A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS."— Transcrição da apresentação:

1 1 A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS

2 2 Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios?Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios? O que é comércio eletrônico? Como esse tipo de comércio mudou o varejo ao consumidor e as transações entre empresas?O que é comércio eletrônico? Como esse tipo de comércio mudou o varejo ao consumidor e as transações entre empresas? Quais são os principais sistemas de pagamento do comércio eletrônico?Quais são os principais sistemas de pagamento do comércio eletrônico? OBJETIVOS

3 3 Como a tecnologia da Internet pode apoiar os negócios eletrônicos e o gerenciamento da cadeia de suprimento?Como a tecnologia da Internet pode apoiar os negócios eletrônicos e o gerenciamento da cadeia de suprimento? Quais são os maiores desafios gerenciais e organizacionais apresentados pelo comércio eletrônico e pelos negócios eletrônicos?Quais são os maiores desafios gerenciais e organizacionais apresentados pelo comércio eletrônico e pelos negócios eletrônicos? OBJETIVOS

4 4 A emergência da empresa digitalA emergência da empresa digital Comércio eletrônicoComércio eletrônico Negócios eletrônicosNegócios eletrônicos Desafios e oportunidadesDesafios e oportunidades DESAFIOS PARA A ADMINISTRAÇÃO

5 5 1.O comércio eletrônico e os negócios eletrônicos requerem uma mudança completa de estado de espírito 2.Descobrir um modelo de negócios de sucesso na Internet DESAFIOS PARA A ADMINISTRAÇÃO

6 6 Tecnologia de Internet e a empresa digital Infra-estrutura de tecnologia da informação: Provê um conjunto de tecnologias universal e fácil de usar e padrões tecnológicos que podem ser adotados por todas as organizaçõesInfra-estrutura de tecnologia da informação: Provê um conjunto de tecnologias universal e fácil de usar e padrões tecnológicos que podem ser adotados por todas as organizações Comunicação direta entre parceiros de negócios: Desintermediação remove camadas intermediárias e tornando os processos mais eficientesComunicação direta entre parceiros de negócios: Desintermediação remove camadas intermediárias e tornando os processos mais eficientes COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE

7 7 Serviço contínuo: Sites Web disponíveis aos consumidores 24 horas por diaServiço contínuo: Sites Web disponíveis aos consumidores 24 horas por dia Canais de distribuição expandidos: Lojas criadas para atrair clientes que caso contrário não escolheriam a empresaCanais de distribuição expandidos: Lojas criadas para atrair clientes que caso contrário não escolheriam a empresa Custos de transação reduzidos: Custos menores para buscar compradores, vendedores etc.Custos de transação reduzidos: Custos menores para buscar compradores, vendedores etc. Tecnologia de Internet e a empresa digital COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE

8 8 Modelo de negócios: Define uma empresaDefine uma empresa Descreve como uma empresa entrega um produto ou serviçoDescreve como uma empresa entrega um produto ou serviço Mostra como a empresa cria riquezaMostra como a empresa cria riqueza Novos modelos de negócios e propostas de valor COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE

9 9 Modelos de negócios de Internet Loja virtual: Vende bens e serviços on- lineLoja virtual: Vende bens e serviços on- line Corretora de informações: Fornece informações sobre produtos, preços etc.Corretora de informações: Fornece informações sobre produtos, preços etc. Corretora de transações: Os compradores têm acesso a taxas e termos de várias fontesCorretora de transações: Os compradores têm acesso a taxas e termos de várias fontes COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE

10 10 E-marketplace: Concentra informações de vários fornecedoresE-marketplace: Concentra informações de vários fornecedores Provedora de conteúdo: Gera receita fornecendo conteúdo a clientes por uma taxa e vendendo espaço para propagandaProvedora de conteúdo: Gera receita fornecendo conteúdo a clientes por uma taxa e vendendo espaço para propaganda COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE Modelos de negócios de Internet

11 11 Provedora de serviços on-line: Fornece serviços e apoio para produtos de hardware e softwareProvedora de serviços on-line: Fornece serviços e apoio para produtos de hardware e software Comunidade virtual: Sala de bate-papo, local de reunião on-lineComunidade virtual: Sala de bate-papo, local de reunião on-line COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE Modelos de negócios de Internet

12 12 Portal: Ponto de entrada inicial à Web, conteúdo especializado, serviçosPortal: Ponto de entrada inicial à Web, conteúdo especializado, serviços Leilão: Carteira de compensação eletrônica; oaprodutos e preços variam de acordo com a demandaLeilão: Carteira de compensação eletrônica; oaprodutos e preços variam de acordo com a demanda COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE Modelos de negócios de Internet

13 13 Determinação dinâmica de preços: Interação em tempo real entre compradores e vendedores determinam o valor dos itensDeterminação dinâmica de preços: Interação em tempo real entre compradores e vendedores determinam o valor dos itens Banner de propaganda: Recurso gráfico usado para propaganda e conectado por um link ao site Web do anuncianteBanner de propaganda: Recurso gráfico usado para propaganda e conectado por um link ao site Web do anunciante COMÉRCIO ELETRÔNICO, NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL EMERGENTE Modelos de negócios de Internet

