A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Brasil Colônia II Economia Colonial Interiorização do território Ciclo da Mineração Marquês de Pombal.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Brasil Colônia II Economia Colonial Interiorização do território Ciclo da Mineração Marquês de Pombal."— Transcrição da apresentação:

1 Brasil Colônia II Economia Colonial Interiorização do território Ciclo da Mineração Marquês de Pombal

2 Economia Colonial

3

4 As drogas do sertão, eram especiarias encontradas no Brasil, exploradas no Vale Amazônico, com importante participação jesuítica. A pecuária foi uma produção complementar muito importante no Brasil. Inicialmente o gado era utilizado como transporte e tração, mas com o passar do tempo o couro passou a ser um importante produto oriundo da pecuária, além do charque produzido a partir do século XVII. Foi uma atividade importante no processo de interiorização do território.

5 Os processos de interiorização No fim do século XVII e inicio do XVIII é iniciado no Brasil um processo de alargamento de suas fronteiras com o objetivo de dominar e exterminar os indígenas e as missões dos jesuítas espanhóis, mapeamento do território brasileiro, mineração de ouro e esmeraldas além de outros metais e pedras preciosas, e obtenção de mão-de-obra escrava Imagem de Borba Gato, um dos bandeirantes mais famosos do período colonial

6 As Entradas Grande parte do território brasileiro era ainda desconhecido: neste período, portanto, as terras ignotas possuíam, para o colonizador, uma aura de mistério que os levava a crer nas grandes riquezas em fontes perenes de metais preciosos ainda não exploradas. Assim nascem as entradas, tendo por objetivos a busca do ouro e o combate e a captura aos "selvagens hostis". As Bandeiras de Preação Eram financiadas por particulares interessados na captura e escravização indígena. Atacavam reduções jesuíticas, que acabaram adentrando o território para escapar das perseguições bandeirantes.

7 As Bandeiras São Paulo foi o grande centro irradiador das Bandeiras. Enquanto as primeiras Entradas possuía m por característica o recrutamento de uma gente aventureira, sem compromissos oficiais, as primeiras Bandeiras foram oficialmente organizadas pelo Governador-geral D. Francisco de Sousa

8 Principais Bandeirantes Raposo Tavares: Somado todo o território explorado por esse homem, chegamos ao espantoso resultado de 10 mil quilômetros. Sendo um pioneiro na consolidação da exploração do espaço amazônico. Fernão Dias, Garcia Pais e Borba Gato: Foram responsáveis pela descoberta das minas gerais. Fernão Dias iniciou a empreitada mas morreu sem concretizá-la. Seu filho Garcia Pais e seu genro Borba Gato conseguiram, enfim, chegar até às minas.

9 Ciclo da Mineração A partir de meados do século XVII, o açúcar brasileiro sofreu a forte concorrência antilhana, claro, os holandeses, uma vez "expulsos" passaram a produzir em suas colônias no Caribe, fazendo com que a Coroa portuguesa voltasse a estimular a descoberta de metais.

10 Costuma-se atribuir o início da mineração à descoberta do ouro feita por Antônio Rodrigues Arzão, em 1693, embora a corrida do ouro começasse efetivamente com a descoberta das minas de Ouro Preto por Antônio Dias de Oliveira, em 1698 De diversos pontos do Brasil começou a chegar grande quantidade de aventureiros, ávidos de rápido enriquecimento. Mesmo de Portugal vieram, a cada ano, cerca de 10 mil pessoas, durante sessenta anos A primeira conseqüência desse deslocamento maciço da população para as regiões das minas foi a grave carestia, que se tornou particularmente catastrófica nos anos 1697 - 1698 e, novamente, em 1700 - 1701. O jesuíta Antonil, que viveu nesse tempo, escreveu que os mineiros morriam à míngua, "com uma espiga de milho na mão, sem terem outro sustento".

