A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tecido Conjuntivo Vera Vargas 2012. Origem no mesoderma Células mesenquimais migram pelo corpo Tecido conjuntivo propriamente dito Tecido conjuntivo especiais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tecido Conjuntivo Vera Vargas 2012. Origem no mesoderma Células mesenquimais migram pelo corpo Tecido conjuntivo propriamente dito Tecido conjuntivo especiais."— Transcrição da apresentação:

1 Tecido Conjuntivo Vera Vargas 2012

2 Origem no mesoderma Células mesenquimais migram pelo corpo Tecido conjuntivo propriamente dito Tecido conjuntivo especiais »Osso »Cartilagem »Tendões »Cápsulas »Células sanguíneas »Células linfóides

3 Tecido Conjuntivo Características Grande quantidade de material extracelularGrande quantidade de material extracelular, fibras e substância amorfa Diversos tipos de célulasDiversos tipos de células É vascularizadoÉ vascularizado (exceto a cartilagem)

4 Principais funções Conectar –Tecido epitelial + Tecido muscular + Tecido nervoso Sustentação estrutural –Ossos, Cartilagens, Ligamentos, Tendões, Cápsulas, Estroma Meio de trocas – sangue (oxigênio e nutrientes) Integração ao meio ambiente - células do sistema sanguíneo e linfático,

5 Composição Substância fundamental amorfa proteogliganasglicosaminoglicanas proteínas de adesão –Constituída por proteogliganas, glicosaminoglicanas e proteínas de adesão FibrasFibras –Proporcionam forças de tração e elasticidade 1.Colágenas É inelástica e possui grande resistência a tração 2.Elásticas É formada por elastina e é altamente elástica, esticada até 150% de seu comprimento em repouso 3.Reticulares Células Fibras elásticas (escuras) e fibras colágenas (rosa claro) de derme da pele. Fonte: Junqueira & Carneiro

6

7 Células Fibroblasto Célula mesotelial Adipócito Condroblastos Condrócitos Osteócito Célula endotelial Osteoblastos Célula mesenquimal indiferenciada

8 Células

9 Classificação do tecido conjuntivo Tecido conjuntivo embrionárioTecido conjuntivo embrionário –Mesenquimal –Mucoso Tecido conjuntivo propriamente ditoTecido conjuntivo propriamente dito –Tecido conjuntivo frouxo –Tecido conjuntivo denso Tecido conjuntivo denso não modelado Tecido conjuntivo denso modelado –Tecido conjuntivo denso modelado colágeno –Tecido conjuntivo denso modelado elástico Tecido conjuntivo especializadoTecido conjuntivo especializado –Tecido reticular –Tecido adiposo –Tecido cartilaginoso –Tecido ósseo –Tecido sanguíneo

10 Tecido Conjuntivo Embrionário Predomínio de matriz extracelular MucosoMucoso - tecido frouxo encontrado no cordão umbilical do embrião MesenquimalMesenquimal - tecido frouxo encontrado no embrião, possui células totipotentes Artéria do cordão umbilical

11 Tecido conjuntivo propriamente dito Tecido conjuntivo frouxo –Sustenta o tecido epitelial e preenche espaços entre órgãos

12 Tecido conjuntivo propriamente dito Tecido conjuntivo denso –Possui mais fibras e menos células; a orientação e arranjo dos feixes de fibras colágenas tornam-no resistente às trações Tecido conjuntivo denso modelado Tecido conjuntivo denso não modelado

13 Tecido Conjuntivo Denso Modelado Modelado / Ordenado Modelado / Ordenado – feixes de fibras colágenas paralelos entre si – resistente a trações exercidas numa só direção – encontrado em tendões e ligamentos Não modelado / Desordenado Não modelado / Desordenado – feixes de fibras colágenas em arranjo aleatório – resistente a trações em várias direções – encontrado na derme, bainha de nervos, cápsulas do baço, ovários, rins, linfonodos etc

14

15 Tecido conjuntivo especializado 1.Tecido adiposo 2.Tecido cartilaginoso 3.Tecido ósseo 4.Tecido sanguíneo

16 1. Tecido Adiposo Depósito de energia sob forma de triglicerídios Contorno do corpo do homem e da mulher Isolamento térmico Dois tipos –Tecido adiposo comum Amarelo ou unilocular –Tecido adiposo pardo Multilocular

17 Células mesenquimais indiferenciadas dá origem a lipoblastos. Os lipoblastos diferenciam- se em células adiposas. Fonte: Junqueira & Carneiro Formação do tecido adiposo Tecido conjuntivo mesenquimal embrionário

