A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA.. “Educação Ambiental” O QUE É EDUCAÇÃO AMBIENTAL? A Educação Ambiental é um processo participativo, onde o educando assume.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA.. “Educação Ambiental” O QUE É EDUCAÇÃO AMBIENTAL? A Educação Ambiental é um processo participativo, onde o educando assume."— Transcrição da apresentação:

1 MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA.

2 “Educação Ambiental” O QUE É EDUCAÇÃO AMBIENTAL? A Educação Ambiental é um processo participativo, onde o educando assume o papel de elemento central do processo de ensino/aprendizagem pretendido, participando ativamente no diagnóstico dos problemas ambientais e busca de soluções, sendo preparado como agente transformador, através do desenvolvimento de habilidades e formação de atitudes, através de uma conduta ética, condizentes ao exercício da cidadania.

3 VALORES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL. A Educação Ambiental deve buscar valores que conduzam a uma convivência harmoniosa com o ambiente e as demais espécies que habitam o planeta, auxiliando o aluno a analisar criticamente o princípio antropocêntrico*, que tem levado à destruição inconseqüente dos recursos naturais e de várias espécies. É preciso considerar que: A natureza não é fonte inesgotável de recursos, suas reservas são finitas e devem ser utilizadas de maneira racional, evitando o desperdício e considerando a reciclagem como processo vital; As demais espécies que existem no planeta merecem nosso respeito. Além disso, a manutenção da biodiversidade é fundamental para a nossa sobrevivência; É necessário planejar o uso e ocupação do solo nas áreas urbanas e rurais, considerando que é necessário ter condições dignas de moradia, trabalho, transporte e lazer, áreas destinadas à produção de alimentos e proteção dos recursos naturais.

4 A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA A escola é o espaço social e o local onde o aluno dará seqüência ao seu processo de socialização. O que nela se faz se diz e se valoriza representa um exemplo daquilo que a sociedade deseja e aprova. Comportamentos ambientalmente corretos devem ser aprendidos na prática, no cotidiano da vida escolar, contribuindo para a formação de cidadãos responsáveis. Considerando a importância da temática ambiental e a visão integrada do mundo, no tempo e no espaço, a escola deverá oferecer meios efetivos para que cada aluno compreenda os fenômenos naturais, as ações humanas e sua conseqüência para consigo, para sua própria espécie, para os outros seres vivos e o ambiente. É fundamental que cada aluno desenvolva as suas potencialidades e adote posturas pessoais e comportamentos sociais construtivos, colaborando para a construção de uma sociedade socialmente justa, em um ambiente saudável

5 Com os conteúdos ambientais permeando todas as disciplinas do currículo e contextualizados com a realidade da comunidade, a escola ajudará o aluno a perceber a correlação dos fatos e a ter uma visão holística, ou seja, integral do mundo em que vive. Para isso a Educação Ambiental deve ser abordada de forma sistemática e transversal, em todos os níveis de ensino, assegurando a presença da dimensão ambiental de forma interdisciplinar nos currículos das diversas disciplinas e das atividades escolares. A fundamentação teórico/prática dos projetos ocorrerá por intermédio do estudo de temas geradores que englobam palestras, oficinas e saídas a campo. Esse processo oferece subsídios aos professores para atuarem de maneira a englobar toda a comunidade escolar e do bairro na coleta de dados para resgatar a história da área para,animais da fauna regional, enfim, conhecer seu meio e levantar os problemas ambientais. Os conteúdos trabalhados serão necessários para o entendimento dos problemas e, a partir da coleta de dados, à elaboração de pequenos projetos de intervenção.

