A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A SAÚDE É A PRIMEIRA DE TODAS AS LIBERDADES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A SAÚDE É A PRIMEIRA DE TODAS AS LIBERDADES."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 A SAÚDE É A PRIMEIRA DE TODAS AS LIBERDADES.

5 PERFIL DOS USUARIOS DO CTA 2006/2009 JOINVILLE-SC

6 RECORTE POPULACIONAL n POPULAÇÃO GERAL – n HSH – 534 / 3.50% PARA REFLETIR: VISIBILIDADE.

7 DADOS 2010 DE JANEIRO A JUNHO SOMENTE 15 USUARIOS SE IDENTIFICARAM COMO HSH

8 ACESSO – COMO CHEGAM AO CTA n MATERIAL DE DIVULGAÇÃO- 10 n AMIGOS E/OU USUÁRIOS DO SERVIÇO – 381 n JORMAL, RÁDIO E TV – 06 n BANCO DE SANGUE – 04 n SERVIÇO/PROFISSIONAL DE SAUDE – 125 n SERVIÇO DE INFORMAÇÃO TELEFONICA – 02 n ONG – 01 n INTERNET – 01 n CAMPANHA – 01 n OUTRO – 01 n NÃO INFORMADO - 02

9 RISCO DO PARCEIRO n RELAÇÕES BISSEXUAIS – 10 n TRANSFUSÃO E HEMODERIVADOS – 02 n USUARIOS DE OUTRAS DROGAS – 02 n SOROPOSITIVOS – 48 n TEM OU TEVE DST – 06 n OUTROS – 205 n NÃO SE APLICA -167 n NÃO INFORMADO - 01

10 MOTIVO DO NÃO USO DO PRESERVATIVO COM PARCEIRO FIXO n NÃO GOSTA – 10 n NÃO ACREDITA NA EFICACIA – 01 n PARCEIRO NÃO ACEITA – 03 n NÃO DISPUNHA NO MOMENTO – 29 n CONFIA NO PARCEIRO – 33 n SOB EFEITO DE DROGAS/ALCOOL – 08 n NÃO CONSEGUE NEGOCIAR – 02 n ACHOU QUE O OUTRO NÃO TINHA HIV – 12 n ACHA QUE NÃO VAI PEGAR – 01 n NEGOCIOU NÃO USAR – 01 n NÃO TINHA INFORMAÇÃO – 00 n NÃO TEM CONDIÇÕES PARA COMPRAR – 00 n TAMANHO DO PRESERVATIVO INADEQUADO – 01 n NÃO DEU TEMPO / TESÃO - 22 n DISFUNÇÃO SEXUAL – 02 n VIOLENCIA SEXUAL – 00 n ALERGIA AO PRODUTO – 00 n OUTROS – 04 n NÃO SE APLICA – 404 n NÃO INFORMADO - 01

11 MOTIVO DO NÃO USO DO PRESERVATIVO COM PARCEIRO EVENTUAL n NÃO GOSTA – 10 n NÃO ACREDITA NA EFICACIA – 01 n NÃO SABE USAR – 00 n O PARCEIRO NÃO ACEITA – 03 n NÃO DISPUNHA NO MOMNETO – 29 n CONFIA NO PARCEIRO – 33 n ESTAVA SOB EFEITO DE DROGAS/ ALCOOL – 08 n NÃO CONSEGUE NEGOCIAR – 02 n ACHOU QUE O OUTRO NAÕ TINHA HIV – 12 n ACHOU QUE NÃO IA PEGAR – 01 n NEGOCIOU NÃO USAR - 01 n NÃO TINHA INFORMAÇÃO – 00 n NÃO TINHA CONDIÇÕES DE COMPRAR – 00 n NÃO DEU TEMPO/TESÃO – 02 n TAMANHO DO PRESERVATIVO INADEQUADO – 01 n DISFUNASÃO SEXUAL - 02 n VIOLENCIA SEXUAL – 00 n ALERGIA AO PRODUTO – 00 n OUTROS – 04 n NÃO INFORMADO – 01 n NÃO SE APLICA - 404

12 COMO TRATOU AS DSTs n NO SERVIÇO DE SAUDE – 19 n NA FARMACIA - 00 n AUTO MEDICAÇÃO – 00 n NÃO TRATOU – 00

13 USO DE DROGAS USO DROGA NO ULTIMO ANO 3,65% - 35 USUARIOS n ALCOOL – 18,96% n CRACK – 13,23% n MACONHA – 12,92% n COCAINA ASPIRADA – 4,69%

14 EVOLUÇÃO DOS CONCEITOS GRUPO DE RISCO COMPORTAMENTO VULNERABILIDADE

15 VULNERABILIDADE É UM CONJUNTO DE FATORES DE NATUREZA BIOLÓGICA, EPIDEMIOLÓGICA SOCIAL E CULTURAL, CUJA INTERAÇÃO AMPLIA OU REDUZ O RISCO OU A PROTEÇÃO DE UM GRUPO POPULACIONAL PERTENCE A UMA DETERMINADA DOENÇA OU DANO.

