A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Domínios e Paisagens Biogeográficos ULBRA Canoas/RS Curso de Geografia Prof. Dr. Dakir Larara M. da Silva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Domínios e Paisagens Biogeográficos ULBRA Canoas/RS Curso de Geografia Prof. Dr. Dakir Larara M. da Silva."— Transcrição da apresentação:

1 Domínios e Paisagens Biogeográficos ULBRA Canoas/RS Curso de Geografia Prof. Dr. Dakir Larara M. da Silva

2 Biogeografia: Conceitos e definições A dispersão irregular dos oceanos, continentes e ilhas, as diversas formas de relevo, a variedade climática e as diferentes composições de rochas e solos, são alguns fatores que determinam a distribuição dos seres vivos sobre a superfície do planeta, que se dá de maneira muito peculiar. A dispersão irregular dos oceanos, continentes e ilhas, as diversas formas de relevo, a variedade climática e as diferentes composições de rochas e solos, são alguns fatores que determinam a distribuição dos seres vivos sobre a superfície do planeta, que se dá de maneira muito peculiar. Assim, o estudo dessa distribuição atual e passada e das condições desta distribuição, seja da flora ou da fauna, viventes ou fósseis, corresponde ao principal objetivo dos estudos biogeográficos. Assim, o estudo dessa distribuição atual e passada e das condições desta distribuição, seja da flora ou da fauna, viventes ou fósseis, corresponde ao principal objetivo dos estudos biogeográficos.

3 Biogeografia: Conceitos e definições Desse modo, a Biogeografia é a ciência que estuda a espacialização, a expansão e associação das plantas e dos animais, ou seja, os seres vivos sobre a superfície terrestre. Abordando, sob diferentes ângulos e aspectos, os assuntos relacionados aos seres vivos, analisando suas relações entre si e o ambiente. Desse modo, a Biogeografia é a ciência que estuda a espacialização, a expansão e associação das plantas e dos animais, ou seja, os seres vivos sobre a superfície terrestre. Abordando, sob diferentes ângulos e aspectos, os assuntos relacionados aos seres vivos, analisando suas relações entre si e o ambiente. A Biogeografia procura mostrar a evolução dos seres vivos, compreendendo sua origem e história geológica remota e recente, restrições e limitações impostas pelos fatores físicos e químicos e a ação deste sobre os próprios grupos vegetais e animais. A Biogeografia procura mostrar a evolução dos seres vivos, compreendendo sua origem e história geológica remota e recente, restrições e limitações impostas pelos fatores físicos e químicos e a ação deste sobre os próprios grupos vegetais e animais.

4 Biogeografia: Conceitos e definições É considerada, por uns, como ramo da Biologia e, por outros, como um ramo da Geografia. O seu campo é muito vasto, entrando em contato com várias ciências, tais como a Botânica, a Zoologia, a Geologia, a Paleontologia, a Climatologia, entre outras. É considerada, por uns, como ramo da Biologia e, por outros, como um ramo da Geografia. O seu campo é muito vasto, entrando em contato com várias ciências, tais como a Botânica, a Zoologia, a Geologia, a Paleontologia, a Climatologia, entre outras. Desse forma, podemos concluir que a Biogeografia abrange um rol muito amplo do conhecimento, apoiando–se, principalmente, na Biologia e na Geografia. Desse forma, podemos concluir que a Biogeografia abrange um rol muito amplo do conhecimento, apoiando–se, principalmente, na Biologia e na Geografia. Os biogeógrafos são aqueles que compreendem os diferentes padrões de distribuição dos animais e das plantas. Para tanto, buscam entender seus fatores e suas causas e como isso aparece refletido no espaço geográfico. Os biogeógrafos são aqueles que compreendem os diferentes padrões de distribuição dos animais e das plantas. Para tanto, buscam entender seus fatores e suas causas e como isso aparece refletido no espaço geográfico.

5 Biogeografia: Conceitos e definições Para Dansereau, a Biogeografia estuda a origem, distribuição, adaptação e associação de plantas e animais. Afirma ainda que estende-se através dos campos da Ecologia Vegetal, Ecologia Animal e Geografia, com muita superposição à Genética, a Geografia Humana e Ciências Sociais. Para Dansereau, a Biogeografia estuda a origem, distribuição, adaptação e associação de plantas e animais. Afirma ainda que estende-se através dos campos da Ecologia Vegetal, Ecologia Animal e Geografia, com muita superposição à Genética, a Geografia Humana e Ciências Sociais. Para Robinson (1972), a Biogeografia, além de estudar a distribuição geográfica das plantas e dos animais, também o faz com os solos e aspectos particulares do Ser Humano, este considerado como animal, capaz de desenvolver importante papel na biosfera por meio de suas atividades que alteram a dinâmica natural. Para Robinson (1972), a Biogeografia, além de estudar a distribuição geográfica das plantas e dos animais, também o faz com os solos e aspectos particulares do Ser Humano, este considerado como animal, capaz de desenvolver importante papel na biosfera por meio de suas atividades que alteram a dinâmica natural.

