A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisa de demanda turística potencial dos Caminhos Rurais de Porto Alegre/RS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisa de demanda turística potencial dos Caminhos Rurais de Porto Alegre/RS."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisa de demanda turística potencial dos Caminhos Rurais de Porto Alegre/RS

2 PARCEIROS

3 Diretor: Marcelo Mantelli Diretor: Marcelo Mantelli Vice Diretor: Delfino Carvalho Bernardes Vice Diretor: Delfino Carvalho Bernardes Coord. Cursos de Turismo e de Hotelaria: Ana Lúcia Saraiva Coord. Cursos de Turismo e de Hotelaria: Ana Lúcia Saraiva Coordenadora do Projeto: Ana Cristina Pinto Coordenadora do Projeto: Ana Cristina Pinto Professoras participantes: Carmem Porto e Jaqueline Alves Professoras participantes: Carmem Porto e Jaqueline Alves Equipe Executora: Adriane Silva Stein, Ana Paula Silva Neves, Andréa Bernardes de Oliveira, Anne Maidana Silva, Bruna da Silva Juliano Fernandes, Carine Eugênio Fortes, Carlos Eduardo da Rosa Correa, Elisandra Bento Leal, Fernanda Pasa da Silva, Grasielle Santos Stachlewski, Guilherme Lírio, Izabela Maria de Oliveira, Larissa Andrade Paiva, Lidiane Mara da Silva, Lucas Cozza Bruno, Mariana Fernandes Benitez, Nickelli Pereira Mullich, Nicole Corrrea Andrade, Paula Fraciele Knevitz Oliveira, Rafaela Lauthert Brum, Raquel Sian Varallo, Shirley Camargo Bocacio Doile, Thays Fogaça Salamote. Equipe Executora: Adriane Silva Stein, Ana Paula Silva Neves, Andréa Bernardes de Oliveira, Anne Maidana Silva, Bruna da Silva Juliano Fernandes, Carine Eugênio Fortes, Carlos Eduardo da Rosa Correa, Elisandra Bento Leal, Fernanda Pasa da Silva, Grasielle Santos Stachlewski, Guilherme Lírio, Izabela Maria de Oliveira, Larissa Andrade Paiva, Lidiane Mara da Silva, Lucas Cozza Bruno, Mariana Fernandes Benitez, Nickelli Pereira Mullich, Nicole Corrrea Andrade, Paula Fraciele Knevitz Oliveira, Rafaela Lauthert Brum, Raquel Sian Varallo, Shirley Camargo Bocacio Doile, Thays Fogaça Salamote.

4 Prefeito Municipal: José Alberto Fogaça de Medeiros Prefeito Municipal: José Alberto Fogaça de Medeiros Secretário Municipal de Turismo: Luiz Fernando S. Moraes Secretário Municipal de Turismo: Luiz Fernando S. Moraes Coordenadoria de Planejamento: Maria Helena Muller e Vanessa Engster Coordenadoria de Planejamento: Maria Helena Muller e Vanessa Engster Estatística: Cristina Schlottgen Estatística: Cristina Schlottgen

5 Presidente da Associação Porto Alegre Rural: Ricardo Fontoura Presidente da Associação Porto Alegre Rural: Ricardo Fontoura Presidente do Conselho Administrativo da Cooperativa de Desenvolvimento e Formação do Produto Turístico: Eneida Brasil Presidente do Conselho Administrativo da Cooperativa de Desenvolvimento e Formação do Produto Turístico: Eneida Brasil

6 OBJETIVOS DA PESQUISA

7 Objetivo Geral Desenvolver pesquisa de demanda turística potencial dos Caminhos Rurais de Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul, para identificação do grau de conhecimento de turistas e moradores sobre o produto turístico em questão. E qual a potencialidade para o recebimento de uma linha turística fixa aos finais de semana. Desenvolver pesquisa de demanda turística potencial dos Caminhos Rurais de Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul, para identificação do grau de conhecimento de turistas e moradores sobre o produto turístico em questão. E qual a potencialidade para o recebimento de uma linha turística fixa aos finais de semana.

