A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Siga as orientações desta apresentação

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Siga as orientações desta apresentação"— Transcrição da apresentação:

1 Siga as orientações desta apresentação
Siga as orientações desta apresentação. Seu objetivo é garantir que o conteúdo fundamental do curso seja apresentado de forma didática, facilitando assim o aprendizado da turma. TM017_596_01

2 BEM-VINDOS! Receba os participantes se apresente e agradeça a presença de todos. Faça a apresentação de cada participante, mesmo quando eles forem de uma mesma concessionária. Você pode fazer algo para quebrar o gelo, pedindo para que eles falem uma qualidade, algo que gostem de fazer nas horas vagas ou algum lugar no mundo que gostariam de visitar. Apresente eventuais convidados e o motivo resumido deles estarem presentes no treinamento. Informe aos participantes: Orientações e padrões do local onde acontece o treinamento. Exemplo: calçado fechado para ambiente de oficina, uso de boné, etc.; Localização dos banheiros e bebedouros; Horário de início e término do treinamento; Horário de coffee-break e almoço; Onde o almoço poderá ser realizado; Utilização do celular: o mesmo deverá ser colocado no silencioso e sua utilização, CASE necessária, deverá ser realizada fora do ambiente de treinamento. Peça aos participantes e convidados que escrevam o nome no crachá de identificação FIAT e leiam as orientações presentes no verso do crachá. Nas atividades práticas na oficina, utilize sempre o jaleco Fiat e EPIs. Oriente aos participantes e convidados que também o utilizem quando necessário. Depois disso, pergunte a todos quais sãos as expectativas deles sobre esse curso. Anote todas as expectativas no flipchart e, após isso, aponte para todos o que está escrito ali e que será abordado e o que não será nesse treinamento. Dessa forma, alinhamos as expectativas e facilitamos todo o processo de aprendizagem. Deixe o flipchart fixo em algum local da sala de treinamento (ex.: parede, vidro, quadro, etc.) guardando o mesmo  pois no final do curso você deverá verificar junto aos participantes se foram atendidas todas as expectativas apuradas no início do curso. TM017_596_01

3 CONHECENDO O FIAT DUCATO
ATIVIDADE 1 OBJETIVO: Conhecer o veículo e abordar temas ligados ao correto uso e manutenção do veículo Ducato. Informações fundamentais para garantir a originalidade, desempenho e durabilidade do veículo. Essas informações são importantes no momento da manutenção e devem ser repassadas ao cliente evitando retrabalhos e garantindo a satisfação do cliente. PASSO A PASSO: Divida a turma em trios para que troquem experiências, pesquisem informações no manual do veículo e relatórios das revisões periódicas e preencham a tabela do exercício da atividade 1 na apostila do aluno. Disponibilize manuais, acesso ao Infotec, veículo e todos os recursos disponíveis para buscar informações referentes aos temas trabalhados. Siga as orientações do slide seguinte. FECHAMENTO: Após a apresentação de todos os grupos. Feche o assunto “Conhecendo o Fiat Ducato” dando ênfase na importância de se manter informado para orientar o cliente e trabalhar com segurança. Incentive a busca contínua de informações nos meios de pesquisa disponíveis. Se possível, os videos da TV FIAT referentes ao tema Ducato serão apresentados durantes os intervalos utilizando a TV 55”. CONHECENDO O FIAT DUCATO TM017_596_01

4 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO
CONHECENDO O FIAT DUCATO 01 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO CLIENTE INCONVENIENTE REFERÊNCIA OBSERVAÇÃO Usa óleo Diesel S500 Excesso de fuligem e obstrução prematura do filtro DPF. MUM A-54 Abastecimento Filtro DPF é “for life” não requer substituição PASSO A PASSO: Faça os 2 primeiros exemplos em conjunto com a turma para que conheçam o exercício. Para cada uso do CLIENTE pergunte qual INCONVENIENTE seria causado por essa ação do cliente, anote as respostas dos participantes no quadro/flip-chart e utilize também as informações do gabarito presente na apresentação. Em seguida pergunte uma REFERÊNCIA ou seja, onde poderíamos encontrar informações oficiais da FIAT sobre o assunto tratado e por fim pergunte se existe alguma OBSERVAÇÃO relacionada ao tema como por exemplo: pontos de atenção, experiências vividas, etc... Em cerca de 15 minutos, cada grupo deverá preencher os demais CASEs indicados na apostila do aluno, propor novas situações e preencher a tabela em branco. Após o tempo acordado, as anotações dos grupos deverão ser listadas no quadro branco utilizando a projeção do slide. Atente-se para que haja sempre espaço para que todos os grupos façam comentários sobre os temas discutidos. Utilize as respostas da apresentação e os arquivos em anexo para ilustrar e complementar as discussões. TM017_596_01

5 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO
CONHECENDO O FIAT DUCATO 01 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO CLIENTE INCONVENIENTE REFERÊNCIA OBSERVAÇÃO Interrompe a regeneração repetidas vezes Degradação precoce do óleo lubrificante do motor e lampejamento da espia de pressão insuficiente do óleo MUM A-22 Luzes espias Após a regeneração forçada via EDI NG o óleo deverá ser substituído. Sempre que o óleo for substituído deverá ser realizado o Reset da espia do óleo. Não existe sensor de degradação do óleo. PASSO A PASSO: Faça os 2 primeiros exemplos em conjunto com a turma para que conheçam o exercício. Para cada uso do CLIENTE pergunte qual INCONVENIENTE seria causado por essa ação do cliente, anote as respostas dos participantes no quadro/flip-chart e utilize também as informações do gabarito presente na apresentação. Em seguida pergunte uma REFERÊNCIA ou seja, onde poderíamos encontrar informações oficiais da FIAT sobre o assunto tratado e por fim pergunte se existe alguma OBSERVAÇÃO relacionada ao tema como por exemplo: pontos de atenção, experiências vividas, etc... Em cerca de 15 minutos, cada grupo deverá preencher os demais CASEs indicados na apostila do aluno, propor novas situações e preencher a tabela em branco. Após o tempo acordado, as anotações dos grupos deverão ser listadas no quadro branco utilizando a projeção do slide. Atente-se para que haja sempre espaço para que todos os grupos façam comentários sobre os temas discutidos. Utilize as respostas da apresentação e os arquivos em anexo para ilustrar e complementar as discussões. TM017_596_01

