A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ETAPA 1 DEFINIÇÃO DA POLÍTICAAMBIENTAL ETAPA 5 ANÁLISECRÍTICA MELHORIACONTÍNUA ETAPA 2 PLANEJAMENTO: ASPECTOS AMBIENTAIS E IMPACTOS ASSOCIADOS REQUISITOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ETAPA 1 DEFINIÇÃO DA POLÍTICAAMBIENTAL ETAPA 5 ANÁLISECRÍTICA MELHORIACONTÍNUA ETAPA 2 PLANEJAMENTO: ASPECTOS AMBIENTAIS E IMPACTOS ASSOCIADOS REQUISITOS."— Transcrição da apresentação:

1 ETAPA 1 DEFINIÇÃO DA POLÍTICAAMBIENTAL ETAPA 5 ANÁLISECRÍTICA MELHORIACONTÍNUA ETAPA 2 PLANEJAMENTO: ASPECTOS AMBIENTAIS E IMPACTOS ASSOCIADOS REQUISITOS LEGAIS E OUTROS OBJETIVOS E METAS PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL ETAPA 4 VERIFICAÇÕES E AÇÕES CORRETIVAS MONITORAMENTO E MEDIÇÕES AÇÕES CORRETIVAS E PREVENTIVAS, REGISTROS AUDITORIAS ETAPA 3 IMPLANTAÇÃO E OPERAÇÃO ESTRUTURA E RESPONSABILIDADES CONSCIENTIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO TREINAMENTO, CAPACITAÇÃO COMUNICAÇÕESDOCUMENTAÇÃO CONTROLE OPERACIONAL RESPOSTAS AS EMERGÊNCIAS

2 Implantação de um SGA ISO Modelo proposto: ISO –O SGA é estratégia da empresa para atingir a qualidade ambiental desejada. –Ter uma postura pró-ativa é fundamental. –Adotar sempre ações preventivas. –Comprometimento da alta administração é fator decisivo.

3 Os requisitos da Norma ISO 14001

4 Política Ambiental

5 Política Ambiental “Declaração da organização das suas intenções e princípios com relação a seu desempenho global e que devem nortear o planejamento de ações e o estabelecimento de seus objetivos e metas ambientais” ISO Deve ser um compromisso de todos Ser alinhada com outras políticas da empresa

6 Considerar a missão, visão, valores, essenciais e benéficos da organização Deve ser estabelecida após a revisão ambiental inicial da empresa Deve ser definida pela alta administração da empresa Revista ao final de cada ciclo, mas imutável dentro de um ciclo

7 Planejamento

8 1. ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS Conceito de ASPECTO AMBIENTAL: São os elementos das atividades, produtos, e serviços de uma empresa que podem interagir com o meio ambiente. –Para cada atividade, produto ou serviço, determine o maior número possível de aspectos ambientais. –Considerar atividades de rotina, paradas de manutenção, repartidas e risco ambiental.

9 Exemplo de aspectos ambientais significativos –Descarga de efluentes líquidos –Disposição de resíduos sólidos –Emissão de gases –Emissão de material particulado –Ruído

10 IMPACTOS AMBIENTAIS IMPACTOS AMBIENTAIS Conceito de IMPACTO AMBIENTAL: Alteração do meio ambiente resultado do aspecto ambiental. –Classificação dos impactos em: positivo ou negativo; atual, passado, e potencial dos aspectos levantados (destino e conseqüência ao meio ambiente) –Para cada um dos aspectos ambientais selecionados, determine o maior número possível de impactos associados. –Os impactos podem ser esporádicos ou crônicos

11 Os ASPECTOS e IMPACTOS AMBIENTAIS relação de causa e efeito O que gera? Como gera? ASPECTOS Para onde vai? Quais são as conseqüências no meio? IMPACTOS

12 CONTAMINAÇÃO DO LENÇOL FREÁTICO VAZAMENTO DE TANQUES CHORUME DO ATERRO RESÍDUOSSÓLIDOS PRODUTOSQUÍMICOS ÓLEOCOMBUSTÍVEL DERRAMENTOSACIDENTAIS ROMPIMENTO DE TANQUES MANUSEIO DE PRODUTOS VAZAMENTODASTUBULAÇÕES INFILTRAÇÕES(LAGOAS) VAZAMENTOS NA REDE FOSSAS COM SUMIDORO DRENO DOS PÁTIOSEFLUENTESLÍQUIDOS ESGOTOSDOMÉSTICOS FIG. 4 - DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO PARA LEVANTAMENTO DE ASPECTOS AMBIENTAIS ASSOCIADOS À CONTAMINAÇÃO DO LENÇOL FREÁTICO (IMPACTO AMBIENTAL).

