa situação. A instituição de ensino não atua efetivamente na solução dessa situação.

24 2 - O estágio, tal como realizado, permite a apropriação e a integração dos conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias ao exercício da profissão? As condições de aprendizagem prática não são as mais adequadas; As condições de aprendizagem prática não são as mais adequadas; Execução de tarefas que os funcionários da empresa não querem executar, rotineiras e mecânicas; Execução de tarefas que os funcionários da empresa não querem executar, rotineiras e mecânicas; Não existe supervisão de estágio. Não existe supervisão de estágio.

25 Estágio Não Curricular a relação entre a universidade e o local de estágio é meramente burocrática; a relação entre a universidade e o local de estágio é meramente burocrática; A universidade não faz nenhum tipo de avaliação; A universidade não faz nenhum tipo de avaliação; Os cursos também não avaliam os campos de estágio; Os cursos também não avaliam os campos de estágio;

26 Estágio Não Curricular Excelente oportunidade para a contratação de mão-de-obra semi-qualificada e a um baixo custo pelas empresas; Excelente oportunidade para a contratação de mão-de-obra semi-qualificada e a um baixo custo pelas empresas; A remuneração varia entre 1 e 2 salários mínimos; A remuneração varia entre 1 e 2 salários mínimos; A carga horária é de 4, 6 e 8 horas diárias; A carga horária é de 4, 6 e 8 horas diárias; Alguns recebem também outros tipos de benefícios. Alguns recebem também outros tipos de benefícios.

27 Estágio Não Curricular Não há uma orientação clara dos trabalhos; Não há uma orientação clara dos trabalhos; Não tem treinamento prévio; Não tem treinamento prévio; Não têm orientação de um profissional; Não têm orientação de um profissional; As atividades executadas são pontuais; As atividades executadas são pontuais; O aluno-estagiário ou é colocado para desenvolver subatividades ou exige-se dele as competências de um profissional formado. O aluno-estagiário ou é colocado para desenvolver subatividades ou exige-se dele as competências de um profissional formado.

28 3 - Quais são os elementos indispensáveis à elaboração de um estágio como instrumento didático na formação do arquivista? Estabelecer uma relação de cooperação entre a universidade e o local de estágio; Estabelecer uma relação de cooperação entre a universidade e o local de estágio; Realizar de dois ou mais estágios durante a formação; Realizar de dois ou mais estágios durante a formação; Realizar os estágios em locais diferentes; Realizar os estágios em locais diferentes; Permitir a prática do conjunto das atividades profissionais (específicas e administrativas); Permitir a prática do conjunto das atividades profissionais (específicas e administrativas); Capacitar para intervir em todas as tarefas arquivísticas; Capacitar para intervir em todas as tarefas arquivísticas; Permitir um olhar crítico sobre as atividades específicas. Permitir um olhar crítico sobre as atividades específicas.

29 Estágio Considerações Finais É a atividade de formação prática que oferece a maior possibilidade de sucesso profissional; É a atividade de formação prática que oferece a maior possibilidade de sucesso profissional; Vantagem de manter um contato estreito entre as instituições universitárias e o meio profissional; Vantagem de manter um contato estreito entre as instituições universitárias e o meio profissional; O meio acadêmico, a partir do estágio, pode seguir de perto as transformações do mercado de trabalho e vice-versa. O meio acadêmico, a partir do estágio, pode seguir de perto as transformações do mercado de trabalho e vice-versa.

30 O tripé do Estágio

31 Atividades Complementares Iniciação Científica (PIBIC) 17 projetos desenvolvidos na UnB. 17 projetos desenvolvidos na UnB.

32 Os cursos de Arquivologia e o PIBIC Limitações Possibilidade de orientação apenas por doutores; Possibilidade de orientação apenas por doutores; Funcionamento noturno dos cursos de Arquivologia. Funcionamento noturno dos cursos de Arquivologia.

33 O Curso de Arquivologia da Universidade de Brasília distribuição da carga horária 120 créditos obrigatórios 40 créditos optativos e módulo livre (até 24)

34 Projetos de Atividades Complementares enriquecer os conhecimentos propiciados pela vida acadêmica; enriquecer os conhecimentos propiciados pela vida acadêmica; deve ser realizada sob a orientação direta de um docente do CID; deve ser realizada sob a orientação direta de um docente do CID;

35 Atividades Complementares 24 projetos desenvolvidos e/ou em desenvolvimento; 24 projetos desenvolvidos e/ou em desenvolvimento; 67 alunos envolvidos. 67 alunos envolvidos.

36 Atividades Complementares temas Atualização de base de dados; Atualização de base de dados; Elaboração de instrumento de pesquisa; Elaboração de instrumento de pesquisa; Mapeamento bibliográfico; Mapeamento bibliográfico; Elaboração de módulos do Portal do CID; Elaboração de módulos do Portal do CID; Colóquio de pesquisas; Colóquio de pesquisas; Diagnóstico da situação arquivística. Diagnóstico da situação arquivística.


Carregar ppt "O estágio obrigatório e as atividades complementares nos Cursos de Arquivologia: a experiência da Universidade de Brasília por Renato Tarciso Barbosa de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google