18 Tecido adiposo comum, amarelo ou unilocular Cor varia do branco ao amarelo Distribuição em todo o corpo, depende de sexo e idade Regulado por hormônios sexuais e hormônios adrenocorticóides Célula grande ( 100 µm), citoplasma = uma gota de gordura, núcleo deslocado Tecido adiposo pardo, multilocular Tecido adiposo multilocular é de cor parda devido à vascularização e mitocôndrias Encontrado no feto e recém- nascido –Localização definida –Produzem calor, protegem do frio excessivo Célula menores, citoplasma repleto de gotículas lipídicas

19 Distribuição do tecido adiposo multilocular no feto humano. Áreas negras: tecido adiposo multilocular; áreas sombreadas: mistura dos dois tipos de tecido adiposo. Fonte: Junqueira & Carneiro Localização do tecido adiposo pardo

20 2. Tecido Cartilaginoso Consistência rígida Reveste articulações Absorve choques Participa na formação de ossos longos Pericôndrio –Possui vasos sanguíneos e nervos

21 Células CondroblastosCondroblastos –Produzem a matriz extracelular CondrócitosCondrócitos –Estão situados dentro da cartilagem, nas lacunas, interior da matriz

22 Fonte: Junqueira & Carneiro Formação da Cartilagem

23 Tipos de Cartilagens Cartilagem HialinaCartilagem Hialina Mais frequente no corpo humano branca azulada e translúcida Pericôndrio Paredes das fossas nasais, traquéia, brônquios, extremidades das costelas e recobrindo as superfícies articulares dos ossos longos Cartilagem Fibrosa ou FibrocartilagemCartilagem Fibrosa ou Fibrocartilagem Características intermediárias entre tecido conjuntivo denso e a cartilagem hialina, colágeno tipo I Condrócitos em fileiras Discos intervertebr ais Cartilagem ElásticaCartilagem Elástica Colágeno do tipo II e fibras elásticas Pericôndrio Pavilhão auditivo externo, tuba auditiva, epiglote e laringe

24 3. Tecido Ósseo Um dos tecidos mais duros do corpo, constituinte principal do esqueleto Estrutura básica de sustentação e proteção de órgãos vitais –Caixa torácica, caixa craniana e canal raquidiano Suas células sintetizam matriz calcificada na qual ficam presas Os ossos serve de alavanca para os movimentos A maioria dos ossos longos são formados a partir de molde de cartilagem remodelaçãoTecido dinâmico – modifica a sua forma remodelação –Pressão –Tração Órgão hematopoiético –Aloja e protege a medula óssea, formadora das células do sangue Cálcio (99%) Fósforo Bicarbonato Magnésio Sódio Potássio

25 Calcificação do osso – Matriz óssea Componente orgânicoComponente orgânico –Colágeno tipo 1 + proteoglicanas e glicoproteínas de adesão Componente inorgânicoComponente inorgânico –Cálcio, fósforo, bicarbonato, magnésio, sódio, potássio Hidroxiapatita = Ca10(PO4)6(OH)2

26 Células do osso Osteoprogenitoras –Derivadas do mesênquima Osteoblastos –Síntese de componentes orgânicos (osteóide = matriz óssea recém formada, ainda não calcificada) OsteócitosOsteócitos –Células maduras situadas dentro das lacunas –Manutenção da matriz Osteoclastos –Células gigantes multinucleadas –Reabsorção da matriz óssea

27 Fotomicrografia eletrônica de um osteócito. Tecido ósseo seco e desidratado, lacunas e canalículos.

28 Osteoclasto Lacuna de Howship (Zona Pregueada)

29 Ossificação Ossificação endocondral Começa com a proliferação e agregação de células mesenquimais no local do futuro osso Células mesenquimais se diferenciam em condroblastos que produzem uma matriz cartilaginosa Molde de cartilagem hialina Ossificação intra-membranosa Processo pelo qual o osso se forma através da diferenciação das células mesenquimais em osteoblastos 8ª semana de gestaçãoOcorre na 8ª semana de gestação em humanos

30 Sistemas de Havers e as lamelas circunferencias externas e internas

31 Esquema do osso Canal de Havers - Ósteon –Lamelas concêntricas, possuem vasos, nervos e tecido conjuntivo Canal de Volkmann –Canais transversais –Não apresentam lamelas ósseas concêntricas Sistema lamelar circunferencial externo e interno –Formam a região mais externa do osso e circunda o canal medular

32 Estrutura do osso Periósteo – Membrana externa do osso, formada por tecido conjuntivo - Colágeno e fibroblasto Canal de Volkmann Canal de Havers Tecido ósseo esponjoso - Porção porosa da cavidade medular, medula óssea Tecido ósseo compacto - Osso denso da superfície externa Trabéculas, arranjos irregulares das lamelas

33 Histologia do osso Preparação por desgaste. Osso em crescimento, disco de cartilagem.

34 Revestimento ósseo Periósteo – Membrana externa do osso, formada por tecido conjuntivo - Colágeno e fibroblasto Endósteo Reveste cavidades do osso esponjoso, canal medular, canais de Havers e de Volkmann Canal de Volkmann Canal de Havers Tecido ósseo esponjoso Tecido ósseo compacto

35 4. Sangue Tecido conjuntivo; Circula pelo sistema cardiovascular; Volume total de 5,5 litros (homem 70Kg); Leva oxigênio e nutrientes aos tecidos e resíduos catabólicos inúteis para os pulmões, fígado e os rins, para serem excretados do organismo.