6 HABILIDADES A TRABALHAR 1º- TRABALHAR RESGATE DE COMO ERA NA DÉCADA O DESMATAMENTO 2º-QUAIS OS COSTUMES REGIONAIS DE SEUS PAIS E AVÓS QUANTO AO DESMATAMENTO, CAÇA,HÁBITO DE CAÇA DE PASSAROS SILVESTRES, ECONOMIA DE ÁGUA, LIXO, USO DE REMÉDIOS CASEIROS. 3º-SISTEMA DE ÁGUA ESGOTO, DOENÇAS GERADAS PELA FALTA DE PREVENÇÃO, POLUIÇÃO DO SOLO. 4º-REGATES DE AVES SILVESTRES,HÁBITO DE PASSAROS NA GAIOLA,QUAIS PASSAROS FAZEM PARTE DE NOSSA FAUNA REGIONAL,ANIMAIS QUE FAZEM PARTE DA NOSSA FAUNA REGIONAL. 5º-CULTURA DE AGRICULTURA REGIONAL, QUAIS RECURSOS USAVAM NA ÉPOCA, E QUAIS USAM NO DIA DE HOJE. 6º - REGISTRAR COM FOTOS AS PESQUISAS ELABORADAS, COMO PASSAROS ANIMAIS, RETRATOS DE FAMILIAS CAÇANDO. 7º - PESCA, QUAIS PEIXES SÃO REGIONAIS, QUAIS RIOS PESCAVAM, ELES AINDA PRODUZEM PEIXES?

7 Levantamento do perfil ambiental das escolas (se possui área verde, horta, separação de lixo, etc.);  Levantamento dos projetos que estão sendo desenvolvidos nas escolas;  Acompanhamento de projetos específicos nas escolas que serão desenvolvidos pelos professores (horta comunitária, reciclagem de lixo, bacia hidrográfica como unidade de estudo, trilhas ecológicas, plantio de árvores, recuperação de nascentes, etc...);  Mobilização de toda a comunidade escolar para o desenvolvimento de atividades durante a Semana do Meio Ambiente, com finalidade de conscientizar a população sobre as questões ambientais;  Realização de campanhas educativas utilizando os meios de comunicação disponíveis, imprensa falada e escrita, distribuição de panfletos, folder, cartazes, a fim de informar e incentivar a população em relação à problemática ambiental;  Promover a integração entre as organizações que trabalham nas diversas dimensões da cidadania, com o objetivo de ampliar o conhecimento e efetivar a implementação dos direitos de cidadania no cotidiano da população.

8 Com o intuito de levar às escolas e à comunidade o conhecimento necessário para a construção da cidadania serão envolvidos diferentes órgãos que asseguram os direitos e deveres de cada indivíduo na sociedade. Entre esses órgãos podemos citar, a Policia Militar, o Corpo de Bombeiros, a Vigilância Sanitária, IAP, etc. Serão trabalhados temas relacionados à melhoria da qualidade de vida da população, por exemplo:  Lixo (redução, reutilização e reciclagem);  Lixo Hospitalar (destinação);  Água (consumo, desperdício, poluição);  Florestas (porque preservá-las?);  Fogo (prevenção, efeitos negativos ao meio ambiente);  Agrotóxicos (riscos para a saúde, danos ambientais);  Caça ilegal;  Respeito aos animais silvestres e domésticos;  Drogas;  DST – Doenças sexualmente transmissíveis;  Segurança no trânsito;  Respeito ao próximo;  Noções de saúde (higiene, prevenção de doenças);  Cidadania (direitos do cidadão), etc...

9 Considerando a Educação Ambiental um processo contínuo e cíclico, o método utilizado pelo Programa de Educação Ambiental para desenvolver os projetos e os cursos capacitação de professores conjuga os princípios gerais básicos da Educação Ambiental (Smith, apud Sato, 1995).