13 2. Requisitos Legais A organização deve dispor de procedimentos para identificar, acessar e compreender todos os requisitos legais e outros por ela subscritos: –Licenças de operação –Autorizações, permissões e licenças. –Legislação vigente –Códigos e princípios setoriais –Outros códigos - compromissos da empresa - ex: atuação responsável.

14 3.Critérios Internos de Desempenho 3.Critérios Internos de Desempenho. –Gestão de contratos –Treinamento e responsabilidade dos empregados –Aquisição de novas áreas ou instalações –Encerramento de atividades –Conservação de recursos –Gestão de resíduos –Produtos perigosos –Gerenciamento da água (águas servidas, pluviais, subterrâneas)

15 4. Objetivos e Metas Definições - ISO –Objetivo ambiental - alvo ambiental global, fundamentado na política ambiental que a empresa estabelece para que ela própria alcance. –Meta ambiental - requisito detalhado de desempenho ambiental passível de ser quantificado e praticável, aplicável à organização ou parte dela, decorrente dos objetivos ambientais. A meta deve ser proposta e alcançada para que sejam considerados cumpridos aqueles objetivos.

16 Objetivos devem ser específicos e metas mensuráveis. Deve-se revisar regularmente - introdução de melhorias Objetivos e metas são estabelecidos para controle de aspectos ambientais e redução do impacto ambiental. Deve ser consistente com a política ambiental.

17 Exemplos: Objetivo:Redução do DBO do efluente industrial descartado Meta:Reduzir 60% o seu valor atual Indicador:Valor do DBO (mg/L) do efluente

18 Exemplo de comprometimento de objetivos ambientais: –Reduzir os resíduos sólidos –Reduzir / eliminar lançamentos de poluentes no sistema hídrico –Projeto de produtos com mínimo impacto ambiental –Controle do impacto ambiental e matérias-primas –Promover a conscientização ambiental de empregados, comunidade etc.

19 Exemplo de alguns indicadores: –Quantidade de resíduos por tonelada de produtos –% de rejeitos reciclados –% de uso de material reciclado na embalagem –Número de acidentes ambientais –Concentração de poluentes em efluentes, emissões gasosas etc. (ppm) –Investimento em proteção ambiental (R$) –Quantidade ou eficiência no uso de energia –Quantidade ou eficiência no uso de matéria-prima –Investimentos em proteção ambiental (R$) –Número de ações judiciais Fonte: Reis, m 1996.

20 5. Plano de Ação (Programa de Gestão Ambiental) Refletir a política ambiental São ações e medidas mitigadoras para atendimento aos objetivos e metas ambientais Integrar ao planejamento estratégico da empresa Envolver todos os setores e pessoal responsáveis Subdividido em programas setoriais (unidade operacional) para facilitar gerenciamento

21 Na elaboração do programa, deve-se considerar: –Revisões periódicas –Recursos humanos, tecnológicos, financeiros e materiais –Cronogramas e responsabilidades –Monitoramento dos programas de gestão –Perguntas: o que? Quando? Por que? onde e como? - é ferramenta básica do planejamento

22 Implantação e Operação

23 Implantação e Operação 1. Defina a estrutura e responsabilidades –Integrar os diversos elementos do SGA –Definir, documentar e comunicar as funções, responsabilidades e autoridades para operacionalização do SGA –Prover os recursos necessários (humanos, tecnológicos e materiais)

24 –Internalizar a preocupação da sociedade com o meio ambiente –Importância da conformidade com a política, objetivos, metas e requisitos do SGA. –Clareza das atribuições e responsabilidades de cada empregado dentro do processo. –Renovar permanentemente a preocupação ambiental da empresa. –Conseqüências potenciais ou não atendimento aos procedimentos operacionais específicos. 2. Conscientizar e motivar os empregados

25 –Integrar o SGA com os programas de qualidade, segurança e saúde –Identificar as necessidades de treinamento. Fazer programa - documentar. –Capacitar pessoal que desenvolva atividades que possam causar impactos ambientais. –Requerer de sub-contratados demonstração de treinamentos dos empregados 3. Treinamento e capacitação de empregados

26 –Estabelecer e manter procedimentos para receber, documentar e responder informações e questionamentos das partes interessadas. –Estabelecer e manter procedimentos confiáveis de comunicação interna e externa. 4. Comunicações

27 5. Documentação do SGA Descrever os elementos chave do SGA Integrar e compartilhar com a documentação de outros sistemas Identificar e atualizar periodicamente Documentação típica do SGA –Manual do SGA –Procedimentos operacionais –Instruções de trabalho –Registros

28 Nos controles da documentação deve- se assegurar que: –Sejam facilmente localizados –Periodicamente revisados conforme necessário aprovado por pessoal autorizado –Versões atualizadas dos documentos estejam nos locais onde estejam realizadas as operações –Documentos obsoletos sejam prontamente removidos - prevenir uso não intencional.

