A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-0 Capítulo 8 Fluxos de caixa para orçamento de capital.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-0 Capítulo 8 Fluxos de caixa para orçamento de capital."— Transcrição da apresentação:

1 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-0 Capítulo 8 Fluxos de caixa para orçamento de capital

2 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-1 Objetivos de aprendizagem 1.Compreender os motivos básicos dos gastos de investimento e as etapas do processo de orçamento de capital. 2.Definir a terminologia básica de orçamento de capital. 3.Discutir os principais componentes dos fluxos de caixa relevantes, fluxos de caixa de oportunidades de expansão e de oportunidades de substituição, custos irrecuperáveis e de oportunidade, orçamento internacional de capital e investimentos de longo prazo.

3 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-2 Objetivos de aprendizagem 4.Calcular o investimento inicial associado a uma proposta de gasto de capital. 5.Determinar as entradas operacionais de caixa relevantes usando a estrutura da demonstração do resultado do exercício. 6.Encontrar o fluxo terminal de caixa.

4 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-3 Introdução Orçamento de capital é o processo de identificação, avaliação e implantação das oportunidades de investimento de longo prazo de uma empresa. Procura identificar investimentos que aumentarão a vantagem competitiva da empresa e a riqueza de seu acionista. A decisão típica de orçamento de capital envolve um investimento inicial substancial, seguido de uma série de entradas de caixa menores. Decisões incorretas em relação a orçamento de capital podem levar, em última instância, à falência da empresa.

5 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-4 Motivos principais da realização de gastos de capital

6 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-5 Substituição de ativos obsoletos. Aumento da eficiência das operações. Aquisição de ativos para expansão com novos produtos ou em novos mercados. Aquisição de outra empresa. Cumprimento de exigências legais. Atendimento de demandas de funcionários. Cumprimento de normas ambientais. Exemplos Motivos principais da realização de gastos de capital

7 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-6 Etapas do processo de orçamento de capital Geração de propostas. Revisão e análise. Tomada de decisão. Implantação. Acompanhamento. Nossa ênfase

8 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-7 Terminologia básica Projetos mutuamente exclusivos são investimentos que competem de alguma forma pelos recursos da empresa – uma empresa pode selecionar um ou outro dos projetos, mas não ambos. Projetos independentes, por outro lado, não competem pelos recursos da empresa. Uma empresa pode selecionar um ou o outro, ou ambos, desde que atendam às exigências mínimas de rentabilidade. Projetos independentes e projetos mutuamente exclusivos

9 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-8 Terminologia básica Se a empresa tiver fundos ilimitados para a realização de investimentos, então todos os projetos independentes que prometerem retornos superiores a certo nível poderão ser aceitos e implantados. Geralmente, porém, na maioria dos casos, as empresas operam sob condições de racionamento de capital, possuindo um número fixo de fundos para aplicar em investimentos e projetos. However, in most cases firms face capital rationing restrictions since they only have a given amount of funds to invest in potential investment projects at any given time. Fundos ilimitados e racionamento de capital

10 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-9 Terminologia básica O enfoque de aceitação-rejeição envolve a avaliação de propostas para determinar se atendem ao critério mínimo de aceitação da empresa. O enfoque de classificação envolve o ordenamento de propostas com base em uma medida predeterminada, tal como a taxa de retorno. Aceitação-rejeição e classificação de projetos

11 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-10 Terminologia básica Fluxos de caixa convencionais e fluxos de caixa não convencionais

12 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-11 Fluxos de caixa relevantes Fluxos de caixa incrementais: –São fluxos de caixa especificamente associados ao investimento. –Seu efeito (positivo ou negativo) sobre os outros investimentos da empresa deve ser considerado. Por exemplo, se uma creche resolver abrir outra unidade, deverá ser considerado o impacto da decisão de clientes de mudarem para a outra unidade.

13 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-12 Fluxos de caixa relevantes Principais componentes do fluxo de caixa

14 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-13 Fluxos de caixa relevantes Fluxos de caixa de expansão e fluxos de caixa de substituição A elaboração da estimativa de fluxos de caixa incrementais é relativamente simples no caso de decisões de expansão, mas não no caso de decisões de substituição. No caso de decisões de substituição, os fluxos de caixa incrementais devem ser calculados subtraindo-se os fluxos de caixa de projetos existentes dos fluxos de caixa do novo projeto.