10 Princípios gerais da Educação Ambiental : · Sensibilização: processo de alerta, é o primeiro passo para alcançar o pensamento sistêmico; · Compreensão: conhecimento dos componentes e dos mecanismos que regem os sistemas naturais; · Responsabilidade: reconhecimento do ser humano como principal protagonista; · Competência: capacidade de avaliar e agir efetivamente no sistema; · Cidadania: participar ativamente e resgatar direitos e promover uma nova ética capaz de conciliar o ambiente e a sociedade. A Educação Ambiental, como componente essencial no processo de formação e educação permanente, com uma abordagem direcionada para a resolução de problemas, contribui para o envolvimento ativo do público, torna o sistema educativo mais relevante e mais realista e estabelece uma maior interdependência entre estes sistemas e o ambiente natural e social, com o objetivo de um crescente bem estar das comunidades humanas. Se existe inúmeros problemas que dizem respeito ao ambiente, isto se devem em parte ao fato das pessoas não serem sensibilizadas para a compreensão do frágil equilíbrio da biosfera e dos problemas da gestão dos recursos naturais. Elas não estão e não foram preparadas para delimitar e resolver de um modo eficaz os problemas concretos do seu ambiente imediato, isto porque, a educação para o ambiente como abordagem didática ou pedagógica, apenas aparece nos anos 80. A partir desta data os alunos têm a possibilidade de tomarem consciência das situações que acarretam problemas no seu ambiente próximo ou para a biosfera em geral, refletindo sobre as suas causas e determinarem os meios ou as ações apropriadas na tentativa de resolvê-los

11 As finalidades desta educação para o ambiente foram determinadas pela UNESCO, logo após a Conferência de Belgrado (1975) e são as seguintes: "Formar uma população mundial consciente e preocupada com o ambiente e com os problemas com ele relacionados, uma população que tenha conhecimento, competências, estado de espírito, motivações e sentido de empenhamento que lhe permitam trabalhar individualmente e coletivamente para resolver os problemas atuais, e para impedir que eles se repitam”.

12 Ao implementar um projeto de educação para o ambiente, estaremos facilitando aos alunos e à população uma compreensão fundamental dos problemas existentes, da presença humana no ambiente, da sua responsabilidade e do seu papel crítico como cidadãos de um país e de um planeta. Desenvolveremos assim, as competências e valores que conduzirão a repensar e avaliar de outra maneira as suas atitudes diárias e as suas conseqüências no meio ambiente em que vivem. Como o aluno irá aprender a propósito do ambiente, os conteúdos programáticos lecionados, tornar-se-ão uma das formas de tomada de consciência, tornando-se, mais agradáveis e de maior interesse para o aluno. Através de parcerias firmadas entre a FLORA TIETÊ –Secretaria do Meio Ambiente de José Bonifacio; Prefeitura Municipal ; Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente – SEMMAM; Divisão do Meio Ambiente; Conselho Municipal do Meio Ambiente – COMMA e Ministério Público serão desenvolvidas ações e atividades diferenciadas conforme a realidade de cada local/região. Através de atividades e ações programadas, objetivamos promover a sensibilização da população de José Bonifacio sobre a importância e a necessidade da preservação e da conservação dos nossos mananciais, olhos d água, matas ciliares, visto que esta área é de fundamental importância sócio-ambiental para o município. Ainda a população abrangida pelo projeto receberá conhecimentos de cidadania, saúde, higiene e segurança. Para o acompanhamento e avaliação das atividades será redigido relatório mensal, onde serão descritas todas as tarefas desenvolvidas sendo apresentado ao Secretario do Meio Ambiente do Município, SEMA,COMMA e Diretoria Regional de Ensino, ficando disponível a todos para consulta.

13 Pensando, refletindo, buscando novas formas de ensinar e novas formas de aprender de uma maneira diferente, prazerosa e com qualidade, o ler e o escrever com o Pantanal veio ao encontro dessa busca, pois a criança vive num mundo simbólico e utiliza o que conhece do meio para fazer seus registros e, desde que nasce, está em contato com essa natureza. O Projeto Educando com a Natureza, será desenvolvido no Ciclo II e Ensino Médio, com alunos de 11 a 18 anos, alunos de classe Média a Baixa. O índice de reprovação na escola é pequeno, deixando claro que quase não há reprovação na Educação, pois estão em processo de desenvolvimento. Estudar a natureza, com essa turma de Ciclo II e Ensino Médio,abre um “leque” para um trabalho interdisciplinar, sendo este um dos pontos positivos para que o projeto tenha sucesso. Na sala de aula, serão apresentados os textos informativos dos temas a seguir: Animais silvestres regional. Aves silvestres regional. Mata nativa regional. Mata Ciliar regional. Nascentes, rios e peixes regional. Cultura popular de caça e pesca regional (englobar pássaro de gaiola e animais silvestres em cativeiro).

