A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DISLIPIDEMIAS. Lipídios Definições Grego lipos = gordura Substancias orgânicas relativamente insolúveis em água, porem solúveis em solventes como clorofórmio,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DISLIPIDEMIAS. Lipídios Definições Grego lipos = gordura Substancias orgânicas relativamente insolúveis em água, porem solúveis em solventes como clorofórmio,"— Transcrição da apresentação:

1 DISLIPIDEMIAS

2 Lipídios Definições Grego lipos = gordura Substancias orgânicas relativamente insolúveis em água, porem solúveis em solventes como clorofórmio, benzeno, entre outros

3 Lipídeos Principais: Colesterol Triglicerídeos Fosfolipídios Ácidos graxos

4 Lipoproteínas Complexos que transportam em seu núcleo os lipídeos HDL – Lipoproteína de alta densidade LDL – Lipoproteína de baixa densidade IDL – Lipoproteína de intermediaria densidade VLDL – Lipoproteína de muito baixa densidade QUILOMICRONS – Lipoproteína de menor densidade

5 Constituição das lipoproteínas

6 Lipoproteínas O tamanho das lipoproteínas é inversamente proporcional a densidade das mesmas

7 Lipoproteínas Função: Quilomícrons: transportam os triglicerídios absorvidos pelo intestino ate as células VLDL : transporta triglicerídios de origem endógena do fígado e exógena do intestino delgado para os tecidos IDL: ´´VLDL remanescentes´´ são convertidos a LDL ou eliminados LDL: transporta colesterol para dentro das células HDL: atua captando o colesterol ao nível celular e o conduz ate o fígado onde é eliminado

8 Avaliação laboratorial O perfil lipídico é definido pelas seguintes determinações bioquímicas: Colesterol total; HDL; Triglicerídeos; LDL

9 Classificação das Dislipidemias Hipercolesterolemia isolada: elevação isolada do LDL (≥ 160 mg/dL) Hipertrigliceridemia isolada : elevação isolada dos TG (≥150 mg/dL), que reflete o aumento do volume de partículas ricas em TG como VLDL, IDL e quilomícrons Hiperlipidemia mista : valores aumentados de ambos LDL (≥ 160 mg/dL) e TG (≥150 mg/dL) HDL baixo : Redução do HDL (homens <40 mg/dL e mulheres <50 mg/dL) isolada ou em associação com aumento de LDL ou de TG

10 Tratamento não medicamentoso Terapia nutricional da hipercolesterolemia - diminuir o consumo de alimentos de origem animal e industrializados

11 Tratamento não medicamentoso Terapia nutricional da hipercolesterolemia - aumentar o consumo de fibras - proteína da soja (25 gramas /dia) pode reduzir o colesterol plasmático (-6% do LDL)

12 Tratamento não medicamentoso Kelley e Kelley: exercício aeróbio aumenta em aproximadamente 11% a partícula HDL2-c em adultos

13 Tratamento Medicamentoso

14 Classes Terapêuticas Os hipolipemiantes são divididos de acordo com seu mecanismo de ação, nas seguintes classes farmacológicas: Estatinas Resinas de troca ou Resinas de ligação de ácidos biliares Ácido nicotínico Fibratos

15 Estatinas ou inibidores da HMG-CoA redutase Lovastatina Atorvastatina Fluvastatina Pravastatina Sinvastatina Rosuvastatina

16 ESTATINAS - Mecanismo

17 Tratamento medicamentoso Estatinas ou inibidores da HMG-CoA redutase Estes medicamentos reduzem o LDL de 15% a 55% em adultos. A duplicação das doses acrescenta em média 6% na redução de LDL. Reduzem os TG de 7% a 28% e elevam o HDL de 2% a 10%. Horário de administração: As estatinas devem ser administradas por via oral, em dose única diária, preferencialmente à noite (síntese do colesterol ocorre predominantemente a noite). Se tem que tomar sinvastatina várias vezes ao dia, faça-o às refeições.

18 Efeitos adversos: miopatia. Orientar a relatar caso ocorra dor muscular, fraqueza ou câimbras; Desconforto TGI e Insonia Primeira estatina: Lovastatina

19 Resinas de troca ou Resinas de ligação de ácidos biliares Colestipol Colestiramina Colesevelam

20 Resinas de troca - São fármacos que reduzem a absorção intestinal de sais biliares e consequentemente de colesterol - Reduz em média 20% dos valores basais de LDL, efeito pode ser potencializado pelo uso concomitante de estatinas Posologia inicial de 4 g ao dia, podendo-se atingir no máximo 24 g/dia

21 Resinas de troca - Mecanismo A resina possui carga positiva e os sais biliares possuem carga negativa, devido ao tamanho da resina não são absorvidos, são excretados através das fezes

22 Resinas de troca Efeitos adversos: - Distensão abdominal - Prisão de ventre - Meteorismo - Exacerbação de hemorróidas Interação, efeito sob absorção: tiazidas, furosemida,propanolol,digoxina,varfarina

23 Fibratos Clorfibrato Ciprofibrato Bezafibrato Genfibrozila Fenofibrato

24 Fibratos Estímulo de enzima especifica que leva a aumento da produção e ação da lipase lipoprotéica (LPL), responsável pela quebra dos TG Reduzem os níveis de TG de 30 a 60% Aumentam HDL de 7 a 11%

25 Fibratos Efeitos adversos: : distúrbios gastrintestinais, mialgia, astenia, litíase biliar (pedra na vesícula biliar), diminuição de libido, erupção cutânea, prurido, cefaléia e perturbação do sono

26 Consequência da Dislipidemia Ateroma

27 Síndrome Metabólica

28 Sociedade Brasileira de Endocrinologia: aumento da mortalidade geral em cerca de 1,5 vezes e a cardiovascular em cerca de 2,5 vezes O exercício físico reduz a pressão arterial, eleva o HDL e melhora o controle glicêmico

29

30 Webgrafia Obrigado Eli Anderson Dias Camilla Alves Corrêa


Carregar ppt "DISLIPIDEMIAS. Lipídios Definições Grego lipos = gordura Substancias orgânicas relativamente insolúveis em água, porem solúveis em solventes como clorofórmio,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google