A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Novas funcionalidades brasileiras no Roll-Up 5 do Dynamics AX 2009 1 Agosto de 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Novas funcionalidades brasileiras no Roll-Up 5 do Dynamics AX 2009 1 Agosto de 2010."— Transcrição da apresentação:

1 Novas funcionalidades brasileiras no Roll-Up 5 do Dynamics AX Agosto de 2010

2 Agenda Transferência de crédito de ICMS – 40 minutos Melhorias na área contábil – 30 minutos Coffee Break – 20 minutos Nota Fiscal Eletrônica – 30 minutos Importação – 30 minutos 2

3 Recursos Disponíveis PartnerSource Microsoft Dynamics Developer Center – br/dynamics/default.aspx br/dynamics/default.aspx Blogs – – Joel Pereira – – Daniel Landi – – Fabio Vazquez – – Eduardo Miranda – – Rodrigo Matiazo 3

4 Transferência de Crédito de ICMS Fábio Vazquez Software Development Engineer

5 Contextualizando Quando uma empresa brasileira compra produtos, ela acumula crédito de ICMS Quando ela vende produtos, ICMS é devido ao fisco Algumas vezes, o crédito de ICMS é maior Nesses casos, a empresa pode transferir o crédito para outras empresas A nova funcionalidade suporta a operação de transferência de crédito entre estabelecimentos de mesma titularidade Operações de transferência de crédito de ICMS requerem a emissão de uma Nota Fiscal

6 Contabilização Quando uma empresa transfere crédito de ICMS para outra: Quando uma empresa recebe crédito de ICMS: DebitaConta do Passivo CreditaICMS a Recuperar DebitaICMS a Recuperar CreditaConta do Ativo

7 Transações Transações criadas por uma operação de transferência de crédito de ICMS: – Contabilidade (LedgerTrans) – Imposto (TaxTrans)

8 Desafios Ax não oferecia nenhum tipo de documento que suportasse os requerimentos de uma operação de transferência de crédito de ICMS Assim, desenvolvemos um tipo completamente novo de documento para registrar essas operações Suporte para cancelamento O posting de impostos deveria ser desenvolvido dentro do design de classes do Ax (Hierarquia de classes Tax) Suporte para NF-e

9 Setup Contas a Receber > Perfis de Lançamento Contas a Pagar > Perfis de Lançamento Parâmetros Brasileiros (para configuração da integração fiscal)

10 Demo Setup Lançamento de Nota Fiscal de saída para transferência de crédito de ICMS para filial

11 Modelo de Dados Tabelas Novas Tabelas existentes

12 Tax supporting classes Nova classe Classes existentes

13 Tax supporting classes Nova classe Classes existentes

14 Tax supporting classes Novas classes Classe existente

15 FiscalDocPostJob_BR RunBaseBatch Algumas responsabilidades importantes: – Criar números de voucher/nota fiscal – Gerar transações de taxas /contábeis – Gerar dados nas tabelas FiscalDocPostedJour_BR/FiscalDocPostedTrans_BR – Chamar o processo de post de notas fiscais/NF-e

16 Upgrade Scripts Dois novos scripts (ReleaseUpdateDB60_Cust): – updateAccountTypeFieldInFiscalDocJour_BR Atualiza a coluna AccountType (Customer|Vendor) que foi adicionada à tabela FiscalDocJour_BR. – updateReferencesInEFDocument_BR Todas as referências em EFDocument_BR apontam agora para FiscalDocJour_BR.