6 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO
CONHECENDO O FIAT DUCATO 01 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO CLIENTE INCONVENIENTE REFERÊNCIA OBSERVAÇÃO Usa óleo do motor não específico Entupimento da EGR e filtro DPF MUM E-17 Abastecimentos Ver D-5 Substituição em CASE de uso em condição Severa PASSO A PASSO: Faça os 2 primeiros exemplos em conjunto com a turma para que conheçam o exercício. Para cada uso do CLIENTE pergunte qual INCONVENIENTE seria causado por essa ação do cliente, anote as respostas dos participantes no quadro/flip-chart e utilize também as informações do gabarito presente na apresentação. Em seguida pergunte uma REFERÊNCIA ou seja, onde poderíamos encontrar informações oficiais da FIAT sobre o assunto tratado e por fim pergunte se existe alguma OBSERVAÇÃO relacionada ao tema como por exemplo: pontos de atenção, experiências vividas, etc... Em cerca de 15 minutos, cada grupo deverá preencher os demais CASEs indicados na apostila do aluno, propor novas situações e preencher a tabela em branco. Após o tempo acordado, as anotações dos grupos deverão ser listadas no quadro branco utilizando a projeção do slide. Atente-se para que haja sempre espaço para que todos os grupos façam comentários sobre os temas discutidos. Utilize as respostas da apresentação e os arquivos em anexo para ilustrar e complementar as discussões. TM017_596_01

7 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO
CONHECENDO O FIAT DUCATO 01 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO CLIENTE INCONVENIENTE REFERÊNCIA OBSERVAÇÃO Mistura diferentes especificações de coolants Possibilidade de reação e formação de uma terceira substância “gel”. Ver D-9 do MUM MUM E-17 Abastecimentos e D-2 Tabela de Manutenção Programada Concentração 50% Coolant up (vermelho) e sustituição a cada 2 anos PASSO A PASSO: Faça os 2 primeiros exemplos em conjunto com a turma para que conheçam o exercício. Para cada uso do CLIENTE pergunte qual INCONVENIENTE seria causado por essa ação do cliente, anote as respostas dos participantes no quadro/flip-chart e utilize também as informações do gabarito presente na apresentação. Em seguida pergunte uma REFERÊNCIA ou seja, onde poderíamos encontrar informações oficiais da FIAT sobre o assunto tratado e por fim pergunte se existe alguma OBSERVAÇÃO relacionada ao tema como por exemplo: pontos de atenção, experiências vividas, etc... Em cerca de 15 minutos, cada grupo deverá preencher os demais CASEs indicados na apostila do aluno, propor novas situações e preencher a tabela em branco. Após o tempo acordado, as anotações dos grupos deverão ser listadas no quadro branco utilizando a projeção do slide. Atente-se para que haja sempre espaço para que todos os grupos façam comentários sobre os temas discutidos. Utilize as respostas da apresentação e os arquivos em anexo para ilustrar e complementar as discussões. TM017_596_01

8 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO
CONHECENDO O FIAT DUCATO 01 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO CLIENTE INCONVENIENTE REFERÊNCIA OBSERVAÇÃO Usa óleo do câmbio não específico Desgastes prematuro dos componentes internos MUM E-17 Abastecimentos e D-8 Verificação do nível Período de troca km (2,5 l Tutela Experya ou OTD 7/8) PASSO A PASSO: Faça os 2 primeiros exemplos em conjunto com a turma para que conheçam o exercício. Para cada uso do CLIENTE pergunte qual INCONVENIENTE seria causado por essa ação do cliente, anote as respostas dos participantes no quadro/flip-chart e utilize também as informações do gabarito presente na apresentação. Em seguida pergunte uma REFERÊNCIA ou seja, onde poderíamos encontrar informações oficiais da FIAT sobre o assunto tratado e por fim pergunte se existe alguma OBSERVAÇÃO relacionada ao tema como por exemplo: pontos de atenção, experiências vividas, etc... Em cerca de 15 minutos, cada grupo deverá preencher os demais CASEs indicados na apostila do aluno, propor novas situações e preencher a tabela em branco. Após o tempo acordado, as anotações dos grupos deverão ser listadas no quadro branco utilizando a projeção do slide. Atente-se para que haja sempre espaço para que todos os grupos façam comentários sobre os temas discutidos. Utilize as respostas da apresentação e os arquivos em anexo para ilustrar e complementar as discussões. TM017_596_01

9 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO
CONHECENDO O FIAT DUCATO 01 USO DO CLIENTE X MANUTENÇÃO CLIENTE INCONVENIENTE REFERÊNCIA OBSERVAÇÃO PASSO A PASSO: Anote na tabela os novos temas propostos pelos grupos. Temas que poderão ser abordados: Características do óleo Diesel: coloração, teor de enxofre, biodiesel, degradação, etc... PROCONVE L6/P7 MUM: Luzes espias – A-22 Abastecimento – A-54 Fusíveis – C-13 Abastecimentos – E-17 Intervenções adicionais D-4 - Sangria de água de condensação do filtro de combustível RELATÓRIO DAS REVISÕES PERIÓDICAS: respeitar a especificação e volume de abastecimento do óleo do motor e caixa de marchas, condição severa de utilização, troca do fluido de freio, regulagem do freio de estacionamento, substituição do refil do filtro diesel genuíno FIAT, etc... TM017_596_01

