A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lembretes: Lembretes: Dias 16 e 17 de julho – 2º etapa do treinamento dos monitores e operadores locais dos Telepostos na Caju. Não esqueçam de trazer.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lembretes: Lembretes: Dias 16 e 17 de julho – 2º etapa do treinamento dos monitores e operadores locais dos Telepostos na Caju. Não esqueçam de trazer."— Transcrição da apresentação:

1 Lembretes: Lembretes: Dias 16 e 17 de julho – 2º etapa do treinamento dos monitores e operadores locais dos Telepostos na Caju. Não esqueçam de trazer a ficha de avaliação; Continue mandando a foto do seu Teleposto;

2 Lembretes: Lembretes: Continuem fazendo as tarefas da disciplina de Psicologia; Acessem a nossa Página na Internet: Dúvidas e sugestões fale conosco através do

3 Prof. José Antônio Meister

4 PROGRAMA 1) Valores e a realidade do mundo 2) Os valores na educação 3) Os valores na educação e no educador marista

5 VALOR É tudo o que: elegemosepreferimos

6 Ao escolher o ser humano se faz, se constitui, humaniza-se. Escolhemos sempre o que consideramos mais valioso.

7 Valorar uma situação ou acontecimento É inserí-los numa relação de forças, linhas de sentido. Os valores se realizam a cada encontro

8 Para realizar um valor é preciso uma série de exigências: * Conhecimento * Ações * Sentimentos * Relações, etc.

9 Disponibilidade para buscá-lo com: Despertar e assumir um valor significa: Amor, Sintonia, Ajuste ao que ele nos exige.

10 A BUSCA DE VALOR PARA O SER HUMANO É ESSENCIAL

11 OS VALORES SÃO UM GUIA. PORQUE ELE É:

12 Q uando aceito um valor de forma livre, não o faço somente porque quero, mas porque estou persuadido do que é justo.

13 A participação num mesmo valor cria uma unidade de espírito.

14 O ser humano é um ser diferenciado Daí a importância dos valores porque se constitui se aperfeiçoa.

15 DESCOBERTA QUALIDADES

16 A descoberta de valores nos permite detectar as diferentes possibilidades que a realidade nos oferece.

17 SUPERFICIAIS com as coisas, seres inanimados, quando vistos somente como objetos. Nossas relações podem ser:

18 EDIFICANTES Porque resultantes de um encontro, do crescimento, da maturidade, da reciprocidade que pode ser plena.

19 A intimidade nos leva a ver que tudo na vida tem valor. Quanto mais íntima uma relação, mais valores terá.

20 Termos valores iguais não é estarmos uns diante dos outros, mas olharmos na mesmo direção.

21 Quando se assume um valor tem-se uma abertura criadora, vinculada,comprometida.

22

23 O olhar valioso é o olhar de relação.

24 1) Acender uma fonte de luz 2) Provocar vibração 3) Ter entusiasmo criador Aceitar um valor é:

25 Os valores se apresentam em nossa vida, de modo único: pela forma como vemos o mundo

26 Ao perceber que o que se busca não realiza, surge a tristeza, a frustração angústia O sentimento de desespero des + espero = não esperar

27 Desespero, angústia, tristeza, conduzem à destruição própria e dos outros. A acolhida a um valor, impulsiona, energiza

28 Quando há felicidade há festa, alegria, paz. sentimentos que vêm de dentro se exteriorizam em símbolos e gestos

29 O valor provoca uma sã inquietude, uma tensão interna impulsiona aquilo que leva a agir e à realização pessoal.

30 Devemos dar- nos conta: quando se invertem os valores ocorre a manipulação

31 Manipular é inverter os valores. Em vez de gerar vida, a destrói, pondo-a em segundo plano.

32 É o que se vê muito hoje, onde os valores mais apregoados são: poder, drogas, embriaguês, jogos de azar, erotismo... Em detrimento do amor, da paz, relações edificantes, afetos, etc.

33 Diante do valioso, sentimos: EmoçãoTranscendência,Inquietude Exultação festiva.

34 O sentimento é intencional pois nos remete a resultados criadores, melhores.

35 Os valores são fenômenos originários, porque despertam o sentimento.

36 Não se tem o máximo de um valor porque se diminui a distância, mas porque se realiza uma ação criadora

37 Para chegar ao máximo, é preciso cultivo, despojamento, para que sobressaia a força, a admiração do valor e sua capacidade criadora.

38 Os valores devem estar em estreita relação com o sentido.

39 Ter sentido é ordenar os valores, a vida ludicamente para a plenitude. A plenitude só é alcançada quando desenvolvemos nossa capacidade de escutar o apelo do valor.

40 O contrário de uma vida com sentido, é a vida: Absurda, desarticulada, desmoronada existencialmente, sem criatividade, sem capacidade relacional

41 A ação valiosa eleva o fato, acima dos atos vulgares

42 É PRECISO DISTINGUIR O DESEJO DO DESEJÁVEL.

43 O desejo nos instiga a sair de nós. É preciso buscar o desejável, a plenitude. Na busca dos valores o ser humano busca o valor absoluto:

44 Meu coração está inquieto enquanto não repousa em ti. SANTO AGOSTINHO

45 CLASSIFICAÇÃO HÁ MUITAS Vitais Espirituais Materiais Intelectuais Morais Estéticos

46 CRITÉRIOS EXIGÊNCIAS DA CLASSIFICAÇÃO Pessoal Social

47 Hierarquia é um modo de unidade onde uma realidade se configura com outras, orientando-as.

48 Valores só podem ser considerados positivos quando conduzem o ser humano ao encontro de pessoas e de seres.

49


Carregar ppt "Lembretes: Lembretes: Dias 16 e 17 de julho – 2º etapa do treinamento dos monitores e operadores locais dos Telepostos na Caju. Não esqueçam de trazer."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google