A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

METODOLOGIA CIENTÍFICA. Introdução Refere-se à parte do trabalho em que o pesquisador constrói seu problema de pesquisa onde: Identifica as razões de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "METODOLOGIA CIENTÍFICA. Introdução Refere-se à parte do trabalho em que o pesquisador constrói seu problema de pesquisa onde: Identifica as razões de."— Transcrição da apresentação:

1 METODOLOGIA CIENTÍFICA

2 Introdução Refere-se à parte do trabalho em que o pesquisador constrói seu problema de pesquisa onde: Identifica as razões de seu interesse, Mostra a relevância do tema escolhido O problema, dentro deste contexto, deve ser claro.

3 Introdução... Tem como função formatar o problema de pesquisa, as justificativas e fornecer uma visão geral da estrutura do trabalho, indicando resumidamente, o conteúdo de cada capítulo

4 Problema de Pesquisa É uma sentença em forma interrogativa ou um questão sobre a relação de duas ou mais variáveis ou fenômenos a serem pesquisados. Sua formulação deve ser clara, compreensível e operacional.

5 Problema de pesquisa... O conceito de problema de pesquisa pode ser entendido como uma questão que desperta interesse e curiosidade cujas informações parecem não ser suficientes para a solução. É preciso muita atenção e precisão na sua formulação.

6 Hipóteses Entende-se como uma declaração que antecipa a relação entre duas ou mais variáveis. Problema, pesquisa e hipóteses estão intimamente ligados. A hipótese é uma resposta antecipada do pesquisador, que a deduziu da revisão bibliográfica.

7 Hipóteses... Nos estudos quantitativos pode ser colocada à prova para determinar sua validade. A hipótese conduz a uma verificação empírica e tornar-se importante para que a pesquisa apresente resultados úteis. A formulação de hipóteses deriva necessariamente do problema de pesquisa.

8 Hipóteses... É enunciada sob a forma de uma afirmação, ainda provisória, que o autor do trabalho esta enunciando um conhecimento. Hipótese é uma aposta que o pesquisador faz sobre os resultados prováveis de pesquisa.

9 Hipóteses... A elaboração do problema de pesquisa e o enunciado de hipótese parecem próximos, mas a hipótese se caracteriza por apresentar uma força explicativa provisória, que será verificada no trabalho de campo.

10 Hipóteses... Quando se tratar de estudos quantitativos, o pesquisador deve formular hipóteses a serem comprovadas via de testes estatísticos. Nos estudos qualitativos, a explicação da hipótese, segundo a compreensão de alguns autores, não é obrigatória. Contudo, uma hipótese de pesquisa pode orientar a estruturar o trabalho.

11 Variáveis A variável refere-se ao fenômeno a ser pesquisado. Pode-se denominar de variável o campo de variação de cada tipo de dado a ser pesquisado. Variável Independente é aquela que influencia, determina ou afeta uma variável. Variável Dependente é aquela que será explicada, em função de ser influenciada, afetada pela variável independente.

12 Objetivos Constituem-se em declarações claras e explicitas do para que se deseja estudar o fenômeno ou assunto, ou seja, o que se pretende alcançar com a realização da pesquisa. Assim os objetivos devem ser iniciados com verbos que exprimam ação, tais como, verificar, analisar, descobrir e determinar, entre outros.

13 Referencial Teórico Envolve a montagem do quadro referencial teórico, de abordagem clássica ou atual, ligado diretamente ao problema de pesquisa, que o aluno utilizará para obter subsídios, visando definir, com mais clareza, os diversos aspectos a serem objeto de levantamento de campo.

14 Levant. Bibliográfico É também um trabalho de pesquisa diferenciando-se do levantamento de campo porque busca informações e dados disponíveis em publicações – livros, teses e artigos de origem nacional ou internacional, e na internet, realizados por outros pesquisadores.

15 Referencial Teórico É a construção de uma base conceptual organizada e sistematizada do conhecimento disponível pertinente a ser pesquisado. Buscam-se teorias, abordagens e estudos que permitam compreender o fenômeno de múltiplas perspectivas. O papel do pesquisador é de promover um diálogo entre diferentes autores.