10 ATIVIDADE 2 REVISÃO PERIÓDICA 60.000 KM OBJETIVO:
Conhecer e praticar as principais atividades de manutenção periódica do FIAT Ducato. Os componentes eletrônicos ligados ao sistema de gerenciamento eletrônico do motor são tratados em detalhes no curso Diagnóstico do Sistema de Gerenciamento dos Motores Diesel. PASSO A PASSO: Pergunte para a turma: QUAIS OS PROCEDIMENTOS DE REVISÃO PRECISAMOS CONHECER PARA REALIZAR NOSSO TRABALHO COM QUALIDADE E GARANTINDO A SEGURANÇA DO CLIENTE? Liste as sugestões no flip-chart e apresente os procedimentos que serão trabalhados nessa atividade por cada grupo. Divida a turma em dois grupos. Os participantes deverão aderir aos grupos conforme sua escolha. Sugira que optem por temas que têm menos afinidade e experiência. Disponibilize o motor no cavalete para praticar. Acesse a operação de substituição da correia através do Infotec e destaque os pontos de atenção e ferramentas específicas utilizadas na operação realizada no veículo. Se a maior parte da turma julgar necessário realizar a operação no veículo. Nesse caso o tempo disponibilizado para os procedimentos de revisão periódica de 60 mil km deverá ser adequado. Quando o Grupo A realizar o procedimento na bancada e listar as diferenças em relação à operção realizada no veículo, promova uma parada para que cada grupo apresente as observações feitas durante a execução dos procedimentos. Anote as observações dos alunos no flip-chart e complete com os PONTOS DE ATENÇÃO presente no slide seguinte. Após preenchimento da apostila dos alunos com as observações feitas durante a operação de substituição da correia dentada, faça a instalação da nova correia em conjunto com a turma completa. Em seguida o Grupo B deverá apresentar os pontos de atenção nos procedimentos de revisão realizados. Liste as observações no flip-chart e complemente com os PONTOS DE ATENÇÃO presentes nas anotações do slide 8. Caso existam itens não trabalhados eles deverão ser feitos com a turma completa. Ao final de todas as operações anote as observações dos pontos de atenção no flip-chart para que os alunos preencham a apostila. FECHAMENTO: No final das atividades, faça em conjunto com a turma o preenchimento da tabela comparativa dos modelos 2.8 e 2.3. Essa tabela tem como objetivo resgatar informações dos modelos 2.8 JTD e 2.3 L4 que ainda estão presentes nas oficinas. Será também uma oportunidade para RECAPTULAR os pontos de atenção nas atividades de revisão de 60 mil km do modelo atua. Os participantes terão acesso à outras informações complementares através das apostilas dos motores 2.8 e V PROCONVE L4 disponíveis no Saiba Mais. REVISÃO PERIÓDICA KM TM017_596_01

11 SUBSTITUIÇÃO DA CORREIA DENTADA DA DISTRIBUIÇÃO
02 REVISÃO PERIÓDICA KM GRUPO A - SUBSTITUIÇÃO CORREIA DENTADA DA DISTRIBUIÇÃO: siga como referência a operação 1032B10 que deve ser acessada através do INFOTEC. PONTOS DE ATENÇÃO Para a fasagem correta do motor, devem ser utilizadas as seguintes ferramentas: – Fase da árvore de manivelas; – Fase dos comandos de admissão e descarga; (pode ser utilizada a ferramenta para motores 2.8 e 2.5 do Ducato) – Trava da polia da bomba de alta pressão – Chave de reação para polia do comando de válvulas Para remoção e recolocação do fluido refrigerante do sistema de ar condicionado tome como referência a operação do Infotec 0010T84. Destaque a importancia do procedimento de vácuo para retirar a umidade do sistema e reposição do óleo lubrificante especificado pela FIAT (ver cartaz de abastecimento de ar condicionado). Logo após montar a correia dentada, aperte o parafuso da engrenagem do comando com torque de 90 N.m. Pré-tensionamento (imagens de referencia: slide 27 do arquivo em anexo “TM012_Cong_Sist_Fiat_Ducato_APRESENTACAO.ppt”) Inserir a chave allen 10 mm na posição 1a e girar o tensor no sentido anti-horário até a referência 1b ultrapassar a referência 1c como ilustrado na figura. Apertar o parafuso 1d com um torque de 30N.m, remover as ferramentas de fasagem e dar 2 giros completos no sentido de rotação do motor. Tensionamento Definitivo Soltar a porca 1c, mantendo a posição do tensor com o auxílio de uma chave allen e girar gradualmente o tensor no sentido horário até coincidir a referência 1a com 1b, mantendo assim o tensionamento ideal. Aperte a porca do tensor com um torque de 30 N.m. Efetuar 2 giros completos no sentido de rotação do motor, de forma gradual até as referências de fasagem. Verifique o sincronismo, inserindo as ferramentas em suas respectivas sedes. Verifique se o tensor está posicionado na referência 1b (tensionamento ideal). Caso contrário, repita todo o procedimento de sincronismo e tensionamento da correia. DICA Indique o título do vídeo para que os alunos assistam após o curso: “TECH NEWS – Procedimentos de Montagem Correia de Distribuição Fiat Ducato” disponível no link da TV FIAT no site DPR FIAT disponibilizado em dezembro de 2014. IMPORTANTE Ao final da atividade não realizar a montagem da capa da correia e demais itens removidos pois o motor será desmontado na Atividade 3 durante o diagnóstico de rumorosidade. GRUPO A SUBSTITUIÇÃO DA CORREIA DENTADA DA DISTRIBUIÇÃO TM017_596_01

12 02 REVISÃO PERIÓDICA 60.000 KM GRUPO B
GRUPO B - REVISÃO DE 60 MIL PONTOS DE ATENÇÃO 0010T65 - Sistema hidráulico do freio (sangria) Operação importante para o procedimento de substituição do fluido de freio. Atenção para as diferentes ordens de sangria para veículo com e sem ABS e uso do equipamento homologado EQ MÁQUINA PARA SANGRIA E TROCA DO ÓLEO DE FREIO. 0010T40 – Substituição do óleo da caixa de cambio Atenção para o ponto de drenagem e reabastecimento de óleo. Chave “quadrada” de 8mm (allen 8mm não funciona). Volume óleo da caixa: 2,5 l Tutela Experya ou OTD 7/8. Vantagem de drenar o óleo para verificar nível: observar o aspecto do óleo que poderá dar dicas sobre a “saúde” da caixa de mudanças e diferencial. 3380A04 – Regulagem do Freio de estacionamento Atenção para as cotas de controle para tensionamento do cabo. 0010T20 - Substituição do fluido de arrefecimento do motor Importante não misturar os coolant, respeitar o período de substituição e manter a concentração 50% água + 50% coolant concentrado. 1044B20 – Elemento filtrante do filtro de combustível Não tocar o elemento filtrante com as mãos no momento da montagem. A parte externa do elemento filtrante é o lado “limpo” do filtro. Retirá-lo da embalagem somente no momento da montagem e utilize a tampa plastica do filtro para encaixá-lo e removê-lo. Ferramenta específica para desmontagem do filtro. Antes de efetuar a partida do motor, coloque a chave em marcha por 3x12s para encher filtro e certificar que não existam vazamentos. Procedimento de drenagem da água (consultar Infotec e manual do veículo). Ver arquivo em anexo “RECOMENDACOES_CLIENTE_DUCATO.pptx”. 0010T12 - Substituição de óleo lubrificante e filtro do motor Cárter + filtro curto: 5,9 litros ou Cárter + filtro longo: 6,3 litros Selenia WR Pure Energy SAE 5W30. Filtro de óleo com válvula de segurança incorporada disponível em dois tamanhos: versão CURTA aplicada em todos os modelos e específica para alguns veículos que possui sistema de A/C adaptado e que não permite o uso da versão longa. A versão LONGA facilita a montagem/aperto do filtro devido a proximidade da tubulação de água do trocador de calor nas versões até No momento da instalação, lubrifique o o-ring de vedação do filtro e realize seu aperto obrigatoriamente com as mãos. Caso o torque seja feito utilizando ferramentas inadequadas o filtro poderá apresentar vazamento sobreduto na extremidade “sextavada” do filtro. Pressão diferencial de abertura 2,5 ± 0,2 bar. Ver no Infotec: I.T. TEC 25/10 lançado em 09/10/2010. 5010B08 - Substituição do filtro anti-polen Verificar posição de montagem. Presença de carvão ativado na peça genuína para reter gases e melhorar a qualidade do ar no habitaculo diferentemente do filtro vendido no mercado paralelo. GRUPO B ÓLEO DO CAMBIO, FREIO DE ESTACIONAMENTO, FLUIDO DE FREIO, FILTRO DE COMBUSTÍVEL, FILTRO ANTI-POLEN, COOLANT UP E ÓLEO LUBRIFICANTE DO MOTOR TM017_596_01

