A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA Patrimônio Espiritual Marista.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA Patrimônio Espiritual Marista."— Transcrição da apresentação:

1 A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA Patrimônio Espiritual Marista

2 DOIS FÓRUNS 1- DE DEPOIMENTOS 2- DE DISCUSSÃO

3 Para uma nova edição do Teleformar, nós o indicaríamos porque..... foi motivador quando provocou mudanças em... No entanto modificaria – fórum de depoimentos

4 Você teria alguma experiência especial que gostaria de partilhar com os telefornautas ? O espaço é seu!

5 De acordo com os conteúdos desenvolvidos no Teleformar, todos que atuam nas Obras Maristas, são Educadores Maristas. Dê sua opinião. 2 – fórum de discussão

6 ONDE???? Clicar em: Canais/teleformar/Fórum

7

8 Clicar em qualquer uma das fotos

9

10 FAZER A EXPERIÊNCIA DE DEUS no mundo, na ação educativa, na vida, pois são luga- na vida, pois são luga- res privilegiados res privilegiados de encontro de encontro com com

11 Ter OLHOS e CORAÇÃO de DEUS para LER os SINAIS

12 Descobrir e amar a Deus no MUNDO Descobrir e amar a Deus no MUNDO, na ESCOLA na ESCOLA, e ali escutá-lo, amá-lo e servi-lo

13 Sinais de experiência de Deus Não se trata de levitações, nem arrebatamentos; absolutamente nada que foge da condição humana.

14 É a certeza interior de uma força propulsora que sentimos para o bem e que não nasce de nós mesmos; é uma experiência desprovida, muitas vezes, da razão.

15 O que nos permite reconhecer a experiência de Deus? Capacidade de misericórdia Capacidade de olhar o mundo com senso crítico, mas com misericórdia e com ternura; é experimentar o efeito salvador da ternura.

16 Significa: capacidade de doação sem resposta; priorizando a necessidade do outro acima dos próprios interesses ou, capacidade de amar o não amável, relativizando o êxito, como exercício de paciência. A gratuidade: como motivação e como exercício.

17 A gratuidade se torna gesto concreto no serviço evangélico. Serviço sem pretensões, sem ostentação e nem recompensas. Serviço que é colocar a própria vida à disposição dos outros e em função dos outros, sentindo um gozo inefável, que não se entrega ao cansaço, nem à dor. O SERVIÇO EVANGÉLICO

18 O AMOR AOS POBRES, AOS FRACOS... AOS FRACOS... COMO DEUS AS VÊ Quem faz a experiência da presença de Deus em sua vida acaba vendo as coisas de outro modo: COMO DEUS AS VÊ, preferindo o necessitado deste mundo, o fraco, o desprezado, o excluído...os preferidos de Deus. Buscar Deus na vida requer paixão, amor e paciência.

19 Inácio de Loyola Definia a maturidade espiritual na capacidadecapacidade de encontrar Deus em qualquer hora e lugar lugar.

20 M. Champagnat Me encontro com DEUS com DEUS nas ruas de Paris tanto quanto tanto quanto nosbosques nos bosques de LHermitage de LHermitage.

21 Meios práticos para encontrar Deus Atenção, escuta, capacidade e paciência para buscar Deus Prestar atenção nos detalhes Capacidade de observação Tempo e espaço que nos ajudem a parar.

22 Ritmo de vida humano e humano eequilibrado Onde haja espaço para a atenção. O descanso, escutar Deus e os demais. Muitas vezes, a vida nos impõe um ritmo muito forte. Às vezes, nós mesmos forçamos o ritmo de nossa vida

23 Liberdade Liberdade interior e exterior Liberdade interior frente aos impulsos que nos enganam. Liberdade interior frente aos impulsos que nos enganam. Liberdade exterior frente às exigências da sociedade. Liberdade exterior frente às exigências da sociedade.

24 Numa sociedade como a nossa, onde Deus é tão pouco relevante, é ilusão querer encontrar Deus, sem ter grande capacidade de autonomia.

25 Não será através de longas orações e nem de êxtases místicos E sim, por meio de uma forte sensibilidade para ver e sentir Deus no cotidiano.

26 Se desvincular- mos Deus do cotidiano, corremos o risco de ficarmos sem Ele. Nunca foi fácil encontrar Deus no dia a dia. É mais fácil fugir e buscá- lo nos espaços e tempos especiais.

