A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudo Probabilístico de Obtenção de Lucro em Plantios de Milho e de Feijão no Estado do Ceará - Uma abordagem sobre Gestão de Risco Climático na Agricultura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudo Probabilístico de Obtenção de Lucro em Plantios de Milho e de Feijão no Estado do Ceará - Uma abordagem sobre Gestão de Risco Climático na Agricultura."— Transcrição da apresentação:

1 Estudo Probabilístico de Obtenção de Lucro em Plantios de Milho e de Feijão no Estado do Ceará - Uma abordagem sobre Gestão de Risco Climático na Agricultura Fernando César Moura de Andrade Francisco de Assis de Souza Filho

2 Definimos o lucro obtido com uma determinada plantação como: onde: ß L é o lucro obtido em unidades monetárias (R$) ßé o preço de venda do produtor (R$/kg) C V são os custos variáveis de produção, que dependem do total colhido (R$/kg) é o rendimento obtido pela plantação (kg/ha) C F são os custos fixos da plantação (R$/ha) Aé a área plantada (ha) Definição de lucro:

3 Se tomarmos o rendimento obtido como sendo uma fração de um rendimento máximo, teremos: onde chamaremos de p, a produtividade obtida em um dado plantio e r max o máximo rendimento possível de ser obtido pelo plantio. Para que obtenhamos uma determinada margem de lucro (λ) com a plantação teremos que ß L deve ser igual ao produto de λ pelos custos fixos e variáveis da plantação. Chamando de p* a produtividade mínima para que tenhamos esta margem de lucro, temos que:

4 R$ 684,00Total R$ 238,50Sub-Total R$ 45,00Armazenamento R$ 7,50Sacaria R$ 90,00Beneficiamento R$ 96,00Colheita Custos Variáveis R$ 445,50Sub-Total R$ 60,00Controle de Pragas R$ 180,00Capinação R$ 30,00Cultivo R$ 48,00Plantio R$ 67,50Aração R$ 60,00Sementes Custos Fixos Exemplo para a Cultura do Feijão A produção esperada pelo plantio dentro deste nível tecnológico para este municipio é de 900kg/ha (r max =900). Tomemos um preço ao produtor como sendo o preço médio no ano de 2004, segundo a Ematerce, (ß = R$1,25/kg). Da tabela abaixo vemos que os custos fixos são de R$ 445,50 ( C F = R$ 445,50) e os custos variáveis ficam em R$238,50, nos dando um valor de C V = 238,5/900 = R$ 0,27/kg. Se quisermos calcular a produtividade mínima para o início de lucro (λ=1), teremos:

5 Probabilidade de Obtenção de Lucro Definimos então como a probabilidade de obtenção de uma determinada margem de lucro em um determinado plantio como sendo a probabilidade de ocorrência da produtividade p * para este plantio em uma determinada data. Utilizamos aqui como p *, o índice de produtividade agrícola da FAO, descrito no artigo de irrigação e drenagem número 33 de Doorenbos et al. (1979), que estima as perdas na produtividade agrícola baseado nos déficits de evapotranspiração, que por sua vez podem ser calculados através de metodologia apresentada no artigo 56 de Allen et al. (1998), que se utiliza de um balanço hídrico a nível diário onde se leva em conta além de dados dos solos, dados diários de precipitação e médias mensais de evapotranspiração de referência, dados estes calculados a partir de dados de temperatura, umidade, radiação solar e velocidade do vento com o uso da equação de Penman-Monteith-FAO

6 Índice de Produtividade FAO onde: Y a produtividade real Y m produtividade máxima k y fator de resposta da produtividade ET R evapotranspiração real (função da umidade do solo, da ET m e da cultura) ET m evapotranspiração ótima = k c. ET 0

7 onde: US i umidade do solo ao final do dia i, US i-1 umidade do solo ao final do dia anterior, i -1, Pr i precipitação do dia i, AC i ascensão por capilaridade do dia i, I i irrigação do dia i, ES i escoamento superficial do dia i, ET Ri evapotranspiração real do dia i, PP i percolação profunda do dia i. Balanço Hídrico US i = US i-1 + Pr i + AC i + I i – ES i – ET Ri - PP i

8 Cálculo da ETa ET R = K s ET m

9 Validação do modelo Comparação entre os índices de produtividade e os índices de rendimento do IBGE para a cultura do feijão Comparação entre os índices de produtividade e os índices de rendimento do IBGE para a cultura do milho

10 Índices de produtividade para o feijão (75 dias)

11 Estudos de probabilidade do Índice de Produtividade da FAO Probabilidades de que o Índice de Produtividade (FAO) do feijão seja maior do que 90%.

12

13


Carregar ppt "Estudo Probabilístico de Obtenção de Lucro em Plantios de Milho e de Feijão no Estado do Ceará - Uma abordagem sobre Gestão de Risco Climático na Agricultura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google