A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PORTO ALEGRE Abril - 2012 Cooperação Técnica Regional Apoio Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul – FAPERGS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PORTO ALEGRE Abril - 2012 Cooperação Técnica Regional Apoio Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul – FAPERGS."— Transcrição da apresentação:

1 PORTO ALEGRE Abril Cooperação Técnica Regional Apoio Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul – FAPERGS

2 PED-POA Taxa de desemprego apresenta pequena elevação PED-RMPA Relativa estabilidade no mercado de trabalho

3 Aumento da ocupação 1,0% (+ 7 mil pessoas) Variação positiva da PEA* 1,3% (+ 10 mil pessoas) Aumento do desemprego 5,7 (+ 3 mil pessoas) (56 mil desempregados) * PEA (População Economicamente Ativa) = ocupados + desempregados COMPORTAMENTO CONJUNTURAL MENSAL Porto Alegre

4 Desemprego – Porto Alegre 7,0% da PEA (Mar/12) => 7,2% (Abr/12) Comportamento da taxa é típico para esse período do ano Taxas de desemprego total em Porto Alegre, FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: A taxa de desemprego total é composta pela soma das taxas de desemprego aberto e oculto.

5 Pensei em colocar as taxas das capitais

6 Ocupação – Porto Alegre + 7 mil ocupados (+1,0%) (717 mil ocupados) Comportamento Setorial: Indústria+ 4 mil (+8,7%) Comércio- 6 mil(-5,4%) Serviços + 4 mil(+0,8%) Construção civil+ 2 mil (+6,9%)

7

8 Posição na ocupação Porto Alegre ( +7 mil ocupados ) Assalariados *+ 4 mil Setor Público- 5 mil Setor Privado- 1 mil Com carteira- 1 mil Sem carteira0 Autônomos+ 1 mil Empregados domésticos + 1 mil Demais posições **+ 1 mil * Inclui assalariados que não informaram o setor a que pertencem. ** Empregadores, donos de negócio familiar, profissionais universitários autônomos, trabalhadores familiares sem remuneração, etc.

9 Posição na ocupação Porto Alegre ( 717 mil ocupados ) Assalariados *494 mil Setor Público127 mil Setor Privado367 mil Com carteira319 mil Sem carteira 48 mil Autônomos95 mil Empregados domésticos 39 mil Demais posições **89 mil * Inclui assalariados que não informaram o setor a que pertencem. ** Empregadores, donos de negócio familiar, profissionais universitários autônomos, trabalhadores familiares sem remuneração, etc.

10 Rendimentos* - Porto Alegre (março) Ocupados+ 2,7% (R$1.835) Assalariados+ 4,4% (R$1.850) * Rendimento Médio Real

11 Crescimento da ocupação(+3,0%) = + 21 mil pessoas Ampliação da PEA(+3,2%) = + 24 mil pessoas Aumento do desemprego(+5,7%) = + 3 mil pessoas Taxa de desemprego: 7,1 da PEA (abril/11) => 7,2% (abril/12) COMPORTAMENTO 12 MESES Porto Alegre

12 Ocupação 12 meses – Porto Alegre FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: Variação relativa em relação ao mesmo mês do ano anterior. Variação anual do nível de ocupação, Porto Alegre – Abril/11-Abril/12

13 Ocupação 12 meses Porto Alegre ( + 21 mil ocupados ) Comportamento Setorial: Indústria+ 4 mil(+8,7%) Comércio 0 Serviços+ 15 mil(+3,2%) Construção civil- 4 mil(-11,4%)

14

15 Posição na ocupação 12 meses Porto Alegre ( + 21 mil ocupados ) Assalariados *+ 1 mil Setor Público+ 2 mil Setor Privado- 1 mil Com carteira0 Sem carteira -1 mil Autônomos + 14 mil Empregados domésticos + 4 mil Demais posições ** + 2 mil * Inclui assalariados que não informaram o setor a que pertencem. ** Empregadores, donos de negócio familiar, profissionais universitários autônomos, trabalhadores familiares sem remuneração, etc.

16 Rendimentos 12 meses – Porto Alegre (Março) Ocupados- 2,4% Assalariados+ 1,3%

17 Massa de rendimentos reais Porto Alegre (12 meses findos em março) Ocupados:- 0,2% Assalariados:+ 0,1% A redução dos ocupados, deveu-se pela redução da renda. Para os assalariados, a pequena variação positiva, deveu-se pelo crescimento do salário.

18 FONTE: PED-RMPA - Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT. NOTA: 1. Inflator utilizado: IPC-IEPE; os dados têm como base a média de 2000 = Os ocupados incluem aqueles que não tiveram remuneração no mês e excluem os trabalhadores familiares sem remuneração salarial. Índice da massa de rendimentos reais dos ocupados, Porto Alegre

19 MERCADO DE TRABALHO CONJUNTURA (Mês) TENDÊNCIA (12 meses) Porto Alegre Ocupação: crescimento Taxa de desemprego: variação positiva Rendimentos (março): aumento Massa de Rendimentos (março): aumento Ocupação: crescimento Taxa de desemprego: aumento Rendimentos (março): redução Massa de Rendimentos (março): pequena redução RMPA Ocupação: relativa estabilidade Taxa de desemprego: variação positiva Rendimentos (março): aumento Massa de Rendimentos (março): aumento Ocupação: crescimento Taxa de desemprego: aumento Rendimentos (março): aumento Massa de Rendimentos (março): aumento


Carregar ppt "PORTO ALEGRE Abril - 2012 Cooperação Técnica Regional Apoio Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul – FAPERGS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google