27 SURPRESAS DE DEUS DE DEUSSURPRESAS AQUELE QUE ESTÁ EM SINTONIA COM DEUS, SEMPRE É PRESENTEADO COM SURPRESAS AGRADÁVEIS DE SUA PRESENÇA AMOROSA.

28 As crianças, delícias de Jesus Intuição básica Fundamento pedagógico Pedagogia do AMOR

29 As CRIANÇAS, preço do SANGUE DE JESUS Nutriente do seu zelo pedagógico Toda sua vida será um ECO do ensino Formá-los à VIRTUDE

30 JESUS recompensa o TRABALHO com as CRIANÇAS JESUS recompensa o TRABALHO com as CRIANÇAS Viver a parábola do Juízo Final na escola: BELA RECEPÇÃO Viver a parábola do Juízo Final na escola: BELA RECEPÇÃO Consagrar a vida na atenção, cuidado e formação dos preferidos de Jesus

31 Estar com as CRIANÇAS, AMÁ- LAS, imitando JESUS IDEAL do Educador ESTAR com as crianças AMÁ-LAS ZELAR por elas HUMIDADE

32 CONDUZIR as crianças a JESUS CONDUZIR as crianças a JESUS META da educação MARISTA EVANGELIZAÇÃOEVANGELIZAÇÃO EDUCAÇÃO INTEGRAL EDUCAÇÃO INTEGRAL

33 ORIGEM EVANGÉLICA DO CARISMA MARISTA: André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que ouviram as palavras de João, e o haviam seguido. Encontrou seu irmão, Simão e lhe disse: Encontra-mos o Messias. ELE O CONDUZIU A JESUS JESUS (Jo 1,40-42).

34 AtitudepedagógicaMarista: Estar com as crianças AMÁ-LAS ConduzÍ-las a JESUS

35 1 1 Cultivar um AMOR APAIXONADO por JESUS CRISTO e fazer dele a MOTIVAÇÃO CENTRAL de nossa AÇÃO EDUCATIVA Cultivar um AMOR APAIXONADO por JESUS CRISTO e fazer dele a MOTIVAÇÃO CENTRAL de nossa AÇÃO EDUCATIVA

36 Se no nosso modo de viver o Evangelho Jesus Cristo não estiver no centro Nossa vida não tem sentido Nossa vida não tem sentido nem para nós e nem para os outros

37 A maior ou menorVITALIDADE do colégio marista depende da maior ou menor presença de SINAIS EVANGÉLICOS A maior ou menor VITALIDADE do colégio marista depende da maior ou menor presença de SINAIS EVANGÉLICOS

38 2 2 Ser homens e mulheres CONTEMPLATIVOS Contemplativos na AÇÃO Ver Deus em todas as coisas e todas as coisas em Deus

39 Ser contemplativo na AÇÃO é: Ver e escutar Deus no colégio Contemplá-lo nos êxitos/fracassos Consciência de ser um instrumento nas mãos de Deus Toda a ação educativa/apostolado é lugar de encontro com Deus

40 Manter uma relação vital e profunda com CRISTO Nos sacramentos Na oração Na leitura da Palavra Na ação educativa PARA...

41 Sair da anemia espiritual Adquirir sensibilidade contemplativa de ver Deus em tudo ABRASAR O Ser testemunho, pessoa de Deus que vive para os outros Nadar contra a corrente

42 3 3 Cultivar o profetismo e através dele avançar na fidelidade criativa do CARISMA MARISTA É o que define nossaCREDIBILIDADE

43 SINAIS PROFÉTICOS Educação dos valores Partilha e fraternidade Solidariedade Afirmação da Transcendência Compaixão Misericórdia Discernimento

44 4 4 Fazer da EDUCAÇÃO um lugar de SANTIFICAÇÃO O EDUCANDO, um sacramento de DEUS

45 Cinco experiênciasEDUCATIVAS onde podemos fazer a EXPERIÊNCIA DE DEUS A experiência dos encontros pessoais A experiência da beleza

46 A experiência do vazio A experiência do convite à superação A experiência do convite à superação A experiência do mal A experiência do mal


Carregar ppt "A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA A ESPIRITUALIDADE APOSTÓLICA É LUZ E FONTE DE VIDA Patrimônio Espiritual Marista."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google