17 17 AX 2009 – RU5 RU5 Funcionalidades

18 Agenda Numeração de Livros Termo de Abertura/Encerramento Validações / Relatórios alterados Aspectos técnicos Substituição Tributária - Compras Exemplo Texto de Transação Juros Multa Retenção 18

19 Numeração de Livros Termo de Abertura/Encerramento Todos os Livros Fiscais possuem termos de abertura e encerramento Termo de Abertura é sempre a primeira página do livro fiscal Termo de Encerramento é sempre a última página do livro fiscal Texto Presença de marcadores para substituição por dados pré-definidos -Book number (%1), page number (%2), company name (%3), address (%4), CNPJ (%5) 19

20 Numeração de Livros Livros Máximo de páginas 500 (incluindo o Termo de Abertura e Encerramento) Impressão do número do Livro Informação fornecida pelo usuário Impressão do número da página (obrigatória se o número do livro for informado) Informação fornecida pelo usuário Validações Número da pagina (se informado o número do livro) Intervado possível do número da pagina (2 – 499) 20

21 Numeração de Livros Relatórios modificados Diário Balancete Financial Statement Report Razão Detalhe Técnico Todas as validações são controladas por uma única nova classe 21

22 Substituição Tributária Definição A Substituição Tributária pode ser conceituada como sendo o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação às operações ou prestações de serviços é atribuída a outro contribuinte Esta funcionalidade já esta existe no AX, no processamento de Vendas (AR) 22

23 Texto de Transação Visão Geral Todas as transações contábeis devem ter um texto (histórico contábil) que define/explica a transaçao Juros, multas e retenção agora possuem textos de transação Novo marcador (%7) disponível para os textos de transação (representando nome do Fornecedor / Cliente) Obrigatoriedade dos Textos de transação nos pagamentos Upgrade script Private & Confidential 23

24 Texto de Transação As seguintes transações contábeis agora possuem textos de transação : Vendas – Retençao (Customer Payment withholding tax) Vendas – Multa (Customer Payment Fine) Vendas – juros (Customer Payment Interest) Compras – Retenção (Vendor Payment Withholding Tax) Compras – Multa (Vendor Payment Fine) Compras – Juros (Vendor Payment Interest) Textos de transação agora são obrigatórios nos pagamentos Substituição de marcadores nos textos de transação nas telas de pagamento Placeholders %1 (data), %2 (form), % 3 (voucher)... %7 (customer name) 24

25 Texto de Transação 25 Juros e Multa Classe CustVendSettle é responsável também por definir os textos de juros e multa Enumeração ledgerTransTxt é definido dependendo do tipo de transação

26 Texto de Transação Retenção LedgerTransTxt will be setup with new element for withholding tax 26

27 Texto de Transação Tela de pagamento Os marcadores dos textos de transação são substituídos tão logo o usuário informa o texto (histórico). O texto de transação é apagado toda vez que alguma informação referenciada pelos marcadores é alterada. 27

28 Texto de Transação Upgrade Script Textos de transações serão atualizados conforme regra abaixo, na instalação do RU5 Juros e Multas (Compras /Vendas) fatura + : + %2 + – + %3 + – + %7 Retenção (Compras / Vendas) % fatura + : %2+ – + %3 + – + %7 ( %5 = withholding tax type) 28

29 NF-e federal - AX Versão 4.0

30 Agenda Review NF-e Mudanças no design Novas funcionalidades 30

31 Sobre a NF-e Substitui a nota fiscal impressa NF-e consiste nos seguintes processos: -Envio do documento em xml para o governo -SEFAZ processa a NF-e e retorna uma mensagem de confirmação para a empresa. O retorno pode ser: aprovado, negado ou rejeitado -Uma vez aprovada, a empresa imprime a DANFE. -A empresa deve imprimir a DANFE em contigência em caso de problemas de comunicação. -NF-e pode ser cancelada a quealquer momento em um prazo máximo de 7 dias após a aprovação 31

32 Sobre a NF-e NF-e : – Nota fiscal de venda – Nota fiscal de texto livre – Devolução de compra – Nota fiscal de compra quando o fornecedor não é contribuinte de ICMS Não é NF-e: – Devoluções de venda – cliente envia nota fiscal de devolução, a empresa somente recebe a nota fiscal. – Pedidos de compra quando o fornecedor é contribuinte de ICMS – Nota de crédito gerada pelo processo de cancelamento de uma nota fiscal ja emitida. Fora de escopo (localização): – Devolução de venda – emissão da devolução pela prórpia empresa Fora de escopo (NF-e) – Delivery Slip – Nota Fiscal de projetos 32

