A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FENÔMENOS ONDULATÓRIOS COLÉGIO DELTA Prof. AUGUSTO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FENÔMENOS ONDULATÓRIOS COLÉGIO DELTA Prof. AUGUSTO."— Transcrição da apresentação:

1 FENÔMENOS ONDULATÓRIOS COLÉGIO DELTA Prof. AUGUSTO

2 FENÔMENOS ONDULATÓRIOS Reflexão Reflexão Refração Refração Interferência Interferência Ressonância Ressonância Difração Difração Polarização Polarização

3 REFLEXÃO Nem v, nem f e nem λ variam Nem v, nem f e nem λ variam O raio incidente, a normal e o raio refletido são coplanares O raio incidente, a normal e o raio refletido são coplanares O ângulo de incidência é igual ao de reflexão. O ângulo de incidência é igual ao de reflexão.

4 Reflexão quando há vinculo imposto na sua parte terminal: Extremidade Livre. Sem inversão da fase da onda refletida. Extremidade Fixa. Observa-se a inversão da fase da onda refletida. Reflexão quando não há vinculo imposto na sua parte terminal:

5 REFRAÇÃO V e λ variam, mas f não varia. V e λ variam, mas f não varia. O raio incidente, a normal e o raio refratado são coplanares. O raio incidente, a normal e o raio refratado são coplanares. A onda sofre reflexão segundo a relação abaixo: A onda sofre reflexão segundo a relação abaixo:

6 REFRAÇÃO EM CORDAS Meio de densidade A.Meio de densidade B. Observa-se INVERSÃO da fase da onda refletida. Densidade de A < Densidade de B

7 REFRAÇÃO EM CORDAS Densidade de A > Densidade de B Observa-se a NÃO inversão da fase da onda refletida.

8 Ondas na superfície de um líquido Quando a onda passa para uma região mais rasa sua velocidade diminui, diminuindo proporcionalmente seu comprimento de onda. Quando a onda passa para uma região mais rasa sua velocidade diminui, diminuindo proporcionalmente seu comprimento de onda.

9 REFRAÇÃO DA LUZ A velocidade de propagação das ondas depende da natureza do meio em que ela se propaga e da sua freqüência. O prisma é o melhor exemplo. A decomposição da luz branca em suas componentes é resultado das características do ângulo de incidência e da velocidade da luz no prisma em função da sua respectiva cor.

10 INTERFERÊNCIA Temos dois tipos, a construtiva (quando duas ondas se encontram em fase) e a destrutiva (quando duas ondas se encontram em oposição de fase). Temos dois tipos, a construtiva (quando duas ondas se encontram em fase) e a destrutiva (quando duas ondas se encontram em oposição de fase).

11 DIFRAÇÃO As ondas contornam os obstáculos. As ondas contornam os obstáculos. Novas ondas são geradas na fenda se ela tiver espessura < ou = ao λ da onda. Novas ondas são geradas na fenda se ela tiver espessura < ou = ao λ da onda.

12 A difração foi estudada por Fresnel, dentre outros, a partir do século XIX. A difração caracteriza-se por uma dispersão do fenômeno ondulatório para regiões além da sua linha de propagação original.

13 POLARIZAÇÃO Só acontece com ondas transversais. Só acontece com ondas transversais. A luz pode ser polarizada, o som não. A luz pode ser polarizada, o som não.

14

15 Aqui vemos a luz sendo polarizada através de dois óculos escuros.

16 Ressonância Observaremos os fenômenos através dos vídeos.


Carregar ppt "FENÔMENOS ONDULATÓRIOS COLÉGIO DELTA Prof. AUGUSTO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google