A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estimativa de poder de mercado e mark up da Indústria Brasileira Orientador: Claudio Lucinda Candidato: Leandro Meyer Agosto, 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estimativa de poder de mercado e mark up da Indústria Brasileira Orientador: Claudio Lucinda Candidato: Leandro Meyer Agosto, 2010."— Transcrição da apresentação:

1 Estimativa de poder de mercado e mark up da Indústria Brasileira Orientador: Claudio Lucinda Candidato: Leandro Meyer Agosto, 2010

2 Estrutura da Apresentação Introdução –Objetivo –Motivação –Contribuição Revisão Bibliográfica Metodologia Dados Planejamento e Cronograma

3 Introdução Estimar Poder de Mercado e mark up. Objetivo

4 Introdução Motivação Estrutura de Mercado Eficiência Alocativa

5 Introdução Aplicação do Método incipiente para o Brasil. Contribuição

6 Revisão Bibliográfica Solow (1957) Função de Produção: Q Quantidade Produzida; K Capital; N Trabalho;. w Salário; p Preço; x Custo Marginal Hall (1988)

7 Revisão Bibliográfica Metodologia de Hall (1988). Domowitz et. al. (1988): –Impactos da metodologia.

8 Revisão Bibliográfica Real Business Cycle. Organização Industrial: –Nova Organização Industrial Empírica (NOIE); –Nova Ferramenta.

9 Revisão Bibliográfica Aplicações –Domowitz et. al. (1986), Shapiro (1987) e Klette (1999). –Burnside et. al. (1993).

10 Revisão Bibliográfica Aplicações para o Brasil: –Ferreira e Guillén (2004); –Clezar (2010).

11 Metodologia Função de Produção Q Quantidade Produzida; Fator Hicks-neutro; K Capital; N Trabalho; M Materiais. Solow (1957) w Salário; r Juros; c custo (materiais).

12 Metodologia Definindo e, temos:

13 Metodologia Incluindo poder de mercado Definindo o progresso técnico Utilizando as relações, temos:

14 Metodologia Com Variáveis Instrumentais: Ortogonal à produtividade. Positivamente relacionada com emprego e produto.

15 Metodologia Candidatas a Variáveis Instrumentais –Ferreira e Guillén (2004): Taxa de câmbio real; Horas trabalhadas; Razão capital mão-de-obra empregada; Defasagens.

16 Dados Produção Industrial e Valor agregado. Trabalho e sua participação no produto: –série total de salários, retiradas e outras remunerações. Capital: Estoque de Capital: Ativos Imobilizados. Investimento: Compras de máquinas e equipamentos e investimentos. Depreciação: Ferreira e Guillén (2004) estimam 9%. K Capital; I Investimento; Depreciação Fontes: Pesquisa Industrial Anual (PIA-IBGE).

17 Planejamento e Cronograma Mês Atividades MarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezJanFev Ampliação da revisão bibliográfica XX Ampliação do Banco de Dados XX Análise Econométrica XXX Análise dos Resultados e Conclusão XXX Redação do Relatório Final XX

18 Referências Bibliográficas BRESAHAN, T. F.; SCHMALENSEE, R. The Empirical Renaissance in Industrial Economics: An Overview. The Journal of Industrial Economics, Vol. 35, No. 4, , BURNSIDE, C.; EICHENBAUM, M.; REBELO, S. Labor Hoarding and the Business Cycle. The Journal of Political Economy, Vol. 101, No. 2, , BRAGANÇA, G. G. F. Poder de mercado do café Brasileiro nos EUA, Abordagem via Demanda Residual. Rio de Janeiro (RJ): EPGE/FGV, 2003, 40 p. Dissertação (Mestrado) – Escola de Pós-Graduação em Economia; Fundação Getúlio Vargas. CLEZAR, R. V.; TRICHES, D.; MORAES, R. C.; Poder de mercado, escala e a produtividade da Indústria Brasileira entre 1994 e Artigo apresentado no XIII Encontro Regional de Economia – ANPEC Sul, DOMOWITZ, I. R.; HUBBARD, R. G.; PETERSEN, B. C. Business Cycles and the Relationship between Concentration and Price-Costo Margins. The RAND Journal of Economics, Vol. 17, No. 1, 1-17, DOMOWITZ, I. R.; HUBBARD, R. G.; PETERSEN, B. C. Market Structure and Cyclical Flutuations in U.S. Manufacturing. The Review of Economics and Statistics, Vol. 70, No. 1, 55-66, FERREIRA, C. P.; GUILLÉN, O. T. de C. Estrutura Competitiva, Produtividade Industrial e Liberalização Comercial no Brasil. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, No. 58 (4), , HALL, R. E. The Relation between Price and Marginal Cost in U.S. Industry. The Journal of Political Economy, Vol. 96, No. 5, , KLETTE, T. J. Market Power, Scale Economies and Productivity: Estimates from a Panel of Establishment Data. The Journal of Industrial Economics, Vol. 47, No. 4, , NORRBIN, S. C. Relation between Price and Marginal Cost in U.S. Industry: A Contradiction. The Journal of Political Economy, Vol. 101, No. 6, , SHAPIRO, M, D. Measuring Market Power in U.S. Industry. NBER Working Paper Series, Working Paper No. 2212, SOLOW, R. M. Technical Change and the Aggregate Production Function. The Review of Economics and Statistics, Vol. 39, No. 3, , Obrigado!


Carregar ppt "Estimativa de poder de mercado e mark up da Indústria Brasileira Orientador: Claudio Lucinda Candidato: Leandro Meyer Agosto, 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google