33 Modelo Operacional Empresa gera um XML que deve ser assinado digitalmente utilizando um certificado digital XML é transmitido para a SEFAZ, que faz uma validação e devolve uma autorização de uso. Sem essa autorização não pode haver trânsito da mercadoria Para acompanhar a mercadoria é impresso uma representação da NF-e chamada DANFE que contém a chave de acesso e código de barras. 33

34 Comunicação 34

35 Setup da NF-e até RU4 Imporar o certificado digital – Dar permissão de leitura ao usuário do AOS Setup dos Web Services – Criar Web Services (NF-e, Retorno NF- e,Cancelamento, Inutilização, Consulta) – Configurar o WCF client para utilizar o certificado Códigos de Retorno – Carregar codigos de retorno Tipo de Documento Fiscal – Criar novo para modelo 55

36 Estados e mensages 36

37 Certificado Digital Private & Confidential 37 Se o certificado não apresentar uma chave significa que a chave privada não foi importada e não sera possível assinar o xml da NF-e

38 MUDANÇAS NO DESIGN NF-e v4.0 38

39 Mudanças na UI Parâmetros Brasileiros – Versão da NF-e Nenhuma nota fiscal deve estar no estado rejeitado ou mensagem no estado enviado – Arquivo de esquema da NF-e – Seleção do formato pela versão ao invés da classe Form Nota Fiscal eletrônica – NF-e – Saída/Entrada ao invés de Cliente/Fornecedor – Tempo médio de resposta 39

40 Setup da NF-e RU5 (v4.0) Imporar o certificado digital – Dar permissão de leitura ao usuário do AOS Setup dos Web Services – Criar Web Services (NF-e, Retorno NF- e,Cancelamento, Inutilização, Consulta) – Configurar o WCF client para utilizar o certificado Códigos de Retorno – Carregar codigos de retorno Tipo de Documento Fiscal – Criar novo para modelo 55 40

41 Modelo estatico – RU4 41

42 Principais mudanças Transport: acesso direto as classes WCF client Validações no registro da nota – V3: ICMS obrigatório para todas linha da nota – V4: ISS ou ICMS obrigatório para todas linha da nota Chave de acesso é diferente entre v3 e v4 42

43 RU4 and New RU5 Design RU4: Cada objeto é responsável por instanciar sua classe. RU5: Transferência de responsabilidade para uma nova classe que instancia a classe baseada na versão ativa 43

44 RU4 RU5 44 Validation – Post Invoice

45 RU4 RU5 45 Access key

46 RU4 – Format class 46

47 RU5 – Format Class 47

48 RU4: Chamada web service Chama os proxies por.net reflection Usuário precisa configurar manualmente o app.config do cliente WCF para usar o certificado Todos os webservices tem duas strings como argumentos – XML Version – XML data 48

49 RU5- Chamada web service Chama WFC client por.net reflection Não usa o WCF app.config, usuário não precisa configurar o app.config Todos os webservices tem xmlNodes como argumento 49

50 Mudanças no modelo de dados EFiscalDocument_BR CustInvoiceJour VendInvoiceJour FiscalDocJour_BR 1..1

51 Alterações relacionadas à NF-e CustInvoiceJour VendInvoiceJour

52 Alterações relacionadas à NF-e FiscalDocJour_BR Saídas Entradas

53 EFDocMsgExporter_BR RU4: Queries baseadas na tabelas Cust/Vend invoiceJour RU5: Queries feita diretamente na tabela FiscalDocJour_BR 53

54 EFDocState_BR RU4: Acoplado com tabelas Cust/Vend invoiceJour tables, que causa uma série de chamadas switch/case nos métodos RU5: Somente acoplada com a FiscalDocJour table 54

