A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Violação de Direitos Humanos 24ª Reunião da Comissão de Articulação com Movimentos Sociais – CAMS 14/08/2009 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Violação de Direitos Humanos 24ª Reunião da Comissão de Articulação com Movimentos Sociais – CAMS 14/08/2009 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério."— Transcrição da apresentação:

1 Violação de Direitos Humanos 24ª Reunião da Comissão de Articulação com Movimentos Sociais – CAMS 14/08/2009 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

2 Declaração Universal dos Direitos Humanos (10 de Dezembro de 1948) Artigo I Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade. Artigo XXI I. Todo ser humano tem o direito de tomar parte no governo de seu país diretamente ou por intermédio de representantes livremente escolhidos. II. Todo ser humano tem igual direito de acesso ao serviço público do seu país. III. A vontade do povo será a base da autoridade do governo; esta vontade será expressa em eleições periódicas e legítimas, por sufrágio universal, por voto secreto ou processo equivalente que assegure a liberdade de voto. Artigo XXV I. Todo ser humano tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem-estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação,cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis,e direito à segurança em caso de desemprego, doença,invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda de meios de subsistência em circunstâncias fora de seu controle. Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

3 Constituição Federal (1988) Constituição Cidadã Art. 196 A saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantindo mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Lei 8080/90 - Lei Orgânica da Saúde – SUS Gestão Pública (esfera Governamental) Poder Executivo – Saúde - Executar ações Políticas Públicas, respeitando a legislação vigente. Lei 8142/90 - Participação da população na gestão do SUS Conferências e os Conselhos de Saúde: Opinar, Definir, Acompanhar e Fiscalizar as ações de saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

4 DIREITOS HUMANOS ESAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Promover Saúde implica garantir os Direitos Humanos e a dignidade. Promover Direitos Humanos implica garantir a Saúde e o Bem-estar. SINERGIA

5 FATORES ESTRUTURANTES NA VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS Racismo Racismo Fatores sócio econômicos Fatores sócio econômicos Relações e violência de gênero Relações e violência de gênero Homofobia, Lesbofobia e Transfobia Homofobia, Lesbofobia e Transfobia Estigma e discriminação relacionados à sorologia do HIV Estigma e discriminação relacionados à sorologia do HIV Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde

6 O que está sendo feito O que está sendo feito Adequação da política de Direitos Humanos e inclusão social das pessoas vivendo com Aids. Adequação da política de Direitos Humanos e inclusão social das pessoas vivendo com Aids. Ações específicas para enfrentamento do racismo, homofobia, machismo e promoção da qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV e Aids Ações específicas para enfrentamento do racismo, homofobia, machismo e promoção da qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV e Aids Ações privilegiando a mobilização social, intervenção baseada em educação de pares, intervenção comunitária, ativismo e direitos humanos Ações privilegiando a mobilização social, intervenção baseada em educação de pares, intervenção comunitária, ativismo e direitos humanos Inclusão de temas sociais associados à Aids como conteúdo transversal em todas as ações do MS na rede de serviços do SUS Inclusão de temas sociais associados à Aids como conteúdo transversal em todas as ações do MS na rede de serviços do SUS Implantação de estratégias de defesa dos direitos humanos Implantação de estratégias de defesa dos direitos humanos Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde

7 Ações desenvolvidas pelo Departamento de DST/Aids: Ações desenvolvidas pelo Departamento de DST/Aids: Plano de Enfretamento a Feminização do HIV/Aids e outras DST Plano de Enfrentamento da epidemia de Aids e das DST entre Gays, HSH e Travestis Consulta Nacional sobre HIV/Aids no Sistema Penintenciário Realização de 2 Seminários Nacionais sobre Direitos Humanos e HIV/Aids Frente Parlamentar Nacional em HIV/Aids Projetos de Eventos Projetos de Eventos Projetos de apoio ações de promoção e direitos humanos durante as comemorações do dia do orgulho Projetos de ações em redes Projetos de Assessoria Jurídica Banco de Dados de Violação de Direitos Humanos Projetos para Formação de Jovens Líderes Vivendo com HIV/Aids Projetos de Redução de Danos Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

8 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde FRENTE PARLAMENTAR NACIONAL EM HIV/AIDS Lançada em 2001, foi novamente reinstalada em dezembro/2007. Objetiva a articulação entre a sociedade civil organizada e poder legislativo para a implementação de propostas de inclusão social das pessoas vivendo com HIV/Aids. Visa a ampliação das respostas sociais no campo dos direitos humanos, por meio no campo dos direitos humanos, por meio do respaldo político que o parlamentar representa perante a opinião pública.

9 Principais pautas: trazer para o legislativo a discussão sobre Redução de Danos e Drogas e seus impactos na epidemia de hiv/aids; trazer para o legislativo a discussão sobre Redução de Danos e Drogas e seus impactos na epidemia de hiv/aids; criminalização em razão do HIV; criminalização em razão do HIV; inclusão social das PVHA. inclusão social das PVHA. FRENTE PARLAMENTAR NACIONAL EM HIV/AIDS Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde

10 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde PROJETOS DE EVENTOS Apoio a projetos de eventos que priorizem o aumento da cobertura da testagem para diagnóstico precoce e prevenção da transmissão vertical, ações de assistência e prevenção às DST e HIV/Aids, promoção da defesa dos direitos humanos, redução do estigma e da discriminação às PVHA e populações vulneráveis

11 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde PROJETOS COM AÇÕES DE PREVENÇÃO DAS DST/HIV/AIDS E DE PROMOÇÃO A SAÚDE DURANTE AS COMEMORAÇÕES DO DIA DO ORGULHO LGBT Projetos voltados para a realização de ações de prevenção das DST/HIV/AIDS e de promoção à saúde durante as comemorações do dia do orgulho LGBT que acontecem em todo o Brasil.