36 Sangue Sangue com anticoagulante em um tubo três camadas. –A camada superior, denominada de plasma, é translúcida, amarelo-palha e composta de água, proteínas e eletrólitos –Entre as duas camadas, há uma estreita camada, cremosa, composta de glóbulos brancos e plaquetas –A camada inferior, vermelho- escura, é composta de glóbulos vermelhos Sangue sem anticoagulante em um tubo coágulo Plasma Papa de leucócitos Glóbulos vermelhos

37 Água91 – 92 % Proteínas (fibrinogênio, globulina, albumina)7 – 8 % Outros Eletrólitos - Na+, K+, Ca 2+, Mg 2+, Cl -, HCO 3-, PO 4 3-, SO 4 2- Substâncias nitrogenadas não protéicas – uréia, ácido úrico, creatinina, sais de amônia. Nutrientes – glicose, lipídios, aminoácidos. Gases sangüíneos – oxigênio, dióxido de carbono, nitrogênio. Substâncias reguladoras – hormônios, enzimas. 1 – 2 % Componentes do plasma

38 Eritrócitos (glóbulos vermelhos)4 – 5 milhões/ml Leucócitos (glóbulos brancos)6000 – 9000 /ml Agranulócitos Linfócitos Monócitos (porcentagem de leucócitos) 30 – 35 % 3 – 7 % Granulócitos Neutrófilos Eosinófilos Basófilos 55 – 60 % 2 –5 % 0 – 1 % ELEMENTOS FIGURADOS

39 Eritrócito É a mais abundante de todas as células do sangue 4 a 5,5 milhões/mm³ (). 4,5 a 6 milhões/mm³ (); Função principal: transporte de oxigênio É uma célula anucleada: única célula do organismo que permanece exercendo suas funções, apesar da ausência de núcleo Tem excesso de membrana celular em relação à quantidade de material existente no seu interior Estrutura: disco bicôncavo Apresenta grande deformabilidade – Água – Hemoglobina Hemoglobina Pigmento carreador de oxigênio –Hb: combina-se frouxa e reversivelmente com o oxigênio, que é transportado na forma molecular Valores normais: 16g/dL () e 14g/dL ()

40 Glóbulos Brancos ou Leucócitos

41 Neutrófilos São polimorfonucleares, com núcleos formados por 2 a 5 lóbulos A célula jovem tem núcleo não- segmentado, chamado de bastonete Na mulher, o núcleo possui um pequeno apêndice = cromatina sexual Citoplasma possui granulações específicas

42 Eosinófilos Possuem núcleo bilobulado, grânulos acidófilos Possuem ação semelhante aos neutrófilos Respondem à estímulos quimiotáticos Fagocitam e eliminam complexos de antígenos com anticorpos

43 Basófilos Citoplasma carregado de grânulos que contêm histamina (vasodilatação); Constituem < de 1% dos leucócitos, sobrevida de 1 a 2 anos;

44 Monócitos Monócitos são móveis e fagócitos, são precursores dos macrófagos; Permanecem pouco tempo na circulação; Respondem à estímulos quimiotáticos; São células apresentadoras de antígenos (APC).

45 Linfócitos São células esféricas, possuem de 8 a 18 m de diâmetro Citoplasma azul pálido, núcleo ocupa quase toda a célula São as principais células do sistema imunológico –Linfócito B – Plasmócito – Imonoglobulina –Linfócito T – Citotóxico, helper, supressor e memória

46 Glóbulos Brancos ou Leucócitos Saem da circulação por diapedese, passam entre as células e penetram no tecido Quando os tecidos são invadidos por microrganismos os leucócitos são atraídos por quimiotaxia.

47 Plaquetas As plaquetas ou trombócitos são fragmentos de células originados das células Megacariócitos, na medula óssea vermelha Número normal: a por mm3 FUNÇÃO: Desempenham função no mecanismo da coagulação sanguínea

48 Hemocitopoese Medula Óssea

49 Hematopoiese

50 Origem das Células do Sangue Medula Óssea

51 Até a aula prática!!!


Carregar ppt "Tecido Conjuntivo Vera Vargas 2012. Origem no mesoderma Células mesenquimais migram pelo corpo Tecido conjuntivo propriamente dito Tecido conjuntivo especiais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google