14 Após a apresentação, ocorre à discussão sobre o texto, em que as professoras se tornam mediadoras e facilitadoras, para a assimilação do que foi discutido. As turmas dão opiniões e contam o que mais sabem sobre o tema que está sendo estudado, partilhando, assim, os conhecimentos adquiridos no seu dia-a-dia. Com esse projeto, a interação e a alfabetização ecológica e ambiental ocorre de uma maneira interessante e curiosa. Segundo Piaget, para que a criança aprenda, é preciso modificar, descobrir e inventar, e os temas Animais silvestres regional, Aves silvestres regional,Mata nativa regional,Mata Ciliar regional,Nascentes, rios e peixes regional,Cultura popular de caça e pesca regional animal propicia essa interação. Para uma maior concretização dessa interação, as crianças vão pesquisar sobre cada tema, discutir, assistir documentários, fotografar para ver de perto a biodiversidade e a beleza do que está sendo estudado. “A sala de aula está em toda parte, na cozinha, nas viagens, na oficina, na loja, na excursão, no campo...”, e nada melhor para concretizar essa idéia do que conhecer a realidade local regional. Com esse trabalho, os alunos podem observar, ter atitudes e associar, o que possibilita a compreensão do conhecimento, por meio da observação; e a expressão e a exteriorização daquilo que aprendeu, através da linguagem oral, da escrita, dos registros pictóricos e outros, integrando os diversos conhecimentos adquiridos. Hoje, sabendo que há problemas de ordem global que podem atingir e modificar o cotidiano de todas as pessoas, é preciso alertá-las, conscientizá-las sobre a importância de preservar o nosso mundo, e nada melhor do que começar pelas crianças, criando hoje a consciência ecológica do amanhã. O trabalho permite que cada um aprenda de acordo com suas possibilidades, suas necessidades e seus interesses e que todos partilhem de conhecimentos comuns, por isso a escola deve oportunizar situações de aprendizagens que possibilitem ao aluno organizar sua própria vida e participar dela. Observando os alunos, vendo a realidade do nosso planeta em relação à extinção da fauna e da flora e querendo algo que despertasse a curiosidade e o interesse, foi decidido, em equipe, trabalhar com os temas acima citado, pelo pouco conhecimento da biodiversidade e proximidade com os nossos alunos e sabendo que todos os temas farão com que os mesmos se sensibilização.

15 Hoje, é preciso trabalhar para uma qualidade de vida melhor, para um desenvolvimento sustentável. Esse tema estará inserido no Projeto Pedagógico da escola. “A conservação da biodiversidade é vital para a sobrevivência e o bem-estar dos seres humanos” (Caderno de Educação Ambiental). O Projeto Educando com a Natureza têm como objetivo desenvolver hábitos de curiosidade e interesse pelo mundo social e natural e expressar-se criticamente frente às questões que se referem à preservação das espécies, percebendo-se cada vez mais como integrante, dependente e agente transformador do meio ambiente, contribuindo para sua conservação, estabelecendo algumas relações entre o modo de vida característico de seu grupo social e o de outros grupos. Objetivo O projeto permite alfabetizar e conscientizar o aluno a ter atitudes de respeito, carinho, amor pelos animais, etc.; com isso, enriquece o vocabulário, pois a nossa realidade local não é conhecido e nem pesquisado pela população, precisamos então analisar e pesquisar em termos de vida e conhecimento, em constante movimento de formas, cores e sons. O Projeto vem ao encontro da necessidade de se buscar novas alternativas capazes de enriquecer o ensino–aprendizagem. É um trabalho interdisciplinar, em que o aluno participa ativamente da construção do seu conhecimento. Trabalhar com projetos tira tanto o professor quanto o aluno da monotonia e da rotina, inovando a maneira de trabalhar com o ensino–aprendizagem.