29 6. Controle Operacional Identificar operações e atividades associadas com aspectos ambientais significativos Assegurar o cumprimento da política, objetivos e metas através programas de monitoramento sistemático - usar indicadores ambientais

30 Exemplo de atividades: –Prevenção da poluição –Conservação de recursos –Gestão de rotina para assegurar conformidade com requisitos legais –Gestão estratégica para prevenir situações de alteração dos requisitos ambientais. Ex: geração de poluentes não decorrentes do processo –Perdas de produto –Operação inadequada de equipamentos –Estocagem inadequada Todas as operações de controle devem ser feitas através de procedimentos documentados.

31 7. Prontidão e respostas a emergências Identificar e classificar áreas de riscos e processos críticos Identificar riscos potenciais de acidentes e situações emergências (questões de saúde, segurança e aspectos ambientais) Responder prontamente e adequadamente as situações adversas

32 Exemplos: –E–Emissões acidentais para atmosfera –D–Despejos acidentais de poluentes na rede de esgoto ou corpos d’água –D–Disposição acidental de poluentes no solo –V–Vibrações / ruídos acidentais

33 Verificação e Ações Corretivas

34 1. Monitoramento e medições Objetivo: verificar a existência de não conformidade no desempenho ambiental (comparar o objetivado com o realizado)  Oportunidades de Melhorias  Requisitos legais e os critérios internos de desempenho (Política da companhia)

35 USO DE INDICADORES DE DESEMPENHO AMBIENTAL –Quantidade de combustível usado p/ unidade de produto –Quantidade de resíduos gerados por unidade de produto –Concentração de metais pesados ou DBO no efluente líquido –N° de reclamações da comunidade por mês ou outra unidade de tempo –Consumo de água p/ n° de empregados

36 Equipamentos de monitoramento devem ser calibrados, sofrer manutenções preventivas periodicamente e deve-se manter registros. 2. Ações corretivas e preventivas Ação corretiva - ações tomadas para eliminar as causas de uma não conformidade existente ou de um desvio indesejável a fim de prevenir a repetição. Ação preventiva - ações tomadas para prevenir a ocorrência de um problema potencial.

37 3. Registros Registros são as evidências objetivas da operacionalização do SGA, atendendo a Norma ISO A empresa deve estabelecer e manter procedimentos para: identificar, coletar, indexar, arquivar, manter e dispor dos registros de todas as ações e informações geradas no SGA. Os registros devem ser legíveis, facilmente recuperados e rasteáveis com relação ao assunto envolvido  Política Ambiental Devem estar disponíveis para avaliação pelas partes interessadas (órgãos oficiais ambientais, auditorias, etc.)

38 Exemplo de registros típicos (necessários): Legislação e outros requisitos ambientais aplicáveis Aspectos e impactos ambientais associados Autorizações, Treinamentos Manutenções, inspeção e calibração de equipamentos / instrumentos Acidentes com impacto ambiental e ações adotadas Reclamações da comunidade e ações tomadas Informações do processo produtivo e do produto.

39 4. Auditorias periódicas do SGA Objetivos: Avaliar periodicamente se o SGA está adequadamente implementado e mantido Verificar conformidade com: –Todas as ações planejadas para o gerenciamento ambiental (política, objetivos, metas) inclusive os requisitos da Norma ISO –Prover informações sobre os resultados para a alta administração

40 As auditorias devem seguir procedimentos bem estabelecidos como recomenda a Norma ISO e (19001/02) As auditorias podem ser conduzidas por pessoal interno da empresa ou pessoas (auditores) selecionados As não conformidades devem ser documentadas e INVESTIGADAS.

41 Análise crítica pela Administração

42 Análise Crítica pela Administração Objetivo: Melhorias contínuas, adeqüabilidade e desempenho do SGA Revisar periodicamente a política, objetivos e metas ambientais A dinâmica é função de: –aumento das pressões de mercado –mudanças na legislação –alterações de produtos e serviços –novas tecnologias / metodologias –novos requisitos / expectativas das partes interessadas

43 Análise Crítica pela Administração Fatores que propiciam novas oportunidades: –controle sistemático –programas de monitoramento –indicadores ambientais –programas de treinamento –motivação de facilitadores e multiplicadores


Carregar ppt "ETAPA 1 DEFINIÇÃO DA POLÍTICAAMBIENTAL ETAPA 5 ANÁLISECRÍTICA MELHORIACONTÍNUA ETAPA 2 PLANEJAMENTO: ASPECTOS AMBIENTAIS E IMPACTOS ASSOCIADOS REQUISITOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google