A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Enquanto isto na roça.... As Dimensões do Aprender a Ler e Escrever Com a crescente complexidade das sociedades surgem maiores e mais variadas práticas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Enquanto isto na roça.... As Dimensões do Aprender a Ler e Escrever Com a crescente complexidade das sociedades surgem maiores e mais variadas práticas."— Transcrição da apresentação:

1 Enquanto isto na roça...

2 As Dimensões do Aprender a Ler e Escrever Com a crescente complexidade das sociedades surgem maiores e mais variadas práticas de uso da língua escrita; O final do século XX impôs a praticamente todos os povos a exigência da língua escrita não mais como meta de conhecimento desejável, mas como verdadeira condição para a sobrevivência e a conquista da cidadania. Hoje tão importante quanto conhecer o funcionamento da escrita é poder se engajar em práticas sociais letradas, respondendo aos inevitáveis apelos de uma cultura grafocêntrica (Silvia Gasparian,2003)

3 Letramento Denota qualidade, estado ou condição que assume aquele que aprende a ler e escrever. Implícito neste contexto a idéia de que a escrita traz consequências sociais, políticas, culturais, econômicas, cognitivas e linguísticas.

4 Historicidade do Letramento Em meados da década de 80 se dá, simultaneamente a invenção do letramento no Brasil, França e Portugal para nomear fenômenos distintos daquele denominado alfabetização. A Unesco no final dos anos 70 propõe a ampliação do conceito de literate para functionally literate( alfabetização funcional),e, a sugestão de que as avaliações internacionais sobre o domínio de competências de leitura e de escrita fossem além de medir a capacidade de saber ler e escrever.

5 Historicidade do Letramento no Brasil A discussão do letramento surge sempre enraizada no conceito de alfabetização o que tem levado a uma inadequada e inconveniente fusão dos dois processos, com prevalência do conceito de letramento em detrimento da alfabetização. (...) em outras palavras, privilegiando a faceta psicológica da alfabetização, obscureceu-se sua faceta linguística – fonética e fonológica. (Magda Soares)

6 Letramento X Alfabetização Letramento não é alfabetização, esta costuma ser um processo de treino para que se estabeleçam relações entre grafemas e fonemas, um processo de desmonte de estruturas linguísticas. (Magda Soares,1999) Dissociar alfabetização de letramento é um equívoco porque no quadro das atuais concepções psicolinguísticas de leitura e escrita a entrada no mundo da escrita se dá simultaneamente por esses dois processos: aquisição do sistema convencional da escrita – alfabetização e pelo desenvolvimento de habilidades de uso de leitura e escrita, nas práticas sociais que envolvem a língua escrita – letramento. (Magda Soares, 2003)

7 Contribuições da Teoria Psicogenética O processo de construção da representação da língua escrita, pela criança, que deixa de considerá-la como dependente de estímulos externos; Compreensão da trajetória da criança em direção à descoberta do sistema alfabético; Uso de material para ler em detrimento do material construído artificialmente para aprender a ler; Valorização dos erros construtivos; Visão interacionista que rejeita uma ordem hierárquica de habilidades, a aprendizagem se dá por uma progressiva construção do conhecimento, na relação da criança com o objeto língua escrita.

8 Desinvenção da Alfabetização – Década de 80 Perda da especificidade do processo de alfabetização; Mudança conceitual na perspectiva da psicogenética (construtivismo); Foco no processo de construção do sistema de escrita subestimando a natureza do objeto do conhecimento em construção que é fundamentalmente o objeto linguístico constituído, composto de sistema alfabético, ortográfico e de relações entre grafemas e fonemas ; Incompatibilidade entre o paradigma conceitual psicogenético e método para alfabetização.

9 Reinvenção da Alfabetização A necessidade de reconhecimento da especificidade da alfabetização; Importância de que a alfabetização se desenvolva no contexto de letramento; Reconhecimento de que tanto a alfabetização quanto o letramento tem diferentes dimensões ou facetas; Necessidade de rever e reformular a formação dos professores.

10 Alfabetizar Letrando Descobrir a escrita- conhecimento de suas funções e formas de manifestação. Aprender a escrita- compreensão das regras e modo de funcionamento. Usar a escrita- cultivo de suas práticas a partir de um referencial culturalmente significativo para o sujeito. (Silvia Gasparian,2003)


Carregar ppt "Enquanto isto na roça.... As Dimensões do Aprender a Ler e Escrever Com a crescente complexidade das sociedades surgem maiores e mais variadas práticas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google