13 02 TABELA COMPARATIVO DUCATO 2.8 JTD 2.3 16V L4 2.3 16V L6
Torque / Potencia Óleo lubrificante Taxa de compressão Ponto de gravação número do motor Sincronismo da distribuição Componentes comuns Componentes específicos PASSO A PASSO: Essa tabela tem como objetivo resgatar informações dos modelos 2.8 JTD e 2.3 L4 que ainda tem passagem nas oficinas além de RECAPTILAR os pontos de atenção nas atividades de revisão de 60 mil km do modelo atual realizadas no veículo e bancada. ( ) Motores: cm³ Turbo cm³ JTD (diesel) ( ) Motor 2.3 Economy L4 Diesel (EURO III) (2012) Motor 2.3 Economy L6 Diesel (EURO V) Faça o preenchimento em conjunto com a turma e utilize as respostas do gabarito presente na apostila do facilitador para complementar as respostas dos participantes. Os participantes terão acesso à outras informações complementares através das apostilas dos motores 2.8 e V PROCONVE L4 disponíveis no Saiba Mais. Dicas: Motor 2.3 não possui camisas pois os cilindros são usinados diretamente no bloco. Existe sobre medida para os pistões (+0,40). TM017_596_01

14 02 TABELA COMPARATIVO DUCATO 2.8 JTD 2.3 16V L4 2.3 16V L6
Torque / Potência 30,6/127 30,6 / 127 32,6 / 127 GABARITO – APENAS APOSTILA DO FACILITADOR TM017_596_01

15 02 TABELA COMPARATIVO DUCATO 2.8 JTD 2.3 16V L4 2.3 16V L6
Óleo lubrificante 5,0 ou 6,1 litros VS MAX Diesel 15W40 5,9 ou 6,3 litros Urania Turbo LD (Mineral) 15W40 API CI-4 ACEA E5/B3 Selenia WR Pure Energy SAE 5W30 GABARITO – APENAS APOSTILA DO FACILITADOR TM017_596_01

16 02 TABELA COMPARATIVO DUCATO 2.8 JTD 2.3 16V L4 2.3 16V L6
Taxa de compressão 18,5 19:1 16:1 GABARITO – APENAS APOSTILA DO FACILITADOR TM017_596_01

17 02 TABELA COMPARATIVO DUCATO 2.8 JTD 2.3 16V L4 2.3 16V L6
Ponto de gravação número do motor Lateral do bloco lado escapamento Na lateral do motor lado admissão Acima do volante do motor GABARITO – APENAS APOSTILA DO FACILITADOR TM017_596_01

18 02 TABELA COMPARATIVO DUCATO 2.8 JTD 2.3 16V L4 2.3 16V L6
Sincronismo da distribuição referências das polias, tampa de válvulas, tampa plástica de proteção da correia Fase da árvore de manivelas; Fase dos comandos Posição polia comando Fase da árvore de manivelas; GABARITO – APENAS APOSTILA DO FACILITADOR TM017_596_01

19 02 TABELA COMPARATIVO DUCATO 2.8 JTD 2.3 16V L4 2.3 16V L6
Componentes comuns 2.8/L4/L6: Cambio MLGU L6: Correia dentada, bronzinas, conjunto de embreagem L4: Correia dentada, bronzinas, conjunto de embreagem GABARITO – APENAS APOSTILA DO FACILITADOR TM017_596_01

20 Componentes específicos
TABELA COMPARATIVO DUCATO 02 2.8 JTD V L4 2.3 16V L6 Componentes específicos Volante do motor, pistão, turbocompressor, bomba CP1, eletroinjetores, trocador de calor água óleo, corpo de borboleta, debímetro, sonda lambda, EGR, catalisador e filtro DPF com sensores de pressão diferencial e temperatura. GABARITO – APENAS APOSTILA DO FACILITADOR TM017_596_01

21 METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO
ATIVIDADE 3 OBJETIVO: Aplicar a metodologia de diagnóstico em situações de mau funcionamento dos motores V Multijet PROCONVE L6 causadas por inconvenientes apresentados pelos sistemas mecânicos do motor. Estimular a busca de informação em fontes confiáveis como o INFOTEC, realizar testes práticos utilizando ferramental específico e equipamentos homologados. PASSO A PASSO: Aplicar a metodologia de diagnóstico ao primeiro inconveniente em conjunto com a turma para relembrar e trabalhar o preenchimento da ficha de diagnóstico. É fundamental o preenchimento do flip chart para estimular o preenchimento da apostila do aluno. Ao final da atividade os flip charts deverão ser fixados na parede da sala para que os alunos tomem como referência para as demais atividades de diagnóstico dos inconvenientes. FECHAMENTO: Reforce a importância da metodologia de diagnóstico para cercar o inconveniente. Trabalhar com informações corretas e específicas para trabalhar com eficiência. Evitar a troca indevida de componentes e perda de tempo/dinheiro. Pontos fortes da metodologia: não deixar nenhuma possibilidade fora do alcance e organizar as idéias para assim evitar o risco de transformar o diagnóstico em um labirinto sem saída. Além de aplicar o menor tempo possível na busca da causa do inconveniente. E se a verdadeira causa do inconveniente não for listada na etapa 2 e conseqüentemente não for verificada? Em que ponto deveremos voltar? Deveremos levantar mais informações sobre o inconveniente através do cliente e testes práticos de rodagem ou deveremos voltar às apostilas, videos de treinamento e Infotec para entender o funcionamento dos componentes e estratégias dos sistemas. METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO TM017_596_01