14 14 Categorias de comércio eletrônico Empresa-consumidor (business-to- customer - B2C): Varejo de produtos e serviços diretamente a consumidores individuaisEmpresa-consumidor (business-to- customer - B2C): Varejo de produtos e serviços diretamente a consumidores individuais Empresa-empresa (business-to- business - B2B): Venda de bens e serviços entre empresasEmpresa-empresa (business-to- business - B2B): Venda de bens e serviços entre empresas Cliente-cliente (consumer-to- consumer - C2C): Pessoas usam a Web para vendas ou trocas particularesCliente-cliente (consumer-to- consumer - C2C): Pessoas usam a Web para vendas ou trocas particulares COMÉRCIO ELETRÔNICO

15 15 B2C Varejo centrado no cliente: Um relacionamento mais próximo, porém com melhor custo-benefício, com os clientesVarejo centrado no cliente: Um relacionamento mais próximo, porém com melhor custo-benefício, com os clientes Sites Web: Proporcionam informações sobre produtos, serviços, preços, pedidosSites Web: Proporcionam informações sobre produtos, serviços, preços, pedidos COMÉRCIO ELETRÔNICO

16 16 B2C Desintermediação: Retirada de organizações ou e camadas de processos de negócios responsáveis por certas etapas intermediárias em uma cadeia de valorDesintermediação: Retirada de organizações ou e camadas de processos de negócios responsáveis por certas etapas intermediárias em uma cadeia de valor Reintermediação: A transição de uma função intermediária em uma cadeia de valor para uma nova fonteReintermediação: A transição de uma função intermediária em uma cadeia de valor para uma nova fonte COMÉRCIO ELETRÔNICO

17 17 Benefícios da desintermediação para o consumidor Figura 1 Fabricante DistribuidorVarejista Cliente Custo/ Blusa $48.50 $40.34 $20.45 COMÉRCIO ELETRÔNICO

18 18 M-Commerce e o marketing da nova geraçao Mobile commerce (m-commerce): Dispositivos sem fio usados para realizar transações de comércio eletrônico B2C e B2B pela InternetDispositivos sem fio usados para realizar transações de comércio eletrônico B2C e B2B pela Internet Amplia a personalização por entregar novos serviços de valor agregado a clientes em qualquer hora e lugarAmplia a personalização por entregar novos serviços de valor agregado a clientes em qualquer hora e lugar COMÉRCIO ELETRÔNICO

19 19 Personalização do cliente Figura 2 COMÉRCIO ELETRÔNICO

20 20 Comércio eletrônico B2B Automação de transações de compra e venda de empresa para empresa Redes setoriais privadas: coordenação entre empresas para obtenção de um gerenciamento eficiente da cadeia de suprimento e atividades colaborativas E-hubs (concentradores): Mercados on- line, conexões ponto-a-ponto, informações integradasRedes setoriais privadas: coordenação entre empresas para obtenção de um gerenciamento eficiente da cadeia de suprimento e atividades colaborativas E-hubs (concentradores): Mercados on- line, conexões ponto-a-ponto, informações integradas COMÉRCIO ELETRÔNICO

21 21 Uma rede setorial privada Figura 3 COMÉRCIO ELETRÔNICO

22 22 Um e-marketplace Figura 4 COMÉRCIO ELETRÔNICO

23 23 Sistemas de pagamento no comércio eletrônico COMÉRCIO ELETRÔNICO

24 24 Fluxos de informação do comércio eletrônico Figura 5 COMÉRCIO ELETRÔNICO

25 25 BenefíciosBenefícios Aplicações funcionaisAplicações funcionais Gerenciamento da cadeia de suprimentoGerenciamento da cadeia de suprimento Como as intranets apóiam o comércio eletrônico NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL

26 26 Conectividade: acessível pela maioria das plataformas computacionaisConectividade: acessível pela maioria das plataformas computacionais Pode ser vinculada aos sistemas corporativos e bancos de dados de transações essenciaisPode ser vinculada aos sistemas corporativos e bancos de dados de transações essenciais Pode criar aplicações interativasPode criar aplicações interativas É escalável para plataformas computacionais maiores ou menoresÉ escalável para plataformas computacionais maiores ou menores Benefícios das intranets NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL

27 27 Interface com a Web universal e fácil de usarInterface com a Web universal e fácil de usar Baixos custos de implantaçãoBaixos custos de implantação Ambiente de informação mais rico e receptivoAmbiente de informação mais rico e receptivo Redução de custos de distribuição de informaçõesRedução de custos de distribuição de informações Benefícios das intranets NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL

28 28 Finanças e contabilidadeFinanças e contabilidade Recursos humanosRecursos humanos Vendas e marketingVendas e marketing Fabricação e produçãoFabricação e produção Aplicações funcionais de intranets NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL

29 29 Figura 6 Aplicações funcionais das intranets NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL

30 30 Recursos humanos Empresa Publicação on-line de políticas corporativasPublicação on-line de políticas corporativas Planos de cargo e transferências internasPlanos de cargo e transferências internas Catálogo telefônico interno e treinamentoCatálogo telefônico interno e treinamentoFuncionários Planos de saúdePlanos de saúde PoupançaPoupança Testes de avaliação de competênciaTestes de avaliação de competência NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL

31 31 Vendas e marketing Análise da concorrênciaAnálise da concorrência Atualização de preçosAtualização de preços Campanhas promocionaisCampanhas promocionais Apresentações de vendasApresentações de vendas Contratos de vendasContratos de vendas NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL

32 32 Fabricação e produção Critérios de qualidadeCritérios de qualidade Calendários de manutençãoCalendários de manutenção Especificações de projetoEspecificações de projeto Saídas de máquinaSaídas de máquina Acompanhamento de pedidosAcompanhamento de pedidos NEGÓCIOS ELETRÔNICOS E A EMPRESA DIGITAL


Carregar ppt "1 A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google