16 Método de pesquisa A opção pelo método de pesquisa, quantitativo e/ou qualitativo, orienta-se pela formulação do problema de pesquisa, objetivos e hipóteses. Qualquer que seja a escolha, esta deve estar claramente definida e justificada no tópico referente à metodologia.

17 Método de Pesquisa... O método quantitativo, considerando a contribuição para a ampliação do conhecimento sobre (área escolhida), deve ser considerado como uma opção importante a ser adotada, constituindo- se numa base confiável para outros pesquisadores. Quando bem realizada a pesquisa quantitativa fornece um grau de generalidade útil ao pesquisador.

18 Método de Pesquisa... Abordagem qualitativa pode ser requerida em duas situações: Para uma pesquisa de levantamento preliminar-piloto, base para a elaboração de um questionário, ou ainda, como suporte necessário para explicar os porquês das relações identificadas na pesquisa quantitativa.

19 Método de Pesquisa... Pode ser utilizado como único método, dependendo da natureza do problema de pesquisa. A utilização das técnicas neste campo qualitativo devem ser adotadas, evitando sua utilização pelo folclórico mito de ser mais fácil, por ser subjetiva.

20 Tipo de Pesquisa Pesquisa Exploratória: Este tipo de pesquisa provê o pesquisador de maior conhecimento sobre seu problema de pesquisa, que se encontra em uma área pouco desenvolvida. requerer maior intimidade com o assunto. A necessidade de clarificar conceitos também constitui propósito da pesquisa exploratória.

21 Tipos de métodos Tipos de métodos na pesquisa exploratória A) levantamento em fontes secundárias levantamentos bibliográficos levantamentos documentais levantamentos de estatísticas levantamentos de pesquisas efetuadas

22 Vários métodos... B) levantamento da experiência para depreender sobre conhecimentos e experiências não formalmente escritas, ou seja: entrevistas individuais e em grupo, caracterizadas pela informalidade e pouca estruturação,mesmo porque o pesquisador esta ampliando sua base de conhecimento.

23 Vários métodos... C) Estudo de casos A unidade de análise pode ser um indivíduo, um grupo de indivíduos, uma organização ou várias organizações, dependendo do fenômeno a ser investigado; podem ser usadas entrevistas estruturadas, não estruturadas, observação, exame de registros etc.

24 Vários métodos... D) Observação empírica Processo que envolve nossa capacidade natural de, no dia a dia, observar continuamente objetos, comportamentos e fatos interessantes ao nosso objeto de pesquisa. Essas observações de caráter cotidiano ou centradas no vivido, servirão de ponto de partida para interpretações a partir teóricas diversas.

25 Pesquisa descritiva É a pesquisa que exige objetivos claramente definidos, a explicitação de procedimentos formais, bem estruturados e, basicamente, voltados para a solução de problemas. O pesquisador deve ter muito claramente definido o que pretende com a pesquisa.

26 Análise de Dados Os métodos de coleta de dados da pesquisa descritiva Entrevista pessoal e por telefone; Questionário por correio ou por telefone; Observação;

27 Utilização A pesquisa descritiva é utilizada com a seguinte finalidade: Descrever as características do grupo, perfil Estimar a proporção de elementos, numa população especifica, que tenham determinadas características, opiniões, atitudes ou comportamentos. Descobrir e verificar a existência de relação entre variáveis.

28 Utilização Os tipos de pesquisa descritiva mais comuns são: A) levantamento de campo: Requer um plano de amostragem probabilística; Geração de sumários estatísticos como: média, moda, variância, etc. Permite a generalizações dos resultados.

29 Estudos de campo Menor preocupação com a geração de grandes amostras representativas da população; Estudo medianamente profundo; Utilizado quando o pesquisador estiver interessado em conhecer o inter- relacionamento entre variáveis.

30 Observações importantes Todos os tópicos do trabalho devem estar inter-relacionados e integrados formando um corpo único. Nem sempre esse amarramento existe no trabalho. Este é um erro relativamente comum e indefensável para o pesquisador. Significa que pode acontecer de os objetivos não serem totalmente respondidos, hipóteses não serem comprovadas, incoerências na análise e conclusões e, ainda, o instrumento de coleta de dados apresentar itens supérfluos ou questões essenciais não formuladas.