22 ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS
03 CASE 01 “SAINDO FUMAÇA BRANCA NO ESCAPAMENTO” Etapa 1 – Perguntas investigativas e detalhamento do inconveniente Pergunte aos participantes quais os questionamentos são importantes para detalhamento do inconveniente. Adotaremos as perguntas padrão do método 5W1H (o quê, quando, como, porque, onde e quem). Anote todas as sugestões de perguntas dos participantes na apresentação projetada no quadro branco e incentive o preenchimento da apostila. Informe que essa mesma metodologia deverá ser aplicada nas demais atividades. Caso o trabalho seja feito na oficina utilize um flip chart para fazer as anotações. ANOTAR PRIMEIRO CASE TODO EM FLIP CHART BRANCO E AFIXAR NA PAREDE OU LOCAL DE FACIL ACESSO PARA ALUNOS TOMAREM COMO REFERENCIA NOS PROXIMOS CASES. A ETAPA 3 DEVERA SER PREENCHIDA NO FLIP CHART NA ORIENTAÇÃO PAISAGEM. CASE 01 Sintoma: motor fumaceando (fumaça branca). Quando acontece? Sempre Desde quando? Após substituição da correia dentada que rompeu devido a falta de manutenção e levou o motor à condição de sobre-giro registrada pelo EDI NG. Onde foi feita a revisão: Oficina particular km Como acontece? Motor funciona com baixo rendimento e fumaça branca saindo do escapamento Onde acontece? Sempre Se houve tentativa para solucionar e possivelmente alterou a causa do problema: não Espia MIL: apagada Combustível: S10 B7 Causa: empeno do eixo de comando das válvulas. Causado pelo toque entre pistões e válvulas após o rompimento da correia dentada da distribuição devido a falta de manutenção. Solução: substituição do eixo comando de válvulas danificado Ponto de atenção: o motor aparenta estar no ponto quando instalamos as ferramentas mas deveremos analisar o diagrama de válvulas após anomalia evidenciada através do teste de compressão do motor. ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS TM017_596_01

23 ETAPA 02 - ELENCAR COMPONENTES
03 CASE 01 “SAINDO FUMAÇA BRANCA NO ESCAPAMENTO” Etapa 2 – Elencar todas as prováveis causas do inconveniente Na etapa 2 quando listar todas as prováveis causas anote todas as sugestões dos participantes na projeção da apresentação no quadro branco. Essa etapa é importante para listar todos os componentes que poderiam causar a falha e assim abrir os olhos para causas menos prováveis e diminuir a influência dos costumes e vícios criados nas atividades rotineiras. Depois de anotar todas as sugestões, utilize as informações obtidas na Etapa 1 e elimine, em conjunto com a turma, todas as prováveis causas que não fazem parte do inconveniente. CASE persistam causas que não façam parte do sistema de alimentação diesel, confirme que já foram verificadas e estão conforme especificação. ETAPA 02 - ELENCAR COMPONENTES TM017_596_01

24 03 CASE 01 “SAINDO FUMAÇA BRANCA NO ESCAPAMENTO”
Adicionar mais dois espaço para causas. Totalizando 6 espaços. Alinhar com apostila do aluno e flip chart. 03 CASE 01 “SAINDO FUMAÇA BRANCA NO ESCAPAMENTO” SAINDO FUMAÇA BRANCA NO ESCAPAMENTO Etapa 3 – Diagrama causa-efeito e a estratégia de verificações Crie em conjunto com a turma uma estratégia que inicie com as verificações de mais fácil acesso, que demandem menos tempo e menos recurso. Estimule a participação dos alunos com perguntas como: qual dos componentes demandaria menos tempo para verificar seu correto funcionamento? ETAPA 03 - PRIORIZAR COMPONENTES E ELENCAR POSSIVEIS CAUSAS TM017_596_01

25 VERIFICAÇÕES INSTRUMENTAIS
03 CASE 01 “SAINDO FUMAÇA BRANCA NO ESCAPAMENTO” COMPONENTE CAUSA VERIFICAÇÕES VISUAIS VERIFICAÇÕES INSTRUMENTAIS VALOR REFERÊNCIA VALOR ENCONTRADO Etapa 4 – Verificações e análise dos resultados Simule o preenchimento da tabela da etapa 4 no quadro branco até encontrar a causa do inconveniente. ETAPA 04 - ELENCAR E REALIZAR VERIFICAÇÕES TM017_596_01

26 03 CASE 02 – RUMOROSIDADE DIAGNÓSTICO – MOTOR PASSO A PASSO:
A partir desse ponto a turma será divida em dois grupos. Um grupo irá trabalhar no motor na bancada e o outro grupo no veículo. Apresente os dois cases para que os alunos possam escolher em qual grupo irá trabalhar. Apresente o CASE 02 utilizando o link do áudio do slide (click na imagem). Os alunos deverão realizar perguntas investigas que serão respondidas e deverão ser anotadas no slide projetado no quadro branco. Descrição do áudio: total 53 segundos, o motor é ligado, acelerado a 2 mil RPM (“bate pouco”), em seguida 3 mil RPM (“bate muito”) e volta ao regime de marcha lenta. Declarar após a solução do inconveniente: o motor gravado está com o primeiro e quarto cilindros com folga radial do moente acima dos valores especificados. Apresente o CASE 03, responda as perguntas investigativas e anote as respostas no quadro branco. Então os participantes deverão aderir aos grupos conforme sua escolha. Anote os nomes no quadro branco separando os grupos conforme os temas escolhidos pelos participantes. Oriente o preenchimento da ficha de diagnóstico presente na apostila do aluno. Após 15 min para preenchimento da ficha, cada grupo deverá apresentar a estratégia de diagnóstico que será trabalhada (Etapa 3). Essa apresentação é importante para que cada participante esteja ciente dos trabalhos que serão realizados por cada grupo na oficina. Acompanhe os testes e verificações realizados na Etapa 4. Assim que um grupo encontrar a causa do inconveniente promova uma discussão com a turma completa sobre os testes realizados. Realize a montagem e finalização do CASE em conjunto com a turma. A partir desse ponto a turma irá trabalhar em conjunto para finalizar o outro CASE. Após finalizar o case promova uma discussão sobre os pontos de atenção e anote as observações no flip-chart para que os alunos façam anotações na apostila. Dica Em todos os casos o primeiro passo será sempre consultar o INFOTEC e verificar a presença de orientações, boletins, operações, etc... CASE 02 - RUMOROSIDADE MOTOR Simule previamente o CASE 02 no motor da bancada realizando a inversão dos casquilhos dos munhões ou moentes. Ao realizar as medições de folga radial utilizando o plastigage a diferença encontrada deverá indicar a troca de posição dos casquilhos. Objetivo: Realizar a seleção dos instrumentos e preenchimento parcial da ficha de controle metrológico dos motores em garantia. Utilizar o Plastigage nas medições de folga radial dos munhões e moentes. Utilize como referencia as orientações da nota de diagnósitco “10 – Motor com Rumorosidade” presente no INFOTEC para o modelo Ducato 2.3 Multijet L6. CASE 02 – RUMOROSIDADE TM017_596_01