6 Biogeografia: Conceitos e definições É o estudo da distribuição dos organismos, tanto no passado quanto no presente, e dos padrões de variação geográfica existentes em nosso planeta (1998)É o estudo da distribuição dos organismos, tanto no passado quanto no presente, e dos padrões de variação geográfica existentes em nosso planeta (1998) É o estudo dos padrões biológicos que podem ser mapeados. (1972)É o estudo dos padrões biológicos que podem ser mapeados. (1972) É o estudo das formas vivente no contexto espacial e temporal.(1995)É o estudo das formas vivente no contexto espacial e temporal.(1995) Estuda a origem, distribuição geográfica, sucesso de adaptação e as interações dos organismos vivos, ao longo do constante processo evolutivo, no espaço e no tempo (Dakir Larara)Estuda a origem, distribuição geográfica, sucesso de adaptação e as interações dos organismos vivos, ao longo do constante processo evolutivo, no espaço e no tempo (Dakir Larara)

7 Biogeografia: Conceitos e definições Questão para reflexão: Questão para reflexão: A biodiversidade, em termos taxionômicos (riqueza de espécies), genéticos (variação hereditária) e ecológicos (variação de habitats e ecossistemas), pode ser compreendida somente com a avaliação das condições ambientais atuais??

8 Biogeografia: Conceitos e definições Temas de pesquisa Temas de pesquisa 1) Onde um determinado táxon ocorre e por que apresenta os atuais limites de distribuição geográfica? 2) Como os fatores físicos e biológicos interagem para determinar tal distribuição geográfica? 3) Como e por que as comunidades bióticas variam temporal e espacialmente? 4) Como os paleoclimas determinam as atuais distribuições bióticas?

9 Biogeografia: Conceitos e definições Temas de pesquisa Temas de pesquisa 5) Qual o papel da dispersão no estabelecimento de uma determinada amplitude de variação fenótipica? 6) Como a atividade antrópica aumenta o risco de extinção das espécies? 7) O que causa a extinção das espécies?

10 Biogeografia: Conceitos e definições Áreas de Especialização Áreas de Especialização * Fitogeografia e Zoogeografia * Biogeografia Ecológica e Histórica * Biogeografia Aquática e Terrestre

11 Biogeografia: Conceitos e definições Para alguns autores, a ciência que estuda a distribuição e a abundância dos seres vivos é a Ecologia. Pergunta-se: então qual é a diferença entre Biogeografia e Ecologia? Para alguns autores, a ciência que estuda a distribuição e a abundância dos seres vivos é a Ecologia. Pergunta-se: então qual é a diferença entre Biogeografia e Ecologia? Quando falamos em distribuição geográfica das formas de vida, que implica na composição de bioformas ou espectros biológicos das comunidades, estamos nos referindo à Ecogeografia. Quando falamos em padrões geográficos da adaptação, nos referimos à Ecologia propriamente dita. Quando falamos em distribuição geográfica das formas de vida, que implica na composição de bioformas ou espectros biológicos das comunidades, estamos nos referindo à Ecogeografia. Quando falamos em padrões geográficos da adaptação, nos referimos à Ecologia propriamente dita.

12 Biogeografia: Conceitos e definições Agora, se nos referimos à distribuição geográfica dos táxons, estaremos nos reportando à Biogeografia, que pode ser: Agora, se nos referimos à distribuição geográfica dos táxons, estaremos nos reportando à Biogeografia, que pode ser: 1) Biogeografia fenética – área de distribuição individual 2) Biogeografia de dispersão – composição e afinidades de regiões e localidades. Centros de origens e história da dispersão de táxons ( Biogeografia Filogenética ) 3) Biogeografia Vicariante e Panbiogeografia – área de distribuição equivalente de táxons de filogenia distinta.

