A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aridez mental, problema maior Contextualizar a educação para construir o ‘dia depois do desenvolvimento’ no Semi-Árido Brasileiro Campina Grande-PB; 31.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aridez mental, problema maior Contextualizar a educação para construir o ‘dia depois do desenvolvimento’ no Semi-Árido Brasileiro Campina Grande-PB; 31."— Transcrição da apresentação:

1 Aridez mental, problema maior Contextualizar a educação para construir o ‘dia depois do desenvolvimento’ no Semi-Árido Brasileiro Campina Grande-PB; 31 de Maio de 2010 José de Souza Silva Embrapa Algodão Instituto Nacional do Semi-Árido (INSA)

2 O poder daPergunta Não se pode educar nem transformar a realidade com respostas, mas sim com perguntas

3 O poder daPergunta Não se podem superar situações complexas com os mesmos modos de interpretação e intervenção que as geraram

4 Se a educação contextualizada é mais relevante, por que prevaleceu historicamente a educação descontextulizada que ainda persiste entre nós? Que visão de mundo e pensamento dominantes instituiram a ‘idéia de semi-árido’ distorcida, preconceituosa e injusta que ainda prevalece sobre o Semi-Árido Brasileiro? Perguntas relevantes

5 Tese central-1 (caráter diagnóstico) A educação descontextualizada e a ‘idéia de semi-árido’ que prevalecem entre nós têm sua origem vinculada à: Emergência do capitalismo ocidental Gênese da ciência moderna Invenção da dicotomia “superior-inferior” Criação da idéia de progresso / desenvolvimento

6 Tese-1 Algumas carácterísticas da educação descontextualizada e, portanto, da ‘idéia de semi-árido’ refletem algumas carácterísticas do capitalismo (indiferente à história e ao contexto) que viola o humano, o social, o cultural, o ecológico e o ético, em busca de acesso inescrupuloso a mercados cativos, matéria prima abundante, mão de obra barata, mentes dóceis e corpos disciplinados, já que, sob o capitalismo, “tudo que é sólido se desvanece no ar, e tudo que é sagrado é profanado”:  Objetivo (do capitalismo) : acumular  Lógica (do capitalismo) : expansionista  Estratégia (do capitalismo) : crescimento  Critério (do capitalismo) : lucro máximo Para o capitalismo, o que não contribui ao lucro e à acumulação não existe, não é verdade ou não é relevante

7 Tese-2 Algumas carácterísticas da educação descontextualizada e, portanto, da ‘idéia de semi-árido’ refletem algumas carácterísticas da ciência moderna que viabilizou a expansão e consolidação do capitalismo, e cuja concepção se inspirou:  Numa visão mecânica do universo/mundo/realidade  Na matematização da existência  Em um método indiferente ao humano e ao contexto Para a ciência moderna, o que não pode ser medido, pesado ou contado não existe, não é verdade ou não é relevante

8 Tese-3 A ‘dicotomia superior-inferior”, que classificou a humanidade em ‘civilizados-primitivos’ no passado, e hoje nos divide em desenvolvidos-subdesenvolvidos, foi inventada com a intenção de dominação para a exploração, a partir dos critérios:  A noção de raça  O direito do mais forte  A ‘idéia de progresso’ durante o colonialismo imperial  A ‘idéia de desenvolvimento’ no atual imperialismo sem colônias Para os candidatos a império (como o Brasil, que quer ser a quinta potência do mundo), o mais forte tem o direito à dominação e o mais débil a obrigação da obediência

9 Tese-4 A ‘idéia de progreso’ e a ‘idéia de desenvolvimento’, como metas universais, invisibilizam ou violam as histórias, experiências, saberes, paixões, desejos, desafios, portencialidades, e sonhos locais, porque sua concepção assume:  Um modelo único de sociedade perfeita a que todos devem aspirar e podem alcançar  Uma perspectiva evolucionista que implica sempre em ‘etapas’ ou ‘fases’ que todos devem atravessar para atingir a perfeição  A premissa de que já existem sociedades perfeitas (civilizadas no passado, desenvolvidas no presente) a que todos devem emular para atingir seu estado de progresso / desenvolvimento Os “superiores” são ‘poderosos generosos’ impelidos pelo imperativo moral de ‘ajudar’ aos “inferiores”, compartindo os segredos de seu sucesso, cujo preço é pensar como Eles…para ser como Eles

10 Tese central-2 (caráter propositivo) Se, depois de cinco séculos da ‘idéia de progresso / desenvolvimento’ como meta a ser alcançada por todas as sociedades, a humanidade nunca esteve tão desigual e o planeta tão vulnerável, e se, neste contexto, a América Latina é hoje a região mais desigual do mundo,... …chegou a hora da educação contextualizada preparar o ‘dia depois do desenvolvimento’, livre de conceitos, categorias e indicadores vinculados à ‘idéia de progresso / desenvolvimento’, para construir o ‘bom viver’

11 Conclusão No contexto da atual mudança de época histórica, os educadores estão convocados à inovação da inovação:  Do universal, mecânico e neutro ao contextual, interativo e ético  Da pedagogia da resposta à pedagogía da pergunta  Da filosofia de inovação de “mudar as coisas” à filosofia de ‘mudar as pessoas’ que mudam as coisas  Do desenvolvimento como meta ao ‘bom viver’ como fim Da educação descontextualizada à educação contextualizada

12 Profissionais da educação contextualizada devem cultivar a mente crítica dos filósofos, o coração sens í vel dos poetas, a coragem ética dos justos e o espírito solid á rio dos interdependentes (anjos de uma asa) que só voam se o fazem abraçados Obrigado!


Carregar ppt "Aridez mental, problema maior Contextualizar a educação para construir o ‘dia depois do desenvolvimento’ no Semi-Árido Brasileiro Campina Grande-PB; 31."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google