15 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-14 Fluxos de caixa relevantes Fluxos de caixa de expansão e fluxos de caixa de substituição

16 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-15 Fluxos de caixa relevantes Note-se que os gastos já realizados (custos irrecuperáveis) são irrelevantes ao processo de decisão. Entretanto, os custos de oportunidade, correspondentes a fluxos de caixa que poderiam ser obtidos na melhor utilização alternativa do ativo são relevantes. Custos irrecuperáveis e custos de oportunidade

17 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-16 Fluxos de caixa relevantes A análise internacional de orçamento de capital difere da análise puramente doméstica porque: –As entradas e saídas de caixa ocorrem em moeda estrangeira. –Os investimentos no exterior envolvem riscos políticos significativos. A despeito desses riscos, o ritmo do investimento no exterior tem se acelerado bastante desde o final da Segunda Guerra Mundial. Investimento internacional

18 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-17 Entradas de caixa, saídas de caixa e custos de oportunidade. Variações de capital de giro. Custos de instalação, remoção e treinamento. Valores terminais. Depreciação. Custos irrecuperáveis (não são relevantes). Efeitos sobre ativos existentes. Fluxos de caixa relevantes Exemplos de fluxos de caixa relevantes

19 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-18 Categorias de fluxos de caixa: –Fluxos iniciais de caixa são fluxos de caixa inicialmente resultantes do projeto. Geralmente são representados por saídas de caixa. –Fluxos de caixa operacionais são os fluxos gerados pelo projeto durante seu funcionamento. Esses fluxos costumam ser positivos. –Fluxos de caixa terminais resultam da liquidação do projeto. São comumente positivos. Fluxos de caixa relevantes

20 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-19 Determinação do investimento inicial

21 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-20 Determinação do investimento inicial

22 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-21 Determinação do investimento inicial

23 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-22 Determinação do investimento inicial

24 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-23 A Powell Corporation, uma grande e diversificada fabricante de componentes para aeronaves, está tentando determinar o investimento inicial necessário para substituir uma máquina antiga por um modelo novo e mais sofisticado. O preço de compra da máquina é $ ; $ adicionais serão necessários para instalá-la. A depreciação ocorrerá de acordo com o MACRS, com o prazo de recuperação de cinco anos. A máquina atual (antiga) foi comprada há três anos, ao custo de $ , e estava sendo depreciada pelo MACRS, com prazo de recuperação de cinco anos. A empresa encontrou um comprador disposto a pagar $ por essa máquina, e ele se encarregará de transportá-la à sua própria custa. A empresa espera que um aumento de $ dos ativos circulantes e de $ dos passivos circulantes acompanhe essa substituição. Tais variações resultarão em um crescimento de $ ($ – $ ) do capital de giro líquido. Tanto os rendimentos ordinários quanto os ganhos de capital são tributados à alíquota de 40%. Determinação do investimento inicial

25 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-24 Determinação do investimento inicial

26 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-25 Determinação dos fluxos de caixa operacionais As estimativas de receitas e despesas (excluindo depreciação) da Powell Corporation, com a nova máquina proposta e com a máquina atual, descritas no exemplo anterior, são fornecidas na Tabela 8.5. Tanto a vida útil estimada da máquina proposta quanto a vida útil restante da máquina atual são iguais a cinco anos. O valor a ser depreciado com a máquina proposta é calculado somando-se o preço de compra de $ aos custos de instalação de $

27 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-26 Determinação dos fluxos de caixa operacionais

28 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-27 Determinação dos fluxos de caixa operacionais

29 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-28 Determinação dos fluxos de caixa operacionais

30 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-29 Determinação dos fluxos de caixa operacionais

31 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-30 Determinação dos fluxos de caixa operacionais

32 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-31 Determinação do fluxo de caixa terminal

33 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-32 Determinação do fluxo de caixa terminal Prosseguindo com o exemplo da Powell Corporation, vamos supor que a empresa espere ser capaz de liquidar a nova máquina, no final de sua vida útil de cinco anos, recebendo $ líquidos depois dos custos de remoção e limpeza. A máquina antiga pode ser liquidada por $ 0 no final dos cinco anos porque estará completamente obsoleta. A empresa espera recuperar seu investimento de $ em capital de giro líquido no término do projeto. Tanto os rendimentos ordinários quanto os ganhos de capital são tributados a uma alíquota de 40%.

34 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-33 Determinação do fluxo de caixa terminal

35 Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-34 Síntese dos fluxos de caixa relevantes


Carregar ppt "Copyright © 2004 Pearson Education, Inc. Slide 8-0 Capítulo 8 Fluxos de caixa para orçamento de capital."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google