A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – www.hemoped.com CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA Dra. Elisabeth Frossard,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – www.hemoped.com CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA Dra. Elisabeth Frossard,"— Transcrição da apresentação:

1 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA Dra. Elisabeth Frossard, MD Médica Pediatra e Hemoterapeuta IPPMG – UFRJ

2 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA Sangue = VIDA Sangue = Complicações ou Efeitos Colaterais Doenças Transmissíveis Reações Transfusionais

3 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA MANTER OU RESTAURAR  Volume de sangue.  Capacidade de carrear oxigênio.  Hemostasia.  Função dos leucócitos. CONCEITO  Hemotransfundir é inocular lentamente através da veia, componentes e derivados do sangue.  Sangue é considerado droga.  Transplante de tecido líquido mais bem tolerado, mas sua rejeição é igual a reação hemolítica.

4 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA EFEITOS COLATERAIS (BRECHER, V. In: Technical Manual. 15th. BETHESDA: American Association of Blood Banking, 2005)

5 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA (HARMENING, D. M. In: Modern Blood Banking and Transfusion Pratices. 5º Ed. Philadelphia: F.A. Davis company, ) EFEITOS COLATERAIS

6 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA Art. 13. A transfusão de sangue e componentes deve ser utilizada criteriosamente na medicina, por ser um procedimento que não está isento de risco. Art. 15. Cada serviço de hemoterapia deve manter um conjunto de procedimentos operacionais, técnicos e administrativos para cada área técnica e administrativa. Portaria MS nº 1.353, de DOU 1 de

7 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA ATO TRANSFUSIONAL ATO TRANSFUSIONAL  Indicação “Toda transfusão de sangue ou componentes sanguíneos deve ser prescrita por um médico e deve ser registrada no prontuário do paciente (artigo 125).”  Supervisão “As transfusões devem ser realizadas por médico ou profissional de saúde habilitado, qualificado e conhecedor dessas normas, e só podem ser realizadas sob a supervisão médica para intervir em casos de reações ou complicações transfusionais (artigo 126). ” Portaria MS nº 1.353, de DOU 1 de

8 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA  Artigo 154-Todos os registros referentes à doação e à transfusão devem ser convenientemente armazenados por pelo menos 20 anos. VIGILÂNCIA DO SANGUE - ANVISA Portaria MS nº 1.353, de DOU 1 de

9 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA VIGILÂNCIA DO SANGUE - ANVISA Portaria MS nº 1.353, de DOU 1 de Art. 67. citomegalovírus (CMV) Art. 67. O serviço de hemoterapia deverá realizar exames laboratoriais de alta sensibilidade a cada doação, para detecção de citomegalovírus (CMV) em todas as unidades de sangue ou componentes destinados aos pacientes nas seguintes situações: II - com peso inferior a 1.200g II - recém-nascidos com peso inferior a 1.200g ao nascer de mães CMV negativo ou com resultados sorológicos desconhecidos; e III III - transfusão intrauterina.

10 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA VIGILÂNCIA DO SANGUE - ANVISA Portaria MS nº 1.353, de DOU 1 de transfusão em neonatos e crianças com até 4 meses de vida Art Na amostra pré-transfusional inicial para transfusão em neonatos e crianças com até 4 meses de vida devem ser observados os seguintes critérios: não forem do grupo O investigada presença de anti-A ou anti-B IV - se as hemácias selecionadas para transfusão não forem do grupo O, deve ser investigada, no soro ou plasma do neonato e das crianças até 4 meses de vida, a presença de anti-A ou anti-B, com métodos que incluam uma fase de antiglobulina. se ocorrer detecção da presença de anti-A ou anti-B V - se ocorrer detecção da presença de anti-A ou anti-B, deve ser transfundido concentrado de hemácias "O" até que o anticorpo deixe de ser demonstrável no soro do neonato ou das crianças até 4 meses de vida; se a pesquisa de anticorpos irregulares for negativanão será necessário compatibilizar as hemácias VII - se a pesquisa de anticorpos irregulares for negativa, não será necessário compatibilizar as hemácias para a primeira transfusão nem para as transfusões subsequentes dentro do período neonatal, desde que as hemácias sejam do grupo "O“.

11 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA EXAMES SOROLÓGICOS OBRIGATÓRIOS PELO MS  Sífilis  Doença de Chagas  Hepatites B e C  HIV 1 / 2 ( Vírus da Imunodeficiência Humana)  HTLV I / II ( Vírus linfotrópico para Células T Humanas) Portaria MS nº 1.353, de DOU 1 de  Artigo 66

12 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA  PEDIDO DE TRANSFUSÃO COMPLETO  AMOSTRA DE SANGUE IDENTIFICADA  Nome,  Registro,  Data do nascimento,  Data da coleta,  Responsável pela coleta,  Localização do paciente. (Modelo) (Modelo)  QUANTIDADE: suficiente para exames imunohematológicos e sorológicos

13 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA EXAMES PRÉ-TRANSFUSIONAIS  Classificação Sanguínea  Dfraco  Escolha do produto apropriado  Prova de Compatibilidade  Pesquisa de Anticorpos Irregulares  Coombs direto – cças com menos de 3 meses  Fenotipagem eritrocitária  casos especiais: pacientes falcêmicos – evitar aloimunização

14 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA TRANSFUSÕES SANGUÍNEAS COM MENOR RISCO  Separação do produto por CONEÇÃO ESTÉRI L  Aliquotas menores.  Utilização do CH por 2 ou mais vezes.