55 NEW FEATURES NF-e v4.0 55

56 New Features XML viewer XML schema validation 56

57 RU4 – Bugs corrigidos Somente a primeira NF-e é aprovado quando mais de uma nota fislcal é enviada Distinghished name do certificado muito longo Nós de valores das linhas não eram criado quando o valor era zero 57

58 Know issues Função de exportar notas fiscais aprovadas sem assinatura Erro na validação do CPF quando é emitida uma NF-e para uma pessoa física Nem todas as mensagens XML tem a tag 58

59 Problemas com o SEFAZ/PR Problema: A SEFAZ/PR implementou o WSDL dos webservices Consulta da Nf-e, Cancelamento, Recepção, Retorno do processamento do Lote e Inutilização de uma maneira diferente da SEFAZ/SP e SEFAZ/RS.WSDL Baixe o WSDL do site da SEFAZ/RS, descompacte em um diretório, verifique se o usuário do AOS tem acesso de leitura a esse diretório, atribua o acesso de leitura ao diretório caso ele não tenha.WSDL do site da SEFAZ/RS Private & Confidential 59

60 Other resources Chapter 8 of Administration in Microsoft Dynamics® AX Batch Framework Web services de teste 60

61 Importação direta 61

62 Agenda Overview da importação direta Feature Walktrought – Novos requisitos de setup – Novas informação necessárias no faturamento – Novos forms de consulta Visão geral do design e implementação – Class diagrams – E/R diagrams 62

63 Importação Direta Nota Fiscal emitida para declarar a compra de produtos de um fornecedor estrangeiro Encargos da importação são adicionados no processo de desembaraço, não são pagos ao fornecedor estrangeiro mas fazem parte da base de calculo dos impostos 63

64 Processo 64

65 Incidência de impostos Imposto de importação IPI PIS/COFINS – Factor = (1+%ICMS *( %II+%IPI *(1+%II))) / (( 1 - %PIS - %COFINS) *(1 - %ICMS)) ICMS – Fator = (impostos)/(1-%ICMS) 65

66 Encargos aplicados Freight Insurance SISCOMEX charge (somente ao ICMS) 66

67 Contabilidade Ledger accountAccount nameCurrencyAmount currencyPosting typeAmount FORNECEDORES ESTRANGEIROSUSD-1000Vendor balance IMPORTACOES EM ANDAMENTOUSD-63,63Purchase fee-139, IMPORTACOES EM ANDAMENTOUSD-661,15Sales tax-1454, MATERIAS PRIMASUSD63,63Purchase, receipt139, MATERIAS PRIMASUSD1100Purchase, receipt COFINS A COMPENSARUSD110,81Sales tax243, PIS A COMPENSARUSD24,06Sales tax52, ICMS A COMPENSARUSD311,28Sales tax684, IPI A COMPENSARUSD115Sales tax253 67

68 FEATURES 68

69 Novos requisitos de setup Importação direta é ativado ao usar CFOP 3.### Impostos – Campo Marginal Base deve ser Net amount of invoice balance – Todos os impostos devem ser marcados como Use Tax no form de grupo de impostos Encargos – Novo tipo de encargo: SISCOMEX Private & Confidential 69

70 New Features Form de declaração de importação Mudança nos totais para apresentação dos impostos brasileiros Ajustes na Nota Fiscal e DANFE Ajustes no xml da NF-e (formato 1.10 e 2.00) 70

71 ER AND SEQUENCE DIAGRAMS Private & Confidential 71

72 Added Tables Private & Confidential 72

73 Calculation Sequence diagram Private & Confidential 73

74 Post Sequence Diagram Private & Confidential 74

75 Upgrade scripts Todos os campos de valores da tabela FiscalDocJour_BR são atualizados na moeda da empresa Private & Confidential 75

76 76


Carregar ppt "Novas funcionalidades brasileiras no Roll-Up 5 do Dynamics AX 2009 1 Agosto de 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google