16 VULNERABILIDADE INDIVIDUAL: ESTÁ RELACIONADA, PRINCIPALMENTE COM OS COMPORTAMENTOS ADOTADOS PELO INDIVÍVUOS E QUE PODEM FAVORECER A INFECÇÃO, ALGUNS FATORES DETERMINAM A VULNERABILIDADE PESSOAL PARA A INFECÇÃO DAS DST: n FALTA DE INFORMAÇÃO E MEDIDAS EDUCATIVAS SOBRE AS FORMAS DE TRANSMISSÃO E PREVENÇÃO; n POUCA MOTIVAÇÃO E SENSIBILIZAÇÃO PESSOAL PARA ACEITAR OS RISCOS DE INFECÇÃO n BAIXO PODER DE CONFIANÇA OU ESTIMA PARA ADOTAR MEDIDAS PREVENTIVAS INCLUINDO HÁBITOS DE VIDA MAIS SEGUROS.

17 TRIÂNGULO DE RISCO NAS PRATICAS SEXUAIS ORAL VAGINAL ANAL

18 CONHECIMENTO O CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA AUMENTOU CONSIDERAVELMENTE : n 93,04% SABEM QUE O USO DO PRESERVATIVO PREVINEM A INFECÇÃO PELO HIV, E n 90,08% SABEM QUE O VÍRUS PODEM SER TRANSMITIDOS POR RELAÇÕES SEXUAIS. DADOS: DIAGNÓSTICO SITUACIONAL DO CTAs DO BRASIL.

19 ACESSO n ACESSO UNIVERSAL AO DIAGNÓSTICO E A PREVENÇÃO DO HIV E DE OUTRAS DSTs n INTEGRALIDADE DO CUIDADO; n EQUIDADE – DAR MAIS A QUEM PRECISA MAIS; OBS: UNIVERSALIZAÇÃO ( IDADE MÍNIMA 13 ANOS )

20 DESAFIOS n AMPLIAÇÃO DA OFERTA DO DIAGNÓSTICO; n INFRAESTRUTURA DE FUNCIONAMENTO; n DIFICULDADE DAS POPULAÇÕES PRIORITÁRIAS, NOACESSO AO DIAGNÓSTICO; n OFERTA DE INSUMOS DE PREVENÇÃO BUROCRATICA E INSUFICIENTE; n RESOLUTIVADADE NA OFERTA DO DIAGNÓSTICO BAIXA ( ACESSO TARDIO E DESINTERESSE NO RESULTADO ).

21 POLÍTICAS DE INCLUSÃO O CTA É UMA PORTA PRIVILEGIADA DE ENTRADA PARA OS SERVIÇOS DE ATENÇÃO A SAÚDE DE PESSOAS VIVENDO COM HIV, DST E HEPATITES A CONSOLIDAÇÃO DESTA ATRIBUIÇÃO DEVE SER GARANTIDA COM AÇÕES PRÓ-ATIVAS DIRIGIDAS A INCLUSÃO DAS POPULAÇÕES MAIS VULNERÁVEIS E ADEQUAÇÃO DA SISTEMÁTICA DE ORGANIZAÇÃO E OPERAÇÃO DOS SERVIÇOS AS NECESSIDADES E A REALIDADE DESTE SEGMENTO SOCIAL.

22 OUTRA ATRIBUIÇÃO PRIMORDIAL DOS CTAs É A POSSIBILIDADE DE FOMENTAR E PERMITIR QUE AS POPULAÇÕES MAIS VULNERÁVEIS A INFECÇÃO PELO HIV, TENHAM O DIREITO DE REALIZAR O DIAGNÓSTICO DO HIV,DST E HEPATITES E ACESSEM AS AÇÕES DE PROMOÇÃO A SAÚDE.

23 VISIBILIDADE X EXCLUSÃO A VISIBILIDADE DA POPULAÇÃO LGBT E SUAS DEMANDAS DETERMINARÁ O APORTE DE INVESTIMENTOS A SER APLICADO PARA A SAÚDE INTEGRAL DESTA COMUNIDADE

24

25 OBRIGADA! TÂNIA CRESCÊNCIO CTA RUA ITAJAÍ,51 – 1º ANDAR CENTRO JOINVILLE-SC


Carregar ppt "A SAÚDE É A PRIMEIRA DE TODAS AS LIBERDADES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google