13 Biogeografia: Conceitos e definições Distribuição Ecológica Vs. Distribuição Geográfica Distribuição Ecológica Vs. Distribuição Geográfica Podemos, agora, perguntar: Por que há mais espécies nos trópicos que nos pólos? Por que duas ou mais espécies vivem confinadas em certas regiões ou em áreas reconhecidas? Por que aí? Uma das formas de responder a isso é através de uma divisão primária da Biogeografia em Ecológica e Histórica.

14 Biogeografia: Conceitos e definições EscalaPadrãoProcessos Local: nível Ecológico Distribuição individual Tolerância e adequação ao ambiente Capacidade intrínseca de dispersão Fatores externos que favorecem a dispersão Fatores externos que impedem a dispersão Global: nível Histórico Distribuição equivalente de táxons distintos Mudanças tectônicas Especiação Inter-relações genealógicas Extinção

15 Biogeografia: Conceitos e definições Histórico dos Períodos da Biogeografia Histórico dos Períodos da Biogeografia Período Clássico ( ) – Este período ficou caracterizado pela publicação de vários volumes sobre história natural, publicadas entre 1749 e 1804, por Georges-Louis Leclerc, Comte de Buffon ( ). Nestes volumes, foram sumariadas todas as informações sobre história natural, incluindo aspectos geológicos e biológicos. Depois, um botânico suíço, Candolle ( ), fez distinção entre biogeografia ecológica, com maior atenção à distribuição de organismos e à relação com os meios físicos e bióticos, e a biogeografia histórica, que é a reconstrução da origem, dispersão e extinção de táxons e biotas.

16 Biogeografia: Conceitos e definições Histórico dos Períodos da Biogeografia Histórico dos Períodos da Biogeografia Este autor definiu também noções de endemismos e regiões biogeográficas. Charles Lyell ( ) sumariou os resultados do período clássico em seu livro "Princípios de Geologia". Este trabalho foi muito influente nos países de língua inglesa e inspirou desenvolvimentos posteriores, incluindo os trabalhos de Charles Darwin.

17 Biogeografia: Conceitos e definições Período Wallaciano ( ) – Alfred Wallace ( ), contemporâneo de Darwin, utilizou a teoria evolucionária para explicar endemismos e regiões biogeográficas. Ele acreditava que, através de seleção natural, espécies dominantes de plantas e animais que ocorriam em pequenos centros de origem, se dispersavam e se diversificavam na procura de outras áreas.

18 Biogeografia: Conceitos e definições As explicações de Wallace estão baseadas na teoria que as maiores características geográficas da Terra, como os continentes e os oceanos, tenham sido sempre estáveis, durante a evolução e a dispersão dos seres vivos.

19 Biogeografia: Conceitos e definições Período Moderno (início em cerca de 1960 com o redescobrimento da moderna teoria da deriva continental/placas tectônicas). De acordo com a teoria das placas tectônicas, as maiores características geológicas são instáveis e a moderna explicação biogeográfica sugere que a vida na Terra tenha evoluído com parte da evolução da geografia da Terra.

20 Biogeografia: Conceitos e definições Este período moderno tem sido de reflexão sobre os erros do passado, particularmente no período Wallaciano. Quatro grandes áreas de conhecimento revigoraram a biogeografia nos últimos 20 anos: 1) a aceitação da teoria das placas tectônicas; 2) o desenvolvimento de novos métodos filogenéticos;

21 Biogeografia: Conceitos e definições 3) A exploração de novos meios para conduzir pesquisa em biogeografia ecológica; 4) A investigação de mecanismos que limitam a distribuição de espécies. Quatro grandes áreas de conhecimento revigoraram a biogeografia nos últimos 20 anos: 1) a aceitação da teoria das placas tectônicas; 2) o desenvolvimento de novos métodos filogenéticos;

22 Biogeografia: Conceitos e definições A tectônica de placas e a deriva continental, primeiramente introduzida por Alfred Wegener em 1912, tornou-se fortemente aceita no final da década de 60 e início dos anos 70.A tectônica de placas e a deriva continental, primeiramente introduzida por Alfred Wegener em 1912, tornou-se fortemente aceita no final da década de 60 e início dos anos 70. Isto fez com que biogeógrafos históricos repensassem muitos padrões de distribuição de seres vivos. Obviamente, o movimento de grandes massas de terra e oceanos resultou em importantes movimentos de biotas.Isto fez com que biogeógrafos históricos repensassem muitos padrões de distribuição de seres vivos. Obviamente, o movimento de grandes massas de terra e oceanos resultou em importantes movimentos de biotas.


Carregar ppt "Domínios e Paisagens Biogeográficos ULBRA Canoas/RS Curso de Geografia Prof. Dr. Dakir Larara M. da Silva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google