27 ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS
03 CASE 02 “RUMOROSIDADE NO MOTOR” 27 Etapa 1 – Perguntas investigativas e detalhamento do inconveniente Na etapa 1 pergunte aos participantes quais os questionamentos importantes para detalhamento do inconveniente. Adotaremos as perguntas padrão do método 5W1H ( o quê, quando, como, porque, onde e quem). Anote todas as sugestões de perguntas dos participantes na apresentação projetada no quadro branco. Caso o trabalho seja feito na oficina utilize um flip chart para fazer as anotações. CASE 02 INCONVENIENTE RECLAMADO PELO CLIENTE - RUMOROSIDADE MOTOR NA BANCADA Simule previamente o CASE 02 no motor da bancada realizando a inversão dos casquilhos dos munhões ou moentes. Ao realizar as medições de folga radial utilizando o plastigage a diferença encontrada deverá indicar a troca de posição dos casquilhos. Objetivo: Realizar a seleção dos instrumentos e preenchimento parcial da ficha de controle metrológico dos motores em garantia. Utilizar o Plastigage nas medições de folga radial dos munhões e moentes. Utilize como referencia as orientações da nota de diagnósitco “10 – Motor com Rumorosidade” presente no INFOTEC para o modelo Ducato 2.3 Multijet L6. Hodômetro: km Sintoma: Rumorosidade após poucos minutos de funcionamento sobretudo em rotação entre 2 e 3 mil RPM. Quando acontece? Após poucos minutos de funcionamento Desde quando? Após desmontagem e substituição do eixo virabrequim em garantia com 200 km pois apresentava problemas na engrenagem condutora da bomba de óleo. Onde foi feita a revisão: Concessionária FIAT – Revisão de entrega. Como acontece? Toc Toc Onde acontece? No motor Se houve tentativa para solucionar e possivelmente alterou a causa do problema: não Espia MIL: apagada Causa: erro de classificação dos casquilhos dos moentes no momento da montagem do motor Solução: correta classificação para atender às especificações de folga para cada mancal do eixo. Consultar especificações técnicas no Infotec. Após apresentação do grupo, faça a seguinte pergunta aos participantes: Quais os demais controles metrológicos são necessários para envio de um motor em garantia? Realize em conjunto com a turma a desmontagem do motor seguindo a operação 1004E20 e faça o preenchimento parcial da ficha de controle metrológico que poderá ser acessada no INFOTEC. O preenchimento parcial da ficha prevê o preenchimento de todos os itens da ficha sem repetir procedimentos idênticos. Apresente informações não exploradas pelos participantes utilizando os materiais em anexo como “TM012_Cong_Sist_Fiat_Ducato_APRESENTACAO.ppt”. Exemplos: filtro de óleo curto e filtro longo, correta ordem de aperto dos parafusos do conjunto da EGR, característica de funcionamento da válvula de controle da pressão de sobre alimentação (waste gate), definição das espessuras das junta do cabeçote, etc... Ao final da atividade, liste no flip chart todos os pontos de atenção observados nessa operação para estimular o preenchimento dos dados na apostila do aluno. Incentive o preenchimento das referências do Infotec na apostila do aluno no campo “Anotações Infotec”. Dicas: Diferença máxima admitida entre projeção dos pistões em relação ao bloco: 0,15 mm Aplicar Loctite 277 na rosca da tampa de acesso à ferramenta de fasagem do virabrequim Vedação superior do sub bloco feita com Loctite 518 com 1,5 mm de espessura Posição da biela em relação ao bloco: trava das bronzinas voltadas para o lado da admissão Cores de identificação da classe dos casquilhos: vermelho, azul, verde. Sendo o verde a maior medida. Falar sobre função e cuidados de montagem dos injetores de óleo do bloco, referencia operação do INFOTEC 1012C20. ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS TM017_596_00

28 CASE 03 - BAIXA EFICIÊNCIA E ALTO CONSUMO
DIAGNÓSTICO – MOTOR PASSO A PASSO: CASE 03– BAIXA EFICIÊNCIA E ALTO CONSUMO Simule previamente o CASE 03 no veículo removendo o anel de cobre do eletroinjetores dos 4 cilindros. Objetivo: Atentar para a importância da arruela de cobre dos eletroinjetores também para realizar o teste de compressão do motor utilizando o ferramental específico disponível: falso bico injetor e equipamento para teste de compressão homologado EQ – CASE 03 - BAIXA EFICIÊNCIA E ALTO CONSUMO TM017_596_01