8 Objetivos Específicos Obter o perfil sócio-econômico-cultural da demanda potencial dos CR de POA; Obter o perfil sócio-econômico-cultural da demanda potencial dos CR de POA; Verificar o conhecimento, por parte dos moradores e turistas, sobre a Zona Sul de POA; Verificar o conhecimento, por parte dos moradores e turistas, sobre a Zona Sul de POA; Verificar o conhecimento, por parte de moradores e turistas sobre os CR de POA; Verificar o conhecimento, por parte de moradores e turistas sobre os CR de POA; Identificar, a motivação da visita aos CR de POA; Identificar, a motivação da visita aos CR de POA; Investigar quais as características que o passeio pelos CR de POA, deveria contemplar, na visão do turista/morador (atrações, tipo de roteiro, duração, horário, investimento, local de saída do transporte, dentre outros); Investigar quais as características que o passeio pelos CR de POA, deveria contemplar, na visão do turista/morador (atrações, tipo de roteiro, duração, horário, investimento, local de saída do transporte, dentre outros); Perceber a intenção da demanda turística potencial em realizar o passeio CR de POA. Perceber a intenção da demanda turística potencial em realizar o passeio CR de POA.

9 METODOLOGIA

10 Método: interrogação direta, através de questionário com perguntas fechadas e abertas. Método: interrogação direta, através de questionário com perguntas fechadas e abertas. Período: dados coletados no dia 24 de maio de 2009, no horário das 9h 30 min às 13h. Período: dados coletados no dia 24 de maio de 2009, no horário das 9h 30 min às 13h. Local: Usina do Gasômetro, Parque Farroupilha (Redenção), Parque Germânia e Linha Turismo, Porto Alegre/RS. Local: Usina do Gasômetro, Parque Farroupilha (Redenção), Parque Germânia e Linha Turismo, Porto Alegre/RS.

11 Amostra: Amostra: 90 = Turistas (não residentes em POA) 90 = Turistas (não residentes em POA) 156 = Moradores de POA 156 = Moradores de POA LOCAL DA ENTREVISTAMASCULINOFEMININOTOTAL Linha Turismo Usina do Gasômetro Parque da Reden ç ão Parque Germânia Total Geral

12 Instrumento de pesquisa: Instrumento de pesquisa: 1º BLOCO IDENTIFICA O CONHECIMENTO DA ZONA SUL E DOS CR DE POA: 1º BLOCO IDENTIFICA O CONHECIMENTO DA ZONA SUL E DOS CR DE POA: espaços de lazer que o entrevistado costuma freqüentar em POA, se conhece a Zona e os CR. Caso conheça os CR, qual o motivo da visita. espaços de lazer que o entrevistado costuma freqüentar em POA, se conhece a Zona e os CR. Caso conheça os CR, qual o motivo da visita. 2º BLOCO INVESTIGA QUAIS AS CARACTERÍSTICAS, NA VISÃO DA DEMANDA POTENCIAL, QUE O PASSEIO DEVERIA TER: 2º BLOCO INVESTIGA QUAIS AS CARACTERÍSTICAS, NA VISÃO DA DEMANDA POTENCIAL, QUE O PASSEIO DEVERIA TER: atrativos de interesse, tipo de passeio, duração, horário, investimento, local de saída do transporte, dentre outros. Ainda, procura identificar qual a intenção do turista/morador em realizar o passeio. 3º BLOCO TRAÇA O PERFIL DA DEMANDA POTENCIAL DOS CR - MORADOR E TURISTA: 3º BLOCO TRAÇA O PERFIL DA DEMANDA POTENCIAL DOS CR - MORADOR E TURISTA: idade, cidade de origem, sexo, estado civil, grau de escolaridade, se tem filhos, classe social.