15 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA AMOSTRAS DO RECEPTOR EM MENOR QUANTIDADE  Uso de técnicas com amostras em menor volume  Técnicas em gel.  Microplaca.

16 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA AMOSTRAS DO RECEPTOR EM MENOR QUANTIDADE  ACESSO VENOSO  escalpe, gelco, cateter  necessidade de suspensão da hemácia em soro fisiológico.  Transfusão por bomba.

17 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA AVALIAÇÃO CLÍNICA X PRÁTICA TRANSFUSIONAL HEMOVIGILÂNCIA  Cuidados na avaliação e acompanhamento dos efeitos transfusionais. (HARMENING, D. M. In: Modern Blood Banking and Transfusion Pratices. 5º Ed. Philadelphia: F.A. Davis company, ) FAT

18 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA DIAGNÓSTICO CLÍNICO DAS COMPLICAÇÕES TRANSFUSIONAIS  Febre - elevação de temperatura de 1ºC ou acima de 37,8ºC se afebril.  Taquicardia, calafrios com ou sem febre.  Dor no local da infusão ou no tórax, abdome e flancos.  Angústia Respiratória, incluindo dispnéia, taquipnéia e hipoxemia.  Alteração da pele, incluindo rubor, prurido, urticária, edema generalizado.  Alteração da PA - Hipertensão ou hipotensão.  Náuseas com ou sem vômitos  Choque circulatório combinado com febre, calafrio, hipotensão e falência cardíaca (Choque Séptico).  Sem febre+colapso circulatório (Choque Anafilático).  Mudança na coloração da urina.

19 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA DIAGNÓSTICO LABORATORIAL  Ter amostra pré-transfusional coletada para prova de compatibilidade e estudos imunohematológicos;  Coletar amostra pós- transfusional ou após interrupção da transfusão em caso de suspeita de complicação transfusional;  Manter a bolsa mãe do hemocomponente e obter bolsa de transferência do sangue que estava em uso durante a transfusão.

20 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DAS COMPLICAÇÕES NÃO INFECCIOSAS

21 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA  Aumentar a capacidade de carreamento de oxigênio em pacientes anêmicos sem aumentar o volume sangüíneo. CONCENTRADO DE HEMÁCIAS 10 ml / Kg / peso Preservação - 4ºC Validade - CPDA1 (35 dias) – SAG-M ( 42 dias) Inspeção visual da bolsa – cor vermelho rutilante

22 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA  Diminuir a transmissão viral de infecções durante a transfusão de sangue.  Reações febris recorrentes não hemolíticas.  Evitar alo-imunização por antígeno do sistema HLA classe I. Deleucotisado ( filtrado )  Reações alérgicas graves  Deficiência de IgA Lavado  Receptores MO  TIU  Transfusão entre familiares  Neonatos que receberam TIU e necessitam TST  Prematuros  Doença de Hodgin Irradiado CONCENTRADO DE HEMÁCIAS

23 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA PLASMA FRESCO CONGELADO  Transfusão de múltiplos fatores baixa produção - hepatopatias maior consumo - infeccção  PTT 10 ml / Kg / peso Preservação e Validade - a menos 20ºC - 22ºC – 12 meses; a menos 30ºC – 18 meses a menos 30ºC – 18 meses Inspeção visual da bolsa – plasma avermelhado, turvo (gordura). Descongelamento - 37ºC

24 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA CONCENTRADO DE PLAQUETAS Leucemias, Falência medular, coagulopatias. Em geral - 1 U / 10Kg de peso corporal – podendo ser mais um menos TROMBOCITOPENIA Preservação e Validade - a menos 20ºC - 22ºC – 12 meses; a menos 30ºC – 18 meses a menos 30ºC – 18 meses Inspeção visual da bolsa – plasma avermelhado, turvo (gordura). Descongelamento - 37ºC Refratriedade – baixo aproveitamento – contagem 1 hora após.

25 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA CRIOPRECIPITADO  F VIII :C (80 a 100 U), F VIII: fvW  Fibrinogênio (250 mg) Fator VIII:C  F XIII.

26 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA CONCENTRADO DE GRANULÓCITOS  Neutropenia < 500 / mm³, febril Candidatos a transplante de M.O. : irradiar o CG (linfócitos )

27 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA OBRIGADA

28 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA

29 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA


Carregar ppt "CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM HEMOTERAPIA 2012 DRA. ELISABETH FROSSARD, MD – www.hemoped.com CONSIDERAÇÕES EM TRANSFUSÃO PEDIÁTRICA Dra. Elisabeth Frossard,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google