16 Existem fatores importantes para o ato de projetar, que são: sonhos, vontades, desejos, necessidades, criatividade, etc.; estes levarão o sujeito a iniciar sua busca, sua pesquisa, sua caminhada para a descoberta e suas ações de investigação, dando espaço para o surgimento do novo. As atividades dentro do Projeto Educando com a Natureza são lúdicas e é através delas que surgem os conteúdos; os textos trabalhados apresentam informações dos temas acima, ou seja, contêm informações que envolvem todas as áreas de conhecimento. Estudo dos temas abaixo: Animais silvestres regional, Os alunos descobrem, através do conhecimento por gravuras e mesmo fotografando e observando os que convivem em nosso meio e em documentários, o que é cada um deles,e estudam sobre a vida deles, locomoção, cores, partes do corpo, onde vive e do que precisa para viver. O estudo aguça a criatividade dos alunos, que, juntos, constroem conhecimentos, através da música, sobre o os mesmos. Animais silvestres regional Mata nativa regional. Mata Ciliar regional. Nascentes, rios e peixes regional. Cultura popular de caça e pesca regional (englobar pássaro de gaiola e animais silvestres em cativeiro). Para o desenvolvimento do projeto, deverá ser criada um painel com as árvore nativas existente em nossa região como também documentários em DVD, junto à qual serão usada, as pesquisas informativas de cada árvore catalogada e pesquisada pelos alunos; assim o aluno interage com os texto e pesquisas, relacionando ao projeto nome das árvores em estudo. No projeto, são envolvidas todas as áreas de conhecimento, como:

17 Língua Portuguesa: nome do animal; entendimento do texto (oralidade); pesquisa e localização, no texto, de palavras escritas com t (início – meio – fim); pesquisa, em revistas e livros, montagem e colagem, na ordem certa, de letras que formam o nome do animal; das aves, da flora, etc. Matemática: quantidade de arvores, animais em extinção,aves em extinção porcentagem dos mesmos etc. (Ciências e Biologia)Natureza/Sociedade: classe pertencente; hábitat; alimentação; cobertura do corpo; como nascem; silvestres; aula-passeio; aula com animais vivos; CD com cantos das aves, tipos de peixe regional. Inglês trabalhar as diversas culturas ambientais nos outros países História resgates de costumes regionais,história contadas pelos antigos, como avós, tios e pessoas da comunidade. Cultura popular de caça e pesca regional (englobar pássaro de gaiola e animais silvestres em cativeiro). Geografia Mata nativa regional e Mata Ciliar regional Divisão de bacias hidrográficas com as nascentes e mananciais,topografia regional etc. Educação Física. Estudo sobre turismo ecológico, trilhas,rapel,caminhadas,etc. Artes: pintura, recorte, montagem, colagem; dobradura, quebra-cabeça do animal; pintura com tinta guache, cola colorida, giz de cera, lápis de cor; confecção dos animais com borracha Eva, uso de sementes, penas, estopa, massa de modelar; caderno de artes; animais de plástico para montar maquetes enquanto brincam, estudam e classificam os animais. Religião: a importância de Deus na criação da natureza.