13 A união destas três partes fornece um perfil da demanda turística potencial, o grau de conhecimento dos Caminhos Rurais e a intenção de fazer um roteiro.

14 RESULTADOS

15 PERFIL DA DEMANDA POTENCIAL DOS CAMINHOS RURAIS

16

17

18

19

20

21

22

23 Fonte: CCEB (Critério da Classificação Econômica Brasil)

24 CONHECIMENTO DA ZONA SUL E DOS CAMINHOS RURAIS DE PORTO ALEGRE

25

26

27

28

29

30

31 INVESTIGAÇÃO: CARACTERÍSTICAS DE COMO DEVERIA SER O PASSEIO NA VISÃO DO TURISTA/MORADOR E INTENÇÃO DE REALIZÁ-LO

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42 CONCLUSÕES

43 Os turistas e moradores entrevistados tem como perfil dominante o fato de serem mulheres (63%), casadas, com 1 ou 2 filhos (76%). Os turistas e moradores entrevistados tem como perfil dominante o fato de serem mulheres (63%), casadas, com 1 ou 2 filhos (76%). Com nível cultural elevado, com curso superior completo/andamento e pós-graduados (68%).

44 Os turistas entrevistados são provenientes das cidades do Rio Grande do Sul (59%), de outros estados (41%) e do exterior (2%).

45 Predomínio da classe social B1 e B2, com renda individual entre R$ 3.479,36 a R$ 6.563,73 (24%) e R$ 2.012,67 a R$ 3.479,36 (22%). Predomínio da classe social B1 e B2, com renda individual entre R$ 3.479,36 a R$ 6.563,73 (24%) e R$ 2.012,67 a R$ 3.479,36 (22%).

46 A maioria já conhece a Zona Sul da cidade (66%). Uma parcela já ouviu falar nos Caminhos Rurais (41%), pelos meios de comunicação e por amigos e parentes.

47 A grande maioria nunca visitou os Caminhos Rurais (95%).

48 Sugerem um roteiro com visitação (93%), com duração de um dia inteiro (53%) e horário de saída entre 8 e 9 horas. Sugerem um roteiro com visitação (93%), com duração de um dia inteiro (53%) e horário de saída entre 8 e 9 horas.

49 Em que pudessem apreciar a paisagem, degustar produtos coloniais, realizar trilhas ecológicas, andar a cavalo, colher fruta no pé, visitar áreas de preservação ambiental, conhecer restaurantes e vivenciar o dia-a-dia. Em que pudessem apreciar a paisagem, degustar produtos coloniais, realizar trilhas ecológicas, andar a cavalo, colher fruta no pé, visitar áreas de preservação ambiental, conhecer restaurantes e vivenciar o dia-a-dia.

50 Neste roteiro não poderia faltar o Guia de Turismo fornecendo informações sobre os locais, a gastronomia, com degustação de produtos, almoços típicos e um bom chimarrão. Neste roteiro não poderia faltar o Guia de Turismo fornecendo informações sobre os locais, a gastronomia, com degustação de produtos, almoços típicos e um bom chimarrão.

51 A Redenção é apontada como local de embarque adequado para 67%. A Redenção é apontada como local de embarque adequado para 67%. Estão dispostos a pagar entre R$ 30,00 e R$ 50,00 pelo passeio com as características citadas (39%).

52 74% de potenciais consumidores do produto, demonstram ter interesse entre alto e máximo em realizar o passeio aos Caminhos Rurais de Porto Alegre. 74% de potenciais consumidores do produto, demonstram ter interesse entre alto e máximo em realizar o passeio aos Caminhos Rurais de Porto Alegre.

53 Pesquisa de demanda turística potencial dos Caminhos Rurais de Porto Alegre/RS


Carregar ppt "Pesquisa de demanda turística potencial dos Caminhos Rurais de Porto Alegre/RS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google