12 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde PROJETOS DE TRABALHO EM REDE Projetos que visam contribuir para o apoio ao trabalho em rede e a ampliação de ações dirigidas às populações mais vulneráveis, visando alcançar a ampliação: das ações de diagnóstico, prevenção, assistência e direitos humanos em HIV/Aids; das parcerias e de ações de controle social desenvolvidas pelas organizações da sociedade civil e das ações de advocacy desenvolvidas pelas organizações da sociedade civil relacionadas á epidemia nos âmbitos federal e local, com ênfase na intersetorialidade. Total de projetos apoiados: 07

13 Fortalecimento de Articulação comunitária – Fortalecimento de Articulação comunitária – (PASTORAL DA AIDS/FÓRUM ONG AIDS SP) (PASTORAL DA AIDS/FÓRUM ONG AIDS SP) Inclusão Social de Pessoas Vivendo com HIV e Aids (PATHFINDER) (PATHFINDER) Enfretamento da epidemia de HIV/Aids entre mulheres que exercem a prostituição - (APROCE) Enfretamento da epidemia de HIV/Aids entre travestis e transexuais (PACT BRASIL) (PACT BRASIL) Enfretamento da epidemia de HIV/Aids entre Gays e outros HSH Enfretamento da epidemia de HIV/Aids entre Gays e outros HSH (APPAD/ GAAC) (APPAD/ GAAC) PROJETOS DE TRABALHO EM REDE Linhas de apoio Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

14 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ASSESSORIA JURÍDICA Apoio institucional do Departamento de DST e Aids às Organizações da Sociedade Civil, através de aporte financeiro e técnico de projetos estratégicos, que objetivam atuar na defesa dos direitos das pessoas que vivem com HIV/aids e das populações vulneráveis no país. OBJETIVO Reduzir os contextos de vulnerabilidades institucionais e sociais à epidemia, relacionados á violação de direitos.

15 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ASSESSORIA JURÍDICA Ações executadas na vigência dos projetos: Recebem denúncias, Assessoram vítimas de discriminação e preconceito, Fornecem informações sobre legislação e aids Realizam o acompanhamento das ações judiciais, quando necessário. Capacitar multiplicadores em direitos humanos,

16 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ASSESSORIA JURÍDICA Assessoria Jurídica 2006 REGIÃO Nº DE PROJETOS Sul06 Sudeste15 Norte05 Nordeste14 Centro Oeste06 TOTAL46 Assessoria Jurídica 2007 REGIÃO Nº DE PROJETOS Sul09 Sudeste35 Norte02 Nordeste14 Centro Oeste05 TOTAL43 Assessoria Jurídica 2008 REGIÃO Nº DE PROJETOS Sul09 Sudeste14 Norte02 Nordeste14 Centro Oeste04 TOTAL43

17 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ASSESSORIA JURÍDICA Avanços Protagonismo das pessoas que vivem com HIV/aids Capacitação de agentes multiplicadores na promoção e defesa dos direitos humanos Sensibilização dos profissionais de direito e da saúde no tocante ao respeito aos direitos das pessoas que vivem com HIV/aids.

18 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ASSESSORIA JURÍDICA DESAFIOS Estabelecer e consolidar parcerias junto a órgão públicos (OAB, Defensoria Pública, MP) da área programática do Direito e do Poder Judiciário em suas diversas esferas de atuação. Consolidar o reconhecimento, promoção e resguardo definitivos dos direitos conquistados, e garantir o respeito à dignidade humana, considerando suas pluralidades e especificidades.

19 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde BANCO DE DADOS DE VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS Lançado em janeiro de 2007, com o objetivo de possibilitar subsídios para a criação de indicadores quanto ao estigma e discriminação, e dados concretos no tocante a violações de direitos humanos das PVHA e população vulneráveis. -Temos 126 instituições cadastradas

20 Secretaria de Vigilância em Saúde BANCO DE DADOS – DENÚNCIAS CADASTRADAS TIPO DE VIOLAÇÕESSULSUDNORDC ONOTOTAL Castigo e/ou tratamento cruel, desumano ou degradante Concessão de benefícios previdenciários Concessão de Benefícios sociais Educação2 2 Saúde Sigilo Profissional Testagem compulsória1 2 3 Trabalho e emprego Outras formas de discriminação TOTAL GERAL

21 Principais Desafios Principais Desafios 1- Melhoria da qualidade do atendimento das PVHA; 2- Fortalecimento do combate a homofobia, promoção dos Direitos Humanos de populações vulneráveis e do respeito à diversidade; 3-Enfrentamento a feminização da epidemia de aids; 4- Garantia da sustentabilidade do acesso universal; 5- Responsabilização das diferentes instâncias de governo - consolidação da descentralização 1- Melhoria da qualidade do atendimento das PVHA; 2- Fortalecimento do combate a homofobia, promoção dos Direitos Humanos de populações vulneráveis e do respeito à diversidade; 3-Enfrentamento a feminização da epidemia de aids; 4- Garantia da sustentabilidade do acesso universal; 5- Responsabilização das diferentes instâncias de governo - consolidação da descentralização Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

22 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Obrigada. DEPARMENTO DE DST/Aids


Carregar ppt "Violação de Direitos Humanos 24ª Reunião da Comissão de Articulação com Movimentos Sociais – CAMS 14/08/2009 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google