11 Guerra dos Emboabas(1707-1709) Grande fluxo migratório para a região mineradora. Os imigrantes recém chegados eram apelidados de emboabas e eram recebido com hostilidade pelos paulistas. A guerra vai acontecer entre paulistas e emboabas pelo domínio da região mineradora. Sob a liderança de Manuel Nunes Viana, os emboabas organizaram diversas expedições em que buscavam enfraquecer a hegemonia dos paulistas nas regiões mineradoras

12 Entre as lutas mais intensas, o combate desenvolvido no Capão da Traição ficou conhecido pela morte de 300 paulistas pela mão dos emboabas. Tendo em vista a situação de confronto, os colonizadores portugueses buscaram formas para reafirmar sua autoridade no local. No ano de 1709, a Coroa Portuguesa determinou a imediata separação territorial das capitanias de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Ao fim da guerra, os bandeirantes buscaram outras jazidas nas regiões de Mato Grosso e Goiás.

13 Ciclo da Mineração Grandes deslocamentos populacionais. Concentração populacional em cidades Criação de um mercado consumidor interno. Destacando-se a ação dos tropeiros, responsáveis pelo abastecimento na região mineradora. Flexibilização da relação senhor/escravo Maior fiscalização metropolitana

14 Produção de ouro nas Minas Gerais 1697 1699 1705 1715 1739 1744 1754 1764 115 Kg 725 Kg 1,5 Ton 6,5 Ton 10 Ton 9,7 Ton 8,8 Ton 7,6 Ton

15 A Intendência das Minas foi um orgão metropolitano responsável por organizar e controlar a atividade mineradora. As Datas eram os lotes de terra concedidos pela Coroa para a exploração mineradora. Os principais impostos cobrados eram o quinto, a capitulação, além da derrama. A partir de 1690 são criadas as Casas de Fundição, estabelecimentos controlados pela Fazenda Real, que recebiam todo ouro extraído, transformando-o em barras timbradas e devidamente quintadas, para somente depois, devolve-las ao proprietário

16 Revolta de Felipe dos Santos (1720) Os mineradores estavam insatisfeitos com a cobrança abusiva de impostos e com a instalação das Casas de Fundição. Felipe dos Santos Freire era um rico fazendeiro e tropeiro. Foi o líder da revolta. Os revoltosos pegaram em armas e chegaram a ocupar Vila Rica.A rebelião foi sufocada e os líderes foram presos e suas casas incendiadas. Felipe dos Santos, considerado líder, foi julgado e condenado à morte por enforcamento. A principal consequência dessa revolta foi a acentuação do controle metropolitano e a criação da capitania de Minas Gerais

17 Distrito Diamantino As primeiras descobertas de diamantes no Brasil ocorreram em 1729, no Arraial do Tijuco, atual Diamantina. A dificuldade em se quintar o diamante levou a Metrópole a criar o Distrito Diamantino expulsão dos mineiros da região e a exploração passou a ser privilégio de algumas pessoas - os contratadores - que pagavam uma quantia fixa para extrair o diamante. Em 1771, o próprio governo português assumiu a exploração do diamante, estabelecendo a real extração.

18 Chica da Silva João Fernandes de Oliveira foi o contratador mais famoso, tanto pelo número de diamantes que extraiu quanto por seu envolvimento com Xica da Silva, escrava que alforriou e com quem teve 13 filhos O contrato entre a Coroa e Oliveira foi rompido por denúncia de contrabando; o contratador saiu de Minas Gerais como um dos homens mais ricos do império português

19 Período Pombalino Reinado de José I Despotismo Esclarecido Necessidade de modernizar Portugal que encontrava-se em uma grave crise econômica e apresentava moldes políticos atrasados

20 Reformas Pombalinas Fim oficial das Capitanias Hereditárias Expulsão dos jesuítas Criação das Companhias de Comércio do Maranhão e do Grão-Pará Transferência da capital da colônia para o Rio de Janeiro Criação da Real Extração, que insitituiu o monopólio sobre a extração dos diamantes


Carregar ppt "Brasil Colônia II Economia Colonial Interiorização do território Ciclo da Mineração Marquês de Pombal."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google