18 Outras Atividades Desenvolvidas: Pesquisa: Internet, enciclopédias, campo; coleta de dados: figuras dos animais, fotografias, fôlder, reportagens de animais; os alunos listam coletivamente nomes de animais que existem na região, etc.; palestra com profissionais da área ambiental; confecção de animais com argila para montar um “mini zoológico” na área adjacentes da Escola; música, jogos; dança, passeio ao centro educativo Flora Tiete, Viveiro da AES TIETE de Promissão, passeio a APA CAPIVARI MONOS (SP),envolvendo os alunos comunidade e a família).Aula falando sobre as coisas da terra,regates de costumes regionais. Processo de Avaliação: A avaliação é contínua e sistemática, ou seja, durante todo o processo de aprendizagem, o desenvolvimento do aluno é acompanhado e, ao detectar dificuldades, são oferecidos subsídios para que ele possa mudar seu comportamento; a habilidade do aluno, tudo o que ele faz, pesquisa e traz para a sala de aula é valorizado; dessa forma, a avaliação estimula e motiva o aluno a criar, inventar e descobrir, por isso, ela deve ser orientadora e cooperadora dentro do processo de ensino–aprendizagem. Ao avaliar o aluno, o educador precisa levar em conta três dimensões: Cognitiva — enfatiza os processos mentais e os resultados obtidos; Afetiva — enfatiza sentimentos e emoções; Psicomotora — focaliza as habilidades musculares e motoras.

19 Durante o desenvolvimento do Projeto, são utilizados vários instrumentos, como: folhas de registros; produção do aluno; desenhos; jogos; atividades artísticas; trabalhos em equipes; participação durante a conversa, em rodinha; listagens; e outros. Cada aluno tem uma pasta onde são colocadas todas as atividades relacionadas ao projeto; e o próprio aluno, ao ir organizando sua pasta, vai fazendo sua auto-avaliação, ou seja, ele mesmo fica admirado do seu desenvolvimento, falando, às vezes: “— Professora olha, como agora eu melhorei. Eu não sabia conhecia nada da minha região, não sabia desenhar fazer direito os cartazes e nem escrevia”. Isso é gratificante para um educador ouvir, pois ele pode ver o quanto está colaborando para a formação de uma criança. O trabalho será prático, concreto e ativo, porque se procura fazer o melhor, proporcionando ao aluno a implementação do seu compromisso com o social e com o natural, tornando-se sujeito do seu próprio conhecimento, que é o caminho mais curto para o saber. Os alunos tem por objetivo,com esse projeto continuam trazendo pesquisas sobre o Meio Ambiente, aguçando ainda mais os mesmos para se inteirar desse habitat. O interessante em trabalhar com esse projeto é que todos os temas se encontram, seja em casa ou na escola, é motivo para estudos; querem saber suas características, o que come, onde vive, a que classe pertence, etc. Tudo o que encontrarem, como artesanatos, fitas de vídeo, livros, jornais, revistas que falam sobre os temas levam para partilhar com seus colegas e professores.

20 Esse projeto tem por meta,ser desenvolvido em dois anos com bastante ênfase e sucesso, e, a cada ano, novas idéias vão surgindo, e vai ficando cada vez mais rico e prazeroso saber que o conhecimento nunca está pronto e acabado. E a conclusão a queremos chegar é de que trabalhar com projetos é uma das melhores formas de se construir o conhecimento, pois não há nada pronto. Tanto o professor quanto o aluno são ativos nessa forma de trabalho e dentro do ensino– aprendizagem. Os alunos que forem educados através de projetos dificilmente aceitam aulas tradicionais; eles preferem criar, e o professor se torna mediador e orientador do ensino–aprendizagem. Estou feliz em oferecer este projeto, que é o caminho para entender que a educação é uma questão de opção, de preparo e da busca constante ao conhecimento de quem, com responsabilidade, se propõe a esta fascinante tarefa de educar.