29 ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS
03 CASE 03 “BAIXA EFICIÊNCIA E ALTO CONSUMO” 29 Etapa 1 – Perguntas investigativas e detalhamento do inconveniente Na etapa 1 pergunte aos participantes quais os questionamentos importantes para detalhamento do inconveniente. Adotaremos as perguntas padrão do método 5W1H (o quê, quando, como, porque, onde e quem). Anote todas as sugestões de perguntas dos participantes na apresentação projetada no quadro branco e incentive. Caso o trabalho seja feito na oficina utilize um flip chart para fazer as anotações. CASE 03– BAIXA EFICIÊNCIA E ALTO CONSUMO Objetivo: Atentar para a importância da arruela de cobre dos eletroinjetores também para realizar o teste de compressão do motor utilizando o ferramental específico disponível: falso bico injetor e equipamento para teste de compressão homologado EQ – Sintoma: Baixa potência e alto consumo de combustível Hodômetro: km Quando acontece? Sempre Desde quando? Após envio dos eletroinjetores para limpeza na BOSCH quando o cliente reclamava de alto consumo. O relatório da BOSCH não indica anomalia nos eletroinjetores que voltaram funcionando corretamente. Onde foi feita a revisão: Oficina particular Como acontece? Motor com baixo desempenho (pouca “força”) Onde acontece? Sempre Se houve tentativa para solucionar e possivelmente alterou a causa do problema: não Espia MIL: apagada Causa: montagem dos eletroinjetores sem a arruela de cobre de vedação Solução: montagem dos eletroinjetores utilizando arruelas de cobre novas Dicas: Acesse o Sitfer através do Infotec e escreva no campo busca a palavra “Ducato” para localizar todas as ferramentas e equipamentos disponíveis para teste de diagnóstico. Além de utilizar a arruela de cobre em conjunto com a ferramenta devemos ter atenção especial para limpeza da sede do cabeçote. Seguir orientações do INFOTEC “Diagnóstico - Pressao de compressão.pdf” e recomende sempre a substituição das arruelas para motores em garantia. ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS TM017_596_00

30 03 CASE 04 - RUMOROSIDADE DIAGNÓSTICO –CÂMBIO PASSO A PASSO:
A partir desse momento vamos trabalhar com inconvenientes ligados à caixa de cambio MLGU Apresente o CASE 04 e responda as perguntas investigativas dos participantes que deverão ser anotadas no slide projetado no quadro branco. Divida a turma em dois grupos e acompanhe o preenchimento da ficha de diagnóstico presente na apostila do aluno. Os participantes deverão fazer as etapas 2 e 3. Após 15 min para preenchimento da ficha, cada grupo deverá apresentar a estratégia de diagnóstico que será trabalhada (Etapa 3). Defina uma estratégia única em conjunto com a turma e preencha o diagrama causa-efeito no quadro branco. Acompanhe os testes e verificações realizados na Etapa 4. Assim que encontrar a causa do inconveniente promova uma discussão com a turma completa sobre os testes realizados. Realize a montagem e finalização do CASE em conjunto com a turma. Após finalizar o case promova uma discussão sobre os pontos de atenção e anote as observações no flip-chart para que os alunos façam anotações na apostila. INCONVENIENTE - RUMOROSIDADE VEÍCULO Simule previamente o inconveniente do CASE 04 no cambio na bancada removendo o calço de regulagem da folga do eixo primário e arruela espaçadora do rolamento da árvore secundária. A ausência da arruela espaçadora irá permitir a interferência entre rolamento e engrenagem de quarta velocidade que irá causar um “ronco” do rolamento. Objetivo: Estudar as características de construção e controle das folgas de funcionamento da caixa de mudanças e diferencial MLGU e aplicar a metodologia de diagnóstico para abreviar o tempo de diagnóstico.  Simular a substituição do conjunto de embreagem na bancada. CASE 04 - RUMOROSIDADE TM017_596_01

31 ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS
03 CASE 04 “RUMOROSIDADE NO CAMBIO” 31 Etapa 1 – Perguntas investigativas e detalhamento do inconveniente Na etapa 1 pergunte aos participantes quais os questionamentos importantes para detalhamento do inconveniente. Adotaremos as perguntas padrão do método 5W1H ( o quê, quando, como, porque, onde e quem). Anote todas as sugestões de perguntas dos participantes na apresentação projetada no quadro branco. Caso o trabalho seja feito na oficina utilize um flip chart para fazer as anotações. CASE 04 Hodômetro: km Sintoma: veículo apresenta um ronco característico em todas as velocidades, com todas as marchas engatadas, aumenta com o aumento da marcha conseqüentemente a quinta é a marcha mais rumorosa. Também apresenta rumorosidade nas arrancadas e desacelerações. Quando acontece? Sempre Desde quando? Não soube informar Onde foi feita a revisão: Concessionária FIAT Como acontece? veículo apresenta um ronco característico em todas as velocidades e que aumenta com a velocidade. E apresenta um “toc toc” nas arrancadas e ao soltar o acelerador. Onde acontece? com todas as marchas engatadas, aumenta com o aumento da marcha conseqüentemente a quinta é a marcha mais rumorosa Se houve tentativa para solucionar e possivelmente alterou a causa do problema: não Espia MIL: apagada Causa: folga do eixo primário fora do especificado e ausência da arruela espaçadora do eixo secundário. Solução: controle e ajuste da folga do eixo primário e correta montagem do eixo secundário. Dica :  Rumorosidade É constante, independentemente da velocidade? Pode ser conjunto coroa e pinhão. Só se apresenta em uma marcha específica? Pode ser o conjunto de engrenagens da própria marcha. Só se apresenta em curva? Pode ser o conjunto de diferencial (planetária e satélites). A rumorosidade pode se apresentar em aceleração ou ao soltar o acelerador, indicando que existe problema em um lado ou no outro lado dos dentes das engrenagens. Procedimento de substituição da embreagem Utilize as ferramentas específicas para remoção do eixo e colar de embreagem (referencia operação 2110A10). Aborde também a operação de sangria do conjunto hidráulico da embreagem (referência operação 0010T67 ) Relatórios Caso seja necessário buscar ajuda na Assistência Técnica Fiat. Pontos importantes para preenchimento de um relatório de inconveniente: -Máximo detalhamento possível do inconveniente. -Detalhar os testes realizados e instrumentos de medição utilizados. -Fonte de consulta e dados considerados. -“Print screen” das telas do EDI para anexar ao relatório. -Foto para identificação do inconveniente e do componente (exemplo: a foto da etiqueta de chicotes elétricos é fundamental para sua identificação). -Histórico do veículo. Lembrar que trabalhos feitos fora da garantia e fora da rede Fiat deverão ser obtidos com perguntas investigativas feitas ao cliente. Obs: Caso não ocorra a situação de necessidade de pedir auxilio à Assistência Técnica Fiat, aborde o correto preenchimento da ficha e lembre aos participantes que o relatório poderá ser utilizado também para relatar uma situação atípica vivenciada e que servirá como rica fonte de informação para a FIAT. ETAPA 01 - REALIZAR PERGUNTAS INVESTIGATIVAS TM017_596_00

