A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RELAÇÃO INTRA-ESPECÍFICA Relação entre indivíduos da mesma espécie RELAÇÃO INTERESPECÍFICA Relação entre indivíduos de espécies diferentes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RELAÇÃO INTRA-ESPECÍFICA Relação entre indivíduos da mesma espécie RELAÇÃO INTERESPECÍFICA Relação entre indivíduos de espécies diferentes."— Transcrição da apresentação:

1

2 RELAÇÃO INTRA-ESPECÍFICA Relação entre indivíduos da mesma espécie RELAÇÃO INTERESPECÍFICA Relação entre indivíduos de espécies diferentes

3 As relações podem ser: HARMÔNICAS (POSITIVAS) - indivíduos não sofrem prejuízos - benefícios para um ou ambos DESARMÔNICAS (NEGATIVAS) - há pelo menos um prejudicado

4 RELAÇÕES HARMÔNICAS INTRA- ESPECÍFICAS SOCIEDADE Divisão do trabalho Interdependência comportamental entre os indivíduos da população Exemplos: formigas, abelhas, cupins, vespas

5

6

7 TÉRMITAS = CUPIM

8 formigas

9 RELAÇÕES HARMÕNICAS INTRA-ESPECÍFICAS COLÔNIAS indivíduos encontram-se ligados fisicamente entre si reproduçao assexuada – descendentes não se desligam do ancestral Exemplos: refice de corais, caravelas, celenterados pode haver divisão de trabalho = colônia heteromórfica sem divisão de trabalho = homomórfica

10 RECIFES DE CORAIS CARAVELAS

11 COLÔNIA DE OBÉLIAS

12 RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTRA-ESPECÍFICAS CANIBALISMO Um animal mata outro da mesma espécie para dele se alimentar raro no mundo animal dos vertebrados Exemplos: aranhas, insetos, peixes

13

14 RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTRA-ESPECÍFICAS COMPETIÇÃO plantas: luz, nutrientes, água animais: alimento, espaço favorece os mais adaptados territorialidade delimitação de um espaço (urina, canto dos pássaros, ferormônios, etc)

15

16

17 Mutualismo (+,+) É a interação entre duas espécies que se beneficiam reciprocamente, o que pode acontecer em várias modalidades: Mutualismo obrigatório ou simbiose - em que as duas espécies não podem viver separadas. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS

18 O exemplo clássico são os liquens, em que temos os fungos fazendo o papel de absorção e das algas fazendo o papel de fotossíntese. As próprias espécies constituintes da associação perdem a sua identidade.

19 bactérias do gênero Rhizobium (fornecem nitratos) em raízes de leguminosas (fornecem alimento), formando os nódulos radiculares. Micorriza é uma associação mutualista entre certos fungos do solo e as raízes da planta. A planta, através da fotossíntese, fornece energia e carbono para a sobrevivência e multiplicação dos fungos, enquanto estes absorvem nutrientes minerais e água do solo, transferindo-os para as raízes da planta,

20 Celulase – enzima que digere a celulose alimento

21 Protocooperação (+,+) A protocooperação ou mutualismo facultativo é uma relação entre duas espécies na qual ambas são beneficiadas, porém, uma pode viver independente da outra. Um exemplo disso é o caranguejo Bernardo-Eremita (paguro) que serve de meio de transporte para a anêmona que, por sua vez, protege o paguro contra o ataque de predadores devido a substâncias urticantes encontradas em seus tentáculos.

22

23 A ave-palito é uma pequena ave que estabelece uma relação de cooperação com os crocodilos. A ave-palito retira os restos de alimento e sanguessugas existentes entre os dentes do crocodilo que, desta forma, fica livre deste "incomodo" e nunca tenta predar esta ave. Assim, a ave consegue arranjar alimento de uma forma segura.

24 Boi e garça vaqueira. O pássaro alimenta-se dos parasitas do boi e não precisa caçar para conseguir seu alimento

25 Comensalismo (+, 0) O comensalismo é a relação entre duas espécies que vivem juntas, em que uma das espécies é beneficiada (comensal), embora a sua sobrevivência não dependa da associação, e a outra não é beneficiada nem prejudicada (é indiferente). Tubarão e Rêmora ( ou peixe-piloto)

26 Manta e rêmoras (pequenos peixes que vivem fixos ao corpo da Manta) que se alimentam dos restos deixados por ela quando se alimenta.

27 INQUILINISMO O inquilinismo é um tipo de relação ecológica entre organismos de diferentes espécies. O inquilinismo é definido como uma associação interespecífica harmônica, na qual apenas uma espécie é beneficiada sem, entretanto, existir prejuízo para a outra espécie associada. O inquilino obtém abrigo (proteção) ou ainda suporte no corpo da espécie hospedeira.

28 Epifitismo – O epifitismo é um tipo de inquilinismo, que envolve duas plantas. Os exemplos mais típicos de epifitismo são os que se referem às orchidaceae (orquídeas) e bromeliaceae (bromélias) e as árvores.

29 RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS PREDATISMO (+,-) É uma interação desarmônica na qual um indivíduo geralmente maior persegue mata um ou mais indivíduos de outra espécie para se alimentar. A presa pode morrer durante a sua ingestão ou antes. O predador é sempre um consumidor.

30 Coruja branca (suindara) alimentando-se de um rato silvestre predado. Esta coruja ocorre em todo o Brasil, e costuma viver nas cidades em forros de igreja ou construções antigas, recebendo por isso também, o nome de coruja-das-torres. Ela come diariamente em média, 4 (quatro) ratos, além dos mais variados tipos de insetos.

31 PARASITISMO (+,-) Associação entre duas espécies onde uma (a parasita), vive as custas da outra (o hospedeiro), prejudicando a sua vida. No parasitismo, ao contrário do predatismo não há a morte imediata da espécie atacada (hospedeira), o que só acontece com o passar do tempo. Piolho: um parasita do ser humano

32 Os parasitas podem ser classificados quanto ao modo de infestação. Logo, os que agem externamente são denominados de ectoparasitas. Já, os que agem dentro do corpo, são chamados endoparasitas. Exemplo de ação de parasitóides em lepidópteros. Lagarta atacada por parasitóides.

33 Amensalismo ou Antibiose (+,-) O amensalismo ou antibiose consiste numa relação desarmônica em que indivíduos de uma população secretam substâncias que inibem ou impedem o desenvolvimento de indivíduos de populações de outras espécies. É o caso bem conhecido dos antibióticos, que, produzidos por fungos impedem a multiplicação das bactérias. Dinoflagelados ( pirofíceas ) Maré vermelha

34 COMPETIÇÃO INTERESPECÍFICA (-,-) Competição Interespecífica é uma competição onde duas espécies diferentes disputam um mesmo nicho ecológico na mesma região Paramecium caudatum Paramecium aurelia

35


Carregar ppt "RELAÇÃO INTRA-ESPECÍFICA Relação entre indivíduos da mesma espécie RELAÇÃO INTERESPECÍFICA Relação entre indivíduos de espécies diferentes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google