21 Ângela de Léllis Ferreira. PARCERIAS Conselho Municipal do Meio Ambiente – COMMA, LIBRA( Liga das Mulheres eleitoras do Brasil” Ana Paula Junqueira,Supermercado Lucas,Usina Virgolino de Oliveira, Frigorífico Minerva, Industria de doces catelam e comercio em geral. A união de todos em prol de um ambiente mais saudável! Após a aprovação deste projeto, iremos a Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente apresentar a proposta para o desenvolvimento de um Programa de Educação Ambiental com a parceria do município, sendo que este possui ônibus escolares para que possamos fazer dois passeios em cidades vizinhas para que os nossos alunos tenho um conhecimento pratico dos temas abordados, onde se percebe a necessidade de um trabalho intenso de sensibilização e conscientização de toda a população de Jose Bonifacio no que diz respeito à proteção do nosso meio em que vivemos. Com base na proposta de trabalho, entrarei em contato com o Núcleo Regional de Educação a fim de estabelecer parceria onde possamos desenvolver e acompanhar projetos, cursos de capacitação para professores e outras atividades envolvendo todas as escolas do município. Também realizaremos outras atividades: Para iniciar os trabalhos com a Unidade escolar elaborou-se um questionário com o objetivo de fazer um levantamento ambiental do bairro e do município juntamente com um comunicado sobre o trabalho de Educação Ambiental que será desenvolvido na “E. E. PROF. ARISTIDES PEREIRA FILHO” · Realizaremos um levantamento na DVD TECA do Núcleo Estadual de Educação, sobre os vídeos educativos que irei utilizar em palestras programadas no Centro de Educação Ambiental; · realizaremos uma reunião com todos os agentes de saúde no Centro de Educação Ambiental, a fim de repassar informações sobre algumas dificuldades que os mesmos encontram no seu trabalho, pois estão diretamente em contato com a população. Serão tiradas dúvidas sobre a questão do lixo depositado em terrenos baldios, pneus e outros assuntos para que eles possam esclarecer a comunidade de maneira mais clara e correta; · Participação da ONG FLORA TIETE na cidade de Penápolis,com visita dos alunos envolvidas no projeto,a visando a total proteção das nascente e dos córrego através do reflorestamento com espécies nativas.

22 ANEXO 01 QUESTIONÁRIO – LEVANTAMENTO DO PERFIL AMBIENTAL DA ESCOLA 01- Nome da escola________________________________________ 02- Nome do diretor (a)_____________________________________ 03- Tel.:______________________________ 04- Quantos professores atuam na escola? ______________________________________________________________ 05- Quantos alunos estão matriculados? ______________________________________________________________ 06- Quantos residem na zona rural? ______________________________________________________________ 07- A escola desenvolve projetos na área ambiental? ( ) Sim ( ) Não 08- Quais são os projetos que estão sendo desenvolvidos atualmente? ______________________________________________________________ 09- Quantos professores estão envolvidos no desenvolvimento dos projetos? ______________________________________________________________ 10- Como é a participação e o envolvimento dos alunos nos projetos? ______________________________________________________________ 11- Quais são as principais dificuldades encontradas pelos professores que desenvolvem projetos? ______________________________________________________________ 12- Os professores são incentivados e motivados para estarem desenvolvendo pequenos projetos ou atividades ambientais com seus alunos? ______________________________________________________________ 13- A escola possui área arborizada, horta, ou outros espaços que poderão ser utilizados para trabalhar Educação Ambiental? ______________________________________________________________ 14- Na escola existe o processo de separação do lixo produzido pela comunidade escolar? ______________________________________________________________

23 15- O que é feito com o lixo separado? ____________________________________________________________ 16- Os professores realizam atividades com os alunos fora da escola? Quais são os principais locais utilizados pelos professores? ____________________________________________________________ 17- A escola realiza visitas a campo, para trabalhar a realidade local sobre as questões ambientais? ____________________________________________________________ 18- Dos locais abaixo relacionados, assinale quais já foram visitados pelos alunos sob orientação dos professores. ( ) Pista de caminhada ( ) Nascentes ( ) Rios (nome do rio) ( ) Captação de água da DAE. ( ) Estação de Tratamento de Esgoto – ETE ( ) Aterro Sanitário ( ) Biblioteca Municipal Outros locais não citados:


Carregar ppt "MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA.. “Educação Ambiental” O QUE É EDUCAÇÃO AMBIENTAL? A Educação Ambiental é um processo participativo, onde o educando assume."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google