32 ETAPA 03 - PRIORIZAR COMPONENTES E ELENCAR POSSIVEIS CAUSAS
CASE 04 “RUMOROSIDADE NO CAMBIO” RUMOROSIDADE Etapa 3 – Diagrama causa-efeito e a estratégia de verificações Crie em conjunto com a turma uma estratégia que inicie com as verificações de mais fácil acesso, que demandem menos tempo e menos recurso. Estimule a participação dos alunos com perguntas como: qual dos componentes demandaria menos tempo para verificar seu correto funcionamento? ETAPA 03 - PRIORIZAR COMPONENTES E ELENCAR POSSIVEIS CAUSAS TM017_596_01

33 CONCLUSÃO CONHECER AS TECNOLOGIAS E PARTICULARIDADES DOS CÂMBIOS MECÂNICOS CONTRIBUI PARA... Pergunte aos participantes quais são as vantagens de realizar diagnósticos e reparos, seguindo uma estratégia de diagnóstico que favoreça fazer certo na primeira vez, no menor tempo possível e mantendo a qualidade. Leve-os a refletir e a entender que, prestando-se um serviço de reparo com rapidez e qualidade, se aumenta a produtividade e reduz-se o retorno de serviços, além de satisfazer as necessidades e favorecer a satisfação do cliente e sua consequente fidelização à marca e à concessionária, possibilitando assim a permanência do cliente na base da concessionária e a manutenção do Market Share (participação de mercado) da montadora. Permanecendo na base, o cliente bem trabalhado possibilita também o aumento da rentabilidade da concessionária e a garantia de emprego dos produtivos. Ou seja, a rentabilidade é consequência dos bons atos da concessionária, estando ligada à fidelização do cliente. MAIOR RENTABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA MAIOR PARTICIPAÇÃO DE MERCADO DA MONTADORA SATISFAÇÃO DOS CLIENTES TM017_596_01

34 DENTRO FIQUE POR OBJETIVO:
Conhecer as informações presentes no SGTR referentes ao Percurso Formativo e Saiba mais. PASSO A PASSO : 1. Clique no link do “FIQUE SABENDO”; 2. Convide um dos participantes que possua senha do Portal DPR para acessar o seu percurso formativo através do SGTR; 3. Oriente CASE necessário; 4. Mostre para os participantes cada uma das diversas funcionalidades disponíveis no SGTR, as quais eles tem acesso através de logins e senhas PRÓPRIAS, destacando: - NOTA DO iC e o que é o iC: (“Nota média obtida nos pós-testes de todos os treinamentos já realizados” X “Percentual de realização do Percurso Formativo”). - DADOS PESSOAIS - CURSOS DISPONÍVEIS NO PERCURSO FORMATIVO: mostrar quais já foram realizados e quais ainda faltam para ser realizados enfatizando o fato do iC estar associado a nota obtida no curso a ao percentual de realização dos cursos, podendo a simples realização de um curso WEB ou da TV FIAT dar uma melhorada significativa do iC. - NOTAS: dos cursos já realizados e notas que poderiam ter nos cursos não realizados e o impacto imediato no iC - CURSOS WEB: enfatize o acesso rápido aos cursos WEB e a possibilidade de realização direta dos mesmos no mesmo ambiente sem a necessidade de matrícula ou de permissão de outros profissionais; 5. Peça para o participante abrir um “saiba mais” disponível para que a turma visualize os arquivos presentes. Valorize o conteúdo disponibilizado; 6. Deixe claro para a turma que os conteúdos do “saiba mais” são extras e de grande importância para quem deseja se aprofundar ou se desenvolver mais no assunto apresentado no curso; 7. Peça para o participante abrir um “certificado” disponível para que a turma visualize o mesmo. Diga que o certificado pode ser impresso e que substitui a antiga carteirinha de treinamento, sendo um comprovante dos cursos já realizados e muito importante para o curriculum profissional de cada um podendo ser utilizados como referência futura; 8. Diga que CASE se esqueça a senha, basta clicar na tela principal do Portal em “ESQUECI MINHA SENHA” que o sistema automaticamente envia uma NOVA senha para o cadastrado. ATENÇÃO: enfatizar o fato de que o profissional nunca receberá a nova senha se o cadastrado estiver errado ou se estiver no nome de outra pessoa. 9 – Sugira aos participantes para que mantenham dados atualizados utilizando endereço de próprio e que para isto basta procurar o Gestor de Treinamento da Concessionária e pedir para que atualize seus dados e principalmente o cadastrado; 10 – Reforce mais uma vez que para ter acesso portal basta ter login e senhas próprios, CASE contrário se corre o grande risco de alguém invadir suas informações e realizar atitudes indesejadas como por exemplo: - imprimir e utilizar o certificado indevidamente - ver os dados pessoais - ver todas as notas inclusive as baixas e utilizando esta informação de forma indevida - realizar os cursos WEB no nome dele e “roubar” o conhecimento que seria dele. Lembre que conhecimento é um diferencial no mercado de trabalho sendo uma herança própria a qual ninguém consegue nos tirar, além do fato de podermos levar o mesmo (conhecimento) para qualquer lugar que quisermos, seja no trabalho, em casa, nos hobbies de final de semana, etc..

35 AVALIAÇÃO Aplicação do pós-teste. TM017_596_01

36 AGRADECEMOS A SUA PARTICIPAÇÃO!
ELIMINAR OU MUDAR PADRÃO? Estimule o participante a acessar seu percurso através do Portal DPR, seguindo as orientações: Apresente de forma resumida a ferramenta; Peça um dos participantes que acesse ao portal com login e senha próprios, apresentando novamente as funcionalidades a que eles tem acesso (Percurso Formativo, iC, Qualitas e TV FIAT); Explore o Percurso do profissional destacando os cursos previstos/pendentes; Enfatize o acesso realizado por login e senha, o qual foi disponibilizado para todos profissionais, orientando àqueles que não possuem acesso que o solicite ao respectivo Gestor de Treinamento; Informe sobre o “Saiba Mais”, disponibilizado no Percurso Formativo de cada profissional e sobre os cursos WEB/TV FIAT que eles poderão acessar diretamente, sem a necessidade de realizar matrícula, e que para isto será necessário login e senha. PARA SABER MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO, ACESSE O PORTAL DPR E FAÇA DOWNLOAD DE CONTEÚDOS EXTRAS dpr.fiat.com.br TM017_596_01


Carregar ppt "Siga as orientações desta apresentação"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google