31 Racionalizar Objetivando minimizar ao máximo estes problemas, temos: A construção de um modelo conceptual a partir da revisão da literatura, para auxiliar o desenvolvimento da pesquisa; A construção de um modelo metodológico que permita amarrar objetivo, hipóteses, testes estatísticos a serem realizados e questões do questionário, no caso da pesquisa qualitativa;

32 Minimizando os erros.. A elaboração de um planejamento de pesquisa: definição de variáveis, amostra, hipóteses estatísticas, testes estatísticos, procedimentos de coleta, tabulação e análise de dados, no caso da pesquisa quantitativa.

33 Plano Amostral -1 O plano amostral consiste num conjunto de etapas que permite a definição clara dos seguintes elementos referentes à amostra: População – qual é o público alvo do qual será extraído uma amostra; Universo – o conjunto de todos os elementos amostrais da população.

34 Plano amostral - 2 Unidade amostral – é o ambiente onde se encontra o elemento amostral; Elemento amostral – quem será, efetivamente, objeto de uma mensuração ou fornecerá as informações sobre algo que esteja sendo estudado, encontra-se dentro da unidade amostral;

35 Plano amostral - 3 Extensão geográfica – área geográfica onde será realizada a pesquisa; Tempo – dia/semana/mês/ano do levantamento. Sistema de referências – é o cadastro onde se encontram todos os elementos da população, de onde se extrairá uma amostra de tamanho definido.

36 Tipo de amostragem Probabilística – onde se identifica a probabilidade de sortear o elemento amostral, permitindo a extrapolação dos resultados amostrais para toda a população.

37 Tipo de amostragem Não probabilística – onde se desconhece a probabilidade de sorteio dos elementos amostrais, não permitindo, assim, a extrapolação dos resultados, estes valem somente para o grupo pesquisado. Os trabalhos acadêmicos utilizam-se desse tipo de amostragem, devido a um conjunto de fatores que limitam a utilização das amostras probabilísticas.

38 Tipo de amostragem Critérios de Seleção de amostragem probabilística Dentre vários critérios temos: 1- aleatório 2- sistemático 3- estratificado 4- por conglomerados

39 Seleção Critérios de Seleção para amostras Não probabilísticas - 1 Por tipicidade – os grupos tendem a possuir a característica de um todo; Por quotas – especifica-se quotas de elementos amostrais com determinado perfil, baseando-se em algum conhecimento prévio da distribuição da população e busca-se, em campo, estas quotas, até que elas estejam completas;

40 Seleção Critérios de seleção para amostras Não probabilísticas -2 Fortuita – a seleção é feita conforme os elementos amostrais vão surgindo; Intencional – a escolha é feita baseando- se num pré-julgamento.

41 Tamanho da amostra Na seleção probabilística é necessária a aplicação de fórmulas que consideram o erro amostral desejado, o grau de confiança e/ou universo considerado. Na seleção não probabilística fica a critério do pesquisador definir o tamanho da amostra de acordo com as especificações e restrições de seu projeto.

42 Conclusão Neste tópico, apresenta-se a essência dos resultados apreendida pelo pesquisador, passando em alguns casos por uma concisa apresentação dos principais resultados, procurando conectá-los com os objetivos do trabalho, as hipóteses e o referencial teórico.

43 Roteiro Elementos pré textuais: capa, contra-capa, folha de rosto, dedicatória (op.), agradecimentos (op.), sumário, lista de ilustrações, tabelas, figuras e quadros. Elementos textuais: Introdução, delimitação do tema, Referencial teórico, método de pesquisa, hipóteses, variáveis, Obj. geral e específico, Tipo de pesquisa, Plano amostral, Instrumento de coleta de dados, o TEXTO.

44 Roteiro Elementos pós textuais: bibliografia ou referências bibliográficas, Anexos - questionários, roteiros de entrevistas, tabelas, cálculos adicionais, etc. Glossário - optativo.


Carregar ppt "METODOLOGIA CIENTÍFICA. Introdução Refere-se à parte do trabalho em que o pesquisador constrói seu problema de pesquisa onde: Identifica as razões de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google